A prova do crime: uma grande reportagem

 A prova do crime: uma grande reportagem

Renata Cafardo: Jornalista chegou a ser ameaçada, mas decidiu publicar a matéria sobre o roubo do ENEM mesmo assim

“Um deles perguntou se eu estava gravando o encontro. A pedido do Estadão, eu tinha um gravador em cada bolso do casaco, ambos ligados. Respondi que não. O moreno acreditou  e abriu a pasta. Tirou um caderno cheio de folhas brancas e a fechou de novo. [...] Ele deixou que eu manuseasse o material e não percebeu minhas mãos trêmulas. Passei a virar página por página, com o cuidado de quem duvida do que vê. [...] Eu ainda não tinha certeza disso, mas, na noite de 30 de setembro de 2009, havia folheado o Enem.”

O relato acima da jornalista Renata Cafardo é um trecho do livro 'O Roubo do ENEM', que sai no próximo dia 30 de outubro, uma semana antes do ENEM 2017. A jornalista conta como teve acesso à prova roubada em 2009, que seria aplicada três dias a 4,1 milhões de estudantes em todo o Brasil. Como (bons) jornalistas não pagam para obter informações, Renata não pôde ficar com a prova, mas conseguiu memorizar várias questões e procurou imediatamente o Ministério da Educação, de onde obteve a confirmação pouco depois. Resultado: o ENEM foi cancelado.

JEDUCA

Renata, que cobre a área de Educação há mais de 17 anos, é uma das fundadoras da Associação de Jornalistas da Educação (JEDUCA). “O ENEM perdeu muita credibilidade pelo que aconteceu, algo que não foi recuperado ainda hoje, apesar de ser o maior exame do país e selecionar para centenas de universidades. A cada ano surgem notícias de pequenos vazamentos, supostos ou verdadeiros. Mas, mesmo assim, por inúmeras razões que explico no livro, ele se consolidou fortemente. Difícil saber exatamente quais seriam as consequências para o ENEM se ele tivesse sido anulado depois da realização naquele ano. Mas há uma possibilidade de que o novo ENEM enfraquecesse tanto que deixaria de existir em um curto espaço de tempo”, afirma Renata, em entrevista ao blog da editora.

A autora, que chegou a ser ameaçada pelos homens que roubaram a prova, contou que teve medo de transformar a história em livro, mas disse que decidiu ir adiante por achar que ele pode “contribuir na formação de outros jornalistas, fazê-los refletir sobre a profissão, as relações com o governo e com as fontes, sobre o posicionamento diante de uma notícia importante”.  Uma lição de jornalismo.

'O Roubo do ENEM', de Renata Cafardo

Lançamento: Livraria da Vila do Shopping Higienópolis - Av. Higienópolis, 618

Data: 30 de outubro, a partir das 19h

Preço: R$ 39,90

Editora: Record / Grupo Editorial Record

capa livro Renata Cafardo A prova do crime: uma grande reportagem

Posts Relacionados

Comente

"A prova do crime: uma grande reportagem"

27 de October de 2017 às 00:08 - Postado por fmachado

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.