TV

Publicado em 16/09/2014 às 12:52

Patrícia Poeta deixa o Jornal Nacional. E daí?

patricia Patrícia Poeta deixa o Jornal Nacional. E daí?

Patrícia Poeta vai deixar o JN (Foto: Divulgação/Globo)

Acho engraçado a comoção que acontece cada vez que muda um apresentador fixo do Jornal Nacional. É o telejornal mais visto do Brasil, tudo bem, não é pouca coisa. Mas precisa mesmo dessa hecatombe nuclear de reações toda vez que muda alguém na bancada? As pessoas já não se acostumaram a isso? Foi-se o tempo em que Cid Moreira ficava lá imutável por décadas.

Na verdade não faz diferença nenhuma se estão lá Fátima Bernardes, Renata Vasconcellos, Patrícia Poeta, Poliana Abritta ou alguma outra jornalista importante da Globo. Todas elas podem fazer muito bem a função de comandar o telejornal, mas suas presenças não mexem significativamente na audiência. O formato do JN deixa pouco espaço para que um âncora dê aquele "toque pessoal". Mesmo William Bonner, que está no cargo há quase 20 anos, não tem muita chance de improvisação. É, basicamente, leitura de teleprompter. Claro que quem está ali na frente tem de saber fazer isso muito bem, senão dá problema. Mas não foge muito disso.

A novidade mesmo seria se tivessem chamado a Valesca Popozuda ou a Anitta para comandar o JN ao lado do Bonner. Aí sim teríamos um fato novo. Do contrário, vai tudo continuar como está, sem grande alterações.

Imprimir:

TV

Publicado em 15/09/2014 às 15:36

Durante as Videocassetadas, Faustão zoa muito um garotinho

faustao Durante as Videocassetadas, Faustão zoa muito um garotinho

Fausto Silva durante as Videocassetadas (Foto: Reprodução/Globo)

Eis aí mais um motivo para acabar com o quadro das videocassetadas, como eu havia defendido aqui: no programa deste domingo (14), o apresentador mostrou um vídeo com um garotinho e disse: "ó o cabeção, bicho. Olha a cabeça desse menino. Esse menino vai usar chapéu de 18 polegadas". Para que isso, né? Precisa? Claro que não. Mas como o apresentador tem de tentar fazer o público rir com os videozinhos, então o jeito é soltar uns impropérios que parecem engraçados mas que não são.

A sorte é que o vídeo em questão já é bem antigo, o garoto já deve ter crescido e também é de outro país. Mas imagine se é algo recente e aqui do Brasil. Iria pegar mal e realmente Faustão não precisa passar por um risco assim, certo?

Então, mais uma vez: Fausto, está na hora de parar com as videocassetadas. Ou arrumar um outro jeito de apresentá-las. Talvez com uma narração divertida de alguém. Tem o pessoal do Mundo Canibal que tem o Partoba, que nada mais são do que vídeos desse tipo só que com uma narração extremamente mais divertida. Que tal?

Imprimir:

TV

Publicado em 12/09/2014 às 12:30

A Grande Família termina em grande estilo e com Tuco desaparecido

familia A Grande Família termina em grande estilo e com Tuco desaparecido

A Grande Família disse adeus (Foto: Divulgação/Globo)

Foi sensacional o último episódio de A Grande Família. A participação dos atores convidados — Tony Ramos, Glória Pires, Marcelo Adnet entre outros —  foi uma saída de mestre para encerrar a série. Para quem não viu: a história mostra que a Globo queria desenvolver uma série de TV inspirada na família de Lineu. Os atores convidados entram na trama como eles próprios e foram escolhidos para interpretar Lineu, Dona Nenê, Agostinho e todos os demais personagens do seriado. Um dos pontos altos foi Tony Ramos contracenando com Marco Nanini. Outro momento ótimo foi a entrada de Glória Pires como Nenê. A participação especial de Andréa Beltrão como Marilda. Ela se encontrou com Nenê e foi bem emocionante. Deu a impressão de que Marieta Severo estava chorando de verdade no momento do abraço das duas.

Também teve gente que não se sobressaiu na brincadeira. Luana Piovani estava fraquinha e Alexandre Borges também não foi páreo para a maestria de Evandro Mesquita no personagem. Lázaro Ramos, por sua vez, estava bem divertido em sua versão do Agostinho.

