dagoberto feliz foto bob sousa Dois ou Um com Dagoberto Feliz

Dagoberto Feliz é ator e diretor respeitado pela classe teatral paulistana - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Foto de BOB SOUSA

O ator e diretor Dagoberto Feliz, um nomes expressivos do grupo Folias, de São Paulo, também é palhaço, bacharel em direito e músico. Ele se aventura por uma empreitada na MPB com o espetáculo Vinicius, de Vida, Amor e Morte, sob sua direção, que estreia às 20h, do dia 7 de março, no Sesc Santo Amaro, onde cumpre temporada até o fim do mês, sempre às sextas, 20h, e sábado e domingo, às 19h. Este é o segundo espetáculo dele em parceria com a Cia. Coisas Nossas de Teatro, que havia estreado em 2010 Noel Rosa, o Poeta da Vila e Seus Amores. Desta vez, a trupe mergulha nas paixões e na canção do nosso Poetinha. Dagoberto, que sabe das coisas, aceito o convite do Atores & Bastidores do R7 e topou participar de nossa coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidade. Ou não.

Folias ou Carnaval?
Folias, claro! É junto com a moçada.

Vinicius de Moraes ou Thiaguinho?
Vinicius de Moraes claro, até porque não sei quem é Thiaguinho...

Santa Cecília ou Jardins?
Santa Cecília. Um pouco mais arborizada. Mas um pouco de Perdizes também, afinal encontro muita gente de "tiatro" por aqui...

Solo ou todo mundo junto?
Quem disse que solo é solitário? Mas... todo mundo junto é mais gostoso.

Teatro para rir ou para pensar?
Teatro já é suficiente a procura para que aconteça-encontro-aliados-parceiros-cumplicidade.

Advogado ou palhaço?
Bem... Sou apenas um bacharel... Então.. Palhaço... Embora deva ser mais mais non-sense ser advogado atualmente.. Queria ver como seria a tese de defesa de uma petição contra a exibição de Jesus Cristo Superstar, por exemplo, deve ser de chorar muito com um misto de pena/raiva e mau humor...

Música ou Teatro?
Um dia alguém muito sacana falou que haveria diferença entre todos os segmentos artísticos... Pena... Padecemos até hoje por isso... Prefiro o termo artes cênicas... É tudo!

Roberto Jefferson ou José Genuino?
José Genoino.

Propaganda a qualquer preço ou o preço de uma propaganda?
O que é propaganda???

Chega de Saudade ou Samba da Bênção?
Samba da Bênção para que possamos sonhar com dias melhores...

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

satyros andre stefano Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

A partir do alto, em sentido, horário: Robson Catalunha, Fabio Penna e Júlia Bobrow, atores do grupo Os Satyros: peça promete sexo explícito em uma das peças com transmissão pela internet - Foto: André Stéfano

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Sexo (além do) verbal
O diretor Rodolfo García Vázquez e seu grupo Os Satyros farão uma maratona de nove horas seguidas para comemorar os 25 anos da companhia no próximo sábado (8), a partir das 16h. A série se chama E Se Fez a Humanidade Ciborgue em Sete Dias. Ah, é a tal série que terá a divulgada cena de sexo explícito transmitida online, como se fez todo o estardalhaço possível nos últimos dias. A coluna verá na estreia e depois conta tudo direitinho.

Para o alto e avante!
Integrantes do grupo Os Satyros estarão em cima do carro alegórico Salomé, da tradicional escola de samba paulistana Vai-Vai, no desfile desta sexta (28) no Anhembi, em São Paulo. A agremiação homenageia a cidade de Paulínia.

Agenda Cultural da Record News (toda sexta, meio-dia)

Eu voltei
Hugo Possolo volta neste sábado, às 22h, com o monólogo Eu Cão Eu, dirigido por Rodolfo García Vázquez. No Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt, em São Paulo.

reynaldo machado Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

O ator Reynaldo Machado (foto) expôs sua indignação com caso de claro racismo - Foto: Divulgação


Racismo

A prisão injusta do ator Vinícius Romão de Sousa, no Rio, reverberou na classe artística. O ator Reynaldo Machado, que foi estrela da montagem de Hair de Charles Möeller e Claudio Botelho, botou a boca no trombone: “Um negro é ator e psicólogo, mas trabalha como vendedor de roupa num shopping. Saindo do trabalho é confundido com um ladrão por uma mulher. Ela o acusa injustamente. Ele vai preso, passa 15 dias na cadeia e depois é liberto provisoriamente. Por que isso? Porque ele é negro. E quem vai negar?”. A coluna reforça: quem?

