Posts com a tag "bob sousa"

antoniela foto bob sousa O Retrato do Bob: Antoniela Canto, voz e atuação

Foto BOB SOUSA*

Texto BRUNA CRISTINA FERREIRA*

Antoniela Canto não está para brincadeira. Mas também pode estar, se assim desejar. Em 2012, junto com os amigos da turma de artes cênicas da PUC-TUCA, ela formou a companhia de teatro La Plongée, que já tem quatro peças em seu repertório. No ano seguinte, o grupo se associava a Mário Bortolotto, no Teatro Cemitério de Automóveis. Em todas as montagens, Antoniela trabalha na criação e está no elenco. Recentemente, ela atuou nas montagens de Ovelhas que Voam se Perdem no Céu e As Cinzas do Velho. Também vem trilhando seu caminho na televisão, especialmente em séries que são sucesso de público e crítica como Doce de Mãe, O Negócio e Psi. Quando não está quebrando tudo nos palcos, sua voz ainda pode ser ouvida em campanhas publicitárias e na HBO Plus. Antoniela, ninguém pode com ela.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos.

**BRUNA CRISTINA FERREIRA é repórter do Portal R7 e cobre o blog interinamente durante as férias do colunista e editor de cultura Miguel Arcanjo Prado.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

tiago pessoa foto bob sousa O Retrato do Bob: Tiago Pessoa, colecionador de desafios

Foto BOB SOUSA*

Texto BRUNA CRISTINA FERREIRA*

Em 2015, Tiago Pessoa aceitou a responsabilidade de lançar um olhar jovem e empreendedor ao Teatro Augusta, assumindo a administração ao lado de Luciana Garcia. Começou seus estudos em arte dramática ainda em 1993, no Teatro Solar Boa Vista, em Salvador na Bahia. Fez Wolf Maya e Antônio Amâncio, além de estudar cinema com Fábio Barreto. Participou das peças Em Busca do Sucesso, O Golpe do Baú, O Mágico de Oz, Chá das Cinco, entre outras. Como diretor, comandou infantis como O Garoto que Não Sabia Rir e Nemo – O Musical, e o adulto, Abandonados por Você, que está em cartaz em sua nova casa. Que seja próspero!

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos.

**BRUNA CRISTINA FERREIRA é repórter do Portal R7 e cobre o blog interinamente durante as férias do colunista e editor de cultura Miguel Arcanjo Prado.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

luiza torres foto bob sousa O Retrato do Bob: Luiza Torres, sempre artista

Foto BOB SOUSA*
Por BRUNA CRISTINA FERREIRA**

Luiza Torres nasceu e Niterói, no Rio de Janeiro, mas mora em São Paulo desde menina. O olhar marcante é de uma profissional que trabalha pela arte, em todas as frentes, como pode. Formou-se em direção teatral pela USP, representou o Brasil em um festival internacional promovido pela UNESCO, integra a Cia. da Revista, desde 2009, e está em cartaz na Ópera do Malandro, em cartaz na sede do grupo, na Santa Cecília. Trabalha, Luiza, que o teatro quer mais você.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos.

**BRUNA CRISTINA FERREIRA é repórter do Portal R7 e cobre o blog interinamente durante as férias do colunista e editor de cultura Miguel Arcanjo Prado.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

antonio abujamra bob sousa O Retrato do Bob: Antônio Abujamra, o provocador

Foto BOB SOUSA*
Por BRUNA CRISTINA FERREIRA**

Antônio Abujamra, o Abu, deixou toda a classe teatral triste com sua morte na última terça-feira (28), em São Paulo. Ator, diretor, dramaturgo e apresentador, ele estava com 82 anos  e morreu vítima de um infarto em seu apartamento, no bairro de Higienópolis. Durante o velório, no Teatro Sérgio Cardoso, os amigos lembravam frequentemente do seu humor ácido, mas também de sua doçura. Agridoce, Abu! Obrigada por tudo.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos.

