Posts de janeiro/2013

TV

Publicado em 31/01/2013 às 14:59

Por que a Globo vai tirar Didi do ar

Quando um artista ou programa de TV famosos são tirados do ar começa uma gritaria de gente que se diz fã (e que muitas vezes não via a atração há tempos).

didi 300x225 Por que a Globo vai tirar Didi do ar

Didi perdeu o programa na Globo (Foto: Divulgação)

É o que acontece agora na Globo, que deixará de exibir definitivamente o Aventuras do Didi, aos domingos. E por que será cancelado? Por uma junção de fatores, sendo que a principal delas é a audiência abaixo do esperado. Mas não é só isso: o canal vem já há um tempo tentando modificar ou atualizar o tipo de humor que exibe e Didi não se encaixava mais no perfil.

Muita gente, inclusive alguns famosos, já começaram a chiar dizendo que é um absurdo Renato Aragão não ter seu programa de TV. Mas aí entra a velha discussão: como manter alguém no ar se a audiência é baixa? E hoje em dia não tem chances mesmo: não atinge o número imaginado no Ibope, sai da grade. E isso não é um privilégio de Renato, já aconteceu com vários outros humoristas – para ficarmos apenas nesta área – como Agildo Ribeiro, Chico Anysio e Jô Soares só continua aí porque faz um programa de entrevistas.

Renato Aragão já nos deu imensas alegrias nos tempos áureos dos Trapalhões, um dos grandes clássicos da TV brasileira. Ele e seus companheiros Dedé, Mussum e Zacarias continuam insuperáveis até hoje e dá para ver isso muito bem nos DVDs do programa. Mas os tempos são outros e o tipo de piada feita por Didi não atinge mais um grande público. É um jeito antigo de fazer brincadeiras, um estilo muito próximo ao que se faz (fazia) em circos e que migrou com sucesso para a TV. Mas a prática tem mostrado que esse humor não possui mais apelo especialmente junto às novas gerações – e o mesmo pode ser dito dos circos. É mais ou menos o mesmo problema do novo Bozo no SBT, que teve muito sucesso nos anos 80 e cuja atração já não é mais a mesma porque a vida é de outro jeito.

Com isso, não dá para exigir que Renato Aragão mudasse seu estilo. O que ele faz é o que poderia produzir de melhor e seu talento continua firma e forte lá, dá para perceber isso. Ele é um dos poucos artistas que soube envelhecer com dignidade. Mas o público é outro, a velocidade das coisas mudou e a chegada de Marcelo Adnet na Globo sinaliza isso de maneira escancarada. Agora o canal só não pode esquecer que tem Renato ali em seu elenco e quem ela deve muito.

Imprimir:

Cinema

Publicado em 31/01/2013 às 10:27

Se você não gosta, má notícia: filmes de super-heróis não vão morrer

Olha só que bela imagem essa do novo cartaz do filme que acaba de ser divulgada. É o Homem de Ferro em queda livre com a armadura detonada. Sei que

ferro1 Se você não gosta, má notícia: filmes de super heróis não vão morrer

O novo pôster de Homem de Ferro 3

tem um monte de gente já meio de saco cheio de filmes de super-heróis, afinal a Marvel e a DC estão lotando as salas de cinemas com eles todos os anos. Mas para essa turma que reclama, um aviso: só vai aumentar.

A lista de filmes inspirados em quadrinhos que vem por aí é enorme. Da Marvel, oficializados, tem este Homem de Ferro 3, Thor: The Dark World, Vingadores 2, Guardiões da Galáxia e Capitão América 2, todos via Disney. Ainda tem que entrar nessa conta a continuação de X-Men: Primeira Classe, Wolverine: Imortal, o reinício do Quarteto Fantástico (todos pela Fox) e O Espetacular Homem-Aranha 2, da Sony. Cansou? Ainda tem a DC/Warner com Superman: O Homem de Aço (que estreia no meio do ano), Liga da Justiça (possivelmente para 2015), mais filmes do Batman (sem data definida e com novo diretor e ator), Flash (estágio inicial), talvez Mulher Maravilha e alguns outros projetos ainda no campo da boataria, tipo Capitão Marvel.

Gosta de super-heróis? Veja vários livros sobre eles

Em resumo, o que muita gente achava que seria uma moda passageira já se solidificou como um dos maiores geradores de dinheiro em Hollywood. Os Vingadores e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, dois longas de 2012, estão entre as dez maiores bilheterias de todos os tempos, na casa do US$ 1 bilhão em arrecadação. É por isso que não vai passar "a moda", até porque não é mais disso que se trata a coisa. Filmes de super-heróis e inspirados em quadrinhos não vão parar mais assim como não param de adaptar livros para o cinema. Obviamente que haverá crises, com produções indo bem e mal nas bilheterias, o que é bem normal e acontece mesmo. E já foram feitas algumas verdadeiras bombas com heróis de HQs nas telas, tipo Motoqueiro Fantasma 1 e 2, Lanterna Verde (superprodução que se arrebentou), o primeiro filme solo do Wolverine (que foi bem de dinheiro mas uma porcaria artisticamente), Demolidor e por aí vai.