Noite de gala
A APCA entrega seu prêmio no dia 11, às 19h30, no Teatro Paulo Autran, em São Paulo, em cerimônia para convidados. Saiba mais detalhes.

Mesmo dia
O Prêmio Shell resolveu mais uma vez marcar sua entrega na mesma data da APCA, como havia feito no ano passado: o prêmio carioca será entregue também na noite do dia 11, no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico. É uma pena dois prêmios tão importantes para nosso teatro terem de dividir o holofote na mesma noite...

renata sorrah marcos issa argosfoto Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Renata Sorrah recebe Prêmio Shell de melhor atriz por Esta Criança em 2013: agora ela vai apresentar a festa no Rio e também em São Paulo - Foto: Marcos Issa/Argosfoto

Sorrah à frente
Já o Prêmio Shell de São Paulo será entregue no dia 18, na Estação São Paulo, em Pinheiros. Renata Sorrah vai apresentar tanto no Rio quanto em São Paulo.

Artista na folia
O bloco Agora Vai, que completa 10 anos e reúne a turma sacudida da Cia. São Jorge de Variedades, promete reunir a nata do teatro alternativo paulistano na Terça-feira de Carnaval, a partir das 17h, no largo Padre Péricles, na Barra Funda. Prometem fazer o Minhocão tremer, como sempre. Um trecho da marchinha tema deste ano diz: “Tem rolezinho no jardim do elevado”. Eita.

Cartas marcadas?
Tem muita gente por aí com a absoluta certeza de que a lista dos aprovados para as oficinas com artistas estrangeiros na MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo) só tinha cartas marcadas. Se o objetivo era inscrever gente tarimbada, por que então abrir inscrições para todo mundo? A pergunta que não quer calar...

jesus cristo superstar Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

O polêmico cartaz de Jesus Cristo Superstar: mais de 40 anos de atraso - Foto: Jairo Goldflus

Moral e bons costumes
E a polêmica sobre o musical Jesus Cristo Superstar? Tem gente por aí garantindo que ela tem pelo menos 40 anos de idade. E de atraso intelectual, é claro.

Novidade
Jarbas Homem de Mello anunciou a Ronnie Von: Cantando na Chuva será o próximo musical dele e de sua namorada, Claudia Raia.

Manhattan 1
André Torquato, nosso jovem e talentoso ator de musicais, está adorando a temporada de estudos em Nova York. Mas tem dias em que morre de saudade do cinza de São Paulo. A gente entende.

joaquim lino nova york Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

O ator e cineasta Joaquim Lino: temporada de estudos em Nova York - Foto: Divulgação

Manhattan 2
Falando em Nova York, o nosso ator, cineasta e muso Joaquim Lino também anda estudando por lá. Ele mandou para a gente um registro dele na Big Apple. Para ninguém morrer de saudade.

Pediu pra sair
Após o sucesso da montagem Vira-Latas de Aluguel, o ator e diretor Daniel Gaggini resolveu deixar o Cine Favela de Heliópolis, na zona sul de São Paulo. Sai com a sensação de missão cumprida em busca de novos desafios. Vai deixar saudade por lá.

lee taylor eduardo enomoto r7 2 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Lee Taylor: andanças pelo Sesc Consolação geraram curiosidade - Foto: Eduardo Enomoto

Filho pródigo?
Teve gente que se assustou ao ver Lee Taylor circulando pelo Sesc Consolação, pensando que o ator estava de volta ao CPT (Centro de Pesquisa Teatral) de Antunes Filho. Doce engano. Ele só estava por lá acertando os detalhes de sua peça com o NAC (Núcleo de Artes Cênicas) que estreia no Espaço Beta do terceiro andar no dia 24 de março. Saiba mais.

