Posts com a tag "coluna"

coluna MaratSade1 FotoOsmarLucas Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Cena da peça Marat/Sade: temporada gratuita no Teatro Anhembi Morumbi - Foto: Osmar Lucas

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

0800
Após ganhar o Feto (Festival Estudantil de Teatro de Belo Horizonte), a peça Marat/Sade faz temporada em São Paulo, no Teatro Anhembi Morumbi (R. Dr. Almeida Lima, 993, metrô Bresser-Mooca). A estreia é nesta sexta (19), com sessões até 18 de outubro. E o melhor: a entrada é gratuita. Toda sexta, 21h, e sábado, 20h.

Vaquinha
Para fazer Marat/Sade a Cia. Chicote de Teatro, com formandos do curso de artes cênicas da Universidade Anhembi Morumbi, levantou grana para a turnê pela rede de financiamento coletivo Catarse.

Enredo
Na obra, o maquiavélico Marquês de Sade está internado no hospício de Charenton, onde encena o assassinato de Jean-Paul Marat, mártir da Revolução Francesa, pelas mãos da girondina Charlote Corday. Não faltam cena de atrocidades. A direção é de Simoni Boer.

coluna rene ramos Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Rene Ramos em cena da peça Ulisses e Odisseu, no Top Teatro - Foto: Divulgação

Tchau e até logo
Está chegando ao fim a temporada da peça Ulisses e Odisseu, monólogo de Rene Ramos. Vai só até 29 de setembro, aos sábados, 18h, no Top Teatro (r. Rui Barbosa, 201, Bela Vista, São Paulo), com entrada a R$ 30 a inteira. "Trago o espectador pelas mãos para navegar nesse mito de maneira próxima e fluente", diz Ramos, que ainda avisa à coluna que já tem em mente uma nova temporada da montagem. O texto faz um paralelo entre a Odisseia e o trânsito caótico da metrópole paulistana. Aguardemos.

Lugar reservado
Já está marcada a temporada paulistana de Tchekhov, espetáculo do curitibano Ave Lola Espaço de Criação. Será no Teatro do Sesc Santana, entre 27 de setembro a 19 de outubro. Sextas e sábados, às 21h e domingos, às 18h. O valor do ingresso vai de R$ 5 a R$ 25. A direção é de Ana Rosa Tezza.

Fôlego
A trama se passa na Rússia do século 19. Ao todo, são  120 minutos de peça, mas há 15 minutos de intervalo entre os dois atos. Para dar aquela respirada, né.

coluna phedra bobsousa9 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Phedra D. Córdoba: sua volta a Cuba virou um documentário nos cinemas - Foto: Bob Sousa

Cuba Libre
Phedra D. Córdoba não está se cabendo de felicidade. O documentário de Evaldo Mocarzel sobre sua volta a Havana, 50 anos depois que ela saiu da ilha, antes mesmo de Fidel Castro tomar o poder, já está em cartaz nos cinemas. Tem até foto de Phedra espalhada em plataformas do metrô paulistano para divulgar Cuba Libre. É uma diva.

Festinha
O grupo Satyros promoveu duas festinhas para o lançamento de Cuba Libre nesta semana. A primeira foi na sede da trupe, na praça Roosevelt. A segunda, na sala 4 do Espaço Itaú de Cinema, no shopping Frei Caneca, onde o filme é exibido. Phedra foi paparicada até não poder mais. Que bom.

coluna america vizinha xix Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

América Vizinha é o novo espetáculo do Núcleo de Pesquisa do Grupo XIX de Teatro - Foto: Divulgação

Soy loco por ti
O Grupo XIX de Teatro está fazendo um mergulho profundo em nossas raízes latino-americanas. Tudo sob o comando da elegante diretora Juliana Sanches. O novo espetáculo já tem até nome: América Vizinha. Ele foi desenvolvido ao longo do ano pelo Núcleo de Pesquisa do XIX. A estreia será no mês de outubro. Vem coisa boa por aí.

Mirada
Só deu o Teat(r)o Oficina no Mirada, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos. A turma de Zé Celso era a mais animada do evento. Depois que subiram a serra, tudo ficou bem mais sem graça. Leia a cobertura do R7 do evento!

Chorinho

Vai ter música boa no Memorial da América Latina neste sábado (20). Às 18h, tem o espetáculo do grupo Quartetonia, que homenageia grandes nomes da MPB. É de graça.

Viva a revolução
A peça Rozá, com a história da revolucionária Rosa de Luxemburgo (1871-1919) fará nova temporada em São Paulo. Será na Casa do Povo, no Bom Retiro, entre 2 e 19 de outubro. As sessões vão acontecer de quinta a domingo, sempre às 20h, com entrada a R$ 30. Anotado?

O Retorno
A Cia. do Feijão vai voltar com uma peça que é um verdadeiro clássico de seu repertório aguerrido: Pálido Colosso faz temporada de 27 de setembro a 15 de novembro, sempre sábado, domingo e segunda, 20h. E o melhor: de graça. Mas é bom chegar cedo, porque o espaço do grupo, na rua Dr. Teodoro Baima, 68, na República, só cabem 50 pessoas. Depois, não diga que a coluna não avisou...

coluna Pálido Colosso foto de José Romero 61 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Pálido Colosso, da Cia. do Feijão, faz temporada grátis na República, em SP - Foto: José Romero

 

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

 

anderson dkassio bob sousa Dois ou Um com Anderson DKássio

O ator Anderson D'Kássio: de Macapá para o teatro musical de São Paulo - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Foto BOB SOUSA

O ator Anderson D´Kássio faz teatro desde que se entende por gente. Começou aos quatro anos, no teatro amador, em sua terra natal, Macapá, no Amapá, norte do Brasil. Veio para São Paulo com o sonho de se profissionalizar na profissão. Fez graduação e pós-graduação em artes cênicas na cidade. Entre os nomes com quem estudou e trabalhou estão Georgette Fadel, Wolf Maya e Fernanda Chamma. Ele acaba de se despedir do espetáculo Cabaret, o Musical, dirigido por André Latorre e que segue em cartaz com temporada gratuita no Espaço Cia. do Pássaro, onde posou para o fotógrafo Bob Sousa. Fazia o escritor Clifford Bradshaw. Agora, viaja em turnê nacional com o musical infantil Palavra Cantada, sem Pé nem Cabeça, com direção de Marília Toledo. Ele aceitou o convite do Atores & Bastidores do R7 para participar da coluna Dois Ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Macapá ou São Paulo?
Macapá é minha cidade de origem, minha família toda está lá. Escolhi São Paulo para construir uma nova etapa da minha carreira e sou muito feliz aqui. Macapá é o coração e São Paulo minha razão.

Literatura ou dança?
Sou apaixonado por literatura dramática e quero ainda poder me dedicar a isso. A dança mantém meu corpo e mente conectados, vivos. Mas sinto que me comunico melhor com as palavras.