Mas já passou da hora de dizer que quadrinhos nas telas é algo que vai morrer e que é uma onda passageira. Não é.

Imprimir:

TV

Publicado em 30/01/2013 às 14:53

Théo é o personagem mais boboca de Salve Jorge

A novela da Globo tem personagens atrapalhados, tipo todos os vilões, mas ninguém supera Théo, vivido por Rodrigo Lombardi. Vai ser perdido assim lá

theo1 199x300 Théo é o personagem mais boboca de Salve Jorge

Abra o olho, Théo (Foto: Divulgação/Globo)

longe, hein?!

O vai e vem do herói da trama é tamanho que não dá mais para confiar nas intenções do rapaz, especialmente com relação a Morena (Nanda Costa) e Érica (Flavia Alessandra). É claro que o lance é ele se apaixonar e casar com a primeira delas, mas basta ela dar as costas que o sujeito já vira para a segunda.

Sério: você já parou para verificar quantas vezes Théo mudou de namorada? Começou com Érica, dois dias depois foi para a Morena, brigou, terminou, voltou, terminou de novo. Daí ela foi para a Turquia, o que o fez tipo, em seguida, voltar para os braços da loira. Ah, e dessa vez seria definitivo, Théo e Érica iam se casar e estava tudo certo. Ficaram até noivos. E o que acontece? Bastou o sujeito encontrar Morena na rua que eles já estavam se beijando, indo para o motel e coisa e tal. Só falta ele querer voltar para Érica novamente com a segunda ida de Morena para a Turquia. Aí seria a hora de pegar o chapéu e pedir para descer. Pior ainda: depois de aprontar tudo isso para cima da coitada da Flavia Alessandra, ainda quer dar uma de amigo. Faça o favor, né?!

Mais do que isso, Théo é a representação de uma espécie de príncipe encantado, mas que não consegue convencer. Rodrigo Lombardi é bom ator, não é brilhante, mas segura a onda. Só que até agora não conseguiu se encaixar no papel. Tem algo ali que não combina, talvez ele e Nanda Costa não tenham uma grande química ou pode ser que ele simplesmente não tenha encontrado ainda o tom do personagem. Mas que tem algo estranho ali, tem.

E, depois de Théo, também tem muita gente sonsa na novela. A gente destrincha depois, mas já dá para citar a Wanda e Lívia, assim de cara.

Imprimir:

Cinema

Publicado em 30/01/2013 às 11:54

Rei do escândalo, Schwarzenegger tem uma foto fazendo sexo à solta por aí

Todo mundo sabe que Arnold Schwarzenegger não é santinho. Há o escândalo recente em que apareceu um filho já com 11 anos de idade mesmo com o ator sendo casado com Maria Shriver. Nos anos 90 também pipocaram denúncias de jornalistas mulheres que teriam sido assediadas pelo ex-governador.

E agora que ele está tentando limpar a imagem e voltar com sua ex-mulher aparece mais uma ameaça. O TMZ conta que há uma foto por aí, à solta, com um “jovem Arnold fazendo sexo”. Segundo o site, a foto pertencia a Bob Guccione, dono da revista Penthouse e que foi à falência.

arnold Rei do escândalo, Schwarzenegger tem uma foto fazendo sexo à solta por aí

Abre o olho, Schwarza (Foto: Divulgação)

De acordo com o New York Post, a imagem foi descoberta e comprada por um homem que vive adquirindo material em armazéns fechados. O jornal conta ainda que no pacote há fotos inéditas de Madonna e Lauren Hutton nuas. Ninguém sabe se o novo dono pretende divulgar as tais fotos. Mas dá para imaginar que elas possam vazar a qualquer momento.

Fato é que Schwarzenegger vem mesmo tentando apagar seus escândalos recentes, mesmo porque eles podem ter abalado sua carreira. O Último Desafio, seu mais recente filme nos cinemas e primeiro que protagoniza em nove anos (ele estava no governo da Califórnia), foi um fracasso de bilheteria. Custou US$ 45 milhões para ser feito, o que nem é tão caro assim, mas até agora arrecadou apenas US$ 18 milhões no mundo todo.

Imprimir:

TV

Publicado em 30/01/2013 às 10:15

Pedro Bial deixa de ser grosseirão com os brothers

Em 2012 publiquei este texto no R7 mostrando que Pedro Bial estava totalmente sem paciência com os participantes do BBB e fazendo várias grosserias ao vivo.

A impressão que dava é que ele estava no limite (opa, esse é outro programa) após fazer a mesma coisa seguidamente durante doze anos. O jornalista dava bronquinhas, mostrava estar de pavio curto, irritadiço, ficava bravo ao ter de repetir várias vezes as mesmas instruções e por aí afora. Agora parece que mudou.

bial 300x225 Pedro Bial deixa de ser grosseirão com os brothers

Agora é "Bialzinho paz e amor" (Foto: Divulgação/Globo)

Bial está muito mais amável e “da paz”. Até agora não deu para perceber momentos em que ele ficou bravo de verdade com os brothers, e olha que tem Eliéser em ação, hein?! Mais do que isso, o apresentador é todo sorriso e cheio de brincadeirinhas com os confinados. Será que isso indica alguma coisa? Seria este seu último ano à frente do reality?

Há quem diga que Boninho deve se afastar gradativamente da direção do BBB já a partir do ano que vem, o que pode gerar mudanças. Também há quem diga que Tiago Leifert estaria sendo preparado para apresentar a atração e que esse “treinamento” começou com o The Voice Brasil, no que ele foi bem.

De qualquer maneira, em 2013, temos o “Bialzinho paz e amor”. Melhor para os brothers.

Imprimir:

Cinema

Publicado em 29/01/2013 às 16:00

Quando Nicolas Cage quase foi o Superman

Nos longínquos anos 90, Tim Burton foi chamado pela Warner para fazer um novo filme do Superman. É que o diretor já tinha comandado os dois primeiros longas do Batman e estava com a bola razoavelmente cheia. Por isso, os executivos resolveram jogar o Homem de Aço em suas mãos também. E olha a ideia do diretor: colocar Nicolas Cage no papel principal. Pode parecer piada, mas isso aconteceu mesmo e nos últimos tempos surgiram algumas imagens de produção para provar. Mas agora, há uma foto sensacional de Cage com o visual do Superman. O uniforme é do tipo que "desenha" os músculos no ator, como você pode ver abaixo. E vamos todos comemorar que este projeto foi devidamente abortado, né? Cage pode ser fã do herói, mas definitivamente não tem nada a ver com ele. Dê muita risada com a foto:

nicolascage 300x224 Quando Nicolas Cage quase foi o Superman

É perfeito, né? Só que não

Imprimir:

Cinema

Publicado em 29/01/2013 às 12:48

Assista ao trailer da nova versão de Evil Dead

Esse trailer já saiu há alguns dias mas como o blog está apenas começando, vale a pena colocar aqui. Evil Dead é a versão moderna do filme de mesmo nome lançado em 1981 e dirigido por Sam Raimi. Raimi é o sujeito que comandou os três primeiros filmes de Homem-Aranha. Ele mesmo produz esta espécie de remake que é dirigido por Fede Alvarez. O trailer abaixo é mais leve do que um outro mostrado há algum tempo, mesmo assim é de dar medo. Assista:

Estreia no Brasil dia 19 de abril.

Imprimir:

Cinema

Publicado em 29/01/2013 às 11:55

Quem ainda aguenta musicais no cinema?

Os Miseráveis vem aí e chegará aos cinemas brasileiros, em fevereiro, com a bola cheia. Já ganhou alguns prêmios importantes no SAG e Globo de Ouro e tem várias indicações ao Oscar. Ou seja, tem tudo para ser muito chato. Por quê? Oras, porque é um musical e musicais, quase sempre, servem para fazer a gente dormir na poltrona.

Claro que há fãs e entusiastas do gênero, como há para qualquer coisa, mas musical é um dos gêneros mais chatos do cinema e deveria ter morrido nos anos 50. Em geral, um filme como Os Miseráveis serve para a crítica ficar dizendo “nossa, como o Hugh Jackman sabe cantar” ou “puxa, não imaginava que Anne Hathaway tinha esse vozeirão”. Pior ainda, musicais funcionam para ver estes mesmos atores dançando e exibindo toda a sua "versatilidade".

anne 300x164 Quem ainda aguenta musicais no cinema?

Anne Hathaway mostrando a tal da versatilidade no musical "Os Miseráveis"

Para o público brasileiro, ver musicais é ainda pior. Especialmente quem não entende bem inglês e tem de ficar lendo as legendas. Haja paciência de ficar lendo a letra das canções e, ao mesmo tempo, observar o povo fazendo as coreografias. Prestar atenção em quê? Na letra, na imagem, no sentido da letra em inglês ou na tradução que foi feita para o português? É muita coisa ao mesmo tempo.

Nem sei se foi feita alguma pesquisa do gênero – imagino que não – mas seria legal saber o índice de sonolência causado por musicais dentro de uma sala de cinema. Em homens então, a taxa deve aumentar consideravelmente.

Por tudo isso é que Os Miseráveis deve se dar bem no Oscar, ganhando algumas estatuetas importantes. Mas, como a gente sabe, a Academia gosta de enaltecer esse tipo de filme. Sem surpresas.

Seria muito mais legal se os musicais tivessem desaparecido do mundo em vez dos faroestes. Teríamos muito mais diversão.

*E assim, com este post, estreio no R7 este blog no qual escreverei preferencialmente sobre cinema e TV, como diz ali em cima. Se você ainda não me conhece, leia o perfil aí ao lado.

Imprimir:
1
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com