Publicado em 09/06/2012 às 11:55

Música me fez ridículo. Continua fazendo. E eu adoro.

Vai parecer texto de tiozão. E é na verdade. Mas vou tomar a liberdade de iniciá-lo com “houve uma época...”. Vamos lá.

Houve uma época em que meus amigos e eu íamos para uma loja assistir a um vídeo cheio de fantasmas, falhas de imagem, de som, em TV 14 polegadas. Era sorte se o vídeo fosse colorido. E a loja enchia como a estação Sé do metrô de São Paulo às 18h.

Isso há 20 e poucos anos.

Os vídeos eram de shows, que alguém tinha viajado sabe-se lá pra onde e conseguido uma cópia da cópia da cópia em VHS. Brasil não era rota das bandas, então vídeos assim era o mais próximo que você chegava de um concerto de algumas das bandas favoritas.

A loja em questão era a Woodstock Discos, templo do heavy metal, no centro de São Paulo.

As pessoas assistiam e reagiam como se realmente estivessem em um show. Batiam cabeça, aplaudiam, comentavam trechos depois e pagavam tudo o que tivessem no bolso por uma cópia (da cópia da cópia da cópia).
Ridículo, né?

Não tanto quanto me sinto ao ficar feliz feito criança quando encontro todo esse pacote tão facilmente na internet. Como o show abaixo, do Def Leppard, na Sunset Strip (rua sagrada do metal farofa nos 1980).

Se por acaso esse pacote chegasse embrulhado à minha casa à época, acho que desmaiaria. Hoje me divirto e compartilho.

Só pérolas, sete músicas: "Rock of Ages", "Foolin'", "Animal", "Hysteria", "Bringin' on the Heartbreak", "Pour Some Sugar on Me" e "Let It Go". Divirta-se.

Rock on.

Def Leppard ao vivo na Sunset Strip por luizcesar no Videolog.tv.

Página 1 de 11
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com