Publicado em 19/09/2012 às 13:56

A vida de Jeff Buckley virou filme

Até entendo o amor por Jeff Buckley, mas não compartilho.

O cara era filho de uma estrela dos anos 1960 e 70, Tim Buckley, gravou um só disco, “Grace”, e morreu afogado aos 30. Viu o pai famoso uma vez só, e este morreu de overdose quando Jeff tinha 9 anos. É toda a história da biografia que vai para os cinemas em breve: “Greetings from Tim Buckley”.

Apesar do único disco que Jeff gravou ser incensado como a última Coca-Cola gelada no meio do Saara, não consigo gostar muito. Até ouço. Mas não é aquela coisa que de tempos em tempos você para e pensa: “Nossa, preciso ouvir esse disco”.
Mas quero ver o filme.

Já passou no Festival de Cinema de Toronto. Daqui a pouco roda a internet.

Tá aí o trailer.

Greetings from Tim Buckley por luizcesar no Videolog.tv.

4 Comentários

"A vida de Jeff Buckley virou filme"

19 de September de 2012 às 13:56 - Postado por Luiz Cesar Pimentel

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Bruno
    - 2 de setembro de 2014 - 5:24

    O filme é terrível, mas o disco? ah, o disco é pra um nicho muito pequeno e íntimo de pessoas. Não julgo você por não ter captado a ideia dele.

    Responder
  • Felipe Pierri
    - 19 de novembro de 2012 - 10:19

    Luiz, foi lançado um álbum póstumo de Jeff Buckley. Portanto, considere 2 álbuns de estúdio. Quanto ao gosto pelo som dele, não posso discutir. Eu curto muito, você não. É uma opinião pessoal. Abraço.

    Responder
1 2
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com