Publicado em 28/03/2015 às 03h03

Russell Crowe vira diretor e afirma: “Não tenho problema em roubar ideias de todo mundo”

russell Russell Crowe vira diretor e afirma: Não tenho problema em roubar ideias de todo mundo

Russell Crowe afirmou que não liga de roubar ideia dos outros - Foto: Divulgação

Por MAGDALENA TSANIS, da EFE, em Madri

Com mais de 50 filmes na carreira, um Oscar por Gladiador (2000) e outras duas indicações, Russell Crowe afirma ter mais experiência em um set de filmagem que a maioria dos diretores, o que o ajudou em sua estreia atrás das câmaras com Promessas de Guerra.

"Não tenho problema em roubar ideias de todo o mundo", disse Crowe à Agência Efe durante sua visita a Madri para promover este drama épico ambientado no pós Primeira Guerra Mundial na Turquia, que estreia em 28 de maio no Brasil.

Mas sempre as passa por seu filtro. "Como ator estive muitas vezes na situação de resolver problemas em um set e a solução que busco com qualquer grande artista como Ridley Scott, Ron Howard ou Darren Aranofsky passa pela minha visão pessoal".

Foi com Ridley Scott que mais teve a oportunidade de aprender sobre o ofício atrás das câmeras. Crowe foi dirigido por ele em Gladiador, Gangster Americano, Robin Hood, Rede de Mentiras, e elogiou "dele aprendi quão atlética pode ser uma câmera e o manejo simultâneo de muitas câmaras", destacou.

De Peter Weir (Mestre dos Mares - O Lado Mais Distante do Mundo) tomou a ideia de pôr música para os atores para transmitir uma determinada energia. "Sou como um DJ em um clube: tento ajudar os atores a encontrarem o melhor de si mesmos", disse.

Na realidade, o ator neozelandês, embora australiano de adoção, já tinha feito dirigido os videoclips de sua própria banda, e três documentários, mas a decisão de dar o passo para a ficção foi tomada ao descobrir o roteiro de Andrew Knight e Andrew Anastasios.

"Li e tive uma reação muito visceral, que é o que sempre busco como ator, mas aqui havia ainda outra voz que nunca tinha ouvido nunca antes, que me dizia que deveria tomar a responsabilidade de contar esta história e que eu era o único que podia fazê-lo".

A história, também protagonizada por ele, de um granjeiro australiano que viaja para Istambul para descobrir que o que aconteceu com seus filhos, declarados desaparecidos em combate na sangrenta batalha de Galípoli (já levada ao cinema por Peter Weir em 1981).

Ali ele conhece Ayshe (Olga Kurylenko), proprietária do hotel em que se hospeda, que também perdeu a seu marido na guerra. O filme se movimenta entre a aventura épica e o drama romântico e, embora comova o espectador, em alguns momentos peca pelos clichês e pelo excesso de melodrama.

Ponto de vista turco

Os laços culturais e pessoais com a história, Crowe contou que seu pai tinha a mesma habilidade que o protagonista para detectar a presença de água sob o solo, foram também importantes em sua decisão. Assim como a possibilidade de contar a batalha de Dardanelos, que completa cem anos em abril, do ponto de vista turco.

"Três dias antes do início das filmagens comecei a me perguntar onde me tinha metido", admitiu, "mas vivi a minha vida toda com esse tipo de ansiedade antes de entrar em cena e sei o que significa; significa que se importa com o que está fazendo, e o dia que não senti-la será o momento de deixar os palcos".

Olga Kurylenko, lançada à fama como Bond Girl em 007: Quantum of Solace (2008), minimizou a fama de "difícil" que Crowe tem nos sets. "Este é seu primeira filme; estava muito emocionado, porque havia tempo desejava fazê-lo, a filmagem correu muito bem. Ele ajuda muito e como diretor procura torna-la o mas fácil possível", disse a atriz ucraniana. "Por ser também ator, falamos o mesmo idioma, e isso é para agradecer, é um dos melhores com quem trabalhei", acrescentou Kurylenko.

Acompanhe em tempo real o R7 no Festival de Teatro de Curitiba 2015!

