“Ele é insuportável, vaidoso, orgulhoso, brutal, inconstante, humano.

Sem ele, eu estaria morto por decomposição. Abdel cuidou de mim sem cessar, como se eu fosse um bebê de colo. Atento ao menor sinal, presente em todas as minhas ausências, ele me liberou quando fiquei preso, me protegeu quando eu estava fraco. Ele me fez rir quando eu não aguentava mais. Ele é meu guardião.”

Esse trecho é do livro O Segundo Suspiro, de Philippe Pozzo di Borgo, que conta a história trágica dele próprio. Herdeiro de duas tradicionais famílias francesas, Di Borgo era um executivo de sucesso, diretor de umas das marcas de champanhe mais famosas do mundo.

De repente, tudo muda. Após um acidente, em 1993, ele fica tetraplégico – ao mesmo tempo em que sua mulher enfrenta uma doença terminal. Parece que tudo acaba aqui, não?

Mas é justamente onde começa. Com paralisia total e impedido de tocar e ser tocado, Di Borgo necessita de um acompanhante. Consegue um de origem argelina, cuja personalidade é tão difícil que ninguém pode tocá-lo sem correr o risco de ser imediatamente agredido.

A relação de companheirismo que nasce entre o milionário intelectual e o imigrante dá nova razão para suas vidas. Emocionante e lindo!

O filme Intocáveis, inspirado no livro, chega aos cinemas em agosto.

(indicado por Ligia Braslauskas, gerente de jornalismo do R7)

suspiro450 Livro: História real une tragédia e amizade

O Segundo Suspiro

232 páginas

R$ 24,90 (versão impressa)

R$ 14,90 (versão e-book)

Editora Intrínseca