Publicado em 13/03/2015 às 12h00

Saiba como é viver o Método Marina Abramović

metodo abramovic Saiba como é viver o Método Marina Abramović

Público paulistano participa do Método Abramović em São Paulo - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

No começo parece que estamos em um filme de ficção científica. Uma coisa meio Stanley Kubrick em 2001 – Uma Odisseia no Espaço. A ordem é deixar os pertences em armários e seguir para uma sala onde há vários monitores de TV.

Quando todos se distribuem pelo espaço, de forma mais ou menos ordenada e em silêncio, eis que surge Marina Abramović. Só que apenas nas telas.

A imagem da performer mais celebrada em todo o mundo parece vinda do livro 1984, de George Orwell. Vestida com uma espécie de guarda-pó branco, com o logo de seu instituto, ela começa a dar ordens em uma voz suave, mas firme. Explica que é necessária uma série de exercícios para preparar o corpo para a vivência de seu método.

Assim, ordena a respiração e os principais sentidos dos participantes, com o auxílio de uma jovem assistente que aparece na tela executando os movimentos a serem copiados, enquanto a voz da artista soa em off, em inglês com legendas.

Com todos supostamente já preparados, fones de ouvidos tapadores de ruído são distribuídos pelos facilitadores, artistas que ajudam o público nas tarefas de forma quase que imperceptível.

Neste momento, o silêncio obrigatório se impõe. Depois, é só seguir o curso definido pelos facilitadores, cada qual com meia hora de duração e estritamente uma experiência individual: parado de pé, sentado, caminhando em câmera lenta e deitado.

Em cada posição, há uma vivência distinta do corpo e da mente, em uma simples redescoberta de si mesmo. Cada um faz das simples ferramentas dadas pelo Método Abramović o que pode. Não há regras. A subjetividade é parte do processo de vivência.

É assim que com seu Método, Marina Abramović traz do contexto artístico para o cotidiano paulistano a reflexão da simples existência. E acaba nos mostrando o quanto temos nos esquecido dela ao projetarmos o tempo todo no futuro e no outro. Valorizando a aproximação ao presente e a nós mesmos.

Leia entrevista com Marina Abramović

metodo abramovic 2 Saiba como é viver o Método Marina Abramović

Método Abramović: convite ao presente e ao que somos - Foto: Divulgação

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Posts relacionados

Publicado em 02/03/2015 às 15h31

Mostra em SP e Rio faz Picasso conversar com outros artistas da Espanha

picasso Mostra em SP e Rio faz Picasso conversar com outros artistas da Espanha

Pablo Picasso, em foto de 1948: mostra o faz dialogar com outros artistas do modernismo espanhol - Foto: Divulgação

Da EFE, no Rio de Janeiro

São Paulo e Rio de Janeiro acolherão neste ano a exposição Picasso e a Modernidade Espanhola, que inclui 90 obras de artistas espanhóis, em sua maioria do pintor malaguenho, pertencentes ao Museu Rainha Sofía de Madri.

A mostra, que ficou aberta para o público até o dia 25 de janeiro no Palazzo Strozzi de Florença (Itália), poderá ser vista entre 25 de março e 8 de junho no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo e entre 24 de junho e 7 de setembro na sede do CCBB do Rio de Janeiro, informaram nesta segunda-feira (2) seus organizadores.

A exposição, com obras de 37 autores, aborda a contribuição de Pablo Picasso ao cenário espanhol e internacional da arte e a influência do fundador do Cubismo e de seus contemporâneos.

O curador da exposição no Brasil será Eugenio Carmona, professor de História da Arte da Universidade de Málaga e especialista em Picasso. "Picasso e os artistas espanhóis tiveram um papel decisivo na criação e nas definições da arte moderna internacional e a exposição pretende propor um encontro com as mais singulares contribuições desses criadores, mas não de forma convencional, com seus rótulos, mas a partir dos fundamentos estéticos que configuraram as experiências espanholas da modernidade", segundo o curador.

Diálogo com outros artistas

A mostra apresenta os diálogos, as relações e os desafios que são estabelecidos entre Picasso e outros artistas modernos espanhóis como Juan Gris, Joan Miró, Salvador Dalí, Julio González, Óscar Domínguez, Eduardo Chillida, Martín Chirino, Pancho Cossío, Ángel Ferrant, Manuel Millares, Benjamín Palencia, Antonio Saura, José Gutiérrez Solana, Antoni Tàpies e Daniel Vázquez Díaz.