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Posts relacionados

Publicado em 23/03/2015 às 11h50

Paris comemora 120 anos do cinema

lumiere Paris comemora 120 anos do cinema

Primeiro filme mostrava a movimentação na saída de uma fábrica - Foto: Divulgação

Da EFE, em Paris

A França lembrou neste domingo (22) o nascimento do cinema, há exatamente 120 anos, com a projeção em Paris do primeira filme da história, um curta-metragem de 46 segundos rodado pelos irmãos Auguste e Louis Lumière em 1895 e conhecido atualmente como A Saída da Fábrica Lumière em Lyon.

O curta, que mostra um grupo de operários na porta de uma fábrica em que a família Lumière fabricava material fotográfico em Lyon, no leste da França, foi exibido em 22 de março de 1895 na Société d'Encouragement pour l'Industrie Nationale de Paris para um grupo de cientistas e empresários.

O filme foi projetado novamente na agora conhecida como Sala Lumière, no mesmo edifício que abrigou aquela sessão histórica, e com a presença do diretor Bertrand Tavernier, presidente do Instituto Lumière, que trabalha na restauração dos cerca de 200 filmes rodados pelos inovadores irmãos entre final do século XIX e início do século XX.

"O espírito Lumière é a inocência e a captura de uma sinceridade eterna", comentou o delegado geral do Festival de Cannes, Thierry Frémaux, durante uma projeção de homenagem realizada esta semana em Lyon. "Podemos perceber que os operários sabiam que estava sendo filmados porque olham furtivamente para a câmera", acrescentou Frémaux, organizador também do Festival Lumière, para o qual diretores como Quentin Tarantino, Pedro Almodóvar, Xavier Dolan, Michael Cimino, Jerry Schatzberg e Paolo Sorrentino rodaram filmaram versões do primeiro filme do cinema.

Os próprios irmãos ironicamente acreditavam que cinema tinha uma função essencialmente técnica-científica, e afirmaram na época: "o cinema é uma invenção sem nenhum futuro comercial". No entanto, o grande público não soube de A Saída da Fábrica Lumière em Lyon nem do que era o cinema até 28 de dezembro de 1895, quando os Lumière exibiram no Salon Indien du Grand Café de Paris esse e outros dez curtas-metragens, entre eles o célebre L'Arroseur Arrosé.

Divergências

Alguns historiadores consideram que o nascimento do cinema deve ser atribuído ao americano Thomas Edison, que alguns anos antes tinha gravado imagens em movimento que os espectadores podiam com uma espécie de óculos, um sistema conhecido como cinetoscópio , que tinha sido projetado por William Dickson.

Antes já haviam sido desenvolvidas outras formas mais rudimentares de protocine para contemplar imagens animadas, como o fenaquistiscopio, uma roda com imagens que giradas em frente ao espelho criava uma ilusão de movimento que evoluiria depois para a lanterna mágica do francês Jules Duboscq.

O prestigiado professor americano Noël Burch lidera o grupo de historiadores que sustenta que o nascimento da sétima arte, como conhecemos, surgiu com o O Nascimento de uma Nação, de 1915. Nesse filme, cujo polêmico argumento foi muito criticado por mostrar os defensores da supremacia branca do Ku Klux Klan como heróis, o diretor D.W. Griffith introduziu técnicas como a montagem paralela, movimentos de câmera, sequências e planos curtos ou panorâmicos que assentaram as bases da linguagem cinematográfica moderna.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 17/03/2015 às 11h13

Franceses dão curso grátis de documentário em SP

2 2 Franceses dão curso grátis de documentário em SP

Inscrições estão abertas para oficina gratuita de documentário no Sesc - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Os cineastas (ou aspirantes a) que queiram aprender mais sobre o cinema documental têm uma chance e tanto nos próximos dias.

Estão abertas até 31 de março as inscrições para a oficina de projeto de documentário que será ministrada em São Paulo pelo grupo francês Ateliers Varan, em parceria com o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc.

O grupo foi fundado em 1981 por Jean Rouch em Paris e desde então é referência na área.

Segundo Adriana Komives, roteirista do grupo, eles não fazem "distinção entre documentário e a ficção, pois a fronteira é muito tênue". Ela diz o que gostam: "Preferimos falar de cinema, em oposição ao sistema da reportagem. Os filmes não são feitos sobre as pessoas, mas com as pessoas. Acreditamos que o cinema feito assim pode sensibilizar o mundo".