Drama ou musical?
Musical. A força que o gênero musical tem é indescritível. Ele pode chegar em todas as camadas da sociedade de maneira ímpar por unir tantos atributos. Em algum aspecto a pessoa se identifica, seja na música, na dança ou no teatro.

Liza Minelli ou Beyoncé?
Liza é um ícone, faz parte da história. Mas Beyoncé tem o que precisamos na atualidade. Um rigor e uma disciplina capazes de trazer da rua, dos guetos, a massificação da arte transformando-a em “show business”. Ela impressiona em todos os aspectos, uma artista completa que será lembrada pelas próximas centenas de anos.

Dilma ou Marina?
Votei na Dilma na última eleição e admiro sua firmeza no agir e pela sua trajetória profissional. Marina é realmente uma figura diferente na política e mostra isso através das suas atitudes. Votarei nela este ano por achar que mudar e arriscar é o princípio da descoberta. O Brasil precisa se descobrir.

Israel ou Palestina?
Não tenho muito conhecimento sobre a situação do Oriente Médio, mas a guerra nunca é a melhor saída.

Preto ou branco?
Sou eclético. Preto e branco juntos é um conjunto sempre muito bom!

Metro ou ônibus?
Metrô. Pra mim é uma das melhores invenções da humanidade e precisamos investir mais neste tipo de transporte.

Praia ou montanha?
Já fui de praia, mas hoje sou de montanha.

Eu quero a sorte de um amor tranquilo ou vem comigo, no caminho eu explico?
No amor não há regras, existe a experiência. As vezes a tranquilidade e as vezes a aventura, o desconhecido. Sou ariano, movido de paixões, mas com um coração que adora repousar e saber que pode bater mais calmo.

Leia outras edições da coluna Dois ou Um

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

einstein 1 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Einstein, com Carlos Palma, conta a vida do famoso cientista do Teatro de Arena, em SP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Viva o Arena
O emblemático Teatro de Arena, ali na esquina da rua Teodoro Baima com rua da Consolação, no centro de São Paulo, recebe neste mês de setembro a ocupação Núcleo Arte Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro. Neste sábado (6), às 21h, reestreia A Dança do Universo, com direção de Soledad Yunge e texto de Oswaldo Mendes. Já às quartas  e quintas, às 21h, fica em cartaz Einstein, peça sobre o célebre cientista escrita por Gabriel Emanuel e dirigida por Sylvio Zilber. E tem opção para os pequeninos também: No Mundo de Artur, aos sábados e domingos, às 16h, dirigida por Carlos Palma.

Eu canto e danço
A turma do Colégio Rio Branco, em São Paulo, resolveu entrar na onda dos musicais. Os alunos da chiquérrima escola do bairro de Higienópolis montaram Grease: Nos Tempos da Brilhantina. As apresentações são nesta sexta (5), às 20h, e neste sábado (6), às 16h.

Multidão
A encenação, que tem 40 artistas no elenco, é inspirada no espetáculo da Broadway dos anos 1970 é focada no público adolescente. A idealização é de José Vinícius Toro, ex-aluno da escola que foi estudar musicais nos EUA. A entrada é grátis.

Prorrogou
Por conta do sucesso, o ator Nilton Bicudo prorrogou a temporada de seu monólogo Myrna sou Eu até 13 de dezembro. Sempre aos sábados, às 18h, no Teatro Eva Herz da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo. O ingresso é R$ 40. Nova chance para quem ainda não apareceu por lá.

laerte kessimos angelica dass Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Laerte Késsimos fez teste na internet e deu que deveria votar em Luciana Genro - Foto: Angelica Dass

Eleições
O ator Laerte Késsimos fez um teste na internet para ver com qual candidato à Presidência tinha mais afinidades. Deu Luciana Genro. “É que sou comunista”, explica.

Miami Beach
Falando em Laerte Késsimos, o filme Eric, do qual é protagonista, foi selecionado para o Festival de Curtas de Miami, na Flórida, EUA.

Fundo do mar
Submarino, com direção de Pedro Granato, volta ao cartaz no dia 9 de setembro no Centro Cultural São Paulo. As sessões serão terças e quartas, às 20h. Estão todos convidados.

Baianidade
A Bahia invadiu o teatro paulistano no Festival do Teatro Brasileiro. As peças no CCBB-SP são de graça. Conheça a programação.

Teatro Mínimo
A peça A Hora Errada fica em cartaz no Sesc Ipiranga, em São Paulo, até 30 de setembro. Sempre terça e quarta, 21h30. O texto é de Lourenço Mutarelli e a direção, de Tomás Rezende. A peça mostra uma nova ordem mundial.

Os Gigantes da Montanha Cia  Galpao Guto Muniz Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Os Gigantes da Montanha faz temporada no Sesc Pinheiros, em São Paulo - Foto: Guto Muniz

Pira no Pirandello
O Grupo Galpão já marcou as datas das apresentações do espetáculo Os Gigantes da Montanha no Sesc Pinheiros, em São Paulo. A trupe de Belo Horizonte sobe ao palco do Teatro Paulo Autran nos dias 12, 13 e 14 de setembro. Anotou?

Bob, o pesquisador
O fotógrafo Bob Sousa vai apresentar sua pesquisa sobre a fotografia do teatro no 12º Seminário Internacional de Estudos Literários da Unesp, onde faz mestrado. O evento acontece na Faculdade de Ciências e Letras de Assis, no interior paulista, entre os dias 9 e 11 de setembro. O nome da pesquisa de Bob é A Fotografia como Tradução da Cena Teatral. Coisa fina.

As Damas de Paus
Quatro mulheres tentam preservar as tradições familiares. Este é o enredo da comédia musical As Damas de Paus, de Mara Carvalho, que estreia dia 12 de setembro no Teatro Fernando Torres, no Tatuapé, em São Paulo.

ze camila jennifer glass Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Zé Celso e Camila Mota em cena de Walmor y Cacilda 64: Robogolpe - Foto: Jennifer Glass

Malas prontas
A numerosa turma do Teat(r)o Oficina vai descer a serra pela rodovia Anchieta na próxima segunda (8). É que eles vão apresentar no Mirada, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos,  a peça Walmor y Cacilda 64: Robogolpe, de Zé Celso.

Novidades
A curtíssima temporada santista, nos dias 9 e 10 de setembro, às 20h, terá novidades no elenco. Fred Steffen está de volta ao Oficina para fazer o papel do Robocop-Robogolpe, antes era feito por Acauã Sol. Joana Medeiros, que está causando como Tonia Carrero em Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada, também entrou para o coro, assim como os atores Beto Mettig e Ana Hertmann.

Charuto cubano
Outra novidade em Santos será o cubano Ariel Rocha, que anda causando faniquito no Bixiga como o cavalo da peça Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada.

