Por Miguel Arcanjo Prado
Enviado especial do R7 a Santos*

Dois clássicos do teatro mundial ganharam destaque na programação o Mirada, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, promovido pelo Sesc São Paulo até o próximo dia 15 na cidade litorânea paulista.

São os espetáculos Romeu e Julieta, de William Shakespeare, com o Grupo Galpão, de Minas Gerais, e Mãe Coragem e Seus Filhos, de Bertold Brecht, pela Companhia Nacional de Teatro (CNT) da Costa Rica.

madre coraje2 300x200 Costa Rica e Minas mostram clássicos no Mirada
Mãe Coragem e Seus Filhos

O poderoso e conhecido texto de Brecht Mãe Coragem e Seus Filhos teve lugar nesta sexta (7) e sábado (8) no Teatro Municipal Brás Cubas, com direção de Eugênia Chaverri.

A peça foi montada pra celebrar os 40 anos da CNT, com o conhecido enredo da mãe corajosa e batalhadora que vai perdendo seus filhos para a guerra, que antes era benéfica a seus negócios e acaba sendo sua algoz.

Apesar de a obra se passar no século 17, tendo como pano de fundo textual a guerra entre protestantes e católicos, o belo figurino usado pelo elenco leva o espectador a fazer um paralelo com a Segunda Guerra Mundial.

Afinal, os atores se vestem com indumentárias que estamos acostumados a ver nos filmes que retratam o período de combate e derrota do nazismo.

O cenário é uma espécie de picadeiro montado no grande palco italiano, com atores se equilibrando muitas vezes em suas bordas. Mérito da montagem, a música é executada ao vivo por (um bom) pianista e (um mediano) percussionista.

A longa direção da obra sublinha as falhas do elenco. A obra se arrasta em interpretações algumas vezes confusas e outras caricatas ao extremo, com os atores olhando para a plateia, em busca de alguma cumplicidade com o que dizem nas cenas em que contracenam entre si, o que enfraquece o impacto dos diálogos e quebra a relação de ilusão já estabelecida com o público.

Mãe Coragem é interpretada por Ana Clara Carranza. A atriz parece segura no que acredita ser uma excelente atuação, mas o público santista pareceu não ter a mesma fé inabalável dela.

Há números musicais que, mesmo com a afinação mediana do elenco, ajudam a aliviar o espectador muitas vezes perdido. Por fim, Mãe Coragem e Seus Filhos acaba sendo um espetáculo que soa pomposo, mas sem sustentação de fato.

romeuejulieta 225x300 Costa Rica e Minas mostram clássicos no Mirada

Romeu e Julieta

Já o Grupo Galpão embarcou no sucesso de 20 anos atrás em apresentação única no Mirada, no Emissário Submarino, em plena praia, na quente tarde deste sábado (8).

Os mineiros retomaram Romeu e Julieta, a lendária obra criada por eles de 1992, com mesmo elenco e direção de Gabriel Villela, após convite para apresentarem-se em uma maratona teatral em Londres, em maio deste ano, por conta das Olimpíadas.

Apesar do esforço perceptível da direção e do elenco em manter o frescor original da primeira montagem, o que foi seu grande charme e chamariz, tal efeito parece não mais possível. Pelo menos na sessão vista pelo R7 no Mirada.

Tudo bem que o sol a pino não ajudou nem um pouco, mas fato é que os atores pareciam cansados e superficiais nos papéis, sobretudo Fernanda Vianna, que fez uma Julieta arrastada e assustadoramente fraca.

Apesar de um pouco melhor com seu Romeu, Eduardo Moreira, assim como sua colega, também não demonstrava entrega desmedida ao papel, como pedem os personagens apaixonados.

É sabido que a obra leva a história para dentro da cultura popular do sertão brasileiro, com inspiração na obra do escritor mineiro Guimarães Rosa, seu grande mérito. Além da universalidade do texto, o público compra a montagem do Galpão também por meio de recursos como o uso do cancioneiro popular, bem executado ao vivo pelos atores. Mas faltou alma e vigor à remontagem apresentada no Mirada.

O casal de protagonista ficou bem aquém do frescor do amor juvenil que seus personagens pedem.

Mas, justiça seja feita: se os protagonistas não estavam bem, o elenco coadjuvante segurou as pontas. Rodolfo Vaz, como Mercurio, Teuda Bara, intérprete da ama, e Inês Peixoto, a mãe de Julieta, nadaram de braçadas no espetáculo apresentado diante do mar e salvaram a renomada companhia de Belo Horizonte.


Mãe Coragem e Seus Filhos

Avaliação: Regular


Romeu e Julieta

Avaliação: Bom

*O jornalista Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Sesc São Paulo.
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Comente

"Costa Rica e Minas mostram clássicos no Mirada"

10 de September de 2012 às 06:00 - Postado por Miguel Arcanjo Prado

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com