Os inscritos passarão por três etapas de seleção. Leia o edital e saiba como se inscrever. Os aprovados serão divulgados em 29 de junho. As aulas serão entre 10 de agosto e 30 de setembro. O curso é gratuito.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 17/03/2015 às 03h04

Filmes da Mostra Tiradentes são exibidos em SP

publico ve o segredo dos diamantes foto leo lara tiradentes 2015 Filmes da Mostra Tiradentes são exibidos em SP

Público assiste a filme na Mostra Tiradentes - Foto: Leo Lara/Universo Produção

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Começa nesta terça (17) a Mostra Tiradentes/SP. O objetivo é que o público paulistano tenha acesso aos filmes da nova safra brasileira. As obras foram exibidos na cidade histórica mineira na 18ª edição do festival, que teve público de 35 mil espectadores em janeiro deste ano e que contou com cobertura do R7 Cultura.

Até o próximo domingo (22), serão exibidos 12 longas e 17 curtas, somando 29 produções da cena independente. O evento ainda terá três debates e duas oficinas. E o melhor: toda a programação é gratuita e acontece no Sesc Consolação (r. Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque, São Paulo).

Cléber Eduardo, curador da Mostra Tiradentes diz que a pegada dos filmes exibidos é de propostas desafiantes e que focam em um público “existente e exigente”.

Para Raquel Hallak, diretora da Universo Produção, responsável pela Mostra Tiradentes, “a pluralidade de conteúdos audiovisuais” é uma marca do evento, que agora influencia também o público do maior centro urbano do País. “A exibição destes filmes em São Paulo amplia olhares e possibilidades de negócios para o audiovisual brasileiro”, pontua.

Além do vencedor da Mostra Aurora, o filme carioca Mais do Que Eu Possa me Reconhecer, de Allan Ribeiro, também serão exibidos O Animal Sonhado, do Ceará, Teobaldo Morto, Romeu Exilado, de Rodrigo de Oliveira, do Espírito Santo, e Ressurgentes: Um Filme de Ação Direta, de Dácia Ibiapina, do Distrito Federal.

Os torcedores do Atlético-MG na capital paulista ainda poderão ver O Dia do Galo, de Cris Azzi e Luiz Felipe Fernandes, que foi eleito pelo público tiradentino o melhor da última edição do festival. Saiba mais sobre a Mostra Tiradentes/SP.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Posts relacionados

Publicado em 16/03/2015 às 03h02

Disney garante Frozen 2 e Guerra nas Estrelas 8

frozen Disney garante Frozen 2 e Guerra nas Estrelas 8

Turminha de Frozen: continuação do filme está garantida pela Disney - Foto: Divulgação

Da EFE, em Los Angeles (EUA)

Bob Iger, executivo-chefe da Disney, anunciou que Frozen: Uma Aventura Congelante, ganhador do Oscar de melhor filme de animação no ano passado, contará com uma segunda parte.

Ele ainda revelou que o Episódio VIII de Guerra nas Estrelas tem estreia marcada para maio de 2017.

Durante a reunião de acionistas da empresa, realizada em San Francisco (Califórnia), Iger revelou que Frozen, que arrecadou mais de US$ 1,2 bilhão no mundo todo, voltará a contar com os diretores da primeira entrega, Jennifer Lee e Chris Buck.

"Jennifer e Chris deram uma ideia genial para a segunda parte", disse John Lasseter, responsável criativo do estúdio, sem dar mais detalhes.

guerra nas estrelas 2 Disney garante Frozen 2 e Guerra nas Estrelas 8

Guerra nas Estrelas na década de 1970: filme chega à oitava franquia - Foto: Divulgação

No encontro, Iger também anunciou que o Episódio VIII da saga galáctica Guerra nas Estrelas estreará em maio de 2017 e que o primeiro filme derivado da franquia se chamará Rogue One, com a atriz britânica Felicity Jones como protagonista.

Rian Johnson será o encarregado de dirigir e escrever o filme, sequência direta de Guerra nas Estrelas: O Despertar da Força, que chegará às salas em dezembro deste ano.

Guerra nas Estrelas: Episódio VIII estreará em 26 de maio de 2017, 40 anos e um dia depois do lançamento da primeira entrega, Guerra nas Estrelas: Uma Nova Esperança, de 1977.

Rogue One será dirigido por Gareth Edwards (Godzilla) e escrito por Chris Weitz (Cinderela, Um Grande Garoto).

