fofocando Programa de fofoca do SBT é uma das coisas mais chatas da TV

Os apresentadores do Fofocando (Foto: Reprodução/SBT)

Esperei uns dias para escrever sobre este programa que o SBT estreou nessa semana. A intenção era ver se daria uma melhorada, mas não teve jeito: Fofocando é muito, mas muito chato. Primeiro que fica ali uma leitura de notícias que todo mundo já deu. Não tem nada de muito original, não tem um grande furo, uma reportagem, enfim, nada do tipo. A impressão que dá é que o SBT queria abocanhar uma fatia da audiência do horário — que tem o Balanço Geral e as notícias da Fabíola Reipert— como líder, mas com um investimento mínimo. Assim, o canal tirou Mama Bruschetta da Gazeta, montou um cenário, colocou Leão Lobo (que já era do SBT) e pronto. A audiência viria como que por mágica.

É, só que não veio e o Fofocando vem amargando baixos índices, o que coloca o programa em risco total. Silvio Santos é conhecido por não ter muita paciência com atrações que não tragam público e costuma tirar  algo do ar na mesma velocidade em que os coloca.

Só para você ter uma ideia, o Fofocando desta quarta-feira repercutiu reclamações de Pedro Cardoso (notícia que é de terça), falou do casamento de Wesley Safadão (que foi na segunda), citou o término do namoro de Ludmilla (de ontem) e ainda mostrou que Tom Brady e Gisele Bündchen são milionários e que esbanjaram dinheiro (ah vá!). Ou seja, não dá, né?

Dá para o Fofocando ficar bem melhor? Dá, sim. Mas tem de ter mais investimento. Ficar parado ali em frente à TV vendo Mama e Leão Lobo lendo notícia velha não é algo que parece que vá dar certo. A Adriane Galisteu já tentou isso na Band uns anos atrás e afundou geral. E olha que era melhor que o Fofocando, hein?!

http://r7.com/AX5G