Olha só que bela imagem essa do novo cartaz do filme que acaba de ser divulgada. É o Homem de Ferro em queda livre com a armadura detonada. Sei que

ferro1 Se você não gosta, má notícia: filmes de super heróis não vão morrer

O novo pôster de Homem de Ferro 3

tem um monte de gente já meio de saco cheio de filmes de super-heróis, afinal a Marvel e a DC estão lotando as salas de cinemas com eles todos os anos. Mas para essa turma que reclama, um aviso: só vai aumentar.

A lista de filmes inspirados em quadrinhos que vem por aí é enorme. Da Marvel, oficializados, tem este Homem de Ferro 3, Thor: The Dark World, Vingadores 2, Guardiões da Galáxia e Capitão América 2, todos via Disney. Ainda tem que entrar nessa conta a continuação de X-Men: Primeira Classe, Wolverine: Imortal, o reinício do Quarteto Fantástico (todos pela Fox) e O Espetacular Homem-Aranha 2, da Sony. Cansou? Ainda tem a DC/Warner com Superman: O Homem de Aço (que estreia no meio do ano), Liga da Justiça (possivelmente para 2015), mais filmes do Batman (sem data definida e com novo diretor e ator), Flash (estágio inicial), talvez Mulher Maravilha e alguns outros projetos ainda no campo da boataria, tipo Capitão Marvel.

Gosta de super-heróis? Veja vários livros sobre eles

Em resumo, o que muita gente achava que seria uma moda passageira já se solidificou como um dos maiores geradores de dinheiro em Hollywood. Os Vingadores e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, dois longas de 2012, estão entre as dez maiores bilheterias de todos os tempos, na casa do US$ 1 bilhão em arrecadação. É por isso que não vai passar "a moda", até porque não é mais disso que se trata a coisa. Filmes de super-heróis e inspirados em quadrinhos não vão parar mais assim como não param de adaptar livros para o cinema. Obviamente que haverá crises, com produções indo bem e mal nas bilheterias, o que é bem normal e acontece mesmo. E já foram feitas algumas verdadeiras bombas com heróis de HQs nas telas, tipo Motoqueiro Fantasma 1 e 2, Lanterna Verde (superprodução que se arrebentou), o primeiro filme solo do Wolverine (que foi bem de dinheiro mas uma porcaria artisticamente), Demolidor e por aí vai.

Mas já passou da hora de dizer que quadrinhos nas telas é algo que vai morrer e que é uma onda passageira. Não é.

http://r7.com/DB8I