E, para a felicidade deste blogueiro, Tuco praticamente não deu as caras. Ele apareceu, claro, mas foi durante pouquíssimo tempo. Teve um bom momento em que Lúcio Mauro Filho contracenou com Marcelo Adnet e foi isso. Sumiu sem deixar muitos vestígios. Aliás, como deveria já ter acontecido há muito tempo em A Grande Família.

Enfim, parabéns a todos pelo ótimo encerramento de uma ótima série brasileira.

Imprimir:

TV

Publicado em 11/09/2014 às 12:26

A Grande Família: adeus, Tuco; já vai tarde

tuco A Grande Família: adeus, Tuco; já vai tarde

Tuco é chato demais até em foto (Foto: Reprodução/Globo)

Sempre fui fã de A Grande Família, de suas histórias e de seus personagens. Bem, menos de um. Nunca consegui gostar do Tuco, o vagabundo problemático interpretado por Lúcio Mauro Filho. Chato, preguiçoso, irritante, Tuco é um completo idiota em todos os sentidos. Passou todas as temporadas enchendo a paciência de seus familiares e amigos e nunca foi a lugar algum. Inclusive isso está acontecendo agora, nesta última temporada. O ideal seria Lineu ter tido coragem e expulsado seu filho não de casa, mas do seriado, lá pelo terceiro ano.

Algumas das piores histórias de A Grande Família — e houve momentos assim apesar do ótimo material boa parte do tempo — aconteceram quando Tuco estava no foco. Histórias arrastadas e irritantes devem ter afastado alguns fãs da atração. Que voltaram quando o chatonildo saiu dos holofotes.

Talvez seja mérito de Lúcio Mauro, que conseguiu fazer seu personagem ser um completo boçal. Mas a antipatia é tanta que não dá para evitar uma certa birra com o ator também. Vai demorar para Lúcio se livrar da marca que Tuco deixou nele.

É um cara que não teria feito a menor falta na série. Poderiam lançar uma caixa de DVDs sem os episódios em que ele é parte principal da história. Seria memorável.

Imprimir:

TV

Publicado em 10/09/2014 às 13:20

Falta naturalidade a Ana Paula Padrão no Masterchef

anapaula Falta naturalidade a Ana Paula Padrão no Masterchef

Ana Paula Padrão no Masterchef (Foto: Divulgação/Band)

O segundo episódio do Masterchef foi ao ar na noite desta terça (9), na Band, e continua muito divertido. O reality pegou por ser algo inédito na TV aberta brasileira e também por causa de seus jurados, que são ranzinzas, mas bem justos até o momento.

O que está destoando um pouco do conjunto é Ana Paula Padrão, que apresenta a atração e faz seu primeiro trabalho na TV fora do jornalismo. Por enquanto, ela é uma coadjuvante de luxo e aparece relativamente pouco. O destaque vai mesmo para os três jurados, que conseguem roubar a cena.

E não dá para dizer que Ana Paula Padrão comprometa a qualidade do Masterchef. Longe disso. Só o que está faltando é um pouco mais de naturalidade à apresentadora, que ainda não acertou o tom exato. É questão de ajuste fino apenas. Em determinados momentos ela parece um pouco forçada, meio mecânica. Isso acontece, principalmente, quando ela anuncia algo com mais atitude, quando quer anunciar algo. Talvez seja mesmo uma certa falta de traquejo por nunca ter apresentado um reality antes. E repito: nada que comprometa o programa.

É bem provável que durante esta primeira temporada ainda Ana Paula já se encontre totalmente.

Imprimir:

TV

Publicado em 09/09/2014 às 13:39

NOTAS * NOTAS * NOTAS * NOTAS *

Começo aqui uma seção de notas curtinhas, que não chegam a valer um post inteiro, mas que têm que ser mencionadas.

 

- A brincadeira do CQC com Rodrigo Hilbert no programa desta segunda (8), foi sensacional. E o melhor é que o próprio ator e sua mulher, Fernanda Lima, participaram com muito bom humor. Engraçadíssimo.

 

- O Rebu é muito bem feito, cheio de atores ótimo, imagens caprichadas e tal. Mas é chato. Não dá para assistir de ponta a ponta. A Globo tinha que ter feito uma versão curta.

