Publicado em 20/10/2014 às 14h58

Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 2992 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Elza Soares canta no Ibirapuera neste domingo (19) - Foto: Jennifer Glass

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Fotos JENNIFER GLASS

O domingo foi no parque. Artistas de distintas gerações da MPB fizeram show conjunto no Ibirapuera, em São Paulo, na noite deste domingo (19).

Elza Soares e Criolo comandaram a festa, que celebrou os 70 anos de vida de Chico Buarque.

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 3106 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Todos em nome de Chico: artistas cantam repertório do setentão - Foto: Jennifer Glass

Outros artistas como O Terno, Felipe Cordeiro, Aláfia, Blubell, Brothers of Brazil, Nina Becker, Saulo Duarte e a Unidade cantaram clássicos do repertório buarqueano, como A BandaCotidiano e Construção.

O público doou livros que foram destinados ao Sarau da Cooperifa.

A fotógrafa Jennifer Glass esteve por lá e compartilha conosco seu olhar para o evento.

Veja aí que beleza!

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 2946 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Criolo canta João e Maria, de Chico - Foto: Jennifer Glass

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 2862 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Nina Becker também se apresentou na festa - Foto: Jennifer Glass

 

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 3044 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Elza Soares divide o palco com Xênia França, da banda Aláfia - Foto: Jennifer Glass

 

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 2814 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Releituras de clássicos de Chico: Felipe Cordeiro cantou Cotidiano - Foto: Jennifer Glass

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 2668 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

O público acompanhou o show, que começou no fim da tarde de domingo e invadiu a noite no gramado do parque do Ibirapuera, em São Paulo - Foto: Jennifer Glass

70chico festa 2014 JENNIFERGLASS FOTOSDOOFICIOCaixa Cubo e Musica de Selvagem19102014 IMG 3002 fotos do oficio jennifer glass Elza Soares e Criolo reúnem nova geração da MPB para celebrar 70 anos de Chico Buarque em SP

Mesmo com a gente jovem reunida, não teve para ninguém: Elza Soares foi a grande estrela da noite de homenagem a Chico Buarque em SP - Foto: Jennifer Glass

 

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts Relacionados

Publicado em 10/10/2014 às 13h14

O Retrato do Bob: Emicida, a rua é nóis

emicida bob sousa O Retrato do Bob: Emicida, a rua é nóisFoto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Quando era pequeno, os discos de vinil faziam a cabeça do menino Emicida. Agora, crescido, tem um para chamar de seu. O rapper paulistano lança o LP O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui pelo seu selo, Laboratório Fantasma, com novo show. No palco do Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, em São Paulo, nos dias 16 e 17 de outubro, às 21h. E vem sofisticado, acompanhado pela banda formada por Doni Jr., Anna Trea, Carlos Café, Samuel Bueno e e DJ Nyack. Mas sem perder a essência de sempre. Porque a rua é nóis.

*Bob Sousa é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp).

Agradecimento: Marina Santa Clara e equipe Laboratório Fantasma.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Posts Relacionados

Publicado em 09/10/2014 às 08h00

Alaíde Costa, o piano de Vinicius e as canções

Alaide Costa Alaíde Costa, o piano de Vinicius e as canções

A cantora Alaíde Costa: 60 anos de carreira em 2014 e 80 de vida em 2015 - Foto: João Ballas

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Quando Alaíde Costa visitou Vinicius de Moraes na Clínica São Vicente, o Poetinha lhe entregou uma letra. A ela coube fazer a música, utilizando o piano que o próprio Vinicius lhe havia presenteado e no qual tomou aulas do mestre Moacir Santos. Assim nasceu Tudo o Que É Meu, uma das 13 canções do disco Canções de Alaíde, primeiro em 60 anos de carreira no qual canta apenas composições próprias. O álbum acaba de ser lançado. Foi produzido pelo selo Nova Estação com apoio do ProAC. Além de celebrar suas seis décadas de palco, já que ela começou em 1954 como crooner do Avenida Dancing, no Rio, antecipa também as comemorações dos 80 anos de vida da artista, que serão completados em 2015. Afinal de contas, o Brasil e o mundo merecem ouvir Alaíde Costa, uma artista sofisticada e fundamental.

cancoes de alaide Alaíde Costa, o piano de Vinicius e as canções

Capa de Canções de Alaíde: ela e o piano dado por Vinicius - Foto: Divulgação

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Posts Relacionados

Publicado em 06/10/2014 às 15h10

Queridinho na Bahia, Jau tem nova gravadora em SP

jau1 Queridinho na Bahia, Jau tem nova gravadora em SP

O cantor Jau: novo disco, Lázaro terá canções inéditas - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Ele cantou que ouviu falar que do lado de lá o povo gosta de música baiana.

É bem capaz. Em 2010, o disco independente Jau foi fenômeno no verão baiano. Todo mundo arrumou uma cópia e saiu por aí cantando Acarajé Tem Dendê e Flores da Favela.

Com letras que pegam a essência soteropolitana, desde então, o cantor e compositor virou queridinho na Bahia.

Mas não parou por aí. Foi, aos poucos, conquistando novos fãs Brasil afora. E sendo convidado por gente graúda para cantar junto.

Jau (pronuncia-se Jáu) é, na verdade, Jauperi Lázaro. Começou carreira no Olodum, ainda menino, e depois seguiu rumo próprio, o que fez muito bem.

Sua música é um alento no meio da bobagem que é feita atualmente na Bahia. Jau tem qualidade. E preza por isso.

Não à toa, é fã de baianos porretas, como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Dorival Caymmi.

O cantor esteve em São Paulo na última semana. Ele se prepara para uma nova etapa na carreira.

Assinou contrato com a gravadora Friends, com a qual prepara um disco de músicas inéditas. O nome do álbum, até o momento, é Lázaro, seu segundo nome. Sai até o fim do ano.

Pelo jeito, tal qual o acarajé, Jau também tem dendê.

Jau na Friends foto Adriana Balsanelli Queridinho na Bahia, Jau tem nova gravadora em SP

Jau assina contrato na Friends, com o diretor da gravadora, Vlademir "Gatão" da Silva e Vânia Abreu, diretora artística do selo - Foto: Adriana Balsanelli

Leia entrevista de Jau ao R7 em 2010!

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts Relacionados

Publicado em 27/09/2014 às 15h10

Juliana Perdigão na Babilônia chamada São Paulo

juliana perdigao Juliana Perdigão na Babilônia chamada São Paulo

Juliana Perdigão, uma mineira na Babilônia chamada SP - Foto: Aline Xavier

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Dizem que Belo Horizonte é um ovo. Acho que dizem o mesmo de muitas cidades por aí. Fato é que durante os 25 anos que lá morei acabei nunca cruzando com ela. Mas, também é verdade, temos amigos em comum e seu nome sempre esteve por perto. Assim, fui admirando de longe a cantora e instrumentista potente que ela sempre foi.

Agora, Juliana Perdigão está mais perto. Resolveu também se mudar para São Paulo, onde já é amiga de um monte de gente e manda ver nas peças musicais do Teat(r)o Oficina. Sobre a cidade, já tem posição a declarar: "Eu me sinto bem, adoro essa Babilônia. São Paulo é demais".

Só fomos formalmente apresentados neste mês, no último Mirada, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, no qual comandou as frenéticas pistas noturnas na comedoria do Sesc Santos com seus amigos do Oficina.

De volta à metrópole, faz show neste sábado (27), às 21h, na Casa do Mancha, ali na rua Felipe de Alcaçova, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. O ingresso do jeito que a gente gosta, bem barato: R$ 20. Pra todo mundo ir.

Sobe ao palco acompanhada dos "queridos" Chicão no piano, Moita na guitarra, João Antunes no baixo e Pedro Gongom na bateria. Além de tocar clarineta e flauta, ela também vai cantar músicas de Luiz Gonzaga, Tião Duá, Milton Nascimento, Makely Ka e Jards Macalé, entre outros compositores que fazem sua cabeça.

Não é à toa que diz que sua música tem "multifaces, múltiplas influências, reflexo do nosso tempo". Mantém olho no presente, passado e futuro. "Gosto de cantar e tocar músicas de agora, muitas de compositores os quais admiro e tenho afinidade. E lançar outro olhar sobre canções já conhecidas", explica, com todo o carinho do mundo.

Ainda estão no repertório Moondog, Negro Leo, Kiko Dinucci, Kristoff Silva, Nuno Ramos, Renato Negrão e Pablo Castro. E qual é a melhor e a pior parte de se fazer música brasileira de qualidade nos dias de hoje? Ela responde na lata: "Acho que não tem pior parte, poder fazer música já é um grande presente".

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts Relacionados

Publicado em 27/09/2014 às 12h00

Vania Abreu quer botar música boa na praça

Vania Abreu credito Zezinho Vania Abreu quer botar música boa na praça

Vania Abreu: cantora quer lançar novos artistas no mercado fonográfico - Foto: Zezinho

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A cantora Vania Abreu, baiana radicada em São Paulo desde 1995, agora só quer saber de lançar novos artistas de qualidade no mercado fonográfico brasileiro. Desde que assumiu a direção artística do selo Friends Music, braço da produtora Friends Áudio, a irmã de Daniela Mercury resolveu apostar em nomes que conhece muito bem.

Os primeiros álbuns serão lançados até o mês de novembro. Entre eles, está o novo disco de Jau, cantor e compositor que já foi do Olodum e é queridinho na juventude descolada de Salvador, onde músicas dele como Flores da Favela e Sandália de Couro são hits.

O coletivo Os Marchistas também já assinou com o novo selo. Todos os trabalhos serão inéditos e autorais. Vania, que já lançou sete discos próprios, diz que seu objetivo agora é "espalhar música que mova ideias, pensamentos, sentimentos e tire a imaginação do lugar".

Desde 2011, ela está na empreitada da produção musical e já coleciona êxitos como o disco Mundão de Ouro, que resgatou o sambista baiano Riachão à cena musical nacional para a alegria de todos nós.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts Relacionados

Publicado em 07/03/2013 às 05h00

Livro de Marina Lima faz gostar ainda mais dela

Ela é um ícone da MPB, do pop, do rock, da música eletrônica e da reinvenção. Para quem acompanha a carreira de Marina Lima, ter em casa o primeiro livro dela, Maneira de Ser, é como tê-la por perto. (mais...)

Posts Relacionados

Publicado em 06/02/2013 às 07h24

Livro sobre o mestre Cartola tem fotos inéditas

Lançamento nesta quarta-feira (6) traz de volta, e com imagens inéditas, um dos maiores compositores da MPB: Cartola. O livro é imperdível tanto aos amantes do samba como àqueles que querem saber sobre música boa. (mais...)

Posts Relacionados

Publicado em 27/01/2013 às 18h47

Quarto volume da MPB é obra prima sobre Tom

A história da música brasileira e da Bossa Nova passa pelo piano e o talento de Tom Jobim, o grande mestre da MPB que vendeu mais discos fora do Brasil do que em nosso País. (mais...)

Posts Relacionados

Publicado em 13/01/2013 às 05h00

Livro homenageia as divas da rádio nacional

O livro é um tributo às estrelas do rádio brasileiro, aos chamados Anos Dourados, quando a cena prosaica, de uma família reunida em volta de um aparelho de rádio, era muito, muito comum. (mais...)

Posts Relacionados

Perfil

Miguel Arcanjo Prado é editor de Cultura do R7, onde está desde o começo do portal, em 2009. É jornalista formado pela UFMG e pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP. É crítico membro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Nasceu em Belo Horizonte e mora em São Paulo desde 2007, quando ingressou no Curso Abril de Jornalismo. Ainda em Minas, estreou como cronista do semanário O Pasquim 21, passando por TV UFMG e TV Globo Minas. Na capital paulista, foi repórter da Contigo!, da Ilustrada na Folha Online e do Agora São Paulo, no Grupo Folha. Edita e apresenta a Agenda Cultural da TV Record News.

PUBLICIDADE

Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com