Cinema

Publicado em 31/08/2015 às 08:55

Wes Craven era um dos grandes do mundo do terror

craven Wes Craven era um dos grandes do mundo do terror

Wes Craven com a luva de Freddy Krueger

Ele começou sua carreira cinematográfica em Hollywood em 1972 e já chegou arrebentando com Aniversário Macabro, um clássico. O roteiro também é de Wes Craven, que morreu neste domingo (30), vítima de câncer no cérebro. O filme é desesperador, daqueles que tem um estilo de filmagem cru, seco, imitando demais a realidade. Quase não dá para assistir inteiro por medo de algo daquele calibre acontecer quando dobrarmos a próxima esquina. Em 1977, foi a vez de novamente escrever e dirigir Quadrilha de Sádicos, que segue pelo mesmo caminho violento e seco de Aniversário Macabro.

Assim, Craven ajudou a criar um estilo de filme de terror que não existia até então. Com Tobe Hooper, de O Massacre da Serra Elétrica, vimos nascer longas de terror que não tinham fantasmas, seres sobrenaturais, criaturas monstruosas. Os inimigos e assassinos eram pessoas comuns, maníacos, desajustados que poderíamos cruzar em qualquer lugar. O medo estava na casa ao lado. Ou dentro do carro atrás do seu. Ou no seu acampamento de férias. O estilo é copiado até hoje por muitos outros diretores.

Em 1984, Craven apareceu com sua criação mais famosa, o assassino Freddy Krueger. Ele criou o personagem e dirigiu A Hora do Pesadelo, lançado naquele ano e que seria o primeiro de uma longa franquia. Ele nunca mais voltou a dirigir um longa de Freddy, mas fez o roteiro do terceiro e produziu o último, de 1994. Não teve nada a ver com o remake fracassado de 2010. Krueger, com suas garras mortais, foi um sucesso ao juntar terror e adolescentes a fim de um pouco de diversão e sexo. Rolavam litros de sangue.

Em 1996, usando quase que a mesma fórmula de A Hora do Pesadelo, Craven ajudou a criar Pânico, que teve mais três filmes — todos dirigidos por ele próprio — e, mais recentemente, uma série de TV. O quarto longa, que foi mal nas bilheterias, foi seu último como diretor. Vale dizer que os longas com o maníaco Ghostface ajudaram a revitalizar o terror no cinema, que andava meio sem rumo.

Craven também tinha uma longa carreira como produtor, especialmente de filmes de terror, sua especialidade. Mas ele também se aventurou por outras praias, como Música do Coração, de 1999, com Meryl Streep e alguns outros.

Mas Wes Craven vai sempre ser lembrado como um dos grandes mestres dos filmes de terror. Mesmo que não tenha acertado em tudo sempre. Quem acerta, né?

 

Imprimir:

TV

Publicado em 28/08/2015 às 09:22

Boneco do Lula faz Globo fechar persiana de estúdio

Foi uma coisa engraçada. Colocaram aquele bonecão do Lula na ponte estaiada, em São Paulo. E os telejornais locais da Globo têm exatamente esta ponte como fundo, já que o estúdio é todo envidraçado. Isso obrigou o canal a fechar um lado da persiana para que o boneco gigante não ficasse aparecendo.

Veja como ficou:

rodrigo Boneco do Lula faz Globo fechar persiana de estúdio

Imprimir:

Cinema

Publicado em 06/08/2015 às 11:29

Filme com porta-balas PEZ é o fim do mundo

 Filme com porta balas PEZ é o fim do mundo

Saiu a notícia de que vamos ter um filme com as porta-balas PEZ. É, você não leu errado. Hollywood fará um longa-metragem — animado, por que com atores já ficaria mais complicado — com estes acessórios que servem para carregar aquelas balinhas. Tudo bem que o objeto é famoso, conhecido, que tem um monte de gente que coleciona e por aí vai. Mas um filme sobre isso???

