Cinema

Publicado em 31/08/2015 às 08:55

Wes Craven era um dos grandes do mundo do terror

craven Wes Craven era um dos grandes do mundo do terror

Wes Craven com a luva de Freddy Krueger

Ele começou sua carreira cinematográfica em Hollywood em 1972 e já chegou arrebentando com Aniversário Macabro, um clássico. O roteiro também é de Wes Craven, que morreu neste domingo (30), vítima de câncer no cérebro. O filme é desesperador, daqueles que tem um estilo de filmagem cru, seco, imitando demais a realidade. Quase não dá para assistir inteiro por medo de algo daquele calibre acontecer quando dobrarmos a próxima esquina. Em 1977, foi a vez de novamente escrever e dirigir Quadrilha de Sádicos, que segue pelo mesmo caminho violento e seco de Aniversário Macabro.

Assim, Craven ajudou a criar um estilo de filme de terror que não existia até então. Com Tobe Hooper, de O Massacre da Serra Elétrica, vimos nascer longas de terror que não tinham fantasmas, seres sobrenaturais, criaturas monstruosas. Os inimigos e assassinos eram pessoas comuns, maníacos, desajustados que poderíamos cruzar em qualquer lugar. O medo estava na casa ao lado. Ou dentro do carro atrás do seu. Ou no seu acampamento de férias. O estilo é copiado até hoje por muitos outros diretores.

Em 1984, Craven apareceu com sua criação mais famosa, o assassino Freddy Krueger. Ele criou o personagem e dirigiu A Hora do Pesadelo, lançado naquele ano e que seria o primeiro de uma longa franquia. Ele nunca mais voltou a dirigir um longa de Freddy, mas fez o roteiro do terceiro e produziu o último, de 1994. Não teve nada a ver com o remake fracassado de 2010. Krueger, com suas garras mortais, foi um sucesso ao juntar terror e adolescentes a fim de um pouco de diversão e sexo. Rolavam litros de sangue.

Em 1996, usando quase que a mesma fórmula de A Hora do Pesadelo, Craven ajudou a criar Pânico, que teve mais três filmes — todos dirigidos por ele próprio — e, mais recentemente, uma série de TV. O quarto longa, que foi mal nas bilheterias, foi seu último como diretor. Vale dizer que os longas com o maníaco Ghostface ajudaram a revitalizar o terror no cinema, que andava meio sem rumo.

Craven também tinha uma longa carreira como produtor, especialmente de filmes de terror, sua especialidade. Mas ele também se aventurou por outras praias, como Música do Coração, de 1999, com Meryl Streep e alguns outros.

Mas Wes Craven vai sempre ser lembrado como um dos grandes mestres dos filmes de terror. Mesmo que não tenha acertado em tudo sempre. Quem acerta, né?

 

Imprimir:

TV

Publicado em 30/08/2015 às 21:14

Faustão desmente atriz de Verdades Secretas ao vivo

faustao3 Faustão desmente atriz de Verdades Secretas ao vivo

Nesse domingo (30), a coisa ficou complicada para a atriz Agatha Moreira, no Domingão. É que Faustão desmentiu a moça ao vivo em relação à sua participação em Verdades Secretas.

O apresentador perguntou para Agatha, que participa da Dança dos Famosos, sobre o encontro que vai acontecer entre Giovana (sua personagem) e Angel (Camila Queiroz), que é apaixonada pelo pai da personagem de Agatha. A atriz disse que não poderia falar e que não sabia de nada e que ainda tinha muita coisa para acontecer. Daí, Faustão disse "mas a chamada já está no ar". A atriz, meio sem jeito, disse "já está?". E o apresentador completou: "Já tem você encarando a Angel". O programa até colocou a chamada no ar.

Apesar de a atriz ter ficado meio sem jeito, tudo foi feito ali na base da brincadeira. Faustão não foi grosso com ela, nem nada disso. No final, salvaram-se todos.