Pegou bem
O fato de Lilia Cabral ter ido ao primeiro dia de aula da EAD (Escola de Arte Dramática da USP) e ter participado da homenagem a professores da instituição levantaram a bola da atriz junto à classe artística paulistana.

bob sousa curso Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Bob Sousa posa com os alunos do curso de fotografia teatral no Sesc Consolação - Foto: Franklin Diogenes

O curso do Bob
Olhe aí, acima, que bonita, a turma do curso de fotografia teatral dado por Bob Sousa, nosso grande retratista, no Sesc Consolação, em São Paulo. Os aprendizes fotografaram Nossa Cidade, de Antunes Filho, no Teatro Anchieta, e Zucco, da Ordinária Companhia, no CIT-Ecum. Começaram com tudo.

Gente que trabalha
Os musicais da cidade seguem firmes e fortes no fim de semana de Carnaval. Crazy for You, no Teatro Bradesco, Tim Maia – Vale Tudo, no Teatro Procópio Ferreira, O Rei Leão, no Teatro Renault, A Madrinha Embriagada, no Teatro do Sesi, e Alice, o Musical, no Teatro Fernando Torrres, seguem sua programação normal durante o reinado de Momo. O público paulistano agradece.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

lilith marcelo villas boas 2 Lee Taylor volta o Sesc Consolação com peça do NAC baseada no mito da primeira mulher de Adão

Lilith se passa em uma festa na qual os convidados revelarão segredos - Foto: Marcelo Villas Boas

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O ator e diretor Lee Taylor está de volta ao Sesc Consolação. Mas, vamos com calma. Não é para retornar ao grupo de artistas comandados por Antunes Filho, do qual participou por quase uma década como estrela principal, mas, sim, para apresentar a nova peça criada no NAC (Núcleo de Artes Cênicas), que ele coordena desde que saiu do CPT (Centro de Pesquisa Teatral).

O nome do espetáculo é LILITH S.A., e a estreia está marcada para o dia 24 de março no Espaço Beta do Sesc Consolação, em São Paulo. Taylor divide a direção com Luiz Claudio Cândido. O espetáculo também é uma homenagem aos 450 anos de nascimento de William Shakespeare.

lee taylor foto eduardo enomoto Lee Taylor volta o Sesc Consolação com peça do NAC baseada no mito da primeira mulher de Adão

Lee Taylor dirige montagem do NAC no Sesc Consolação - Foto: Eduardo Enomoto

A montagem é fruto do curso Poética do Ator, feito por 20 alunos peneirados em quase 500 inscritos. Apenas quatro atores sobraram no elenco final da montagem: Camila de Maman Anzolin, Fernando Oliveira, Frann Ferraretto, Renata Becker.

Taylor segue os passos do mestre Antunes e apresenta em sua obra o palco nu, apenas com três cadeiras de escritório, além da luz de Fran Barros e da sonoplastia de Fernando Oliveira.

O enredo parte da história do mito de Lilith, que teria sido a primeira mulher de Adão, antes de Eva, e que resolveu rebelar-se para ser igual ao homem.

Michelle Ferreira, dramaturga reconhecida da nova cena paulistana, colaborou com a dramaturgia da montagem, que também teve farta contribuição dos atores envolvidos.

No enredo, os personagens estão em uma festa empresarial de uma multinacional, onde acabarão por confessar seus desejos mais obscuros.

LILITH S.A
Quando: Segunda, às 20h. 60 min. Estreia 24/3/2014. Até 29/4/2014.
Onde: Sesc Consolação – Espaço Beta (r. Dr. Vila Nova, 245, 3º andar, Vila Buarque, metrô Santa Cecília, São Paulo, tel. 0/xx/11 3234-3000)
Quanto: R$ 10 (inteira); R$ 5 (meia-entrada e usuário do Sesc) e R$ 2 (comerciários e dependentes)
Classificação etária: 12 anos

Leia o que já foi publicado sobre Lee Taylor

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

FABIANO CAMBOTA Fabiano Cambota encerra solos no Comedians

Fabiano Cambota: além de humorista, ele também é músico - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Às vésperas do Carnaval, ainda há espaço para o riso farto no Comedians, a famosa casa noturna de stand-up paulistana (r. Augusta, 1129, São Paulo, tel. 0/xx/11 2615-1129).

O humorista Fabiano Cambota se apresenta por lá nesta quinta (27), a partir das 21h.

Ele faz o espetáculo O Circo de um Homem Só, que encerra temporada de solos do espaço.

O artista, que também é músico da banda Pedra Letícia, também usa essa habilidade em sua apresentação.