 

- Muito boa a estreia da Fernanda Gentil no Globo Esporte, nesta segunda. Ela entra no lugar do Tiago Leifert, que vai para o The Voice Brasil.

 

- Ainda falando da Fernanda Gentil: na edição desta terça (9) do SPTV, César Tralli a chamou no vídeo para anunciar as atrações do Globo Esporte. Ele falou: "Fernanda Gentil, quanta gentiliza". E ela respondeu: "Essa é nova hein, Tralli?".

Imprimir:

TV

Publicado em 09/09/2014 às 12:48

Faustão, você precisa acabar com as Videocassetadas já

faustosilva Faustão, você precisa acabar com as Videocassetadas já

Faustão apresentando as Videocassetadas no último domingo (Foto: Reprodução/Globo)

Neste último domingo vi as videocassetadas depois de uns meses sem assistir a esta atração específica do Domingão do Faustão. E, sinceramente, não dá mais, né?! Fausto Silva deveria tomar uma atitude e acabar com este quadro. Tudo bem que é tradicional, que está desde o início da atração na Globo e coisa e tal, mas com a internet aí não faz mais o menor sentido.

Dá para ver que o próprio apresentador já não aguenta as cassetadas. Faz tudo ali lendo o texto que passaram para e vamos que vamos. Pior do que isso, os vídeos são antiquíssimos e repetidos. É que a produção coloca tarja em várias datas, mas há coisa ali dos anos 80 e início dos 90. Deve ter criança ali que cresceu, se formou, casou e está cuidando dos netos.  Aí, como o programa tem a obrigação de exibir o quadro toda semana, a equipe apenas muda a ordem, mistura um ano com o outro, inverte a ordem  e dá-lhe cassetada.

Com a internet, há uma infinidade deste tipo de vídeo que chega para as pessoas todos os dias nas redes sociais. Toda semana aparecem vários, todos recentes, fresquinhos e enquanto isso o Domingão nos mostra material que deve ter quase 30 anos. Volta e meia, até o Faustão faz brincadeira com a situação. Me lembro dele dizendo que determinado vídeo já foi exibido sabe-se lá quantas vezes.

Realmente está na hora de parar com isso. Já deu.

Imprimir:

TV

Publicado em 08/09/2014 às 10:40

Grazi Massafera é o maior constrangimento no júri de Dança dos Famosos

grazi Grazi Massafera é o maior constrangimento no júri de Dança dos Famosos

Grazi faz seus julgamentos destrambelhados na Dança dos Famosos (Imagem: Reprodução/Globo)

Esse quadro do programa do Faustão, em geral, é sinônimo de vergonha alheia. Não tem jeito. Muitas vezes o artista convidado não entende nada de dança e a coisa fica complicada. Quem lembra do Kadu Moliterno dando suas reboladas? Difícil descrever o que foi aquilo, tamanha a ruindade. E esse é só um dos exemplos, porque há vários outros.

Quem também sempre contribui para  o constrangimento geral são os jurados. Todas as temporadas estão por lá bailarinos, professores de dança formando o júri técnico. Só que aí inventam de colocar uns atores, apresentadores que não entendem nada de dança. Neste domingo (7), estava lá a Grazi Massafera, que fez a gente se contorcer no sofá de vergonha. A atriz simplesmente não sabe julgar e não falou nada com nada. Para dar seu voto de quem iria para a repescagem, que foi a Anitta, a moça disse: "Vou com a Anitta. Eles arrasaram no carisma, em tudo, mas achei que faltou alguma coisa e como não sou júri técnico não sei dizer... mais empolgação, não sei, gente. Desculpa...". Como não sabe? Não estava lá para julgar? Se é tão despreparada assim por que a colocam lá? Ninguém fez um teste ou umas perguntas para saber se Grazi tinha condição de dizer alguma coisa?

Klebber Toledo, outro ator da casa, também não contribuiu em nada. Sobre Paloma Bernardi: "Tem um carisma sem comentários, Paloma. Quebra mesmo". Aí vem a fala sobre Anitta: "Que que a gente vai falar sobre Anitta? Quebra tudo, se envolve com a plateia (...) Acho que vocês estavam um pouco preocupados no momento de fazer, estavam pensando bastante no que ia fazer". Quer dizer, agora jurado interpreta até o pensamento dos dançarinos, né?

