marcosnovo Marcos está a um passo de agredir Emilly; e a Globo não faz nada

Marcos coage Emilly (Foto: Reprodução/Globo)

O que foi mostrado ontem, em rede nacional, na edição da noite do BBB17 foi um absurdo completo. Todo mundo que viu a cena está perplexo e realmente preocupado com o que Marcos vem fazendo dentro da casa. O cara dá sinais claros de que está descontrolado e que é um perigo, principalmente para Emilly, que ele fique dentro da casa.

Tiago Leifert explicou que a Globo está atenta ao que está acontecendo e que chamou os dois, separadamente, para conversar no confessionário. A intenção foi alertá-los sobre o comportamento de ambos. Desculpe, mas isso não é o suficiente. Marcos está fora de si, perde o controle e agride a gaúcha. Sim, agride! Não é só porque ele não bateu nela que não agrediu. Ele agarra ela, pressiona seu braço, dá beliscões, grita, empurra contra a parede, deita por cima dela para segurá-la, faz pressão psicológica e tudo o mais que você já deve ter visto.

As atitudes de Marcos parecem a de um sequestrador, a de um torturador ou de uma pessoa que quer se impor à força sobre outra mais fraca. Convenhamos, é um papelão ridículo. O sujeito tem 40 anos e Emilly, apenas 20. O que ele vem fazendo é patético e a Globo não deveria jamais permitir algo do tipo. Ele tinha sim de ter sido expulso simplesmente porque uma atitude desse nível não pode ser tolerada e não pode ser mostrada em rede nacional.

No caso do assédio feito por José Mayer a Globo quis dar exemplo e se colocou ao lado da vítima, quis deixar claro que é uma empresa que não compactua com um crime desse tipo. Ok, mas tudo bem exibir na TV o que Marcos vem causando a Emilly? Não, não está nada ok.

Na boa, pisaram demais na bola. Pode até ser interessante para o jogo a permanência de Marcos por lá, mas e se rola uma agressão de fato em frente às câmeras? E se isso tudo prejudicar o bem estar de Emilly? "Ah, mas depois ela foi lá e fez as pazes com ele". Não importa. O que importa é que Marcos agrediu a moça. E não foi apenas uma vez, não.

http://r7.com/iCKY