TV

Publicado em 26/08/2014 às 12:55

Império mostra claramente por que Em Família foi uma porcaria

imperio Império mostra claramente por que Em Família foi uma porcaria

O protagonista João Alfredo em cena de Império (Foto: Divulgação/Globo)

Em pouco mais de um mês no ar, já dá para ver todos os erros de Em Família e os acertos de Império. É tão gritante a diferença de uma novela para outra que a Globo deve estar se remoendo até agora de ódio da trama anterior. A audiência da novela de Manoel Carlos foi o pior de uma novela das nove e por motivos que eram de fácil correção, como nos mostra agora Aguinaldo Silva, autor de Império. Não que seja fácil fazer uma novela bem feita, mas há uma certa receita do que se fazer para que este produto tenha sucesso.

Escrevi algumas vezes no blog sobre os problemas de Em Familia e os principais eram: história arrastada, falta de conflitos, ausência de vilão durante boa parta da trama, personagens fracos, falta de humor, personagens ruins/chatos.

Império, por sua vez, é praticamente o contrário de sua antecessora. Tem personagens fortes, conflitos o tempo todo, ganchos fortes para o próximo capítulo, vilões, anti-heróis e expectativa. Resumindo, Aguinaldo Silva consegue criar consistência e capítulos fortes. Claro que a primeira fase foi melhor do que o que está sendo mostrado agora. Mas aí não é defeito: a direção fez um trabalho primoroso para a semana inicial que mostrava os personagens jovens e no passado. Foi um momento especial para pegar o público de jeito. E funcionou. O que vemos agora na tela segue um curso normal de novela, mas bem escrita e com pegada forte. Aguinaldo, até agora, não deu passos em falso e consegue repetir alguns dos melhores momentos de sua carreira. E está um nível acima de Fina Estampa, sua novela das nove anterior e que deu umas belas derrapadas.

Ainda há muito o que ser mostrado em Império, mas até agora o que se vê é um banho em Em Família. Esta sim, uma novela para esquecer para sempre.

 

Imprimir:

TV

Publicado em 18/08/2014 às 10:07

Ana Maria Braga joga ao vivo balde água e gelo na cabeça

ana1 Ana Maria Braga joga ao vivo balde água e gelo na cabeça

Ana Maria toda molhada (Foto: Reprodução/Globo)

A moda surgiu lá fora para ajudar a arrecadar fundos para uma instituição que toma conta de pessoas com esclerose lateral amiotrófica. Bill Gates, Mark Zuckerberg, Bon Jovi e outros famosos entraram na brincadeira de jogar um balde de água fria na cabeça. Daí, uma pessoa desafia outras três e a coisa vai aumentando. Todo mundo posta os vídeos ou fotos nas redes sociais e a festa está completa. Claro que a onda chegou por aqui e várias celebridades aderiram. Agora pela manhã, Ana Maria Braga acabou de fazer o mesmo, ao vivo. André Marques virou o balde na apresentadora.

Segundo ela, no Brasil também estão arrecadando dinheiro para uma instituição.

Imprimir:

TV

Publicado em 14/08/2014 às 10:46

O que foi aquele cenário do Jornal Nacional?

jornalnacional O que foi aquele cenário do Jornal Nacional?

Bonner e Patrícia no cenário improvisado do JN (Foto: Reprodução/Globo)

Quem viu aí o Jornal Nacional apresentado de Brasília? O motivo foi a entrevista que William Bonner e Patrícia Poeta fariam com a presidente Dilma (e que foi transferido por causa da morte de Eduardo Campos). Daí, a Globo decidiu colocar os apresentadores ao vivo de um estúdio com cara total de improvisado. Ficou ruim. Deu a ideia de que estávamos vendo a dupla de apresentadores numa espécie de puxadinho, tamanha era a feiura do que estava na tela. Pode até ser que o cenário não fosse improvisado, mas ficou muito abaixo do que é normalmente.