Mais um
Para completar, também está no elenco de Walmor y Cacilda 64: Robogolpe o ator Eduardo Pelizzari, que já fez Malhação e participou do reality A Fazenda, da Record. Ele agora é um novo homem no Oficina. Os tempos de playboy bad boy ficaram para trás. Quem o vê por lá diz que é um outro rapaz. E justiça seja feita: está excelente como ator na peça Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada. A coluna viu.

oficina Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

O Teat(r)o Oficina original: em Santos foi feita uma cópia de sua estrutura - Foto: Divulgação

Causou
A apresentação de Walmor y Cacilda 64: Robogolpe no Mirada causou comoção na equipe de produção do festival. Tudo porque nenhum teatro de Santos se encaixava nos moldes do prédio do Oficina em São Paulo, projetado por Lina Bo Bardi e Edson Elito. Foi preciso construir um espaço com duas arquibancadas, uma de frente para a outra, e com uma passarela no meio, no Engenho do Samba. Zé Celso aprovou.

Padrinho
Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo e curador do Mirada, foi quem indicou a peça. Ele viu a montagem no Oficina e deu a ordem: quero Robogolpe em Santos. Dito e feito.

Boca de urna
Os meninos do Oficina contaram à coluna que a peça ganhou novos significados nesta véspera de eleição. Dizem que vai abalar as estruturas. Vão botar pra quebrar.

Balneário
Os meninos e meninas do Oficina já colocaram biquíni e sunga na mala. Querem ver se conseguem pegar uma prainha entre uma apresentação e outra. Tomara.

palacio das artes paulo lacerda Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Fachada do Palácio das Artes, em Belo Horizonte: edital de artes cênicas aberto - Foto: Paulo Lacerda

Edital 1
Saiu nesta semana o edital do Prêmio Fundação Clóvis Salgado de Estímulo às Artes Cênicas 2014/2015. É um dos mais importantes de Minas. Além de financiar propostas de teatro e dança nas categorias montagem e circulação no interior de Minas e temporada no Teatro João Ceschiatti, o prêmio agora tem a Categoria Marcello Castilho Avellar. O nome é uma homenagem ao importante crítico mineiro. Quem levar nesta categoria vai se apresentar no Grande Teatro do Palácio das Artes, a principal sala teatral de Minas Gerais. Fique por dentro.

Edital 2
O Centro Cultural São Paulo também está com edital aberto. É a 1ª Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos. Como explica o curador de teatro da instituição, Kil Abreu, “é um edital para autores, mas não é apenas um concurso de textos, já que será finalizado com até três montagens a serem estreadas no CCSP no primeiro semestre de 2015”. As inscrições vão até 11 de outubro. Saiba mais.

ccsp Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Centro Cultural São Paulo está com edital aberto para novas peças - Foto: Carlos Rennó

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

coluna carybe serie compadre de ogum 50x35cm lindissima Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Serigrafia de Carybé que estará exposta no Sesc Bom Retiro: beleza baiana para paulistano ver - Foto: Reprodução

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Viva Carybé!
A psicóloga Sabrina Almeida, querida da coluna, amará esta nota: o Sesc Bom Retiro sedia entre 19 de setembro e 9 de novembro de 2014 a exposição Serigrafias de Carybé, dedicadas ao artista plástico que retratou a Bahia como ninguém.

Baiano de coração
A mostra tem 30 trabalhos do artista argentino que se tornou baiano de coração. Claro que a exposição tem um dedo de Nancy Bernabó, viúva de Carybé. As peças trazem o sincretismo religioso e a alegria do povo baiano, tão bem representado também nas obras de Jorge Amado, que era compadre de Carybé. Ai, que falta que eles fazem!

Em tempo
O nome real de Carybé era Hector Julio Páride de Bernabó. A série de serigrafias expostas fizeram parte do projeto de abertura do seriado televisivo O Compadre de Ogum, inspirado no livro de Jorge Amado. A visitação à exposição será grátis, sempre de terça a sexta, das 10h às 20h30. Já no sábado, domingo e feriado, fecha mais cedo: às 18h30. O Sesc Bom Retiro fica na alameda Nothmann, 185, em São Paulo. A coluna vai, é claro.

coluna almodovar Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Almodóvar, nos tempos de mais rebeldia: festa homenageia cineasta em SP - Foto: Divulgação

Vamos a bailar 1
O cineasta Pedro Almodóvar é o grande homenageado da festa Venga Venga!, nesta sexta(29), a partir das 23h, no Mundo Pensante (r. Treze de Maio, 825, Bela Vista), em São Paulo. A organização pede que o público se inspire nos filmes do espanhol na hora de compor o visual.

Vamos a bailar 2
A banda Criolina, de Alê Muniz e Luciana Simões, vai animar a festa. O DJ equatoriano Atawallpa DR, e também os residentes Denny & Don prometem fazer todo mundo se balançar. Ah, a dançarina Flávia Lopes prepara uma performance de abalar. O ingresso é R$ 30 na porta, mas paga R$ 20 quem mandar o nome para a lista amiga no e-mail: festavengavenga@gmail.com. Depois, não diga que não avisei.

Agenda Cultural da Record News

Ai, que susto!
O namorado da atriz Cléo De Páris perdeu a carteira, com todos os documentos, no táxi. Pois não é que o taxista fez de tudo para devolver e conseguiu? O motorista, honesto, achou um comprovante de compra em uma livraria e ligou lá para saber quem era o cliente. Ao ver a cena da devolução, Cléozinha voltou a acreditar na humanidade. Ainda bem.

Canto da sereia
Fafá de Belém promete soltar seu vozeirão no Sesc Vila Mariana, em São Paulo, na próxima quarta (3). Ela cantará uma canção no espetáculo O Nosso Villa - Um Musical Villa-Lobos, dirigido por Cecília Brennand, com a Cia. Sopro-de-Zéfiro, de Pernambuco. A obra tem 36 bailarinos-cantores, além de sete músicos. Timão.

coluna fulvio poster contigo z1 foto ramon rodrigues Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Fúlvio Stefanini, nos tempos de galã, em pôster da revista Contigo! - Foto: Ramon Rodrigues

Sessentão
A noite de 6 de setembro será movimentadíssima no Tuca, em São Paulo. É quando estreia a peça Antes de Mais Nada. No elenco, está Fulvio Stefanini, que completa 60 anos de carreira. Parabéns.

Ponte da Amizade
Entre 11 e 17 de setembro a Caixa Cultural da Sé, em São Paulo, exibe 21 filmes do Paraguai. Uma belíssima oportunidade para conhecer de perto a produção cinematográfica do nosso tão mal tradado país vizinho. Conheça a programação.