Entre as obras de Picasso presentes na mostra destacam-se Cabeza de Mujer (1910), Busto y Paleta (1932), Retrato de Dora Maar (1939), El Pintor e la Modelo (1963) e Mujer Sentada Apoyada sobre los Codos (1939).

Entre as pinturas, esculturas, desenhos e gravuras da rainha Sofía também destacam-se as obras Siurana, el Camino, de Miró; El Violín, de Juan Gris e Composición Cósmica, de Óscar Domínguez.

As obras chegarão ao Brasil por iniciativa conjunta da Fundação Mapfre e do CCBB, as duas instituições responsáveis por Impressionismo: Paris e a Modernidade, a exposição mais visitada no mundo em 2013.

A mostra estará dividida em oito salas, entre as quais Picasso: o trabalho do artista e Picasso, variações, que mostram a relação do artista com a modernidade e sua diversidade criativa.

guernica Mostra em SP e Rio faz Picasso conversar com outros artistas da Espanha

Guernica imortalizou o horror da Guerra Civil Espanhola - Foto: Divulgação

Guernica e Dalí

Uma terceira sala entra no imaginário de Picasso para tentar descrever como concebeu Guernica e inclui estudos da obra sobre o bombardeio nazista sofrido por essa cidade. As outras salas mostram de forma transversal a relação do pintor malaguenho e dos outros modernistas espanhóis com conceitos como "ideia e forma", "sinal, superfície e espaço", "realidade e super-realidade" e "natureza e cultura".

A última sala destaca como a arte espanhol no final da década de 1950 foi "Em direção a outra modernidade". A exposição de Picasso desembarca no Brasil apenas dois meses depois da de Salvador Dalí, a mais completa exposição do pintor catalão até agora organizada no País, que recebeu um recorde de 1,5 milhão de visitantes entre Rio e São Paulo. Salvador Dalí, com 150 obras entre pinturas, desenhos e gravuras, foi a mostra mais visitada nos 25 anos do CCBB do Rio de Janeiro, com 978 mil visitas. Em 2000, outra exposição monumental de artistas espanhóis, Esplendores da Espanha, de El Greco a Velázquez, composta por 140 obras do Século de Ouro espanhol, também atraiu uma multidão ao Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 23/02/2015 às 18h00

Vista por 150 mil, Mafalda fica mais tempo em SP

mafalda quino Vista por 150 mil, Mafalda fica mais tempo em SP

Mafalda, ao lado de seu pai, o cartunista Quino, na exposição - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A argentina Mafalda não quer saber de deixar São Paulo. A personagem portenha criada por Quino mostrou que não lhe faltam fãs no Brasil.

A exposição temática sobre os 50 anos de sua criação, O Mundo Segundo Mafalda, em cartaz na Praça das Artes, no centro paulistano, já foi vista por mais de 150 mil pessoas.

Diante do sucesso, a Fundação Theatro Municipal, ligada à Prefeitura de São Paulo, resolveu prorrogar a mostra até 15 de março. Só ficará fechada, para manutenção, na segunda (2).

A exposição tem curadoria do Museo Barrilete, de Córdoba, Argentina. São 13 módulos e duas oficinas sobre a personagem dos quadrinhos latino-americanos mais amada no mundo.

Saiba quem já foi ver a exposição O Mundo Segundo Mafalda!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Posts relacionados

Publicado em 18/02/2015 às 17h48

#vaivENO: Uma gordurinha não faz mal a ninguém

eduardo enomoto carnaval 2015 #vaivENO: Uma gordurinha não faz mal a ninguémFoto EDUARDO ENOMOTO
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

No meio do desfile, cada vez mais capitaneado por celebridades marombadas que pouco ou nada têm a ver com o Carnaval, elas, as verdadeiras mulheres do samba, podem até passar despercebidas por muitas câmeras. Mas são elas, de fato, quem fazem a folia acontecer, ao lado de suas comunidades. Diante de um padrão estético imposto e praticamente inalcançável para a mulher comum, trazem um brado cravado em seus corpos perfeitamente imperfeitos: uma gordurinha não faz mal a ninguém.

*Eduardo Enomoto é fotojornalista do R7. Sua coluna, #VaivENO, é publicada toda quarta aqui no blog R7 Cultura.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 18/02/2015 às 03h03

Com Elis, Vai-Vai só podia ser mesmo campeã

Foto Robson Fernandjes LIGASPFotos Públicas Com Elis, Vai Vai só podia ser mesmo campeã

Elis Regina foi homenageada na Vai-Vai: campeã de 2015 - Foto: Robson Fernandes/LigaSP/Fotos Públicas

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Pedro Mariano, filho de Elis Regina, falou, emocionado, nesta terça (17), ao saber que a Vai-Vai acabara de levar o título de Campeã do Carnaval de São Paulo 2015: "Só queria poder ver o rosto dela, neste momento".

Com certeza, Elis estaria com aquele sorriso gostoso, que lhe apertavam os olhinhos, e com aquele ar de deboche de quem sabia, no fundo, que não poderia ser de outro jeito.

Elis nunca aceitou ser vice de nada. Só entrava em briga para ganhar.

Lutou a vida inteira para ser a maior cantora do Brasil. E foi. Tanto que, mesmo já do outro lado há mais de 30 anos, ainda ostenta o título.

Por isso, não poderia ser de outro jeito. Elis não entraria na avenida para perder. Com Elis, a Vai-Vai só poderia ser mesmo a campeã.

ENO 0101 Com Elis, Vai Vai só podia ser mesmo campeã

Taça de campeã 2015 da Vai-Vai no meio dos integrantes da escola - Foto: Eduardo Enomoto

ENO 0194 Com Elis, Vai Vai só podia ser mesmo campeã

Diretoria da Vai-Vai exibe a taça de campeã em sua sede, no Bixiga (SP) - Foto: Eduardo Enomoto

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Posts relacionados

Publicado em 14/02/2015 às 13h03

X-9 Paulistana tem ala pela luta antimanicomial

 X 9 Paulistana tem ala pela luta antimanicomial

Desfile da X-9 em 2013: escola apoia a luta antimanicomial - Foto: Eduardo Enomoto

Por CLEYTON VILARINO, da EFE

Um dos eventos carnavalescos mais conhecidos do País, o desfile das escolas de samba de São Paulo, completa nesta edição 14 anos de luta antimanicomial com a ala Loucos pela X, da agremiação X9 Paulistana, que reúne pacientes de serviços de saúde mental.

O projeto teve início com o "encontro" entre a escola de samba e um serviço de saúde mental da região do Tucuruvi, onde fica o ateliê no qual 13 aderecistas trabalham na confecção de 240 fantasias para esta e outras alas.

Potencial criativo

Coordenadora do projeto, Simone Ramalho explica que, inicialmente, a ideia do carnavalesco era abordar o potencial criativo da loucura representando a história do artIsta plástico Arthur Bispo do Rosário, diagnosticado como "esquizofrênico-paranoico" e comparado a grandes artistas como Duchamp por sua obra vanguardista realizada a partir de materiais recicláveis.

No entanto, sem ter tido os direitos autorais do artista liberados, a escola precisou alterar o tema do samba-enredo em 2002 para abordar a história do papel, quando esbarrou com um projeto de reciclagem executado por um centro de tratamento de saúde mental da região Norte, como conta Ramalho.

— Foi um encontro muito bonito entre um ator social que é uma escola de samba, que muito tempo vem se constituindo no país como um espaço aberto na vida das grandes cidades para lidar com as diferenças. lidar com a diferença é algo cotidiano e fundamental em uma escola de samba.

Prêmios

Em 14 anos, o resultado não poderia ser diferente: em 2014 o projeto recebeu o Prêmio de Empreendimento Mais Socialmente Inclusivo do Carnaval Brasileiro, durante o 1º Prêmio Nacional Edison Carneiro promovido pela Unirio.

Entre os aspectos positivos que pesaram para a indicação ao prêmio e na vida dos participantes do projeto, a coordenadora Simone Ramalho destaca o que chama de "transformação existencial" tanto para quem sofre com algum tipo de problema psíquico quanto para quem abraçou o projeto encampado pela escola de samba.

— Quem trabalha na Loucos pela X percebe que pode trabalhar e fazer algo que tem um significado e um reconhecimento social bastante importante, e que daqui a pouco estará na passarela do samba.

Inserção social

Ela lembrou ainda que o projeto contribui para a inserção social dos pacientes que passam a ter autonomia em um aspecto mais amplo, inclusive o financeiro, trazendo essa questão do "aspecto simbólico" para algo mais "concreto".

É o caso de Renato Cândido dos Santos, que aos 31 anos tem no projeto seu primeiro ofício. Há apenas três meses no projeto, Cândido conta que descobriu a Loucos pela X a partir de uma colega do centro de tratamento psiquiátrico que frequenta.

— Este é praticamente meu primeiro emprego, eu nunca tinha trabalhado. Então eu gostei bastante de vir aqui. Para mim é importante, tenho comprado minhas coisas e me sustentado, coisa que não conseguia fazer e estou conseguindo aqui.

Para a veterana Maria Sônia de Santana, no projeto desde o início, há 14 anos, o melhor momento é o do desfile, quando todos entram juntos na avenida sem distinção de classe, cor ou condição social.

— A nossa maior alegria é quando a gente está no Anhembi. Todo mundo com as fantasias que a gente faz e todo mundo junto desfilando com a gente também na maior alegria.

Neste ano, a escola de samba X9 vai para a avenida com o samba-enredo Sambando na Chuva, num Pé D'água ou na Garoa, Sou a X9 numa Boa! numa referencia à chuva que castigou a escola no ano anterior e que, neste ano escasseou, contribuindo para a seca na capital paulista. A escola é a última do Grupo Especial a entrar no Anhembi, já na madrugada do domingo (15).

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 23/01/2015 às 03h03

Veja os shows grátis do aniversário de SP

pitty Veja os shows grátis do aniversário de SP

Pitty vai animar a festa na zona leste de São Paulo neste sábado (24) - Foto: Divulgação/Rolling Stone

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O fim de semana será de comemoração dos 461 anos de São Paulo, que serão completados neste domingo (25). Shows gratuitos acontecerão nos quatro cantos da cidade. Veja a lista, abaixo, e programe-se!

Palco Centro
Centro Esportivo e de Lazer Tietê
Local: Avenida Santos Dumont, 843 (metrô Armênia)

25/01/15
16h - Clube do Balanço e Jorge Ben Jor

Palco Zona Oeste
Local: Largo da Batata (metrô Faria Lima)

24/01/15
14h – Fanta Konatê
15h30 - Ilú Oba de Mim
16h30 - Negro Léo
18h - Patife Band
19h30 - Alice Caymmi
21h15 - Dona Onete

25/01/15
14h - Pérola Negra
15h - Nômade Orquestra
16h - Jazz in Roots
16h30 – Chucrobillyman
17h – Metá Metá
19h - Nação Zumbi
Performances: Keröáska – formado por: Kaloan Meenochite, Pilantröpóv e Diego Monte Alto
Projeções: Luiza Šø, Gregorio Gananian, Gabriel Kerhart e Bruno Nogueira
Luzes: Paulinho Fluxus

Palco Zona Leste
Local: Parque Linear Rio Verde - Rua Tomazzo Ferrara, s/nº (metrô Corinthians-Itaquera)

24/01/15
13h- The Dead Rocks
14h- Mamagumbo
15h- Rafael Castro
16h30-  Jonnatan Doll
18h- Tigre Dente de Sabre
20h- Pitty (principal)

25/01/15
12h30 - Capoeira União dos Palmares
13h - Parabola
13h40 - Capoeira União dos Palmares
14h - FL&Maskot
14h40 - Capoeira União dos Palmares
15h - Carolina Soares
15h40 - Samba Rock - Aula
16h - Velha Guarda do Camisa Verde convida Paula Lima
17h - Samba Rock - Aula
17h20 - Lei Di Dai
18h10 - Samba Rock - Aula
18h30 -  De Menos Crime
19h30  - Intervalo
20h30  - Tribo de Jah

Palco Zona Sul
Local: Av. do Arvoeiro, s/n, Parque das Árvores, Grajaú (CPTM Grajaú)

24/01/15
14h – Iara Rennó
15h30 - Tarântulas e Tarantinos
17h - Odair José
18h45 - Golpe de Estado
21h - Ira!
Intervalos: DJ Don KB

25/01/15
Abertura - Capoeira
14h - Grupo Recepção
15h15 - Carlos Dafé
17h - Thaíde convida Detentos do Rap
18h30 - Pagode da 27 convida Sombrinha
19h45 - Almir Guineto
Intervalos: Costa Senna

Palco Zona Norte
Local: Final da Av. Engenheiro Caetano Álvares (alt. do nº 7.000) - Santana.

24/01/15
Apresentador: Lenda ZN
13h - Planta e Raiz
14h - Núcleo Pavanelli de Teatro de Rua e Circo
15h - Jica Y Turcão
15h30 - Karina Buhr
16h30 - Vivendo do Ócio
17h30 - Dance of Days
18h30 - Dead Fish
19h30 - Diabos Mutantes
20h - Krisiun

25/01/15
Apresentador: Lenda ZN
12h - Quilombo Hi Fi
13h - Jr. Dread
14h30 - Maneva
15h30 - Inventivos
16h30 - Green Team + Rincon
17h30 - Sombra
18h45 - Flora Matos
20h - Leandro Lehart
21h - Baile do Simonal

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 29/12/2014 às 03h08

Estrelas da música aquecem verão no litoral norte

MC Anitta3 Estrelas da música aquecem verão no litoral norte

Funkeira Anitta faz show em São Sebastião no dia 10/1/2015 - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Quem resolver passar o verão no litoral norte de São Paulo pode correr para rua da Praia, no centro de São Sebastião. É lá que está montado o palco do Verão Show 2015. A programação está recheada de estrelas da música, que se apresentam sempre às 23h (exceto no dia 20, quando o show será às 21h. E o melhor: todos têm entrada gratuita. Veja, abaixo, a lista completa de shows.

2014

30.12 Sr. Bamba

31.12 Mc Lesk e DJ do Sirena

2015

02.01 Zezé Di Camargo e Luciano

03.01 Cristiano Araújo

04.01 Katinguelê

09.01 Arlindo Cruz

10.01 Anitta

11.01 João Neto e Frederico

16.01 Péricles

17.01 Edson e Hudson

18.01 Sorriso Maroto

20.01 Tony Alison

23.01 João Bosco e Vinícius

24.01 Belo

25.01 Jammil

30.01 Naldo

31.01 Rio Negro e Solimões

01.02 Lucas Lucco

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 24/12/2014 às 03h08

Passaporte libera entrada em museus em 2015

pinacoteca Passaporte libera entrada em museus em 2015

Pinacoteca do Estado de São Paulo está na lista de 18 museus liberados pelo passaporte que será distribuído no dia 26 de dezembro - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Quer ser uma espécie de visitante VIP dos museus de São Paulo? Pois é só visitar um dos 18 museus paulistas geridos pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo nesta sexta (26).

Todo visitante, neste dia, receberá um interessantíssimo presente de Natal: um passaporte que valerá até novembro de 2015 para as 18 instituições.

Serão distribuídos 5.000 passaportes ao todo, por ordem de chegada e sujeitos à disponibilidade do material em cada instituição.

Portanto, após a comilança natalina, acorde cedo na sexta e vá ao museu.

Em São Paulo, fazem parte desta programação a Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida, Catavento, Museu Afro Brasil, Museu de Arte Sacra, Memorial da Resistência, Museu da Imigração, Museu da Casa Brasileira, Museu do Futebol, Museu da Língua Portuguesa, Paço das Artes, Pinacoteca, Estação Pinacoteca e MIS.

No interior, participam o Museu Índia Vanuíre, em Tupã; o Museu de Esculturas Felícia Leirner, em Campos do Jordão; o Museu do Café, em Santos e o Museu Casa de Portinari, em Brodowski.

Veja abaixo o endereço dos que estão na capital paulista:

Casa das Rosas
Av. Paulista, 37 - Bela Vista - São Paulo-SP
Estação Brigadeiro do Metrô (850m)
(11) 3285-6986 | 3288-9447
Funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 22h | domingos e feriados, das 10h às 18h.
Grátis
www.casadasrosas.org.br

Casa Guilherme de Almeida
Museu: R. Macapá, 187 - Pacaembu - São Paulo-SP - Metrô Sumaré (900m)
(11) 3672-1391 e 3868-4128
Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h.
Atende a escolas, mediante agendamento.
Grátis

Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943 (próximo à estação Sumaré)
(11) 3673-1883
Funcionamento: variável com a programação.
Entrada gratuita.
www.casaguilhermedealmeida.org.br