Sério. Na hora em que sintonizei o canal e vi Bonner ali, espremido, achei uma coisa totalmente bizarra. Na boa, um programa do calibre do Jornal Nacional não pode ter esse tipo de deslize. Ficou muito feio. Tanto é que houve uma gritaria das pessoas nas redes sociais. Todo mundo meio espantado com o que estava vendo.

Tomara que isso não role novamente na edição desta noite.

Imprimir:

TV

Publicado em 06/08/2014 às 09:23

Quebra-pau ao vivo na Ana Maria Braga!

anamaria Quebra pau ao vivo na Ana Maria Braga!

Ana Maria na hora da "confusão" (Foto: Reprodução/Globo)

Na abertura de seu programa desta quarta-feira (6), rolou uma "briga" no programa Mais Você. Já abriu com dois supostos funcionários da equipe da Ana Maria Braga se pegando, trocando tapas e socos. As câmeras se moviam freneticamente enquanto a apresentadora pedia para parar. O Louro José, por sua vez, gritava para apartar a rapaziada.

- Pânico violenta Luana Piovani e Felipão com suas brincadeiras

- Chay Suede ganhou o Oscar e não me avisaram?

Vai dizer que você caiu nessa? Se estivesse mesmo rolando uma briga ali, rapidamente o programa teria cortado para o comercial. E dava para perceber que era algo armado. Mas teve muita gente que caiu na pegadinha, principalmente nas redes sociais. É só dar uma busca para ver que pessoas ficaram surpresas com o que estavam vendo na tela. Logo tudo foi revelado e era só uma brincadeira para mostrar como é feio criar barraco para chamar atenção. Tudo foi encenado por dublês, que aproveitaram para falar sobre cenas de ação em novela.

Vai entender.

Imprimir:

TV

Publicado em 04/08/2014 às 11:05

Pânico violenta Luana Piovani e Felipão com suas “brincadeiras”

luana3 Pânico violenta Luana Piovani e Felipão com suas brincadeiras

Luana Piovani sendo importunada por Vesgo (Foto: Reprodução/Band)

O Pânico tem diversos méritos e sua espécie de cruzada contra os famosos, em geral, faz muito sentido. A questão é que o programa e seus integrantes simplesmente não sabem quando parar. O caso clássico foi o da invasão do velório da Amy Winehouse, quando surgiu uma gritaria gigantesca antes da exibição da "brincadeira". Isso fez com que a edição mudasse os rumos da matéria, dando a entender que seria uma homenagem à cantora.

Neste domingo foram ao ar duas reportagens que mostram bem que o pessoal da atração não tem limites e o que importa mesmo é fazer barulho. Os casos aqui são os de Felipão e de Luana Piovani. Começamos com o da atriz.

Na semana que passou, Luana e seu marido colocaram nas redes sociais fotos de uma comemoração qualquer e que mostram a atriz toda sensual numa banheira. No programa de ontem, Vesgo vai atrás de Luana e seu marido na praia com a desculpa de oferecer flores para "apimentar a relação do casal". Obviamente que a atriz pediu que o repórter se retirasse, afinal foi lá única e exclusivamente para encher a paciência, sem motivo nenhum. O discurso de Vesgo é o seguinte: "Luana, você coloca aquele tipo de foto na internet e quer privacidade?". É o equivalente a justificar um estupro porque a mulher estava com roupa curta ou bêbada. Não tem diferença nenhuma. Só porque Luana coloca uma foto sensual nas redes sociais, não significa que alguém tenha o direito de vê-la nua na rua ou algo do tipo. E antes que alguém pergunte, não sou fã de Luana e não tenho nenhum motivo para defendê-la.

Vesgo foi até a atriz com a única intenção de provocá-la. Certamente ele estava torcendo para que ela se levantasse e o agredisse, porque aí a coisa ficaria ainda melhor para o Pânico.