Boneco de Olinda
A 4ª Semana Internacional de Teatro de Animação do Sobrevento está marcada para ser realizada entre 16 e 28 de setembro, também na Caixa Cultural da Sé. Participam sete companhias de teatro de boneco: Companhias de Teatro de Animação Shakespeare Women Company (Portugal), Cia. Autónoma Dromosofista (Itália/Argentina), Théâtre De Cuisine e Théâtre De L'arc-En-Terre (França), Gaia Teatro (Peru), Cia. Catibrum (Minas Gerais) e Grupo Sobrevento (São Paulo). Gente boa reunida.

coluna suellen ogando Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

A mineira Suellen Ogando: atriz da pá virada conquista o teatro musical nacional - Foto: Divulgação

Alçando voo
Colados, Uma Comédia Musical Diferente faz três apresentações em Belo Horizonte no Cine Theatro Brasil Vallourec, na Praça Sete, nos próximos dias 5, 6 e 7 de setembro. No elenco, está a danadíssima Suellen Ogando, que fez sucesso no programa Máquina da Fama, do SBT, e anda arrebentando no teatro musical mineiro e brasileiro.

Pensando o teatro
Começa nesta sexta (29) o 2º Congresso Brasileiro de Teatro, em Florianópolis, Santa Catarina. O primeiro foi realizado em Osasco (SP) em 2011. Conheça a programação completa e saiba como fazer sua inscrição.

condominio nova era 5 creditos alecio cezar jpg Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Condomínio Nova Era, com texto de Victor Nóvoa, encerra temporada no Sesc Consolação - Foto: Alécio Cezar

Fim de festa
Chega ao fim no próximo dia 4 de setembro, o espetáculo Condomínio Nova Era, com direção de Rogério Tarifa, em cartaz no Espaço Beta do Sesc Consolação, em São Paulo. O dramaturgo Victor Nóvoa teve a inspiração para escrever a peça depois que morou em uma pensão no centro paulistano, em frente ao Minhocão. Uma frase que os moradores diziam ele jamais se esquece: "Ficar de pé custa caro".

Politizada
Condomínio Nova Era trata de temas como moradia, habitação, especulação imobiliária, ação militar e manifestações populares. Engajadíssima.

claudia raia 5 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Claudia Raia no camarim, pouco antes de subir ao palco para fazer Crazy for You - Foto: Divulgação

Filha pródiga
Olhaí Claudia Raia se aprontando para subir ao palco do Teatro Sérgio Cardoso, onde seu musical Crazy for You faz temporada popular. A coluna acha que Claudia tem muito mais a cara de São Paulo do que do Rio. Sempre que ela está na cidade é como se fosse o retorno de uma filha pródiga.

Cresceu
Talentosa, a atriz Marilice Cosenza ganhou mais destaque nesta temporada de Crazy for You. Agora, ela faz as personagens Lottie Child e Patricia Fodor.

Sem clones
Também no elenco de Crazy for You, Marcos Tumura revelou à coluna que quando alguém diz que um ator por aí está cantando que nem ele, ele brada: "Manda matar!". É brincadeirinha, é claro.

reynaldo machado Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Reynaldo Machado fará Jair Rodrigues nas apresentações do espetáculo Elis, a Musical em SP neste fim de semana, no Espaço das Américas, em São Paulo - Foto: Divulgação

De última hora
O ator e cantor Reynaldo Machado, que fez sucesso em musicais como Hair, foi convocado para substituir Ícaro Silva no papel de Jair Rodrigues, nas apresentações de Elis, a Musical no Espaço das Américas, em São Paulo, neste sábado (30) e domingo (31). Ele está feliz da vida, até porque é fã do saudoso Jair. E quem não é?

Repercutiu
Falando em Elis, fez um baita sucesso a Entrevista de Quinta com Laila Garin, protagonista do espetáculo, aqui no blog. Ela até ganhou novos fãs...

Perdida na biblioteca
O dramaturgo e diretor James Akel pede a coluna para avisar que os horários corretos de República das Calcinhas são: sexta, 21h30; e sábado, 19h30. A estreia está marcada para 12 de setembro, no Teatro Maria Della Costa, em São Paulo. A temporada vai até 1º de novembro. Na comédia que se anuncia como politizada, Andressa Urach, a ex-vice Miss Bumbum, faz participação especial como uma vendedora de livros. Papel que é a cara dela, né?

coluna jorge paulo Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Olha a carinha dele: Jorge Paulo faz comédia no Teatro Bibi Ferreira, em SP - Foto: Divulgação

Deboche
O ator e radialista Jorge Paulo pede para a coluna avisar que sua peça Quem Ri por Último É Loira ou Português voltou a ser apresentada em São Paulo, no Teatro Bibi Ferreira, onde fica em cartaz até 19 de dezembro, sempre à meia-noite de sexta-feira com ingresso a R$ 40. Apesar do nome de sua peça, ele jura de pés juntos que não é preconceituoso e que só quer fazer rir o povão. Então, tá.

Baianidade nagô
O Festival do Teatro Brasileiro começa dia 4 de setembro em São Paulo com foco na cena baiana. Tudo sob comando de Sergio Bacelar. São nove espetáculos, dos quais sete, inéditos. Três espaços sediam as peças: CCBB-SP (onde tudo é de graça) e Teatro Sérgio Cardoso e Teatro João Caetano. Vai, gente!

coluna Oficina dos Menestréis Alunos Ensino Médio projetoCOMENIUS 11 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Alunos do ensino médio fazem dois musicais em São Paulo após Oficina dos Menestréis - Foto: Divulgação

Menestréis da educação
Os alunos da Escola Estadual João Amos Comênius, na Vila Catarina, em São Paulo, estão em polvorosa. É que eles vão estrear dois espetáculos dirigidos por Deto Montenegro e Candé Brandão, da Oficina dos Menestréis: Neste sábado (30) e domingo (31), às 16h30, tem A Dança dos Signos. Já no outro fim de semana, 6 e 7 de setembro, também às 16h30, tem O Vale Encantado. Excelente iniciativa de se levar o teatro musical para as escolas públicas.

Aqueles Dois, o retorno
A peça Aqueles Dois, da Cia. Luna Lunera baseada em texto de Caio Fernando Abreu, volta a ser encenada em Belo Horizonte. A montagem já teve 320 apresentações em 95 cidades brasileiras e uma do México. Agora, ficará entre 5 de setembro e 12 de outubro no Teatro João Ceschiatti, na capital mineira.

coluna Vaslav Nijinsky i sin debutballet En Fauns eftermiddag 1912jpg Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Bailarino Vlaslav Nijinsky dança em 1912: homenagem em peça de Gabriela Mellão - Foto: Divulgação

Pula, Nijinksy!
Coleguinha, a jornalista Gabriela Mellão dirige a quatro mãos com João Paulo Lorezon a peça Nijinsky - Minha Loucura é o Amor da Humanidade, que estreou nesta quinta (28), no Sesc Belezinho, em São Paulo. O texto também é de Gabriela e conta a trajetória do bailarino russo Vaslav Nijinsky, papel de Lorezon. A temporada vai até 21 de setembro, de quinta a domingo. Uma das apostas da encenação é uma cama elástica.