**BRUNA CRISTINA FERREIRA é repórter do Portal R7 e cobre o blog interinamente durante as férias do colunista e editor de cultura Miguel Arcanjo Prado.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

renan tenca foto bob sousa O Retrato do Bob: Renan Tenca, sempre alertaFoto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O ator paulistano Renan Tenca integra o Teatro de Narradores desde 2011. No momento, pesquisa os imigrantes haitianos para o projeto Cena Insurgente. O espetáculo fruto da investigação deverá estrear em 2016. Também no próximo ano, estará nas telonas no filme Mãe Só Há Uma, de Anna Muylaert. Enquanto desenvolve os projetos, vive a reta final de sua formação: faz a Escola de Arte Dramática e o bacharelado em direção teatral, ambos na USP. O artista também dirige um grupo, com orientação de Anônio Araújo, que promete mesclar cabaré e dadaísmo. No meio disso tudo, vai se apresentar na 2ª Mostra da Escola de Arte Dramática, que será realizada entre 27 de abril e 3 de maio no Tusp. Estará em duas peças: Ensaio sob(re) Angústia, a partir da obra Angústia, de Graciliano Ramos, sob direção e dramaturgia de Lucienne Guedes, e EXIT, a partir da pesquisa com a máscara do palhaço, sob orientação de Bete Dorgam. O rapaz está sempre alerta.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos. 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

malice vergueiro foto bob sousa 1 O Retrato do Bob: Maria Alice Vergueiro, a diva vivaFoto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Aos 80 anos, Maria Alice Vergueiro está em cartaz com Why the Horse? no palco do Teatro do Sesc Santana, em São Paulo, até 10 de maio próximo [leia crítica]. Na obra que dirige, encena sua própria morte e velório. Contudo, na verdade mesmo, o que a peça faz é uma ode à sua própria vida, tão intensa e cheia de arte. Antes de pisar no palco na estreia da última sexta (10), ela recebeu, com exclusividade, o nosso Bob Sousa, seu velho conhecido, no camarim. Quem pensa que o clima era mórbido está redondamente enganado. Por isso, é preciso celebrar Maria Alice Vergueiro, a diva viva.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos. 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

spescola bobsousa6 SP Escola de Teatro abre 53 vagas gratuitas

O diretor da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral, com aprendizes de atuação da escola, em 2012, na sede da praça Roosevelt, em São Paulo - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A SP Escola de Teatro está com inscrições abertas para seus oito cursos regulares e gratuitos. A instituição é ligada à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e já é uma das mais importantes na formação de artistas de teatro no Brasil.

Há 53 vagas distribuídas nos cursos de Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Dramaturgia, Humor, Iluminação, Sonoplastia e Técnicas de Palco. As aulas começam no segundo semestre e os cursos duram dois anos, com aulas de terça a sábado, no período matutino ou vespertino, dependendo da turma. São 1.920 horas em quatro módulos semestrais.

As inscrições só podem ser feitas pela internet até 17h de 7 de maio de 2015. É preciso ter mais de 18 anos e ter completado o ensino médio. A taxa de inscrição é de R$ 51. Leia o edital e inscreva-se.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

 Crítica: Maria Alice Vergueiro morre em cena para viver mais em Why the Horse?

Maria Alice Vergueiro recebe beijo do espectador Rodrigo Eloi após estreia de Why the Horse?, na última sexta (10), no palco do Teatro do Sesc Santana, em São Paulo - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Fotos BOB SOUSA

Há uma certa curiosidade mórbida por parte do público diante do espetáculo Why the Horse? [Por que o Cavalo?]. Afinal, antes da estreia, a diretora e protagonista, Maria Alice Vergueiro, afirmou à imprensa que encenaria a própria morte e velório neste espetáculo.

A notícia impactante e a coragem performática da artista em anunciá-la mexeu fundo com o público e, sobretudo, com a classe teatral, da qual Vergueiro, com mais de 50 anos de carreira, é uma das figuras mais queridas e respeitadas.

Com 80 anos completados em 19 de janeiro último, a atriz sofre de Parkinson em estágio avançado. Mas, como diz a acertada música de Gilberto Gil que soa no espetáculo sob direção musical de Otávio Ortega, Maria Alice Vergueiro não tem medo da morte.

Muito pelo contrário, transforma a proximidade do fim em cena viva e pulsante ao lado de seu Grupo Pândega.

 Crítica: Maria Alice Vergueiro morre em cena para viver mais em Why the Horse?

Em primeiro plano, Maria Alice Vergueiro, rodeada pelos atores Luciano Chirolli, Carolina Splendore e Robson Catalunha, na estreia de Why the Horse? - Foto: Bob Sousa

Luciano Chirolli, seu parceiro criativo na vida real, também é o principal companheiro de Maria Alice na peça. Além de ampará-la, a confronta também, nas melhores cenas da montagem feita em formato happening nas bases de Jodorowsky e com parte do público em cima do palco do Teatro do Sesc Santana.

