roberto Roberto Carlos destrói sua própria música como ninguém

Roberto em seu especial de fim de ano na TV (Foto: Divulgação/Globo)

O Rei não lançou disco com inéditas em 2013. Em vez disso, soltou um CD nesta segunda (30) com remixes de alguns de seus maiores clássicos. São cinco canções: Fera Ferida, Se Você Pensa, O Portão, É Proibido Fumar e É Preciso Saber Viver. As batidas dançantes foram feitas por gente famosa como Meme, Mau Mau, Dexterz (banda de Junior, irmão de Sandy) e alguns outros.

Já de início, dá para dizer que nada ficou muito bom. Por melhores que sejam os DJs e músicos envolvidos, há canções que simplesmente não combinam com batidas dance. E várias músicas do Roberto são assim. O cantor exibiu estas novidades em seu especial de fim de ano na TV e também neste domingo, no programa do Fausto Silva.

Nada combinou. E a pior versão possível foi a de O Portão. A música, um clássico absoluto de Roberto e uma das mais bonitas de toda a MPB, foi simplesmente destruída. Do arranjo original — com um violão muito bom e baixo legal — não sobrou absolutamente nada. Claro, resta a letra, intocada. Mas toda a sensibilidade e emoção se perderam completamente.

Uma pena Roberto permitir isso com sua própria obra. Qual a ideia por trás disso? Atrair o público jovem? Más notícias, Rei, não é assim que você vai conseguir. Algo como "Esse Cara Sou Eu" é muito mais eficaz nesse sentido.

O que fica, com este lançamento, é que decidiu-se fazer algo só para não passar em branco no fim do ano. Seria melhor não ter lançado nada.

http://r7.com/mf4R