Espera feliz
A fila na porta do Espaço da Cia. do Pássaro (r. Álvaro de Carvalho, 177, Anhangabaú, São Paulo) para ver Cabaret - O Musical, com direção de André Latorre, costuma ter início por volta das 18h. O espetáculo acontece nesta sexta (29) e sábado (30), às 21h, com entrada grátis. A distribuição dos disputadíssimos 45 convites por sessão acontece às 20h.

coluna brava Experimento Cênico Julio e Aderaldo um dia na vida de dois sobreviventes julho 2013 271 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Brava Companhia faz um teatro no qual descortina aspectos escondidos da sociedade - Foto: Divulgação

Teatro inteligente
A Brava Companhia faz mostra de repertório até dezembro de 2014. São cinco peças no Sacolão das Artes, na zona sul de São Paulo. Para chamar a atenção para a temporada, o grupo apresenta Quadratura do Círculo, dirigido por Márcio Rodrigues, na quinta (4), às 17h, na Praça do Patriarca, ali do lado da Prefeitura de São Paulo. Todos os trabalhadores (e patrões também) estão convidados. O teatro que o grupo faz tem forte pegada de crítica social. A turma é inteligente, está pensando o quê?

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

 

elefante 11 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena da peça Elefante, do Rio, que integra o Cena Contemporânea, em Brasília - Foto: Phillip Lavra

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Teatro no Planalto Central
O Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília está dando o que falar em sua 15ª edição. Neste domingo (24) e segunda (25), sempre às 21h, tem a montagem Elefante, do Rio, com a Probástica Cia. de Teatro, no Teatro Funarte Plínio Marcos. O evento vai até dia 31 de agosto com 23 peças na programação.

Encontro marcado
Fred Bottrel, jornalista e ator que acompanha de perto o evento, já tem uma história para contar do Cena Contemporânea 2014: "Helena e Jesus, arquitetos espanhóis radicados na Holanda, perdidos na saída do teatro, no CCBB, imaginavam como voltariam para o hotel. Aceitaram carona no taxi que eu havia pedido. Carol, moradora da Asa Norte, completou o bonde. Papo divertido até o Setor Hoteleiro Norte; encontro animado, inusitado e feliz. Se a vida é a arte do encontro, e o teatro é a metáfora da vida, viva o Cena Contemporânea! Viva Brasília". Viva.

O teatro e a cidade
O Núcleo Bartolomeu de Depoimentos promove na próxima quarta (27), às 20h, em sua sede, em São Paulo, o debate A Cidade que Queremos. Em pauta, a fase difícil que muitos teatros paulistanos estão passando por conta da especulação imobiliária. Cada debatedor terá 15 minutos para expor seu ponto de vista sobre o assunto. A plateia poderá participar também da discussão. A metrópole agradece.

Clique
Vai ter gente doidinha para fazer pose na Baixada Santista. Porque acontece entre 26 de agosto e 3 de setembro o 3º Eco - Encontro de Coletivos Fotográficos Ibero-Americanos, em Santos, litoral paulista. O projeto é uma parceria entre o Sesc São Paulo e o Estúdio Madalena e reúne 20 coletivos fotográficos. O evento é parceiro do Mirada, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, que começa no dia 4 de setembro e vai até o dia 13 do mesmo mês.

regina duarte gabriela netos thiago duran agnews Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Regina Duarte, com a filha Gabriela e os netos: ida ao teatro em São Paulo - Foto: Thiago Duran/AgNews

Cinderela
Regina Duarte foi com a filha Gabriela e os netos assistir ao musical Cinderela, no Teatro Bradesco, em São Paulo, no último fim de semana. Até selfie com elenco tiraram. E posaram para a coluna, é claro.

Falando nisso
Gabriela Duarte estará em breve no palco do Teatro Anchieta do Sesc Consolação, em São Paulo.

Liberdade
Christian Chávez, o ator mexicano que integrou o grupo RBD, falou à coluna sobre ser verdadeiro com seu público em relação à sua sexualidade: "Cada um tem de tomar sua decisão. Mas, acho que, depois que você a toma, é uma liberação. É uma liberdade que tem um preço, sim. Mas, pouco a pouco, vamos mudando a forma de pensar das pessoas". Está coberto de razão. Leia a entrevista completa.

lidiane sarah Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Lidiane Shayuri levou sua filha, Sarah, para ver A Saga de Dom Caixote, no Teatro Alfa - Foto: Divulgação

Pequena Sarah
Apresentadora da Record News, Lidiane Shayuri levou sua filha, a pequena Sarah, para ver A Saga de Dom Caixote, no Teatro Alfa, em São Paulo. Como o nome indica, a peça é inspirada no clássico Dom Quixote, de Miguel de Cervantes. A menina ficou encantada, como conta a mamãe coruja à coluna. "Os atores interagem com a plateia e gostamos bastante. A Sarah gargalhou alto em vários momentos com as trapalhadas dos personagens", revela Lidiane.

Teatro sem idade
Falando em pequeninos, começa neste sábado o Festival Internacional de Teatro para Bebês em São Paulo. A promoção é do Grupo Sobrevento. Veja a programação. As mamães e os papais já estão empolgados para levar a criançada. Coisa boa.

Laila ou Elis?
Laila Garin, protagonista de Elis, a Musical, mostrou que é mulher inteligente na última Entrevista de Quinta. Não leu? Ainda dá tempo!

teatro infantil Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça infantil O Beco dos Gatos pede doação de ração para gatinhos abandonados - Foto: Divulgação

Adote um gatinho!
A peça infantil O Beco dos Gatos resolveu entrar na campanha da ONG Adote um Gatinho. Encerrando temporada no MuBe Nova Cultural neste sábado (23), às 15h, a peça já foi vista por mais de 20 mil pessoas. Além disso, a produção pede que os espectadores levem um quilo de ração para gatos, para doação a gatinhos abandonados. Que graça.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

ssss

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Vinícius Ferreira Foto 6 de Minervino Júnior Dois ou Um com Vinícius Ferreira

Vinícius Ferreira, do filme Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, em cartaz nos cinemas - Foto: Minervino Júnior

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O ator Vinícius Ferreira é o protagonista do filme Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, do diretor Gustavo Galvão, de Brasília. No road movie, vive Pedro, um homem que resolve partir de casa e partir sem rumo pelas estradas do cerrado. O longa está em cartaz nas principais capitais brasileiras e tem no elenco nomes da cena paulistana, como Marat Descartes e Mário Bortolotto. Há cerca de um ano, Vinícius deixou Brasília para morar em São Paulo. Ainda está em clima de romance com a metrópole. Ele aceitou o convite do R7 para participar da coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Cerrado ou floresta?
Os dois. Do cerrado, adoro o clima seco, o horizonte a perder de vista e toda a variedade da flora. São inúmeras as flores que brotam por lá. Mas as florestas me deixam extasiado com sua magnitude verde. Adoro, sobretudo, a Mata Atlântica, mas confesso que me sinto afogado com toda aquela umidade.