Imprimir:

TV

Publicado em 29/08/2015 às 10:37

Babilônia acaba em desastre total e com pior audiência da história

babilonia1 Babilônia acaba em desastre total e com pior audiência da história

Beatriz e Inês momentos antes de morrer (Foto: Reprodução/Globo)

Já estava desenhado há meses que o final de Babilônia seria uma coisa ruim. Não tinha como salvar a trama que foi totalmente desviada de sua rota original por causa da rejeição de parte do público. O encerramento foi de uma pobreza ímpar: sem brilho, sem grandes emoções, com reviravoltas toscamente arquitetadas, enfim, tudo péssimo e inaceitável para um final de trama das nove.

A revelação de que Otávio estava vivo (no penúltimo capítulo) já foi uma coisa sem o menor sentido. E, depois, revelou-se que ele matou Murilo por ciúmes. Tudo feito com um texto que não convenceria nem uma criança de cinco anos. As revelações foram sendo feitas uma atrás da outra, muito rapidamente, parecendo um final de episódio de Scoo-Doo. Só faltou Otávio dizer "eu teria conseguido se não fossem esses intrometidos".

O destino final de Beatriz e Inês não poderia ter sido mais clichê e sem graça, imitando o filme Thelma e Louise. Aliás, há uma cena que contraria até as leis da física: Beatriz sai acelerando o carro, na maior velocidade, e Inês entra nele correndo. Do jeito que foi mostrado, seria impossível ela entrar no veículo, a menos que tivesse superpoderes.

O resultado de toda essa trapalhada não poderia ser outro: o capítulo de encerramento teve 32 pontos de audiência, o pior final de uma novela das nove da história.

E não, Gilberto Braga, a culpa não foi do público de São Paulo.

Imprimir:

TV

Publicado em 28/08/2015 às 10:47

Babilônia tem um dos piores capítulos de sua história

babilonia Babilônia tem um dos piores capítulos de sua história

Adriana Esteves sofreu em Babilônia (Foto: Reprodução/Globo)

Foi um trabalho hercúleo assistir ao capítulo desta quinta (27) de Babilônia. Sério, os autores/roteiristas devem ter apertado o botão do "dane-se", porque não é possível. Tudo o que aconteceu foi feito na base do "deixa que chuto": morto "ressuscitou", execução no microondas (aquela com pneus) foi cancelada, casamento foi invadido e por aí afora. E o Murilo, então? Ninguém está nem aí para quem o matou. Assim, tudo de uma vez, que é para acabar logo com essa tortura que se tornou a novela.

Não posso afirmar com 100% de certeza, mas foi um dos piores penúltimos capítulos que me lembro de ter assistido. Geralmente, quando uma trama está acabando, a gente vê uma história crescendo em seus últimos dias justamente para criar aquela expectativa, uma curiosidade. Com Babilônia ninguém está nem aí. A trama fraca não consegue chamar a atenção do espectador. Assim como os autores estão escrevendo de qualquer jeito, as pessoas também assistem de qualquer jeito.

O mais engraçado é ver Gilberto Braga e os autores jogando a culpa no público pelo fracasso da novela. É bem verdade que audiência alta nem sempre significa história boa, mas no caso de Babilônia a audiência não subiu porque a trama não atraiu e não se conectou com o espectador. Simples assim.

Não vai deixar saudade.

Imprimir:

TV

Publicado em 28/08/2015 às 09:22

Boneco do Lula faz Globo fechar persiana de estúdio

Foi uma coisa engraçada. Colocaram aquele bonecão do Lula na ponte estaiada, em São Paulo. E os telejornais locais da Globo têm exatamente esta ponte como fundo, já que o estúdio é todo envidraçado. Isso obrigou o canal a fechar um lado da persiana para que o boneco gigante não ficasse aparecendo.

Veja como ficou:

rodrigo Boneco do Lula faz Globo fechar persiana de estúdio

Imprimir:

TV

Publicado em 27/08/2015 às 08:59

Preconceito faz Grazi tirar a roupa para virar atriz

grazi Preconceito faz Grazi tirar a roupa para virar atriz

Grazi em sua cena polêmica (Foto: Reprodução/Globo)

É engraçada a reação das pessoas em relação a algumas atrizes. Grazi Massafera sempre sofreu preconceito no meio artístico por ser uma ex-BBB que virou atriz. Não raro saíam muitas notas dizendo que ela vinha sofrendo rejeição numa novela aqui, em outra ali e assim a coisa andava. Para piorar, algumas novelas das quais participou — sempre das seis ou das sete, nunca das nove — quase sempre ficavam com audiência abaixo do esperado. Tinha gente que até colocava a culpa na moça, o que, obviamente, não era o caso.

Agora, do nada, só porque apareceu com os seios de fora, virou uma grande atriz. Tudo bem, Grazi era mais tosquinha no início de carreira, mas também não era o lixo que todo mundo pintava. Dava para o gasto assim como uns outros quinhentos atores só dão também para o gasto e, mesmo assim, estão lá na tela da TV todos os anos. Mais do que tirar a roupa, a atriz também teve de virar uma viciada em crack e mudar completamente o visual (veja a foto abaixo). Haja esforço para matar um preconceito, hein?!

E, vamos combinar, Grazi está bem em Verdades Secretas, mas também não dá para dizer que virou a Meryl Streep. Mas ela também nunca foi exatamente péssima no passado. Menos exagero, né? E também menos preconceito. Não é só porque ela é uma ex-BBB que não pode ser uma boa atriz, apresentadora, cantora ou coisa que o valha.

grazinova Preconceito faz Grazi tirar a roupa para virar atriz

Imprimir:

TV

Publicado em 26/08/2015 às 08:54

O racismo acabou com Edu Sterblitch no Pânico. Quem acredita?

africano1 O racismo acabou com Edu Sterblitch no Pânico. Quem acredita?

Edu e o seu Africano (Foto: Reprodução/Band)

Acompanhou toda a polêmica do personagem Africano, criado por Eduardo Sterblitch? Já falei sobre o caso aqui e a Band e o Pãnico se deram mal. É que a cria de Edu pegou mal e foi acusada de racismo, o que fez o programa não mais usá-lo. Como escrevi, não acredito que o programa tenha feito isso de caso pensado ou com a intenção de ofender alguém. Foi simplesmente uma bola fora, uma coisa feita sem pensar muito nas consequências.

Agora surge a notícia de que o comediante estaria deprimido e que teria se afastado do Pânico. Fabíola Reipert, minha colega de blog, conta que o canal não o afastou e também não explicou o motivo de sua ausência. O que se sabe é que o Carioca assumiu seu lugar, inclusive interpretando o Poderoso Castiga. Assim, nada se sabe com certeza o que está se passando com Sterblitch. Ele está mesmo deprimido? Se afastou para esperar a poeira baixar? Tudo isso junto ou nada disso?

Enfim, o fato é que não se pode confiar cegamente em nada quando o assunto é o Pânico. O programa já fez outras brincadeiras do tipo com seus integrantes. Lembra quando o Carioca sumiu e foi "visto" como um budista vendendo incenso (ou algo do tipo) na rua? A Sabrina Sato também desapareceu durante um tempo e inventaram uma história qualquer que depois foi desmentida. O Pânico é assim, gosta de pregar peças no público.

Pode até ser que Sterblitch esteja mesmo deprimido, vai saber. Mas também não dá para colocar a mão no fogo. Vamos aguardar os próximos capítulos.

Imprimir:

TV

Publicado em 25/08/2015 às 11:55

Na última semana, Babilônia chama o espectador de burro

beatriz Na última semana, Babilônia chama o espectador de burro

Beatriz já deveria estar na cadeia há anos

O início de Babilônia até que foi promissor. Glória Pires apareceu na estreia com a promessa de ser uma grande vilã, sem nenhum tipo de escrúpulo e ninfomaníaca. Pena que o texto não conseguiu manter isso e a personagem se perdeu ao longo dos meses. E a mesma coisa aconteceu com a trama, que descambou para situações absurdas e caiu no ridículo.

E, nesta última semana, a coisa só piora. Quer ver?

Situação absurda 1: Regina consegue finalmente uma prova de que Beatriz matou seu pai. O que ela faz? Entrega para a polícia? Não! Diz apenas para a vilã se separar de Diogo, seu irmão. Veja bem: a personagem de Glória Pires MATOU o pai de Regina e tudo o que a mocinha pensa é em acabar com o namoro de Diogo. Por favor, né? É uma piada de muito mal gosto, além do que chama o espectador de burro. É subestimar muito a inteligência das pessoas.

Situação absurda 2: Outra coisa que não deu para engolir foi o fato de Beatriz ter matado Carlos Alberto na frente da Regina e, pasme, não foi presa. Pior ainda: conseguiu convencer todo mundo que não foi ela quem matou o sujeito e jogou a culpa nas costas de Inês.

Se você não vê Babilônia pode estar pensando: "ah, você está exagerando só para falar mal da novela". Não, amigo (a), não há invenção aqui. É exatamente isso o que os roteiristas escreveram e que foi ao ar nestes últimos dias. O autor Gilberto Braga e os outros dois coautores ou estão num delírio coletivo ou estão mesmo achando que o espectador é burro. Só pode.

Imprimir:

TV

Publicado em 24/08/2015 às 09:14

Flavio Canto supera Fernando Rocha e é o pior da Dança dos Famosos

flavio Flavio Canto supera Fernando Rocha e é o pior da Dança dos Famosos

Flavio Canto não tem muito jeito para dança (Foto: Reprodução/Globo)

E não deu para Fernando Rocha. O apresentador do Bem Estar perdeu definitivamente o título de pior dançarino da competição do Programa do Faustão. Com Flávio Canto, outro apresentador e ex-judoca, na brincadeira, não tem para ninguém. O cara é ruim demais. Nem dá para acreditar nas notas que os jurados deram para ele, tudo 9,5, 9,8 e por aí afora. Canto e sua parceira não têm a menor química no palco e parece que a moça está dançando com um cone.

Enquanto isso, Fernando Rocha, como já falei aqui, vai se superando com seu carisma. Continua sem saber dançar direito, mas consegue divertir o público com suas performances engraçadas. Flávio Canto não faz nem isso, tanto é que ficou em último lugar na classificação. Deve ser o primeiro a sair do programa.

Agora a torcida é para que Fernando continue na atração. É quem consegue dar graça à coisa toda.

Imprimir:

TV

Publicado em 21/08/2015 às 08:59

Pode xingar, mas Danilo Gentili tem razão em piada sobre Roraima

danilo Pode xingar, mas Danilo Gentili tem razão em piada sobre Roraima

Danilo explica o que aconteceu no programa desta quinta (Foto: Reprodução/SBT)

O apresentador do SBT entrou numa polêmica novamente. Mais uma para a coleção. Desta vez foi sobre um comentário a respeito de Roraima. Resumidamente: no programa, ele conversava com uma pessoa no inbox do Facebook e foi convidado para fazer um show naquele Estado. A resposta foi: "Roraima? Tá louca que vou fazer show aí nessa bosta de lugar? Vocês vão pagar meu cachê com o quê? Com peixe ou com prostitutas? Prefiro fazer show no inferno". Isso aconteceu no programa de terça-feira (18).

Um tanto quanto ofensivo, certo? Daí surgiu gente de todos os lados, todos muito ofendidos, especialmente quem vive em Roraima. Isso fez com que, no dia seguinte, o senador Romero Jucá pedisse uma retratação do SBT. O canal soltou um comunicado dizendo que tudo não passou de uma brincadeira e que o apresentador foi mal interpretado. E foi mesmo.

Como diz o comunicado do SBT, tudo realmente não passou de uma brincadeira e quem reclamou de Danilo ou não assistiu ao vídeo completo ou simplesmente quis causar polemiquinha interneteira. No programa desta quinta (que avançou pela madrugada de sexta), Gentili explicou tudo o que aconteceu para quem não viu. Ele estava fazendo uma brincadeira com Maurício Meirelles, do CQC e estava escrevendo no inbox dele, Maurício. Ele estava se fazendo passar pelo colega para detonar seu perfil. Tudo na brincadeira. É o que eles chamam de "facebullying", quando uma pessoa invade o perfil de outra e responde em seu lugar coisas comprometedoras. Assistindo ao vídeo completo dá para ver que não era nada sério e nem dá para ficar com raivinha.

Danilo Gentili já fez e disse umas besteiras na TV e internet, mas este episódio em específico não foi uma delas.

Imprimir: