godspell francisco fontes <i>Godspell</i> reúne jovens cheios de amor e utopia

Godspell traz 12 atores-cantores afinados e que funcionam bem no conjunto - Foto: Francisco Fontes

Por Miguel Arcanjo Prado

Gente jovem reunida em torno da mensagem que mais produziu seguidores nos últimos 2.000 anos. Assim é o musical Godspell, cuja chegada na off-Broadway, há 40 anos, provocou rebuliço.

Afinal de contas, em tempos de contracultura, a produção buscava no surgimento do cristianismo as premissas daquela geração que bradava “faça amor, não faça guerra” pelas ruas de Nova York.

A obra de John-Michael Tebelak e Stephen Schwartz pode parecer datada, mas a nova montagem do musical nos palcos paulistanos prova que Godspell sobrevive intacto à vitória do capitalismo de mercado.

A corajosa produção da atriz Janaína Lince em parceria com o editor de livros Evandro Martins Fontes tem direção de Kleber di Lázzare, experiente em musicais. Ela ocupa a pequena sala do Teatro Commune, na rua da Consolação, onde público e elenco ficam bem próximos.

Assim que entra no espaço, o espectador dá de cara com o grupo de jovens urbanos desgarrados que será atraído pela pregação de Cristo. Se os jovens originais tinham ares de nova-iorquinos do Central Park dos anos 1970, agora se parecem com personagens que podem ser vistos nas avenidas Paulista ou São João. Vão de viciados em crack a executivos com seus celulares modernos.

A peça é uma espécie de roteiro “pop-rock” baseado no Evangelho Segundo São Mateus, indo desde a profecia de João Batista – interpretado por Arthur Berges, que também vive Judas –, até a chegada de Cristo, sua pregação e sua crucificação – o Messias é interpretado por Igor Miranda, que em vez da camisa de Super-Homem do filme homônimo de 1973 veste uma camisa dez da seleção brasileira.

Um dos acertos da direção é a construção de jogos teatrais para contar parábolas e ensinamentos de Cristo. Nestes momentos, o elenco surge sintonizado, apesar de heterogêneo, funcionando como um todo coeso e atrativo.

No grupo de jovens, quem mais de destacam são Davi Tápias e Pier Marchi, com interpretações singelas e ao mesmo tempo tocantes. Louise Helene Schlemm também se sobressai com sua entrega desmedida (e jamais freada pela direção).

O elenco ainda traz Aline Leite, Anna Toledo, Janaína Lince, Carlos Sanmartin, Mariana Elisabetsky, Guilherme Lazary e Renata Versolato. Mesmo que haja algumas derrapagens, todos possuem, no mínimo, dedicação evidente a seus personagens.

O ponto forte é a direção musical, assinada por Afonjah e Gilvan Gomes – também responsável pela tradução das músicas. A dupla consegue unir o som roqueiro da banda formada por eles na companhia de Marcos Uzun e Rafael Marão ao elenco, que canta afinado, fruto da direção vocal de Eduardo Berton. Democrático, o diretor dividiu os solos com os 12 atores do elenco.

Se a iluminação irregular não ajuda, bem como a cenografia simplória de Kleber di Lazzare e Celso Ohi, os sofisticados figurinos assinados pelo último não só sustentam a composição dos personagens como também preenchem os vazios do cenário com sua beleza diversa.

O maior mérito da nova montagem é conseguir passar ao público, mais uma vez, uma mensagem conhecida de muitos, mas por tantos ignorada propositadamente, sob o pretexto de ser careta e ultrapassada. Com verdade e brilho no olhar, a batalhadora turma de Godspell prova que é possível, sim, a vitória do amor. Pelo menos no plano do sonho, do palco. E o que seria de nós se a utopia não fosse ainda possível nestes tempos tão tenebrosos?

Godspell
Avaliação: Muito bom
Quando: Sexta, às 21h30; sábado, às 21h; e domingo, às 20h. Até 30/9/2012
Onde: Teatro Commune (r. da Consolação, 1.218, Higienópolis, São Paulo, tel. 0/xx/11 3476-0792)
Quanto: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)
Classificação: 10 anos

Arte gráfica do espetáculo <i>Godspell</i> reúne jovens cheios de amor e utopia

Fim de semana tem Nelson Rodrigues por todo lado

Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Descubra como é o mundo de miss

 

Grupo Gattu conquista sede em casarão de SP

Estreia de musical com obra de Milton Nascimento fortalece “Broadway nacional”

O Retrato do Bob: Pedro Vilela, o sonhador coletivo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
1 Comentário

"Godspell reúne jovens cheios de amor e utopia"

18 de August de 2012 às 12:19 - Postado por Miguel Arcanjo Prado

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • maria augusta
    - 01/12/2013 - 10:42

    Lindo espetáculo, muito fiel a essência das escrituras, numa linguagem atual e envolvente,atores maravilhosos, vale muito a pena assistir.

    Responder
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com