ines peixoto galpao bobsousa O Retrato do Bob: Inês Peixoto, a doçura sem fim do Grupo Galpão

Inês Peixoto posa para Bob Sousa pouco antes de encenar Romeu & Julieta do Galpão

Por Miguel Arcanjo Prado
Foto de Bob Sousa

A mineirinha Inês Peixoto é um doce de pessoa. De fala mansa e delicada, é uma das estrelas do Grupo Galpão, de Belo Horizonte, que celebra 30 anos de existência em São Paulo.

Está com a trupe há exatos 20 anos e completa 52 anos de vida no próximo 26 de agosto. Sempre solícita e simpática, conta que nasceu no bairro Carmo-Sion, na zona sul da capital mineira.

— Nasci na rua Rio Verde com Boa Esperança. Eu adoro o cruzamento das ruas do meu nascimento!

O talento cênico surgiu de pequena. Na escola, todos os seus trabalhos viravam peças. Na juventude, abraçou a profissão de vez, estudando no TU (Teatro Universitário da UFMG) e no curso de teatro do Palácio das Artes.

E se não fosse atriz, o que Inês seria?

— Acho que seria bióloga. Adoro tudo relacionado à natureza... Se bem que também gosto de estudar civilizações antigas, acho que poderia também ser arqueóloga ou historiadora...

Mas quis o destino que ela entrasse no Galpão, sua “segunda família”.

— Sabe quando você encontra uma turma que você ama? Estou junto de pessoas que confio e gosto de trabalhar. Gente em busca de fazer o teatro da melhor forma. No Galpão, me sinto acolhida.

Inês ficou surpresa com a força do retorno neste ano de Romeu & Julieta, seu primeiro espetáculo no Galpão, 20 anos atrás. A peça foi apresentada em Londres, antes das Olimpíadas, e também participou com sucesso do FIT-BH (Festival Internacional de Teatro, Palco & Rua de Belo Horizonte) e foi apresentado nas últimas semanas no Parque da Juventude e no Sesc Belenzinho, em São Paulo.

Agora, segue para Santos, onde participa do Mirada, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos.

—Descobrimos que é um espetáculo que tem uma força muito grande. Muitos pais que viram há 20 anos hoje trazem seus filhos. Estamos reencontrando quem já viu e também conhecendo a nova geração. É uma montagem que não envelheceu.

Inês também fez TV recentemente. Destacou-se na minisséria A Cura (Globo), como a perturbada Edelweiss. Ela não para. Para 2013, conta que o Galpão já prepara nova montagem. Será uma montagem de rua de O Gigante da Montanha, de Pirandello, dirigida por Gabriel Villela. Tanta satisfação tem motivo: é uma atriz realizada.

— É no palco onde eu me sinto feliz e me manifesto no mundo. É minha maneira de manifestar meus desejos e minha subjetividade. Tudo passa pelo caminho da atuação. E ainda bem. Muitas pessoas passam a vida inteira sem descobrir o que elas realmente gostam. É tão bom quando a gente tem a certeza de fazer o que gosta.

Saiba mais sobre o Grupo Galpão

Dzi Croquettes reestreiam dia 4 de outubro no Rio

Vanessa Jackson faz show grátis em São Paulo

Godspell reúne jovens cheios de amor e utopia

Fim de semana tem Nelson Rodrigues por todo lado

Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Descubra como é o mundo de miss

 

Grupo Gattu conquista sede em casarão de SP

Estreia de musical com obra de Milton Nascimento fortalece “Broadway nacional”

O Retrato do Bob: Pedro Vilela, o sonhador coletivo

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Comente

"O Retrato do Bob: Inês Peixoto, a doçura sem fim do Grupo Galpão"

20 de August de 2012 às 16:14 - Postado por Miguel Arcanjo Prado

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com