Mesmo sem ser palco de nenhum conflito armado, Lisboa teve grande importância na 2ª Guerra Mundial (1939-1945).

Último portão de saída da Europa, a capital portuguesa abrigou grande parte da realeza europeia exilada, refugiados em fuga para os EUA e uma série de espiões, banqueiros, judeus proeminentes e artistas que tentavam escapar dos conflitos, como o pintor Marc Chagall e o escritor Graham Greene.

Com base em ampla pesquisa, o historiador Neill Lochery revela os bastidores da guerra ao contar a história de um país relativamente pobre que não apenas sobreviveu à guerra fisicamente intacto, como emergiu dela muito mais rico do que quando o conflito teve início.

(Indicado por Ligia Braslauskas, gerente de jornalismo do R7, @ligiakas)

lisboa4501 Livro revela bastidores da guerra por Lisboa

 

Lisboa

312 páginas

R$ 34,50

Editora Rocco