Sério, a produção precisa parar de chamar quem não entende absolutamente nada do assunto. Semana passada estava lá o Kadu Moliterno novamente. Tem famosos que entendem de dança. Chama a Claudia Raia, faça ela ficar fixa no júri de uma temporada, por exemplo. Já vai melhorar bem o nível. O Thiago Abravanel também entende de dança, é mais um que poderia ficar fixo. Agora ficar mudando toda semana, dá nisso. Não funciona.

 

Imprimir:

TV

Publicado em 03/09/2014 às 08:59

Jurados do Masterchef ofuscam Ana Paula Padrão

masterchef Jurados do Masterchef ofuscam Ana Paula Padrão

Ana Paula Padrão no Masterchef (Foto: Divulgação/Band)

O mais novo reality da TV é este Masterchef, da Band, que estreou na noite desta terça-feira. Uma das iscas do programa é a apresentação de Ana Paula Padrão que, pela primeira vez em sua carreira, faz algo do tipo. Todo mundo se acostumou a vê-la nas bancadas de telejornais da Globo, SBT e Record e agora a coisa mudou bem. O interessante é que a jornalista ficou em segundo plano na estreia e quem chamou a atenção de verdade foram os jurados Paola Corosella, Henrique Fogaça e Erick Jacquin. O trio garante a diversão do Masterchef.

O programa é aquela coisa: candidatos preparam um prato para apresentar aos jurados e são avaliados. Neste primeiro episódio foram mostrados muitos candidatos que tiveram de ouvir de tudo, desde elogios até humilhações supremas. Para quem gosta desse tipo de programa, é bem divertido.

E não há nenhum problema com a apresentação de Ana Paula Padrão. Ela está bem à frente do reality quando aparece. O problema é que a edição a deixou com poucos momentos em frente às câmeras. Não é culpa dela.

 

Imprimir:

TV

Publicado em 02/09/2014 às 12:31

Cora pode ser uma grande vilã, mas também pode virar piada em Império

drica Cora pode ser uma grande vilã, mas também pode virar piada em Império

Drica Moraes como Cora em Império (Foto: Divulgação/Globo)

A personagem começou muito bem na primeira fase da novela, interpretada por Marjorie Estiano. Continuou otimamente bem quando a trama veio para o presente, desta vez com interpretação de Drica Moraes. O resultado é que o bom trabalho deu credenciais para Cora se tornar uma grande vilã, possivelmente uma das maiores da história recente das novelas. Rivalizando fortemente com a Carminha de Adriana Esteves, de Avenida Brasil.

Mas nos últimos capítulos de Império, as aparições de Cora estão mostrando que ela pode seguir por um novo caminho, que é o do humor. Ontem, especificamente, a coisa foi bem esquisita. Cora ficou amiga da família de Ísis, caso de João Alfredo. Isso fez com que a personagem tomasse atitudes bem estranhas e muito díspares em relação ao que vinha se desenhando. Para começar, a musiquinha de Cora seguindo os pais de Ísis já traz um tom de comédia. Depois, as atitudes, com a possível vilã roubando e cheirando a roupa íntima do tal do Robertão. Ficou tudo muito estranho e tirou o foco ameaçador que Cora vinha tendo até aqui.

E isso é uma pena. É que Drica Moraes é uma grande atriz e pode fazer bem tanto comédia como drama. Pode fazer humor e ser dramática com a mesma intensidade. Não é a capacidade da atriz que está em discussão. Acontece que Cora foi desenhada desde o início da novela para ser uma mulher bem cruel. Talvez não exatamente uma vilã inicialmente, mas alguém que complica muito a vida de outras pessoas. Começou com sua irmã, passou para sua sobrinha e tem tudo para acabar com a família de João Alfredo e Marta. E contra esses dois sim, ser uma grande inimiga. Só que se o roteiro seguir com o que foi sugerido no capítulo desta segunda, não é exatamente isso o que veremos.

Tomara que Aguinaldo Silva não se desvie da rota. Ele sabe que pode criar uma vilã memorável, como já fez outras vezes no passado.

Imprimir:
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com