Hollywood já fez longas com coisas bizarras, inclusive brinquedos, e que deram certo. Piratas do Caribe, por exemplo, é uma atração de um parque da Disney e virou uma franquia de sucesso nas telas. Lego já inspirou animações bem divertidas também. Mas como é que vão fazer longa de porta-balas funcionar? Não consigo ver uma explicação que me convença que veremos alguma coisa boa saindo disso aí. E que personagens veremos? Porque um filme como esse depende diretamente de bons personagens ou, pelo menos, de alguns que sejam famosos. Acontece que a empresa que faz o porta-balas licencia os personagens de outras empresas. Isso vai ser feito para o filme? Se isso acontecer, a empresa terá de gastar milhões só em licenciamento. Imagine o que o longa teria que arrecadar nas bilheterias para dar algum retorno. Isso sem contar o orçamento gasto para a produção em si, divulgação etc.

Mas esse caso em específico mostra como a coisa está feia em Hollywood. De um lado a gente tem a invasão dos super-heróis da Marvel e DC e de outro temos remakes e ideias bizarras surgindo de todos os lados. Tem muita gente que reclama do exagero dos super-heróis mas, pelo menos, são filmes de verdade. Com história, com um desencadeamento, com criação de universos e coisas assim. Há algumas ideias ali, mesmo que muitas não deem certo. Só que quando chega num extremo de criar uma animação com PORTA-BALAS, que nem têm uma história fictícia por trás, é que a coisa está indo para o brejo.

Sob condições normais de temperatura e pressão, um filme desse tipo tem que ser um fracasso de bilheteria. É só parar e pensar um pouco para ver que um projeto desse não tem futuro.

Imprimir:

Publicado em 25/06/2015 às 12:11

Morte de Cristiano Araújo pega apresentadores de calças curtas

cristiano Morte de Cristiano Araújo pega apresentadores de calças curtas

O cantor Cristiano Araújo (Foto: Reprodução)

Vendo a cobertura das TVs sobre a morte do cantor Cristiano Araújo, nesta quarta (24), deu para perceber que a maioria dos apresentadores desconhecia completamente o artista. O caso mais gritante foi o de Fátima Bernardes, que chegou a chamá-lo de "Cristiano Ronaldo". E a apresentadora havia dito o nome dele de forma incorreta mais algumas vezes ao longo de seu programa. E isso porque o sertanejo já foi ao Encontro.

No Vídeo Show, era nítida a impressão de que Otaviano Costa e Monica Iozzi não sabiam nada (ou quase nada) sobre Cristiano. Dava para notar que os dois apresentadores não estavam consternados com a morte e se limitavam a falar o que estava acontecendo naquele momento. Normal.

Nas redes sociais a coisa ia pelo mesmo caminho. Havia muita gente, mas muita mesmo, dizendo que não sabia quem era Cristiano e que nunca tinha sequer ouvido uma única música dele. Enquanto isso, do outro lado, havia gente muito comovida com sua morte trágica.

Normal. Tudo bem normal. Cristiano Araújo faz parte de um fenômeno musical que não atinge todo o país, mas chega fortemente a milhões de pessoas de algumas regiões. Isso é muito bem explicado por Helder Maldonado, repórter do R7. Recomendo a leitura.

O grande lance é que Cristiano não foi exatamente o escolhido da grande mídia para aparecer fortemente em programas de TV, revistas e sites. Antes dele existem Luan Santana, Gusttavo Lima, Eduardo Costa, todos também cantores solo. Depois ainda estão as duplas mais conhecidas. Mas isso não importa nem um pouco para seus milhões de fãs, que conheciam e acompanhavam Cristiano no interior de São Paulo, no Paraná e outras regiões do Centro-Oeste e Nordeste.

Assim como Cristiano, há também outras dezenas (centenas?) de artistas que fazem muito mais sucesso do que se pensa. Enquanto a grande mídia dá espaço e repercute fatos sobre Caetano Veloso, Gilberto Gil, Roberto Carlos, há um outro Brasil que não aparece. Não discuto aqui a qualidade da música de Cristiano, mas sim o fenômeno no qual ele estava inserido. Muitas vezes a mídia não enxerga o que as pessoas estão vendo.