Pé na estrada ou pé na porta?
Não gosto de arrombar portas. Apesar de ariano, prefiro o velho e educado "toc... toc...". Pé na estrada, isso sim faz sentido.

Brasília ou São Paulo?
Brasília pra criar filhos e Sampa pra ser livre.

Só danço samba ou não sei sambar?
Sou pé de valsa. Quando danço me sinto em algum lugar entre as nuvens e o céu.

Piada a qualquer preço ou respeito ao próximo?
Acho o politicamente correto chato e redundante, mas respeito... sempre.

Concreto confuso ou concreto planejado?
Sou da cidade da arquitetura de concreto. Portanto: Concreto Planejadamente Confuso.

Asa Norte ou Asa Sul?
Asa Sul, que é mais misturada. Da Asa Norte, prefiro os bares com os amigos.

Cinema ou teatro?
Sou um homem de teatro e minha amante é o cinema.

Dia ou noite?
Noite! Mas aprendi a apreciar o dia pelos meus filhos.

Não existe amor em SP ou ele ficou bestificado com a cidade?
"Pra quem vem de outro sonho feliz de cidade aprende depressa a chamar-te de realidade, por que és o avesso do avesso". Estou em romance com São Paulo. Aprendi a blindar suas mazelas e olhá-la sob a perspectiva do amor. Dou bom dia às pessoas e tudo. Curto bastante o som do Criolo, mas tenho Renato Russo em meu DNA.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

coluna crazy rodrigo negrini lank hawkins Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Volta a SP: O ator Rodrigo Negrini, no camarim do musical Crazy for You - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Diga, espelho meu
Olha aí o ator Rodrigo Negrini se preparando para a volta do musical Crazy for You a São Paulo. Na superprodução de Claudia Raia, ele vive o caipira Lank Hawkins. Reestreia dia 28 de agosto, no Teatro Sérgio Cardoso, em temporada popular. Os ingressos vão de R$ 50 a R$ 60 em preço de inteira e já estão à venda. A temporada vem com novidades, como a atriz Marilice Cosenza em novos papeis.

Incorporou
A língua do povo diz que o ator Emílio Dantas, protagonista do musical Cazuza - Pro Dia Nascer Feliz, está mesmo igualzinho a Cazuza. Inclusive nos bastidores.

Guerreira
Falando no musical, Lucinha Araújo, a mãe de Cazuza, tinha dito ao diretor João Fonseca que veria o espetáculo todos os dias. Depois, diante do baque de ver no palco a história do filho recontada, inclusive o período de tanto sofrimento, preferiu ser mais sensata. "Acho que vou ver só uma vez por semana", mandou avisar. Faz bem.

Mirada 2014
O Mirada terá totens com sua logomarca espalhados por Santos, nos quais o público poderá baixar com o celular a programação do festival que acontece entre 4 e 13 de setembro na Baixada Santista. São 45 espetáculos, dos quais 25 internacionais. O lançamento da programação foi nesta quinta (14), no Sesc Santos. A coluna esteve por lá. Felipe Hirsch causou sensação com seu Puzzle - Parte D. Saiba mais.

Minuto de silêncio
Raquel Rollo, da Trupe Olho da Rua, de Santos, pediu a todos um minuto de silêncio pela morte do político Eduardo Campos, candidato à Presidência pelo PSB, e das outras vítimas no desastre aéreo em Santos, na quarta (13). Também houve comoção no elenco da peça Puzzle, porque Guilherme Weber perdeu a mãe no dia do lançamento do Mirada e não pode se apresentar.

Nervosismo
Diante de situação tão tensa, o diretor Felipe Hirsch não parava de caminhar para lá e para cá nos corredores do Teatro do Sesc Santos, enquanto a peça não começava. É mais do que compreensível.

Para todos
O Sesc Itaquera, em São Paulo, vai sediar entre 16 de agosto e 27 de setembro a 13ª Copa da Inclusão. O encontro reúne cultura, esporte e saúde mental. Cerca de 70 centros de serviço participam do encontro que deve reunir 2.400 participantes. "Queremos combater o isolamento das pessoas com deficiência e ver protagonismo, autonomia e emancipação dessas pessoas em relação à doença", diz Ed Osuka, da ONG Sã Consciência, que promove o projeto. Coisa boa.

Festas Brasileiras Teatro Caixa Parangole divulgação3 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Tem teatro no evento Festas Brasileiras: Caixa Parangolé será encenada no Sesc Itaquera - Foto: Divulgação

Macunaíma
Os Brasis de Macunaíma é o nome da Festa Brasileira que acontece entre 16 e 31 de agosto, sempre a partir das 15h, aos sábados e domingos, também no Sesc Itaquera. Em foco, o multiculturalismo do Brasil antropofágico. Vai lá.

Teatro no parque
O diretor paulistano Pedro Granato estreia sua versão de Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare. É neste sábado, 15h, no Parque Villa-Lobos, em São Paulo. Vai ter temporada sempre sábado e domingo, 15h, até 14 de setembro. Com entrada gratuita, a peça é encenada ao lado do campo de futebol. Não vá se perder...

coluna muro de arrimo Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Fioravante Almeida vive o pedreiro Lucas em Muro de Arrimo no Teatro Brigadeiro, em SP - Foto: Divulgação

Operário em construção
Estreia nesta sexta (15), no Teatro Brigadeiro, em São Paulo, a peça Muro de Arrimo. O texto de Carlos Queiroz Telles faz parte da história de nosso teatro. Desta vez o pedreiro Lucas será vivido por Fioravante Almeida. A peça marca a estreia de Alexandre Borges como diretor teatral em São Paulo. Fica por lá até 26 de outubro. Depois da temporada no Brigadeiro, a peça vai para o Teatro Aliança Francesa. Vale a pena conferir.

Encontro marcado
Na próxima terça (19), acontecerá às 20h, um debate sobre teatro com a diretora francesa Anne Kessler e o crítico e diretor brasileiro Sérgio Salvia Coelho. Será no Teatro Aliança Francesa, na rua General Jardim, 182, na República. A entrada é gratuita. Vai, gente!

coluna matias umpierrez 06 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Matías Umpierrez: depois de Nova York, ele conquista SP - Foto: Divulgação

Na boca do povo
Está dando o que falar o TeatroSOLO, do diretor argentino Matias Umpierrez, em cartaz em São Paulo, a convite de Celso Curi da Oficina Cultural Oswald de Andrade. Cada sessão é vista apenas por uma pessoa. Saiba mais.