O couvert artístico é de R$ 35.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

marcelo tas bel kowarick Marcelo Tas e mulher apresentam Prêmio APCA

Casal no palco: Marcelo Tas e Bel Kowarick vão apresentar a entrega do APCA - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O presidente da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), José Henrique Fabre Rolim, informou a data da entrega do prêmio da tradicional entidade - à qual pertence o autor deste blog - referente ao ano de 2013.

Será no dia 11 de março de 2014, uma terça-feira, às 19h30, no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, em São Paulo.

Os apresentadores da 57ª cerimônia já foram definidos: serão Marcelo Tas e Bel Kowarick, casal também na vida real.

Mika Lins dirigirá a noite.

Além dos premiados, já revelados em dezembro de 2013, a festa também homenageará a crítica e pesquisadora teatral Ilka Marinho Zanotto e a artista plástica centenária Tomie Ohtake, e promete reunir a nata da cultura paulistana.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

MorroComoUmPaís foto divulgação saco b Peça propõe reflexão nos 50 anos do golpe militar

Repressão presente: peça propõe pensar o Brasil de hoje com olho no golpe - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Os 50 anos do golpe militar realizado de 1º de abril de 1964 são motivo para reflexão também nos palcos. A peça Morro como um País, da Kiwi Companhia de Teatro propõe um debate deste tenebroso período da história brasileira no palco do CIT-Ecum, em São Paulo, a partir do dia 26 de março.

A temporada será às quartas e quintas, às 21h, até 17 de abril. A peça tem no elenco a atriz Fernanda Azevedo, indicada a Melhor Atriz R7 em 2013 e também indicada ao Prêmio Shell de Teatro como melhor atriz. Fernando Kinas assina a direção.

MorroComoUmPaís foto divulgação manequim b Peça propõe reflexão nos 50 anos do golpe militar

Fernanda Azevedo: atriz indicada a prêmios - Foto: Divulgação

O grupo planeja uma espécie de protesto-performance para a noite da estreia com o tema Quando Vai Acabar a Ditadura Civil-militar.

A peça parte do texto literário Morro como um País, escrito em 1978 pelo grego Dimítris Dimitriádis, e reúne mais de 30 cenas independentes.

A todo momento o jogo entre público e obra promove a reflexão. A direção afirma que preferiu utilizar informação narrativa do que reconstrução psicológica como forma de emocionar o público.

Azevedo diz que a obra não tem respostas, mas busca fazer “as perguntas certas”.

A montagem tem forte presença musical, indo de Eu Te Amo Meu Brasil, música de Dom e Ravel utilizada pelos militares para provocar um ufanismo irracional de “ame-o ou deixe-o”, a canções ciganas, povo historicamente perseguido em diversas partes do mundo.

Durante a pesquisa para a peça, que durou oito meses, a direção investigou a ditadura não só no Brasil como também em outras nações latino-americanas, como na Argentina, onde também houve uma sangrenta repressão. O que confere peso internacional à obra.

Morro como um País
Quando: Quarta e quinta, 21h. 95 min. Estreia em 26/3/2014. Até 17/4/2014
Onde: CIT-Ecum (r. da Consolação, 1.623, metrô Paulista, São Paulo, tel. 0/xx/11 3255-5922)
Quanto: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Eugênio Lima Claudua Schapira Luaa Gabanini Roberta Estrela DAlva foto Sylvio Novelli 2 Núcleo Bartolomeu e mundana companhia levam Prêmio Governador do Estado em São Paulo

Núcleo Bartolomeu leva prêmio: Eugênio Lima, Claudia Schapira, Luaa Gabanini e Roberta Estrela D'Alva comemoram - Foto: Sylvio Novelli

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A noite desta segunda (24) foi de festa cultural no Theatro São Pedro, na Barra Funda, em São Paulo, durante a entrega do Prêmio Governador do Estado para Cultura 2013.

O prêmio existe desde os anos 1950, quando agraciava apenas o teatro. Há quatro anos, abarca todas as categorias artísticas.

O Núcleo Bartolomeu de Depoimentos levou o prêmio da categoria teatral entregue pelo júri, pelo espetáculo Antígona Recortada, que segue em cartaz [veja serviço no fim da reportagem] com a tragédia de Sófocles ao ritmo de hip hop.