Imprimir:

TV

Publicado em 02/04/2015 às 10:50

Repórter de afiliada da Globo se mete em altas confusões

O repórter Douglas Pinto está viralizando geral nas redes sociais com suas reportagens. Nos últimos dias ele esteve em duas matérias para a TV Mirante, afiliada da Globo no Maranhão, que foram muito compartilhadas no Facebook. As situações são bem engraçadas. Veja:

Imprimir:

TV

Publicado em 16/01/2015 às 11:59

A mais maluca teoria sobre quem quer pegar o Comendador em Império

zealfredo A mais maluca teoria sobre quem quer pegar o Comendador em Império

Quem quer acabar com Zé Alfredo? (Foto: Divulgação/Globo)

Está um mistério sobre quem é o mandante de Maurílio em Império. Há vários suspeitos e começam a surgir dicas de quem pode ser a pessoa que atua nos bastidores para acabar com Zé Alfredo e sua família. Fala-se no mordomo Silviano, num dos filhos do Comendador, em Cora, em Josué e em outros. Quase que qualquer personagem ali pode ser o tal do mandante.

Minha opinião? Não é nenhum dos que todos podem estar pensando. Tenho uma teoria maluca e que faz todo o sentido para alguém que lê histórias em quadrinhos. Nas HQs, personagens dados como mortos há anos e que morreram mesmo na frente de todos, de repente reaparecem com uma explicação maluca sobre o que aconteceu. Tudo bem, há diferenças entre o mundo das novelas e dos quadrinhos. Não dá para inventar uma superfórmula que trará alguém dos mortos. Mas dá para criar outras saídas.

Então, vamos lá. Meu chute (e que tem todas as chances de estar errado) é que o grande vilão da trama, o cara que quer acabar com José Alfredo, o mandante de Maurílio, o carcamano... ok, chega. Vou dizer:

 

 

É...

 

 

 

 

 

É Evaldo, o irmão de Zé Alfredo. Explico: na trama, ele morreu atropelado após uma bebedeira para comemorar a segunda gravidez de sua mulher. Mas, tempos antes, Evaldo ficou sabendo que seu irmão deu em cima de Eliane, o que, inicialmente, o deixou cheio de ódio. Mas Zé Alfredo sumiu no mundo e tudo foi esquecido. Ok, mas ele não morreu? Aparentemente, sim. Ele foi atropelado por um ônibus. A cena seguinte mostra Eliane e Cora preocupadas com o que vai lhes acontecer dali em diante, já que o rapaz havia partido desta para melhor. Não houve cena de enterro, não teve velório, nada. Claro, ficou subentendido que tudo isso aconteceu e que apenas não foi mostrado para o público.

Mas, como nos quadrinhos, em novela nada é impossível. O autor Aguinaldo Silva pode muito bem inventar uma trama mirabolante dando conta que Evaldo está vivo e que, assim como seu irmão, fingiu sua própria morte para poder se vingar da traição que sofreu no passado.

Muita viagem? Deve ser, mas é minha aposta. Ia ser legal demais se acontecesse.

Imprimir:

TV

Publicado em 17/10/2014 às 12:41

Elizângela, a eterna filha do trapalhão Zacarias

elizangela Elizângela, a eterna filha do trapalhão Zacarias

Lembra o Zacarias ou não? (Foto: Divulgação/Globo)

Ela está atualmente em Império num papel de não muito destaque, mas é uma atriz que todo mundo conhece há tempos. Elizângela só assina assim mesmo, com seu primeiro nome e isso já foi motivo de muita polêmica. É que a atriz, durante anos, foi tida como filha do trapalhão Zacarias. Olhando assim a foto dá até para ver mesmo uma certa semelhança entre ela e o comediante. A história só foi ficando cada vez mais cabeluda com o passar do tempo.

Essa conversa — ou boato — surgiu lá pelos anos 80 e dizia que Elisângela não apenas era filha de Zacarias como era brigada com ele. Tanto que nem usava o sobrenome do suposto pai e fazia questão de não ser ligada a ele de jeito nenhum.

Os anos passaram e a lenda continuava, com muita gente jurando que eles eram mesmo pai e filha. E o legal é que ninguém aparecia para desmentir e assim a coisa só ia aumentando. Até que um dia, enfim, alguém foi lá e perguntou. Elisângela deu uma entrevista ao Estadão há alguns anos e a repórter perguntou de onde surgiu o rumor. a resposta: "Sei lá! Que loucura, menina! Esse povo é maluco, né? Povo doido, que inventa umas coisas! Meu pai deve se revirar no túmulo!"

