Cinema

Publicado em 31/01/2013 às 10:27

Se você não gosta, má notícia: filmes de super-heróis não vão morrer

Olha só que bela imagem essa do novo cartaz do filme que acaba de ser divulgada. É o Homem de Ferro em queda livre com a armadura detonada. Sei que

ferro1 Se você não gosta, má notícia: filmes de super heróis não vão morrer

O novo pôster de Homem de Ferro 3

tem um monte de gente já meio de saco cheio de filmes de super-heróis, afinal a Marvel e a DC estão lotando as salas de cinemas com eles todos os anos. Mas para essa turma que reclama, um aviso: só vai aumentar.

A lista de filmes inspirados em quadrinhos que vem por aí é enorme. Da Marvel, oficializados, tem este Homem de Ferro 3, Thor: The Dark World, Vingadores 2, Guardiões da Galáxia e Capitão América 2, todos via Disney. Ainda tem que entrar nessa conta a continuação de X-Men: Primeira Classe, Wolverine: Imortal, o reinício do Quarteto Fantástico (todos pela Fox) e O Espetacular Homem-Aranha 2, da Sony. Cansou? Ainda tem a DC/Warner com Superman: O Homem de Aço (que estreia no meio do ano), Liga da Justiça (possivelmente para 2015), mais filmes do Batman (sem data definida e com novo diretor e ator), Flash (estágio inicial), talvez Mulher Maravilha e alguns outros projetos ainda no campo da boataria, tipo Capitão Marvel.

Gosta de super-heróis? Veja vários livros sobre eles

Em resumo, o que muita gente achava que seria uma moda passageira já se solidificou como um dos maiores geradores de dinheiro em Hollywood. Os Vingadores e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, dois longas de 2012, estão entre as dez maiores bilheterias de todos os tempos, na casa do US$ 1 bilhão em arrecadação. É por isso que não vai passar "a moda", até porque não é mais disso que se trata a coisa. Filmes de super-heróis e inspirados em quadrinhos não vão parar mais assim como não param de adaptar livros para o cinema. Obviamente que haverá crises, com produções indo bem e mal nas bilheterias, o que é bem normal e acontece mesmo. E já foram feitas algumas verdadeiras bombas com heróis de HQs nas telas, tipo Motoqueiro Fantasma 1 e 2, Lanterna Verde (superprodução que se arrebentou), o primeiro filme solo do Wolverine (que foi bem de dinheiro mas uma porcaria artisticamente), Demolidor e por aí vai.

Mas já passou da hora de dizer que quadrinhos nas telas é algo que vai morrer e que é uma onda passageira. Não é.

Imprimir:
2 Comentários

"Se você não gosta, má notícia: filmes de super-heróis não vão morrer"

31 de January de 2013 às 10:27 - Postado por Odair Braz Junior

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Daniel
    - 15 de fevereiro de 2013 - 17:29

    O problema não é os filmes de super-heróis, são os fracos roteiros e diretores, Batman é a prova de que há esperança, eu gostaria de ver algo assim com a franquia de homem-aranha, torço para que novos Christopher Nolan apareçam.

    Responder
  • Lucas DBrase
    - 31 de janeiro de 2013 - 11:12

    Concordo com seu texto, é uma tendencia, só esperamos que sejam bem produzidos e elaborados, se for ? Prestigiaremos, como prestigiamos "Batman" que ao meu ver, foi muito melhor que "Vingadores", que prometeu muito e não conseguiu cumprir .

    Responder
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com