No voto popular, a mundana companhia venceu com O Duelo, peça que teve Camila Pintanga, Aury Porto e Pascoal da Conceição no elenco.

tomie ohtake Núcleo Bartolomeu e mundana companhia levam Prêmio Governador do Estado em São Paulo

Tomie Ohtake: destaque cultural aos 100 anos de idade - Foto: Divulgação

Artistas e instituições culturais vencedores em distintas áreas artísticas receberam a soma total de R$ 520 mil em prêmios. Em cada categoria houve dois vencedores: um pelo júri especializado e outro pelo voto popular.

A grande homenageada da noite foi a centenária artista plástica Tomie Ohtake, que foi agraciada com o troféu Destaque Cultural. Ela foi, mas quem subiu ao palco foi Ruy Ohtake, seu filho, que recebeu o R$ 100 mil em nome da mãe.

Veja abaixo quem levou:

Destaque Cultural
Tomie Ohtake, pelo conjunto da obra

VOTO DO JÚRI

Artes visuais
José Resende - instalação A Cabana do Vento (Sesc Belenzinho)

Cinema
Cristiano Burlan - Mataram Meu Irmão

Circo
José Wilson Leite - Picadeiro Circo Escola

Dança
Janice Vieira - Espetáculo Vis-à-Vis e trajetória

Inclusão cultural
Espaço Clariô - Sarau do Binho, Quintasoito e Mostra Teatro do Gueto

Música
Ná Ozzetti - Embalar

Teatro
Núcleo Bartolomeu de Depoimento - Antígona Recortada - Contos que Cantam Sobre Pousopássaros

VOTO POPULAR

Artes visuais
Carlito Carvalhosa - Instalação Sala de Espera (MAC - USP)

Cinema
Tata Amaral - Hoje

Circo
José Wilson Leite - Picadeiro Circo Escola

Dança
Antonio Nóbrega - Espetáculo Humus e trajetória

Inclusão cultural
Ilu Obá de Min

Música
Emicida - O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui

Teatro
mundana companhia - O Duelo

Fomento
CPFL Energia

Inclusão cultural
Jardim Miriam Arte Clube (JAMAC)

Veja, abaixo, o serviço da peça do Núcleo Bartolomeu

Antígona Recortada
Quando: Quinta, sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. 60 min. Até 9/3/2014
Onde: Núcleo Bartolomeu de Depoimentos (r. Dr. Augusto de Miranda, 786, Vila Pompeia, São Paulo, tel. 0/xx/11 3803-9396)
Quanto: público paga quanto quiser
Classificação etária: 12 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Bem vindo a casa Foto Manuel Geanoni 3 net Saiba como ver 11 peças internacionais sem gastar um só centavo; conheça o novo festival de SP

Cena do espetáculo uruguaio Bem-vindo à Casa, que integra a mostra - Foto: Manuel Geanoni

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Não é todo dia que o público paulistano pode conferir uma série de espetáculos internacionais de uma só vez. E o melhor: sem tirar um só centavo do bolso.

Pois isto será possível entre 8 e 16 de março, na 1ª Mostra Internacional de Teatro, a MITsp. Toda a programação é gratuita.

O evento se soma a outros importantes acontecimentos teatrais paulistanos, como o Festival Ibero-Americano de Teatro, a Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo e a Bienal de Teatro da USP (Universidade de São Paulo).

Além do Brasil, representado pela obra De Repente Fica Tudo Preto de Gente, de Marcelo Evelin, peças da Itália, França, Espanha, Argentina, Turquia, África do Sul, Uruguai, Chile e até Lituânia estarão em cartaz em nove teatros da cidade durante a MIT.

guilherme marques Saiba como ver 11 peças internacionais sem gastar um só centavo; conheça o novo festival de SP

O mineiro Guilherme Marques, do CIT-Ecum: um novo festival para São Paulo, a MITsp - Foto: Divulgação

O festival é criação do diretor do CIT-Ecum, sala paulistana de reconhecida programação de qualidade, Guilherme Marques, a partir de um encontro com o diretor do Teatro da Vertigem, Antonio Araújo. Marques conta ao Atores & Bastidores do R7 que o objetivo é "proporcionar a troca e o intercâmbio, até porque o Brasil tem muito também o que mostrar".

Ele conta que São Paulo precisava retomar a tradição de fazer um festival que repercutisse internacionalmente, nos moldes do feito no passado pela produtora e atriz Ruth Escobar.