Apesar desta declaração, tenho certeza que muita gente ainda a vê na novela e fala na sala: "olha aí a filha do Zacarias".

Imprimir:

Publicado em 03/10/2014 às 16:03

Fãs de Lucas Lucco detonam blogueiro folgado

lucasnovo Fãs de Lucas Lucco detonam blogueiro folgado

Lucas tem fãs bravos (Foto: Divulgação)

Bem, no caso o blogueiro sou eu mesmo. Fiz anteontem aqui um texto falando que Lucas Lucco, Zezé Di Camargo e outros sertanejos deveriam tomar um chá de sumiço. Não citei apenas estes dois, mas foram as "principais atrações" do post em questão. A detonada foi porque uns artistas desse gênero são ruins mesmo (tipo Lucas Lucco) e outros porque querem aparecer a qualquer custo (como Zezé e sua ex).

Os fãs de Zezé meio que me ignoraram, já não se pode dizer o mesmo de quem gosta de Lucas. O pessoal ficou bravo mesmo com o texto. No Twitter só faltaram me ameaçar de morte. Todo o resto foi devidamente feito: xingamentos homofóbicos, virei burro, idiota, besta, bobinho e outras coisas do gênero.

Um outro argumento usado pelos fãs do Lucco é que a tal música "Mozão" foi feita para alguém que tinha câncer. Ok, muito bom e louvável da parte do cantor. Só não entendi o que a canção tem a ver com a doença e o fato de ser uma mensagem para alguém não torna o negócio bom. A música continua sendo ruim e ponto final.

Mas é isso. Abraço a todos os fãs do Lucas e do Zezé.

Imprimir:

TV

Publicado em 22/09/2014 às 09:08

Sandra Annenberg imita Ana Maria Braga e bomba na internet

sandra Sandra Annenberg imita Ana Maria Braga e bomba na internet

Sandra antes de levar seu tombo de mentirinha (Foto: Reprodução/Globo)

Lembra quando Ana Maria Braga fez uma pegadinha em seu programa? Dois homens que todo mundo achava ser da equipe do programa começaram a se estapear ao vivo e a apresentadora ficou pedindo para parar. Muita gente se assustou, mas não passou de uma brincadeira feita para mostrar como é o trabalho dos dublês. Teve uma forte repercussão nas redes sociais, mesmo após a apresentadora revelar no ar que tudo foi ensaiado.

Muito bem, Sandra Annenberg também foi pelo mesmo caminho e chegou à internet um vídeo com ela levando um tombo durante gravação do programa Como Será?. Tudo também foi uma brincadeira, mas a coisa se propagou e muita gente acabou achando que foi de verdade mesmo. Quem levou o tombo foi uma atriz e também foi parte de uma matéria para falar de dublagem.

De qualquer maneira, ficou engraçado.

Imprimir:

TV

Publicado em 09/09/2014 às 13:39

NOTAS * NOTAS * NOTAS * NOTAS *

Começo aqui uma seção de notas curtinhas, que não chegam a valer um post inteiro, mas que têm que ser mencionadas.

 

- A brincadeira do CQC com Rodrigo Hilbert no programa desta segunda (8), foi sensacional. E o melhor é que o próprio ator e sua mulher, Fernanda Lima, participaram com muito bom humor. Engraçadíssimo.

 

- O Rebu é muito bem feito, cheio de atores ótimo, imagens caprichadas e tal. Mas é chato. Não dá para assistir de ponta a ponta. A Globo tinha que ter feito uma versão curta.

 

- Muito boa a estreia da Fernanda Gentil no Globo Esporte, nesta segunda. Ela entra no lugar do Tiago Leifert, que vai para o The Voice Brasil.

 

- Ainda falando da Fernanda Gentil: na edição desta terça (9) do SPTV, César Tralli a chamou no vídeo para anunciar as atrações do Globo Esporte. Ele falou: "Fernanda Gentil, quanta gentiliza". E ela respondeu: "Essa é nova hein, Tralli?".

Imprimir: