Publicado em 28/08/2012 às 11:15

O melhor disco que você (ainda) não ouviu – parte 1

Ou melhor: espero que não tenha ouvido. Ainda. O que considero uma sorte. Pois queria ter novamente a experiência de ouvir pela primeira vez “Mermaid Avenue”, composto em conjunto pelo Wilco e por Billy Bragg e lançado em 98.

A história toda do disco é muito legal.

Tanto os caras do Wilco quanto o inglês Billy Bragg eram/são fãs de Woody Guthrie, talvez o primeiro e maior doidão, rebelde, punk, da música de protesto norte-americana. Não fosse ele, não existiria Bob Dylan.

Desde seus 19 anos até morrer, em 1967, aos 55, o cara não teve porto, teve três famílias, oito filhos (acho) e escreveu uma tonelada de canções sociais, de protesto, pró-trabalhadores, em formato folk. A foto clássica de Guthrie é a que está abaixo, com uma roupa working class e o “This Machine Kills Fascists” em letras garrafais em sua arma.

woody O melhor disco que você (ainda) não ouviu – parte 1
O cara produziu até lá pela metade dos anos 1950, quando a Doença de Huntington, degenerativa, que viria a matá-lo, se manifestou.

Do período de seu segundo casamento, quando morava na Mermaid Avenue, no Brooklyn (NY), e teve quatro filhos, vem os textos que se transformaram nesta homenagem.

Um dos quatro filhos, Nora, foi a um concerto tributo ao pai em 1992 e ofereceu ao cantor também de folk e também de protesto inglês Billy Bragg as letras não-musicadas de Guthrie. Este encontrou no Wilco os parceiros para levar adiante o tributo.

“Mermaid Avenue” é sublime.

As letras viajam dos depressivos anos 30 dos EUA para um acento folk/alt.country/rock. E o projeto se mostrou tão fértil que em 2000 foi lançado o segundo volume, “Mermaid Avenue 2”, em 1999 saiu um DVD documentário sobre o projeto, “Man in the Sand”, e neste 2012 foram os três empacotados junto às canções que restaram das sessões em um box, “The Complete Sessions”.

Comece pelo primeiro, que uma vez concordei com meu amigo Chuck Hipolitho que seria um dos discos que levaria para uma ilha deserta.

Acabou entrando, também, para minha vida de maneira definitiva, pois quando minha primeira filha, Nina, estava pra nascer, montei algumas mixtapes para tocar na sala de parto e ela escolheu a música abaixo para ser o primeiro som que ouviria.

Billy Bragg & Wilco - California Stars por luizcesar no Videolog.tv.

A filosofia de vida (e de composição) de Woody Guthrie.

“Eu odeio uma música que faz você pensar que você não é nada bom. Eu odeio uma música que faz você pensar que você é nascido para perder. Obrigado a perder. Não serve para ninguém. Não serve para nada.

Porque você é muito velho ou muito novo, muito gordo ou muito magro, muito feio ou muito isso, muito aquilo. Músicas que te deixam para baixo ou ridicularizam você por conta de sua má sorte ou dificuldades.

Vou lutar com essas músicas até meu último suspiro de ar e minha última gota de sangue. Vou cantar músicas que irão provar a você que esse é seu mundo e como, se isso tem afetado você bastante e batido em você uma dúzia de vezes, não importa qual cor, qual tamanho você é, como você foi construído.

Vou cantar as músicas que fazem você ter orgulho de si e de seu trabalho.”

Comente

"O melhor disco que você (ainda) não ouviu – parte 1"

28 de August de 2012 às 11:15 - Postado por Luiz Cesar Pimentel

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com