A produção começará a ser filmada ainda neste semestre em Londres e estreará em dezembro de 2016.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 07/03/2015 às 03h03

Argentina não leva Oscar, mas vai a Miami

relatos selvagens 1024x576 Argentina não leva Oscar, mas vai a Miami

Cena do filme argentino indicado ao Oscar Relatos Selvagens - Foto: Divulgação

Com EFE

A Argentina não levou o Oscar de melhor filme estrangeiro para Relatos Selvagens, mas o filme que conquistou críticos no mundo todo e também os brasileiros segue sua saga internacional em Miami.

Além dele, a pluralidade de estéticas e uma homenagem ao cinema independente cubano são o foco da 32ª edição do Festival Internacional de Cinema de Miami (MIFF), em EUA, que começou nesta sexta-feira (6). O evento está cada vez mais mais importante na cena cinematográfica norte-americana, graças à numerosa participação de atores, produtores e diretores.

A grande festa do cinema de Miami soube cultivar durante estes últimos anos um "estilo único", justificou o diretor do MIFF, Jaie Laplante, por reunir projeções e estreias mundiais, conversas, apresentação de estrelas e diversão.

A 32ª edição vai até 15 de março, com a expectativa de receber mais de 60 mil espectadores e o "triplo de profissionais da indústria do que em 2011", ressaltou Laplante.

A cerimônia inaugural desta noite no Olympia Theater do Gusman Center terá como prato principal a exibição do filme Relatos Selvagens, do cineasta argentino Damián Szifrón, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

O cinema ibero-americano é um dos protagonistas dessa edição. Um dos eixos do festival é, sem dúvida, a homenagem ao "cineasta independente cubano", que começa no próximo domingo com a estreia nos Estados Unidos de A Obra do Século (2015), do cubano Carlos Quintela, uma co-produção cubana, argentina e alemã.

O segundo trabalho de Quintela narra as expectativas criadas nos anos 80 na população da "cidade nuclear", perto de Cienfuegos, com a construção da primeira usina nuclear no Caribe. Mas este mundo de possibilidades desmorona com o afundamento da União Soviética.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Posts relacionados

Publicado em 04/03/2015 às 14h35

Balé Bolshoi pode ser visto na tela do cinema

O Queba Nozes UCI2 Balé Bolshoi pode ser visto na tela do cinema

O Quebra Nozes terá sessão em 18 salas da rede UCI - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Os brasileiros vão poder ver um clássico da dança na telona do cinema.

O espetáculo O Quebra Nozes, da companhia russa Balé Bolshoi, será exibido pela rede UCI neste sábado (7) e domingo (8), às 15h30, com inteira a R$ 50.

Participam 18 salas em todo o País — em São Paulo, haverá sessão no UCI Anália Franco, no UCI Jardim Sul e no UCI Santana Parque Shopping.

E a maratona da dança no cinema não para por aí. A UCI ainda vai exibir O Lago dos Cisnes, nos dias 11 e 12 de abril, Romeu e Julieta, nos dias 2 e 3 de maio, e Ivan, o Terrível, nos dias 6 e 7 de junho. Todos os espetáculos com os excelentes bailarinos do Bolshoi.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Posts relacionados

Publicado em 27/02/2015 às 19h00

Vídeo: Veja a Agenda Cultural do Hora News, na Record News, desta sexta-feira, dia 27/02/2015

miguel arcanjo agenda Vídeo: Veja a Agenda Cultural do Hora News, na Record News, desta sexta feira, dia 27/02/2015

Lidiane Shayuri recebe o colunista Miguel Arcanjo Prado no Hora News - Foto: Divulgação

O colunista Miguel Arcanjo Prado conta para Lidiane Shayuri na Agenda Cultural da Record News as melhores dicas para seu fim de semana. Tem exposição sobre Mafalda em São Paulo, Márcia Castro com o projeto Pipoca Moderna em Salvador, a peça O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias Verdades Inteiras, Orquestra Voadora, no Rio e Capital Inicial em Tubarão (SC). E ainda três dicas no cinema: o drama brasileiro Casa Grande, o francês Em Um Pátio de Paris, a ação com Will Smith e Rodrigo Santoro Golpe Duplo e a animação Tinker Bell e o Monstro da Terra do Nunca. E mais: o lançamento do novo livro de Heródoto Barbeiro. Com edição de Aline Rocha Soares. Veja o vídeo.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Posts relacionados

Publicado em 25/02/2015 às 03h03

Conservadores dos EUA ficam irritados com Oscar

alejandro inarritu efe Conservadores dos EUA ficam irritados com Oscar

Alejandro Iñarritu discursa no Oscar: um latino-americano no topo do cinema mundial não agradou à direita norte-americana - Foto: EFE

Por FERNANDO MEXÍA
Da EFE, em Los Angeles

O sucesso do cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu no Oscar não caiu bem nos setores mais conservadores dos Estados Unidos, abalados por uma cerimônia que consideraram muito liberal e na qual os direitos dos imigrantes ilegais foram protagonistas.

Iñárritu conquistou estatuetas de melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro, enquanto seu compatriota Emmanuel Lubezki recebeu o prêmio de melhor fotografia, em ambos os casos pelo filme Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), que foi o grande vencedor da noite.

"Foi uma grande noite para o México, como sempre", disse nesta segunda-feira (23) em declarações ao canal Fox o magnata Donald Trump, que não escondeu frustração pelos reconhecimentos obtidos pela equipe de Iñárritu na noite de gala do cinema.

"Este cara não parava de subir, subir e subir (no palco) O que está fazendo? Está indo embora com todo o ouro. (O filme) é tão bom assim? Eu não ouvi isso", disse Trump indignado.

Conservadores nervosos

Os conservadores americanos torciam pelo sucesso absoluto de Sniper Americano, de Clint Eastwood, que ganhou apenas uma estatueta, a de melhor edição de som.

"O Oscar é uma triste piada, muito parecido ao nosso presidente. Muitas coisas estão erradas!", escreveu Trump no Twitter, enquanto nessa mesma rede social a personalidade da TV Sean Hannity qualificou de "previsível" o mau resultado de Sniper Americano em uma Hollywood "liberal".

Nessa mesma linha foram muitas as críticas aos apelos feitos nos discursos, como o da ganhadora do prêmio de melhor atriz coadjuvante, Patricia Arquette (Boyhood: Da Infância à Juventude) que reivindicou igualdade de direitos e de salários para as mulheres e foi extremamente aplaudida por uns, mas acusada de falar sem saber por outros.

Respeito aos latino-americanos

Já Iñárritu dedicou seu grande prêmio da noite aos mexicanos de ambos os lados da fronteira e pediu respeito e dignidade das autoridades para os que residem nos Estados Unidos.

O crítico cinematográfico Christian Toto qualificou de "insulto" o fracasso de Sniper Americano frente ao sucesso Birdman, e de "inapropriados" os pronunciamentos, que tiveram "pedidos de anistia fora de lugar", como a mensagem de Iñárritu.

Abaixo o preconceito

A opinião, no entanto, não foi compartilhada pela diretora do Conselho Nacional La Raza (NCLR), Clarissa Martínez-De-Castro. Para ela, o gesto do mexicano foi "extraordinário", tanto pela ocasião, ao vivo perante milhões de telespectadores em todo o planeta, quanto pelo conteúdo, já que lembra a origem dos Estados Unidos.

Para Alex Nogales, presidente da Coalizão Nacional Hispânica para os Meios de Comunicação (NLMC), Iñárritu e seus colegas diretores Alfonso Cuarón e Guillermo del Toro oferecem uma imagem muito positiva do latino, longe dos estereótipos, "especialmente nos Estados Unidos onde há tantos preconceitos contra o latino".

Nogales disse que acredita que as reações negativas às declarações de Iñárritu aumentem por parte dos conservadores porque muitos membros do Partido Republicano têm posições racistas e são contrários aos imigrantes latinos. "Muitos acham que estamos tomando os trabalhos deles", comentou.

Piada de mau gosto

O diretor de NHMC minimizou a importância do comentário do ator Sean Penn quando entregou o Oscar de melhor filme a Iñárritu. Penn perguntou "Quem foi que deu o Green Card para este filho da p...?", uma frase que soou como ofensa para muitos espectadores que reagiram nas redes sociais, embora não para o mexicano, que explicou que era uma espécie de piada interna, já que os dois são amigos. "É uma piada de mau gosto. Ele (Penn) não é racista, não é conservador, é um desbocado que não tem limites. Aqueles que têm outra agenda (política) vão usar esse comentário", explicou Noguales.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 23/02/2015 às 11h32

Rede de cinema barateia ingressos às segundas

birdman Rede de cinema barateia ingressos às segundas

O vencedor do Oscar Birdman pode ser visto na promoção na rede UCI - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A semana pode começar com uma sessão de cinema sem doer tanto no bolso. Para muitos, pode ser a deixa para ver os ganhadores do Oscar, como Birdman, o melhor filme da cerimônia de 2015.

Esta é a proposta da rede UCI, presente em várias capitais brasileiras. A ação Segunda-Mania começa nesta segunda (23), com descontos em 23 salas da rede no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Fortaleza, Salvador, Juiz de Fora, Ribeirão Preto, São Luís, Campo Grande e Curitiba.

Veja as salas participantes e os valores:

São Paulo

UCI Jardim Sul

UCI Anália Franco

UCI Santana Parque Shopping

2D: R$9.00(inteira) R$: 4.50 (meia)

3D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)


Rio de Janeiro

UCI New York City Center

UCI Kinoplex NorteShopping

UCI ParkShopping Campo Grande

2D: R$10.00(inteira) R$: 5.00 (meia)

3D: R$12.00(inteira) R$: 6.00 (meia)


Recife

UCI Kinoplex Plaza Casa Forte Shopping

UCI Kinoplex Shopping Tacaruna

UCI Kinoplex Recife Shopping

2D: R$10.00(inteira) R$: 5.00 (meia)

3D: R$12.00(inteira) R$: 6.00 (meia)

 

Fortaleza

UCI Kinoplex Iguatemi Fortaleza

2D: R$10.00(inteira) R$: 5.00 (meia)

3D: R$12.00(inteira) R$: 6.00 (meia)

UCI Shopping Parangaba

2D: R$10.00(inteira) R$: 5.00 (meia)

3D: R$12.00(inteira) R$: 6.00 (meia)

XPLUS 2D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)

XPLUS3D: R$13.00(inteira) R$: 6.50(meia)

 

Juiz de Fora

UCI Kinoplex Independência

2D: R$10.00(inteira) R$: 5.00 (meia)

3D: R$12.00(inteira) R$: 6.00 (meia)

 

Curitiba

UCI Estação

UCI Palladium

2D: R$9.00(inteira) R$: 4.50 (meia)

3D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)

 

Ribeirão Preto

UCI Ribeirão

2D: R$9.00(inteira) R$: 4.50 (meia)

3D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)

IMAX 2D: R$13.00(inteira) R$: 6.50(meia)

IMAX 3D: R$15.00(inteira) R$:7.50 (meia)

 

São Luís

UCI Kinoplex Shopping da Ilha

2D: R$9.00(inteira) R$: 4.50 (meia)

3D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)

XPLUS 2D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)

XPLUS 3D: R$13.00(inteira) R$: 6.50(meia)

 

Campo Grande

UCI Bosque dos Ipês

2D: R$8.00(inteira) R$:4.00(meia)

3D: R$10.00(inteira) R$: 5.00 (meia)

 

Salvador

UCI Orient Shopping Barra

UCI Orient Paralela

UCI Orient Iguatemi Salvador

2D: R$9.00(inteira) R$: 4.50 (meia)

3D: R$11.00(inteira) R$: 5.50(meia)


Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Posts relacionados

Perfil

Miguel Arcanjo Prado é editor de Cultura do R7, onde está desde o começo do portal, em 2009. É jornalista formado pela UFMG e pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP. É crítico membro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Nasceu em Belo Horizonte e mora em São Paulo desde 2007, quando ingressou no Curso Abril de Jornalismo. Ainda em Minas, estreou como cronista do semanário O Pasquim 21, passando por TV UFMG e TV Globo Minas. Na capital paulista, foi repórter da Contigo!, da Ilustrada na Folha Online e do Agora São Paulo, no Grupo Folha. Edita e apresenta a Agenda Cultural da TV Record News.

PUBLICIDADE

TOP COMENTARISTAS

  1. 1
    R7 Cultura » Mar de...89 comentários
  2. 2
    lbraslauskas46 comentários
  3. 3
    Phillipe20 comentários
  4. 4
    Luiz Sergio Nacinovic3 comentários
  5. 5
    DIONE2 comentários
  6. 6
    Rafael Carvalho2 comentários
  7. 7
    MAURO ALEXANDRE PEREIRA D...2 comentários
  8. 8
    pedro2 comentários
  9. 9
    Jael Kuster2 comentários
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com