O caso de Felipão é exatamente a mesma coisa, a mesma invasão sem graça e que não provoca risos em ninguém. O repórter do Pânico conseguiu um assento ao lado do ex-técnico da seleção brasileira para tentar entrevistá-lo de qualquer maneira. Isso porque o programa, através de Alfinete, já havia caçado Felipão, há alguns dias. A encheção do programa foi tamanha, que o técnico teve de entrar no banheiro do avião e, depois, ficar lá nos fundos para tentar não ser importunado. Isso tudo após diversas vezes dizer que não queria dar entrevistas.

O Pânico sabe fazer humor, sabe entreter, mas esses dois casos são exemplos de "brincadeiras" que ninguém mais vê graça.

Imprimir:

TV

Publicado em 01/08/2014 às 15:31

Lá vem o Faustão com aquela chatice de novo

faustao Lá vem o Faustão com aquela chatice de novo

Faustão, para com esse quadro, vai (Foto: Reprodução/Globo)

Dança dos Famosos! Quem é que gosta desse negócio, me fala? É um dos quadros mais vergonha alheia do programa e é, possivelmente, o que sempre causa aquele contorcionismo na poltrona, tamanho é o constrangimento.

O quadro sempre tem aqueles artistas que não sabem dançar absolutamente nada, certo? Aí vão lá, treinam até dizer chega, melhoram um pouco, se empolgam, mas a vergonha alheia não sai. Teve um ano aí que tinha o Kadu Moliterno, uma verdadeira aula de como não dançar. Mas estava lá, mandando ver. E os jurados não têm a manha de falar a real, afinal ninguém quer deixar o colega depressivo. Assim, mesmo quem é muito ruim acaba ganhando nota 8, às vezes até 9.

O Dança dos Famosos só não é mesmo pior do que aquele outro quadro que teve esse ano, o Artista Completão. Esse sim, uma verdadeira tragédia. Mas esse da dança também não fica muito atrás, não.

Imprimir:

TV

Publicado em 31/07/2014 às 16:47

Fofoqueiro gay de Paulo Betti não engana ninguém

betti Fofoqueiro gay de Paulo Betti não engana ninguém

Téo e sua ajudante (Foto: Divulgação/Globo)

Império começou bem e continua legal até aqui, mas uma coisa incomoda bastante: o jornalista fofoqueiro gay interpretado por Paulo Betti. O personagem se chama Téo e tem um blog famoso em que fala tudo sobre a vida dos famosos. É uma espécie de Crô, outro gay famoso das novelas criado também pelo autor Aguinaldo Silva na novela Fina Estampa, de alguns anos atrás.

O problema com Paulo Betti é que ele está um tanto quanto exagerado, um tom acima do que é necessário para o personagem. Clô também era exagerado, mas Fina Estampa é diferente de Império. A primeira tinha alguns elementos fantasiosos que não cabem na segunda, o que seria o mesmo que colocar Crô numa novela como Avenida Brasil, por exemplo.

Mas, felizmente, Betti é um bom ator e deve acabar encontrando o tom certo para o seu Téo dentro de mais algum tempo. Esperemos.

Imprimir:

TV

Publicado em 30/07/2014 às 15:16

Chay Suede ganhou o Oscar e não me avisaram?

chay Chay Suede ganhou o Oscar e não me avisaram?

Cadê o Oscar do Chay? (Foto: Divulgação/Globo)

O maior barulho deste início de Império, nova novela das nove da Globo, é em cima de Chay Suede. E há dois motivos: um é que a Globo e o ator fingem esquecer o passado em Rebelde e Ídolos. Mas isso já foi bastante comentado por aí. Então, vamos ao segundo motivo: Chay está sendo considerado como o novo Marlon Brando, o novo De Niro, o novo Dustin Hoffman e só não é chamado de a nova Meryl Streep por motivos óbvios. Minha proposta é: vamos com calma?

Chay fez realmente um bom trabalho nso primeiros capítulos de Império, conseguiu segurar a onda, mas também não é para tanto. O jovem ator foi bem, mas a imprensa vem dando um tratamento exagerado a ele. Talvez esse alvoroço venha da escassez de bons novos atores no mercado. Se você comparar Chay com gente como Caio Castro, por exemplo, realmente o ganho é gigantesco. Só que competir com Castro é quase como competir com uma porta ou uma maçaneta, né? O nível "Caio Castro" de expressão e interpretação é lá embaixo.

E aí, claro, Chay se sobressai, já que seus concorrentes saídos de Malhação são muito fracos. Mas o ator ainda tem muito a melhorar, muito a aprender. É, sem dúvida, promissor, tem carisma e já provou isso. Agora tratá-lo como o vencedor do Oscar de Melhor Ator já vai uma distância bem grande.

 

Imprimir:

TV

Publicado em 23/07/2014 às 10:46

Ao nos livrar da chata Tânia Mara, Império já nos presta um serviço

tania Ao nos livrar da chata Tânia Mara, Império já nos presta um serviço

Tânia Mara canta seu hit meloso em Em Família (Foto: Reprodução/Globo)

Se você não suportava a breguíssima cantora Tânia Mara e sua insuportável música — Só Vejo Você — na novela Em Família, está no meu time. A música é uma das coisas mais horrendas que o público já teve que aturar no horário nobre. Era aquela que embalava o romance de Clara e Marina e tocava sem parar, todos os dias, todas a semanas, por meses a fio. O motivo é fácil de entender: Tânia é mulher do diretor Jayme Monjardim. Ele, em toda novela que dirige, empurra sua respectiva goela abaixo dos espectadores. É o único jeito que ela consegue aparecer.

Tânia Mara consegue seus "hits" dessa maneira. Fica sendo martelada durante meses numa novela. A trama acaba e ela desaparece por uns dois, três anos, até Jayme voltar novamente para o horário nobre. Já aconteceu várias vezes e continuará assim, a menos que haja um divórcio no meio do caminho, claro.

Aliás, o clipe de Só Vejo Você é uma coisa patética. Entre os "destaques" temos a artista tomando banho de roupão. Assista e dê risada:

E com o fim de Em Família, que foi uma novela trágica em todos os sentidos, também nos livramos de Tânia. O alívio é grande. E o mais legal disso é que Império, a nova trama, começou bem. A história consegue prender o espectador, tem bons personagens, drama e vários acontecimentos em cada capítulo chamam a atenção do público. Aguinaldo Silva tem acertado a mão neste início. E um outro grande acerto de Império é sua trilha sonora. Nos livramos de Tânia Mara e ganhamos uma abertura com música dos Beatles. Além disso tem Carla Bruni, Paralamas do Sucesso e outras canções muito bem escolhidas.

É um belo ganho, principalmente se levarmos em conta que nunca mais teremos de ouvir a tal da Só Vejo Você.

Imprimir:

TV

Publicado em 21/07/2014 às 14:29

Morte de Laerte foi um fim tosco para Em Família

laerte Morte de Laerte foi um fim tosco para Em Família

Laerte e Luiza se casam (Foto: Reprodução/Globo)

Tudo bem que Em Família foi uma das piores novelas já feitas, mas até o Laerte merecia um final melhorzinho. Como assim o cara morre de um tiro daquela aluna loirinha? Qual o sentido nisso? Ela matou o sujeito só porque ele a fez de boba? Certo, é realmente um grande motivo para acabar com a vida de alguém. Se foi Manoel Carlos que pensou nisso, merece um troféu joinha.

É claro que Laerte não poderia ter um bom final. É que mesmo não sendo um vilão clássico de novela, era um vilão, em cima do muro, mas era. Então, tinha mesmo que pagar o pato no final das contas. Mas seria muito melhor se, por exemplo, ele fosse morto por Shirley. Ela poderia entrar naquela de "se não vai ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém". Faria muito mais sentido. Mas, provavelmente, o autor não quis incriminar uma personagem frequente da trama. E mais ainda: seria mais interessante se víssemos o sujeito ser morto por Helena. Mas isso é algo que jamais aconteceria.

Enfim, Em Família foi embora do jeito que chegou.

Imprimir:
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com