Catavento Cultural e Educacional
Palácio das Indústrias - Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/no (Av. Mercúrio), Parque Dom Pedro II, Centro – São Paulo/SP.
Estação Dom Pedro II (600m)
(11) 3315-0051
Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h).
Estacionamento: R$ 10 até 4 horas (para visitantes do museu). Adicional por hora: R$ 2,00 (capacidade para 200 carros). Ônibus e vans: R$20,00.
R$ 6,00 | Grátis aos Sábados
www.cataventocultural.org.br/mapas.asp

Memorial da Resistência
Largo General Osório, 66 - Luz - São Paulo-SP
Metrô Luz (500m)/ CPTM Julio Prestes (240m)
(11) 3335-4990
Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 17h30
Grátis
Agendamento de visitas educativas 3324.0943 ou 0944
www.memorialdaresistenciasp.org.br

Museu Afro Brasil
R. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Pavilhão Manoel da Nóbrega - Parque do Ibirapuera, portão 10 - São Paulo-SP
Estacionamento pelo portão 3 (cartão Zona Azul)
(11) 3320-8900
Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h (entrada até as 17h)
R$ 6,00 | Grátis às quintas-feiras e sábados
www.museuafrobrasil.org.br

Museu da Casa Brasileira
Av. Brigadeiro Faria Lima, 2,705 - Jardim Paulistano - São Paulo-SP
CPTM Cidade Jardim (850m)
(11) 3032-3727 / 3032-2564
Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h
R$ 4,00 | Grátis aos sábados, domingos e feriados
Entrada gratuita para crianças até 10 anos e idosos acima de 60 anos
www.mcb.org.br

Museu da Imagem e do Som - MIS
Av. Europa, 158 - Jardim Europa - São Paulo-SP
(11) 2117-4777
Funcionamento: de terça a sexta, das 12h às 22h | sábados, domingos e feriados, das 11h às 21h

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Publicado em 21/12/2014 às 03h07

Para ver Dalí de perto é preciso persistência

dali Para ver Dalí de perto é preciso persistência

Público faz fila para ver as obras de Salvador Dalí em SP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Uma das exposições mais concorridas de São Paulo é a mostra de Salvador Dalí (1904-1989), um dos grandes nomes do surrealismo.

A mostra é gratuita e acontece no Instituto Tomie Ohtake (r. Coropés, 88, Pinheiros, metrô Faria Lima, tel. 0/xx/11 2245-1900) até o dia 11 de janeiro de 2015.

São 218 obras do mestre espanhol, o que faz da exposição a maior já realizada no País com a arte de Dalí.

O horário de visitação é de terça a domingo, das 11h às 20h. Mas, atenção: é preciso persistência e planejamento para entrar. Os ingressos são distribuídos nos dias de visitação e só valem para os mesmos nos três horários a seguir: das 11h às 13h30; das 14h às 16h30; e das 17h às 18h.

O primeiro horário é o mais tranquilo. A distribuição de senhas começa às 10h, na bilheteria, apenas dois por pessoa. Elas acabam rapidinho. Portanto, chegar bem cedo é fundamental. Se puder ir durante a semana é melhor, porque aos fins de semana as filas são enormes.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Posts relacionados

Perfil

Miguel Arcanjo Prado é editor de Cultura do R7, onde está desde o começo do portal, em 2009. É jornalista formado pela UFMG e pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP. É crítico membro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Nasceu em Belo Horizonte e mora em São Paulo desde 2007, quando ingressou no Curso Abril de Jornalismo. Ainda em Minas, estreou como cronista do semanário O Pasquim 21, passando por TV UFMG e TV Globo Minas. Na capital paulista, foi repórter da Contigo!, da Ilustrada na Folha Online e do Agora São Paulo, no Grupo Folha. Edita e apresenta a Agenda Cultural da TV Record News.

PUBLICIDADE

TOP COMENTARISTAS

  1. 1
    R7 Cultura » Mar de...90 comentários
  2. 2
    lbraslauskas46 comentários
  3. 3
    Phillipe23 comentários
  4. 4
    Luiz Sergio Nacinovic3 comentários
  5. 5
    DIONE2 comentários
  6. 6
    Rafael Carvalho2 comentários
  7. 7
    MAURO ALEXANDRE PEREIRA D...2 comentários
  8. 8
    pedro2 comentários
  9. 9
    Jael Kuster2 comentários
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com