faca sangue crime getty images 600 Funcionário do governo dos EUA mata seis pessoas

O protagonista de O Sexto Homem, de David Baldacci, com tradução de Maria Clara de Biase, é Edgar Roy, que tem uma mente brilhante. Mais do que brilhante: única. E não foi surpresa quando o governo dos Estados Unidos o convocou para servir seu país.

Só que, em vez de apontar armas contra o inimigo numa terra estrangeira, ele passa 12 horas por dia diante de uma tela, analisando os dados coletados pelo serviço de espionagem norte-americano.

Todas as informações colhidas por agentes infiltrados, espiões, escutas telefônicas, programas de computador, drones e satélites acabam se concentrando diante dele. Edgar é a própria inteligência do país. Ninguém mais tem a capacidade de analisar essa sobrecarga crescente de dados e traçar estratégias políticas seguras.

Graças a ele, mais de uma vez o governo conseguiu evitar outro 11 de Setembro. É esse homem brilhante que agora está catatônico e preso numa instituição federal de segurança máxima, acusado de matar seis pessoas e enterrá-las na fazenda de sua família.

Será que todo gênio tem um lado sombrio?

o sexto homem david baldacci ligia braslauskas 600 Funcionário do governo dos EUA mata seis pessoas

O Sexto Homem

352 páginas
R$ 39,90 (impresso)
R$ 24,99 (e-book)
Editora Arqueiro