Plínio com tudo
Já que Plínio Marcos voltou à moda nos teatros paulistanos, reestreia nesta sexta (15), às 21h, no Teatro Nair Bello, no shopping Frei Caneca, a peça Abajur Lilás. A direção é de André Garolli. A nova temporada vai até 14 de setembro. No elenco, está a mulher do diretor e também atriz Fernanda Viacava. Amor no palco e nos bastidores.

Novo palco
A turma da peça Sit Down Drama pede para a coluna avisar que não precisa ninguém se desesperar porque a temporada no Teatro Anchieta do Sesc Consolação terminou no último domingo (10). Já está acertada a ida para o Teatro Gazeta, na av. Paulista, 900, onde estreia dia 22 de agosto. Fica até 14 de setembro. O ator Danilo Grangheia rouba a cena, como sempre.

Aplauso
Na última sessão no Teatro Anchieta, vários atores estavam na plateia. Entre eles, Maria Casadevall. Aplaudiu calorosamente no fim.

ze celso bob sousa2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso: 53 anos de Oficina na rua Jaceguai, 520 - Foto: Bob Sousa

É pique, é pique!
Zé Celso manda avisar que o Teat(r)o Oficina faz 53 anos de instalação no mesmo endereço neste sábado (16). A festança será com a peça Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada no emblemático espaço da rua Jaceguai, 520, no Bixiga. O ingresso custa R$ 30 a inteira e dá para levar aquele amigo gringo, já que peça tem legendas em inglês.

Comes e bebes
Os meninos do Oficina reforçam que depois da peça quem quiser pode dar pinta no Nick Bar, que fica no famigerado terreno de Silvio Santos nos fundos do teatro. As gostosuras são feitas pelo restaurante Le Cassarole, aquele famoso do largo do Arouche que até música do Criolo virou.

Festas múltiplas
São três datas emblemáticas na história do Oficina: além de 16 de agosto de 1961, quando o Teat(r)o Oficina foi inaugurado, comemora-se também 3 de outubro de 1993, quando foi inaugurado o atual edifício projetado por Lina Bo Bardi e Edson Elito, chamado de Terreiro Eletrônyko, e 28 de outubro de 1958, quando foi encenada a primeira peça do grupo de Zé Celso.

Sanduíche íche
Em 1961, quando foi inaugurado no mesmo 520 da rua Jaceguai, o Oficina tinha um palco entre duas arquibancadas, uma de frente para a outra. Na época, ganhou o apelido de teatro-sanduíche.

Ensaio de A Vida Impressa em Dolar2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Foto histórica do ensaio de A Vida Impressa em Dólar, do Oficina, em 1961 - Foto: Arquivo Oficina

Perda do cabaço
A peça que inaugurou o Teat(r)o Oficina em 1961 foi A Vida Impressa em Dólar, de Clifford Odets, com direção de Zé Celso, é claro.

Confusão
Um dia após a estreia a censura proibiu o espetáculo e mandou lacrar o teatro. A peça só voltou ao cartaz depois que o presidente Jânio Quadros renunciou.

coluna Teatro Oficina foto Felipe Stucchi Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Vista lateral do Teat(r)o Oficina, um dos principais grupos do teatro brasileiro - Foto: Felipe Stucchi

Mineira na EAD
Grace Passô, diretora do Grupo Espanca! de Belo Horizonte, foi convidada para trabalhar com a turma 63 da Escola de Arte Dramática da USP, a EAD. Fez direção e dramaturgia da peça Carne Moída. Fica em cartaz por lá no Campus Butantã até 24 de agosto. Grace está podendo.

Um charme
O Teatro do Sol, do Grupo Gattu, é sofisticado e charmoso. Um verdadeiro oásis intelectual na zona norte paulistana. As poltronas vermelhas nas quais se senta o público são confortabilíssimas. Saiba mais sobre a peça Reino, que está em cartaz por lá.

Gente do povo
Márcio Araújo, que dirigiu o musical Nara, está de volta ao batente com uma nova temporada paulistana de Um Mestre Brasileiro. A montagem, que celebra o maranhense Mestre Raimundo Irineu Serra, ficará em cartaz entre 29 de agosto e 28 de setembro no Teatro Alfredo Mesquita, em Santana, na zona norte de São Paulo. Popular, o espetáculo é uma espécie de homenagem ao teatro de rua e aos heróis anônimos deste Brasil. Uma belezura!

coluna mestre Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça Um Mestre Brasileiro será encenada no Teatro Alfredo Mesquita em São Paulo - Foto: Divulgação

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

rene ramos Dois ou Um com Rene Ramos

Rene Ramos estreia espetáculo solo Ulisses e Odisseu no dia 16 de agosto no Top Teatro, em SP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Rene Ramos é ator, diretor e dramaturgo e se prepara para a estreia de seu espetáculo solo Ulisses e Odisseu. Será no dia 16 de agosto, às 21h, no Top Teatro (r. Rui Barbosa, 201, Bela Vista), em São Paulo. Fará temporada por lá até 29 de setembro, sempre aos sábados, às 18h. A peça mistura o caos do trânsito paulistano com o clássico Odisseia. O artista aceitou o convite do R7 para participar da coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Palco ou rua?
A Rua é o palco maior.

São Paulo ou Grécia?
A Grécia que há em São Paulo. É só investigar e você encontra.

Ônibus ou metrô?
Ônibus. Sempre fujo do subterrâneo.

Carro ou bicicleta?
Bicicleta. Com ela você voa sem ameaçar ninguém de morte.

Parque ou praia?
Praia. Navegar é preciso.

Oriente Médio ou Crimeia?
Os dois. Já existem disputas demais por lá.

Renato Russo ou Cazuza?
Quero a fúria dos dois.

Zé Celso ou Antunes?
Sou bobo, não. Sempre ascendo uma vela para Dionísio (Zé Celso) e outra para Apolo (Antunes).

Satyros ou Tapa?
Se misturasse viraria um coquetel explosivo. E do bom!

Drama ou musical?
Música sempre. Drama, em doses homeopáticas.

Leia outras edições da coluna Dois ou Um

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

coluna vinicius piedade Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Vinícius Piedade celebra dez anos de espetáculo no CCSP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Multiartista
O ator Vinícius Piedade comemora os dez anos da peça Carta de um Pirata, que já fez 700 sessões Brasil afora. Entre 15 e 17 de agosto fará apresentações gratuitas no Centro Cultural São Paulo. Polivalente, Piedade assina texto, direção, dramaturgia, coreografia, iluminação e atuação solo da peça. Haja fôlego!

Agenda Cultural da Record News

Coitada da cultura
Depois de declarar que o foco do Vale Cultura seriam o teatro, os livros e a música, agora a ministra da Cultura, Marta Suplicy, diz que o dinheiro poderá ser gasto para pagamento de TV por assinatura no futuro.

Falha
É um martírio para um cadeirante entrar e se acomodar no novo Teatro J. Safra, na Barra Funda.

coluna gisele frade11 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Gisele Frade entrou para peça no Teatro Cemitério de Automóveis - Foto: Divulgação

Mergulho no underground
Gisele Frade, que integrou o elenco da primeira versão de Chiquititas, no SBT, e também marcou época em Malhação, na Globo, acaba de entrar para o elenco do espetáculo Cadafalso. Toda quarta, 21h, no Teatro Cemitério de Automóveis, em São Paulo. Está toda feliz.

Quem não tem colírio...
A marca de óculos Triton Eyewear, que patrocina Cadafalso, sorteia uma peça para o público a cada apresentação. O povo adora.

coluna bolivia Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Filhas de imigrantes bolivianos se vestem de roupas típicas no Memorial - Foto: Miguel Arcanjo Prado

Festança andina
A comunidade boliviana de São Paulo, que já tem 300 mil imigrantes de nosso vizinho andino, faz festa no Memorial da América Latina neste sábado (9) e domingo (10) para celebrar a Independência da Bolívia. Com muito folclore e barraquinhas de comidas típicas. A entrada é dois quilos de alimento não perecível.

Por quê?
As crianças vivem querendo saber o motivo de tudo. A peça Por quê?, da Cia. Cênica, foca justamente nesta eterna dúvida dos pequeninos. Terá sessão grátis pelo Circuito SP de Cultura, no dia 17 de agosto, às 16h, com entrada gratuita. Vai, gente.

Belezura
O projeto Circuito SP de Cultura pretende integrar todas as regiões de São Paulo por meio das artes. Até o fim do ano, serão mais de 1.000 atrações. Que beleza!

gilda nomacce Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

A atriz Gilda Nomacce: convite para apresentar festival cinematográfico - Foto: Divulgação

Mestre de cerimônia
A atriz Gilda Nomacce, que está arrebentando na peça Gostas D'água em Pedras Escaldantes, foi convidada para apresentar o Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, entre 20 e 31 de agosto. Poderosa. Saiba mais sobre o evento.

Escuridão
Depois que repercutiu na imprensa o fato de não haver feito o pagamento de artistas dentro do prazo acordado, a direção do FIT Rio Preto decidiu não mais convidar jornalistas para cobrir o tradicional festival teatral do interior paulista. O Sesc São Paulo não é mais parceiro do evento, agora capitaneado apenas pela Prefeitura de São José do Rio Preto. A 14ª edição acontece de 21 a 30 de agosto longe dos holofotes da imprensa nacional. Uma pena.

coluna Eliana Rocha Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Eliana Rocha: temporada musical no Teatro Guarany de Santos - Foto: Divulgação

De volta ao lar
A atriz Eliana Rocha, a Luz Divina da série Pé na Cova, de Miguel Falabella, faz os últimos ensaios do espetáculo musical Todo Sentimento. A montagem sobe ao tradicional palco do Teatro Guarany, em Santos, terra natal da atriz, nos dias 15 e 16 de agosto. O ingresso custa R$ 60, mas quem comprar antecipado até o dia 14 de agosto paga só R$ 30. Coisa boa.

Será?
“O paulistano é, antes de tudo, um egoísta”. A frase foi proferida nesta semana pela dramaturga Michelle Ferreira, da peça Sit Down Drama. Causou polêmica, é claro. Falando nisso, a obra encerra temporada no domingo (10), no Teatro Anchieta do Sesc Consolação, em São Paulo.

Bilheteiro
Não se espante em ser atendido na bilheteria por um rapaz barbudinho no novo Theatro NET São Paulo, onde estreia o musical O Grande Circo Místico no próximo dia 14. Trata-se do dono do espaço, Frederico Reder. Esperto, sabe que é o olho do dono que engorda o gado.

coluna cleo de paris Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cléo De Páris: fora dos palcos, ela frequenta a cena cultural paulistana - Foto: Divulgação

Aprovado
Cléo De Páris, a musa maior da praça Roosevelt, aproveita que não está em cena com seu grupo Satyros para frequentar a cena cultural paulistana. Tem ido muito ao cinema e ao teatro. Outro dia, foi ver E Se Elas Fossem para Moscou, no Sesc Belenzinho. Saiu por aí dizendo que é “delicado, forte e ousado”.

Violência na Roosevelt
O crítico teatral Michel Fernandes foi assaltado, nesta semana, na praça Roosevelt. Como Michel é cadeirante, desconhecidos ofereceram para ajudá-lo a entrar em um táxi e ele acabou sendo furtado. Os larápios levaram o laptop e a carteira do jornalista. Um absurdo. Michel, sempre com pensamento positivo, preferiu superar o episódio deprimente e declarou: “Não perdi a vida nem quem gosto. Sou um cara de sorte”. A coluna é solidária ao colega.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

magiluth foto bob sousa7 PEDRO WAGNER Dois ou Um com Pedro Wagner

O ator pernambucano Pedro Wagner, que viaja o Brasil com o Grupo Magiluth - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Foto BOB SOUSA

Pedro Wagner já está com o pé nesta estrada. Junto de seu Grupo Magiluth, sediado em Recife e que completa dez anos, o pernambucano de Garanhuns viaja o Brasil dentro do projeto Palco Giratório, promovido pelo Sesc. Após Teresópolis (RJ), estão no Rio Grande do Norte. Neste sábado (2), se apresentam com Viúva, porém Honesta em Natal. Já na terça (5), fazem sessão em Mossoró, no interior do Estado. Até o fim do mês, passam por João Pessoa, Vitória, Campo Grande, Teresina, Floriano, Parnaíba, São Paulo e Belo Horizonte. Em meio à correria da viagem, o ator aceitou participar da coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Recife ou Portugal?
Um caos chamado Recife.

Rússia ou Ucrânia?
Ucrânia!

Israel ou Palestina?
Palestina!!

Gerald ou Roberto?
Sou mais a Coelho e a Galdino.

Ariano Suassuna ou Bob Wilson?
Cansei de ambos há muito, muito tempo.

Zé Celso ou Bob Wilson?
Zé Celso ever <3

Dilma ou Aécio?
Dilma icon sad Dois ou Um com Pedro Wagner

Ocupe Estelita ou viva a especulação imobiliária?
Eu sou contra os barões, contra o "Novo Recife", contra a neo casa grande e senzala... Sou pelo #Resiste, sou pelo #Ocupe, sou pelo Estelita, sou por esse emaranhado de gente que chamamos de cidade. Sou pelas pessoas.

Filme pro povo rir ou Novo Cinema Pernambucano?
Cinema!!!

Faz parte do meu show ou o acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído?
Andar distraído?? Nunca! Esse é o sonho dos reaças!! E Cazuza sempre foi mas genial que o Titãs decadentista dos anos 2000 [risos]... Ahhh faz, faz parte do NOSSO show sim. icon smile Dois ou Um com Pedro Wagner

Leia outras edições da coluna Dois ou Um

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes