Publicado em 18/09/2012 às 14h36

Livro de Draccon ensina a importância de sonhar

Lançado recentemente no Brasil, o livro Fios de Prata, do escritor brasileiro Raphael Draccon, é uma agradável surpresa em meio aos inúmeros  (Leia mais)

(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 18/09/2012 às 12h00

Nova trilogia chega para reforçar tendência erótica

Perder o controle é fácil. Mas abrir mão dele para deixá-lo com outra pessoa exige uma força de vontade que nem todos conseguem ter. Ainda mais aqueles que pensaram nunca precisar passar por isso.

(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 17/09/2012 às 16h02

Livro mostra política obscura do governo Vargas

Em Imigrante ideal, Fábio Koifman revela a faceta eugenista da política imigratória do governo Vargas, entre 1941 e 1945.

(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 16/09/2012 às 06h00

Suspense erótico tenta revelar assassinato

Embalada pelo ótimo momento da literatura erótica no Brasil, com o sucesso de 50 Tons de Cinza,  chega às livrarias a nova edição de Falsa Submissão, (Leia mais)

(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 15/09/2012 às 10h00

Livro 2 de 50 Tons tem 90% da tiragem vendida

O esperado segundo livro da trilogia 50 Tons de Cinza chega neste sábado com 90% de sua tiragem inicial - de 350 mil exemplares - já comprometida pelo mercado.

(mais...)

Publicado em 15/09/2012 às 06h00

Fernanda Oliveira lança seu sétimo livro de poesia

A carioca Fernanda Oliveira acaba de lançar seu sétimo livro de poesia, Páginas. No novo livro, a autora revela um pouco mais de sua sensibilidade e reafirma sua vocação de traduzir em poesia emoções.

(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 14/09/2012 às 10h00

Crônica do Cosme: 28 L

Por Luis Cosme Pinto*

É como numa brincadeira de adivinhação. Você vê de cima e tenta descobrir: que bairro é aquele? e a rua? o rio escuro, é o Tietê ou o Pinheiros?

Quem conhece um pouco mais São Paulo não vai confundir os estádios, sabe quando é o Morumbi ou o Pacaembu;

e também se o parque é o do Ibirapuera ou o Villa Lobos.

Para quem não tem tanta intimidade pouco importa, viajar na janela é preferência da maioria, justamente pela paisagem, quase um tour.

Quem observa do alto, enxerga uma metrópole bem organizada, orgulhosa do progresso de seus prédios e avenidas;

A muitos pés de altitude a imagem é a de uma terra sem violência, de pouco trânsito, nada de poluição ou sujeira nas ruas.

Mas em poucos minutos, São Paulo fica para trás, surgem estradas, montanhas, mar.

O viajante vê tudo isso refestelado na 28L, a poltrona que sobrou para ele.

E pensar que o homem pediu insistentemente que o trocassem de lugar no check-in e só não conseguiu porque não havia outros assentos disponíveis.

28 L, seria lá no fundo, perto do banheiro e, provavelmente, naquela fila do meio, ele imaginava.

Ubirajara é professor de educação física, aos 30 anos viajou de avião duas vezes na vida e essa é a primeira vez que vai ao Rio de Janeiro.

Já tinha medo de avião e ainda mais apertado lá atrás... sofreu no salão de embarque, e se angustiou ainda mais porque o embarque atrasou duas horas.

Culpa do nevoeiro.

Ubirajara lembrou de ver num telejornal o rapaz do tempo,

na época o Lucio Sturm - hoje repórter premiado do Jornal da Record -  afirmar com segurança: "neblina que baixa é sol que racha".

Ou seja, Lucio garantia que apesar do dia amanhecer fechado a praia estava garantida.

E foi isso mesmo: quando a decolagem foi autorizada o azul do céu era magnífico.

Da 28 L, ele esqueceu o pânico, ignorou o serviço de bordo e, com o nariz encostado na janela, vislumbrou as primeiras montanhas, e o mar ao fundo.

Em poucos minutos as praias do litoral paulista. Lá de cima, via as curvas da costa, moldadas pelas praias que se aproximam e se afastam da mata atlântica, afastadas apenas pela esguia  faixa de areia branca.

Não sabia se era Guarujá ou Juqueí, nem se importava com isso.

O comandante ajudou ao avisar que agora passavam por Angra dos Reis. 365 ilhas, lanchas, mansões e ele ali, curtindo a vista, na 28 L.

Em meia hora a Restinga de Marambaia, mais de 40 quilômetros de mar, areia e vegetação. Terra virgem entre nossas duas maiores cidades e que pertence à Marinha. De vez em quando um presidente da República passa uns dias ali, fora isso ninguém pisa lá.

Chegou ao Rio pelo lado da Barra da Tijuca e curtiu as primeiras praias:

Grumari, Prainha, Macumba, aí numa suave queda de asa o avião passou pela zona oeste. Viajou pelos subúrbios.

Ubirajara já conhecia das novelas as belezas de Copacabana, Ipanema, Leblon, Pão de Açúcar...

mas os encantos dessa parte não, descobriu casas encarapitadas nas rochas, mansões com piscinas, campos de futebol com bola rolando e até uma festa numa laje colorida, no que parecia ser o conjunto de favelas do Alemão, perto da Penha. O avião baixa suavemente e as montanhas se aproximam ainda mais, surgem agora novos ângulos e curvas dos morros cariocas. Vê o Engenhão, ou seria o estádio de São Januário, do Vasco da Gama?

Pouco antes do pouso, um presente dos ventos: por causa de uma corrente de ar, o piloto arremete e ganha altura novamente para aterrissar na pista 2 do aeroporto Santos Dumont.

É a chance de ver Niterói, a ponte que liga as duas cidades, as barcas, o museu de Niemeyer, as ilhas da Baía de Guanabara.

Ubirajara desceu e, ao contrário dos outros companheiros de voo que saíam apressados em busca de táxis ou ônibus,

foi correndo ao guichê da companhia aérea.

- Quero reservar o assento da volta.

A funcionária ficou surpresa, primeiro com a antecedência do pedido, o retorno de Ubirajara era só dali a duas semanas.

E depois com a estranha escolha:

- 28 L, por favor!

*Luis Cosme Pinto é jornalista e editor executivo do Domingo Espetacular. Esta crônica faz parte de seu livro Ponte Aérea, da editora Novo Século.

Publicado em 14/09/2012 às 06h00

Lançamento de Brazão reúne 20 contos em 3 estilos

O jornalista Paulo Henrique Brazão lança nesta sexta-feira (14) o livro de contos Desilusões, Devaneios e Outras Sentimentalidades.

(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 13/09/2012 às 06h00

Psicólogo mostra como lidar com adolescentes hoje

O desafio de lidar com uma geração bem articulada e que não tem medo dos pais é esmiuçado por Anthony E. Wolf em Eu Ouviria Meus Pais Se pelo Menos Eles Calassem a Boca.
(mais...)

Posts relacionados

Publicado em 12/09/2012 às 12h38

SP Cia de Dança estreia espetáculo nesta quinta

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD) estreia nesta quinta-feira (13) espetáculo no Teatro Alfa. Nesta temporada, o destaque fica para a coreografia Além de In The Middle, Somewhat Elevated, (Leia mais)

(mais...)

Posts relacionados

Perfil

Miguel Arcanjo Prado é editor de Cultura do R7, onde está desde o começo do portal, em 2009. É jornalista formado pela UFMG e pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP. É crítico membro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Nasceu em Belo Horizonte e mora em São Paulo desde 2007, quando ingressou no Curso Abril de Jornalismo. Ainda em Minas, estreou como cronista do semanário O Pasquim 21, passando por TV UFMG e TV Globo Minas. Na capital paulista, foi repórter da Contigo!, da Ilustrada na Folha Online e do Agora São Paulo, no Grupo Folha. Edita e apresenta a Agenda Cultural da TV Record News.

PUBLICIDADE

TOP COMENTARISTAS

  1. 1
    R7 Cultura » Mar de...80 comentários
  2. 2
    lbraslauskas46 comentários
  3. 3
    Phillipe5 comentários
  4. 4
    Luiz Sergio Nacinovic3 comentários
  5. 5
    DIONE2 comentários
  6. 6
    Rafael Carvalho2 comentários
  7. 7
    MAURO ALEXANDRE PEREIRA D...2 comentários
  8. 8
    pedro2 comentários
  9. 9
    Jael Kuster2 comentários
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com