— Certa vez, na Venezuela, o Carlos Jimenez, curador do Festival Internacional de Caracas, me disse que a mostra que a Ruth Escobar fazia em São Paulo reverberava em toda a América Latina. A intenção com a MIT é proporcionar aos paulistanos ver grandes nomes e grandes grupos, mas também trabalhos experimentais. Queremos mostrar um panorama internacional contemporâneo.

Na expectativa de que o evento ganhe "um lugar especial na cidade", Marques conta que já está fechando a programação de 2015, quando a segunda edição deverá acontecer entre 6 e 15 de março.

Além das sessões gratuitas para o público, o evento também proporá encontros de troca entres os artistas brasileiros e estrangeiros.

Os ingressos serão distribuídos gratuitamente uma hora antes de cada sessão nas bilheterias dos próprios teatros. Participam os seguintes locais: Auditório Ibirapuera, Centro Cultural São Paulo, Itaú Cultural, Sesc Vila Mariana, Sesc Santana, Teatro Cacilda Becker, Teatro João Caetano e Tusp.

Conheça a programação completa da MITsp!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

banda redonda 2 Banda Redonda agita o pré Carnaval paulistano e promete reunir artistas e jornalistas no centro

Banda Redonda reúne multidão no centro de SP: desfile é nesta segunda (24) - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A turma do teatro tem programação antecipada de Carnaval na noite desta segunda-feira (24): o desfile da Banda Redonda, que se concentra em frente ao Teatro de Arena, na rua Teodoro Baima com avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, a partir das 19h.

A folia será em ritmo de marchinhas tradicionais. Dramaturgos, atores, diretores, jornalistas e até os filhos de Plínio Marcos, um dos fundadores do bloco, confirmaram presença no desfile.

banda redonda 1 Banda Redonda agita o pré Carnaval paulistano e promete reunir artistas e jornalistas no centro

Imagem histórica da Banda Bandalha, o primeiro nome da Banda Redonda, no desfile de 1972 - Foto: Divulgação

Celebridades como a atriz Nicole Puzzi, estrela da pornochancada paulistana, marcaram presença, assim como o Rei Momo da cidade.

O bloco foi criado por artistas e jornalistas que frequentavam o Arena nos anos barra-pesada da ditadura milutar e completa 40 anos de folia.

Atualmente, a festa é comandada por Carlos Costa, conhecido como Carlão, parceiro na criação da banda com o jornalista e dramaturgo Plínio Marcos (1935-1999).

O grupo saiu pela primeira vez, ainda com o nome Bandalha, em 1972. Como sofreu muita repressão dos militares, só voltou à ativa em 1974, com o nome de Banda Redonda - em referência ao bar Redondo, que ficava em frente ao Arena e era frequentado pela boemia artística dos anos 1970.

O Sindicato dos Jornalistas, que fica na vizinha rua Rego de Freitas, também estará representado por Audálio Dantas, que foi presidente da instituição nos anos 1970, e pelo atual presidente, José Augusto Camargo, o Guto. Eles, assim como outras personalidades, ganharão troféus ao longo do desfile que promete reunir 20 mil pessoas.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Foto de BOB SOUSA

luiz damasceno foto bob sousa1 O Retrato do Bob: Luiz Damasceno, ator do mundo
Na EAD, a Escola de Arte Dramática da USP (Universidade de São Paulo), desde 1985, um professor é nome de respeito entre os alunos. Seu nome é Luiz Damasceno, um dos atores mais potentes de nosso teatro. Quem viu sua última atuação em A Dama do Mar, de Bob Wilson, sabe. Gaúcho de Porto Alegre, ele estudou arte dramática na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Mal concluiu o curso, no fim da década de 1960, fez as malas e partiu rumo a São Paulo, onde desembarcou em 1970. Logo, já estava envolvido com os principais nomes da cena brasileira de então, como Ademar Guerra e Ruth Escobar. Nas décadas de 1980 e 1990, fez história ao lado de Gerald Thomas, Bete Coelho e Magali Biff com a Companhia de Ópera Seca. Desde então, escuta aplausos de plateias nos lugares mais remotos. Porque é um ator do mundo.

Visite o site de Bob Sousa

Baixe o livro Retratos do Teatro, de Bob Sousa

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com