O cenário sóbrio criado por J. C. Serroni traz epitáfios com nomes de mortos famosos do teatro brasileiro e universal, indo desde Paulo Autran a Samuel Beckett, num prenúncio futuro do nome de Maria Alice Vergueiro entre eles.

Guilherme Bonfanti faz desenho de luz sutil e condizente com a proposta estética da obra, criando pequenas atmosferas sensoriais onde a presença dos atores por si só desenvolve a dramaturgia de Fábio Furtado. O fim inexorável também está presente nos figurinos carcomidos criados por Telumi Hellen.

Choro cala profundo

O espetáculo traz um tom de deboche com a própria morbidez que propõe. Mesmo assim, consegue inúmeros momentos de sensibilidade à flor da pele, como quando Chirolli chora copiosamente diante de Vergueiro morta, produzindo um som ininteligível. É uma cena que cala profundo em quem ama o teatro.

Carolina Splendore, Alexandre Magno e Robson Catalunha completam o elenco, servindo de representação para as novas gerações com as quais Vergueiro não se cansa de dialogar, de forma generosa. Prova disso são as selfies que tira com o público ao fim da peça; Vergueiro quer mesmo estar presente por todos os lados. Splendore representa ainda a própria explosão de juventude, contestação e força de Vergueiro de outrora, em uma linda imagem metafórica quando desnuda seus seios.

Em Why the Horse?, Maria Alice Vergueiro mostra ser ainda uma garota atrevida, que não se cansa de fazer suas travessuras artísticas, surpreendendo a todos nós. Desafiadora e performática, ensaia seu próprio fim diante de seu público, que não sabe se rir ou chorar. Mas uma coisa é certa. Ela morre em cena para, assim, viver mais.

Why the Horse?
Avaliação: Ótimo
Quando: Sexta e sábado, 21h; domingo, 19h. 60 min. Até 10/5/2015
Onde: Teatro do Sesc Santana (av. Luiz Dumont Villares, 579, metrô Jardim São Paulo, São Paulo, tel. 0/xx/11 2971-8700)
Quanto: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia) e R$ 9 (comerciário e dependentes)
Classificação etária: 16 anos
Avaliacao Otimo R7 Teatro PQ Crítica: Maria Alice Vergueiro morre em cena para viver mais em Why the Horse?

Veja trajetória de Maria Alice Vergueiro em 7 fotos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

maria manoella foto bob sousa O Retrato do Bob: Maria Manoella, em todas as frentesFoto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Maria Manoela, que atualmente é a personagem Branca na novela Sete Vidas (Globo), é atriz carioca de coração paulistano. Apesar de ter nascido no Rio, foi em São Paulo que se criou, estudou no Teatro Escola Célia Helena e conheceu os palcos e fez sucesso em peças como A Casa de Bernarda Alba, em 2003, e Cruel, em 2011. Do tablado, o salto para o cinema — onde atuou em longas como O Palhaço, A Mulher Invisível e Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa — e a televisão foi só consequência de uma trajetória na qual dá um passo de cada vez. Por isso, hoje, é atriz de todas as frentes.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos. Já às sextas, a coluna O Retrato do Bob sai no blog R7 Cultura, com personalidades do mundo cultural.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

fernanda chamma foto bob sousa O Retrato do Bob: Fernanda Chamma, dança calienteFoto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Fernanda Chamma transformou-se em um dos nomes mais fortes da dança para musicais no Brasil. Bailarina formada em clássico, migrou para a linha de shows e fez cursos de especialização nos Estados Unidos e na Inglaterra. Não à toa, foi escolhida pela equipe de Whoopi Goldberg para ser a diretora residente no Brasil do musical Mudança de Hábito, em cartaz no Teatro Renault, em São Paulo, onde posou para o nosso Bob Sousa. Além das aparições na TV, como jurada do Dança dos Famosos, no Domingão do Faustão, também coreografa números de dança na teledramaturgia da Globo. Nos palcos, foi responsável pelo bailado de sucesso de musicais como Alô, Dolly!, A Gaiola das Loucas, Hairspray e Garota Glamour, entre outros. Ainda dirigiu a versão argentina de A Família Addams, em Buenos Aires, no ano passado. Afinal, Fernanda é dança caliente.

*BOB SOUSA é fotógrafo e autor do livro Retratos do Teatro (Editora Unesp). Sua coluna O Retrato do Bob é publicada no Atores & Bastidores do R7 toda segunda-feira, com grandes nomes dos palcos. Já às sextas, a coluna O Retrato do Bob sai no blog R7 Cultura, com personalidades do mundo cultural.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes