Posts com a tag "coluna"

Vania e Sonia e Masha e Spike Photo by João Caldas 071 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Bianca Tadini, Elias Andreato e Marília Gabriela, de Branca de Neve - Foto: João Caldas

POR MIGUEL ARCANJO PRADO

Mocinha
Olha aí, que graça, Marília Gabriela, de Branca de Neve, em sua volta ao teatro. A jornalista e atriz faz sessão de pré-estreia para convidados selecionados a dedo no Teatro Faap, neste sábado (28) da peça Vanya e Sonia e Masha e Spike. A montagem celebra 40 anos de carreira do diretor Jorge Takla e é a primeira comédia que o moço dirige. A estreia para o público será só na próxima sexta (6).

Glória
O elenco da peça, além de Gabi, tem ninguém menos do que Teca Pereira, que volta aos palcos em grande estilo. O público paulistano estava morrendo de saudades dela. O espetáculo ainda tem o poderoso Elias Andreato, Patrícia Gasppar, Bruno Narchi e Bianca Tadini.

Vania e Sonia e Masha e Spike Photo by João Caldas 05 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Teca Pereira e Marília Gabriela em cena da peça - Foto: João Caldas

Dupla
Falando em Bianca Tadini, foi ela quem fez, ao lado de Luciano Andrey, a versão brasileira do espetáculo escrito por Christopher Durang. A dupla está com moral em fazer versões nacionais para textos da Broadway. Attilio Baschera e Gregorio Kramer fizeram o cenário. Já os figurinos foram desenhados por Theodoro Cochrane, o filho caçula de Gabi. Ah, a temporada vai até 19 de julho.

Momento atriz
A dedicação exclusiva à peça foi um dos motivos que Gabi alegou que a levaram a deixar seu programa no SBT.

A arte imita a vida
Na peça, Gabi vive uma estrela que namora um rapaz 30 anos mais jovem. Mas não tem inspiração nenhuma em sua vida real nem em seu namoro com Reynaldo Gianecchini, já coisa do passado. A peça, inspirada em Tchekhov, causou frisson na Broadway. Tanto que levou o Tony Award de melhor peça em 2013. É que Gabi gosta de coisa fina, né?

Vó e Chapeuzinho 1 cmik 1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Vovó e Chapeuzim: Cia. Articularte completa 15 anos - Foto: Divulgação

Parabéns
A Cia. Articularte, um patrimônio do nosso teatro de bonecos, está fazendo 15 anos. E é o público infantil que ganhará presente. Para ser mais específico, três de uma vez só. Coordenada por Dario Uzam e Surley Valério, a trupe fará uma mostra de repertório no Teatro Espaço Promon (av. Juscelino Kubitschek, 1830), em São Paulo. Serão encenados Chapeuzim Vermelho e o Lobo Marrom, O Trenzinho Villa-Lobos e A Cuca Fofa de Tarsila. As peças serão exibidas todos os domingos de março, às 15h30. Depois da celebração farta, a Articularte deve estrear ainda este ano a peça inédita Jorginho e o Dragão Camaleão. Esperemos.

Namoradinha
A peça A Volta para Casa encerra temporada neste domingo (1º) no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo. A direção é de ninguém menos que Regina Duarte.

Há vagas
Ainda estão abertas as inscrições para a oficina-montagem do musical Beatles num Céu de Diamantes em São Paulo, parceria da Möeller & Botelho e a Conteúdo Teatral. A obra é compilado de canções de Beatles. Interessados em uma das 30 vagas devem mandar foto, currículo e telefone de contato para beatlesdiamantes@outlook.com. As aulas começam em 6 de março, no Teatro dos Arcos, na Liberdade, em São Paulo. Sempre sexta e domingo, das 13h às 19h, por quatro meses. Os nove melhores alunos serão selecionados para o musical.

foto Carla envelhecendo objetos de cena Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Carla Candiotto transformou escorredores em luminárias - Foto: Divulgação

Haja luz
Casal na vida real, Carla Candiotto e Rodrigo Matheus estão unidos na peça Simbad, o Navegante. A união é luminosa. Eles transformaram antigos escorredores de macarrão em luminárias para a peça que estreia neste sábado (28) no Teatro do Sesc Pompeia. Quanta criatividade, né?

Cura
Ivam Cabral, que passou recentemente por tratamento para combater um câncer, anuncia: "Estou curado".

Cura 2
Após ficar internado, Ivam volta para casa neste fim de semana. Por conta da radiação, ficará isolado por dois ou três dias. "Depois, vida normal e eu tenho certeza, absoluta mesmo, que tudo isso será deixado no passado". A quem torceu por ele, manda o recado: "Um beijo carinhoso e obrigado pelo carinho". É isso aí, Ivam.

curta Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Angela Barros, Maristela Bueno, Fransérgio Araújo, Patrícia Vilela e Elder Fraga - Foto: Divulgação

Nóia
O diretor Elder Fraga e a roteirista Maristela Bueno receberam amigos no MuBE, nesta quinta-feira (26), para o lançamento do curta Nóia, protagonizado por Patrícia Vilela. No filme, ela faz uma dependente química. Na foto, os três estão com Angela Barros e Fransérgio Araújo, também do elenco. A exibição fez parte do projeto Cine Guerrilha.

Eu voltei
Depois de longa temporada em sua terra natal, a Bahia, a atriz Danielle Rosa está de volta a São Paulo. E trouxe chuva farta com ela. Que bom.

AAlmaEncatadora dasRuas3 GrupoTrama Credito PatriciaMatos1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Grupo Trama, de BH, apresenta A Alma Encantadora das Ruas em SP - Foto: Patrícia Matos

Viagem marcada
O Grupo Trama de Teatro, de Belo Horizonte, já está preparando as malas. Tudo por conta de uma temporada entre 6 e 8 de março no Galpão do Folias, ali do ladinho do metrô Santa Cecília, em São Paulo, com a peça A Alma Encantadora das Ruas. A obra é uma adaptação livre de Reinaldo Maia, do Folias, do texto clássico de João do Rio, o primeiro grande repórter brasileiro. Epaminondas Reis dirige Carlos Henrique e Rose Brant em uma peça que reflete a dureza do ambiente urbano.

Gente é diferente
Enquanto alguns deputados de Brasília tem verdadeiro horror em ouvir a palavra diversidade sexual, o Festival de Teatro de Curitiba adora. Tanto que selecionou três peças em sua Mostra Oficial de 2015 que abordam o tema: a brasileira Pessoas Perfeitas, do Satyros, a norte-americana Surfacing e a dinamarquesa Double Rite.

08565726022015 DoubleRite3 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Nudez: peça dinamarquesa Double Rite estará no Festival de Teatro de Curitiba - Foto: Divulgação

Em tempo
Ah, anote na agenda para não esquecer. O Festival de Teatro de Curitiba será realizado entre 25 de março e 5 de abril. Anotou?

Festa no busão
A Trupe Sinhá Zózima, que sempre fez suas peças dentro de um ônibus, ficou tão contente com o anúncio de ônibus noturnos pela Prefeitura de São Paulo que resolveu festejar. Os artistas marcaram uma festança no Terminal Parque Dom Pedro II, no centro paulistano, entre 0h30 e 2h na madrugada de sexta (27) para sábado (28). É a segunda edição do Motiva Bus. O DJ Rodrigo Silva promete um set list para abalar as estruturas. Ele adianta para a coluna que já selecionou muito groove, soul, rap, reggae e samba-rock. Ai, que gostoso!

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Marina Abramovic: expoente da performance em São Paulo - Foto: Divulgação

Vem, Marina!
A turma do Sesc Saõ Paulo está em polvorosa. Tudo porque começa dia 10 de março e vai até 10 de maio no Sesc Pompeia a exposição Terra Comunal - Marina + MAI, de ninguém menos do que Marina Abramovic, o maior nome da performance mundial. É a maior retrospectiva da artista na América do Sul. Para quem não sabe, Marininha é sérvia nascida em Belgrado, mas é radicada em Nova York, que ela não é boba. Além da mostra gigante, Marina vai se encontrar com o público no Teatro do Sesc Pompeia por oito vezes seguidas. É contato com o povo que não acaba mais. Ainda bem.

Passando o chapéu
Em 2010, Mateus Monteiro e Lara Hassum encenaram Fala Comigo Doce Como a Chuva, de Tennessee Williams, para um projeto de vídeo com direção de André Garolli. Cinco anos depois, voltaram à história em uma peça que junta dois textos do grande dramaturgo norte-americano: o que eles já encenaram e Lembranças de Bertha. O compilado resultou na obra Memórias (Não) Inventadas, que ainda tem no elenco Fernanda Viacava. Para juntar grana para levantar a montagem, o grupo optou por financiamento coletivo. As cotas vão de R$ 30 a R$ 2.000 (vai que tem alguém rico por aí, né?). Quem doar vai ganhar mimos, como DVDs, livros, convites e até o nome impresso no programa da peça. Se gostou da ideia e tá com a carteira cheia, clique aqui.

Agenda Cultural da Record News com Miguel Arcanjo Prado

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

ivam cabral bob sousa Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Ivam Cabral: diretor da cerimônia do Prêmio APCA - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Ivam, o diretor
Ivam Cabral vai dirigir a cerimônia de entrega do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), entidade da qual este vosso colunista é membro, no próximo mês. Vai contar com a assistência dos atores Gustavo Ferreira e Robson Catalunha, seus braços direitos no Satyros.

Cerimônia
A entrega do Prêmio APCA está marcada para a noite do dia 17 de março, uma terça-feira, no Teatro Paulo Autran, do Sesc Pinheiros, em São Paulo, como manda a tradição.

Parceria
Falando neles, Gustavo Ferreira entra em Pessoas Perfeitas, que levou o APCA de melhor espetáculo de 2014 ao lado de O Homem de la Mancha. Vai dividir o mesmo personagem, Ruy, com Ivam Cabral. A reestreia é nesta sexta (20), no Espaço dos Satyros 1, na praça Roosevelt, quando Ivam ainda estará no elenco. Na próxima semana, entra Gustavo, porque Ivam vai continuar a radioterapia. Em tempo: a peça estará no Festival de Teatro de Curitiba.

Mudança de Hábito229291 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Karin Hils será Deloris, papel de Whoopi Goldberg no cinema - Foto: Jairo Goldflus

Mudança de Hábito
Karin Hils está com o coração na mão. A atriz tem a responsabilidade de bancar um dos personagens mais famosos do cinema no teatro. Ela estreia como protagonista do musical Mudança de Hábito no próximo dia 5 de março, no Teatro Renault, em São Paulo.

Mudança de Hábito 2
O filme com Whoopi Goldberg, de 1992, é a grande inspiração, com a história de uma cantora de boate que precisa se esconder num convento. O musical já foi visto por 5 milhões de pessoas em 11 países. Luciano Andrey e Bianca Tadini assinam a adaptação. Fernanda Chamma é a diretora residente, e Vânia Pajares, a diretora musical residente.

Achados e perdidos
O ator Laerte Késsimos está precisando de seu livro O Que É Ser Rio e Correr, de Alberto Guzik. Ele emprestou para alguém, mas não lembra para quem. Se a pessoa for leitora da coluna, devolva, por favor. Em tempo: nesta sexta (20), será exibido em Nova York, no Viva Latino Film Festival, o filme Polícia e Ladrão, dirigido por Marcela Cardoso e com Laerte no elenco.

fagundes emanuel Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Fagundes Emanuel toca tamborim no desfile do bloco Agora Vai - Foto: Carol Peres

Percussionista
O ator Fagundes Emanuel foi um dos destaques na bateria do bloco Agora Vai, que desfilou no Minhocão na Terça-feira de Carnaval. Generoso, deixava alguns foliões tocarem seu instrumento durante a passagem do bloco.

Mexicana
Luna Martinelli, musa de nossos palcos, foi ao Agora Vai vestida de Frida Kahlo.

Transformista
Já o ator Ed Moraes preferiu ir de "Ed-Vyna", sua versão feminina que só será revelada ao mundo outra vez no Carnaval de 2016, segundo o próprio.

barbara bonnie1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Musa do bloco: Bárbara Bonnie (à esq.), ao lado das amigas Fernanda Machado e Paula Garulo Klein no desfile - Foto: Reprodução

Musa
Bárbara Bonnie mais uma vez foi a musa absoluta do Agora Vai. Além de linda, é ótima atriz e ainda sabe sambar. Como diria o radialista mineiro Tutti Maravilha: "Tomou, padudo?"

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Theodoro Cochrane: deixem o menino beijar em paz - Foto: Divulgação

Hipocrisia
Parte da mídia, mais retrógrada hoje que nos tempos da ditadura (quem duvida que vá ler exemplares do extinto Pasquim), resolveu pegar no pé do ator Theodoro Cochrane. Tudo porque o moço deu um beijo no Carnaval. Como se fosse algo do outro mundo.

Hipocrisia 2
O jornal carioca Extra, das Organizações Globo, publicou manchete com estardalhaço, dizendo: "Theodoro Cochrane opta pelo silêncio após beijo gay durante o Carnaval de Salvador". Como se o ator tivesse de se pronunciar sobre um "crime cometido".

Hipocrisia 3
Kil Abreu, jornalista e crítico teatral respeitado no País inteiro, faz avaliação didática do caso. Escutemos: "Não existe 'beijo gay'; existe beijo, abraço, amasso e ponto. Adjetivar nesse lugar é só mais uma forma de tentar sinalizar que 'aquilo não é natural'. Por isso, o camarada tem que ir a julgamento. Vai falar o quê? 'Sim, sou culpado' ou 'Olha, sou inocente'? Se as manifestações do tesão e do afeto causa frisson e fazem alguma diferença, por que não vão atrás dos casais héteros pra investigar por que beijaram ou não beijaram? Aqui, até o colunismo de fofocas é fascistóide". Sábio Kil.

Hipocrisia 4
Só para finalizar o tema Theodoro: praticamente todas as músicas do Carnaval da Bahia só falam em beijo. Portanto, nada mais natural que beijar por lá. Quem cada um quiser.

Filma eu?
Falando nisso, que mania é essa de as pessoas ficarem fotografando e filmando os blocos carnavalescos o tempo todo como se fossem todos paparazzi? Vai pular, se divertir, gente! Deixa o registro pro dia do casamento, da formatura, do batizado... Antigamente, era muito mais fácil pular o Carnaval em paz...

A pergunta que não quer calar
Alguns museus lá fora já proibiram paus de selfies em suas dependências. Os teatros deveriam fazer o mesmo?

deborah evelyn hora amarela Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena da peça Hora Amarela, dirigida por Monique Gardenberg: estreia em SP - Foto: Divulgação

Fanatismo
Monique Gardenberg estreia nesta sexta (20) no Sesc Bom Retiro a peça Hora Amarela. A obra do norte-americano Adam Rapp discute a intolerância religiosa e o preconceito. Quem comprou os direitos da peça, apresentada em Nova York com sucesso há três anos, foi Mônica Torres. Deborah Evelyn é a protagonista. Merda.

Prorrogou
Está decidido: a procura foi tanta que Branca de Neve fica no Teatro Bradesco, em São Paulo, até 28 de fevereiro.

felipe hirsch eduardo enomoto Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Felipe Hirsch: elegante com o público na estreia de Puzzle (D) em SP - Foto: Eduardo Enomoto

Quebra-cabeça
Grandes nomes do teatro paulistano estiveram presentes na estreia de Puzzle (D) na última sexta no Teatro do Sesc Vila Mariana. Nem parecia sexta-feira de Carnaval. Coisas de São Paulo. Se caísse uma bomba no local, o rombo nos palcos seria irreparável. Até Danilo Santos de Miranda, mandachuva do Sesc, foi.

Quebra-cabeça 2
Felipe Hirsch, o diretor, estava nervoso, mas recebeu o público elegantemente. Só relaxou no coquetel. Cida Moreira, que se apresentaria na noite, torceu o pé no ensaio e não conseguiu fazer sua participação. Felipe fez questão de justificar a ausência ao público antes de a peça começar. Um gentleman.

Quebra-cabeça 3
O comentário no coquetel de Puzzle (D) era um só: o talento de Magali Biff no palco.

Opinião de Hirsch
Falando em Felipe Hirsch, o diretor ficou estarrecido ao ver a Beija-Flor vencer o Carnaval carioca com patrocínio do ditador sanguinário da Guiné Equatorial: "Abro meu computador e leio a seguinte notícia: 'Beija-Flor é a campeã de 2015; Ditadura africana bancou o enredo'. Procuro ler outras matérias sobre o assunto e, sinceramente, acho que nosso País já está cavando o fundo do poço".

rodolfo garcia vazquez bobsousa2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Rodolfo García Vázquez acha que o problema do Carnaval é bem maior do que a ditadura da Guiné - Foto: Bob Sousa

Opinião de Vázquez
Rodolfo García Vázquez, diretor do Satyros, também comentou a polêmica sobre a vitória da Beija-Flor com a grana da ditadura africana: "Quem reclama do ditador africano que financiou o desfile da Beija-Flor não entende nada de Carnaval brasileiro. Tráfico de drogas, crime organizado, lavagem de dinheiro de governos estaduais, jogo do bicho, tudo isso sempre esteve por trás do maior Carnaval do mundo. Sem falar do reforço ao machismo e da mercantilização do corpo da mulher na figura da Globeleza e nas disputas sanguinárias das madrinhas de baterias pela autopropaganda. Guiné Equatorial é fichinha perto de tudo isso".

Coisas do Brasil
Mudando de polêmica, enquanto o Brasil inteiro está assombrado porque uma mulher usou um top de renda no trem, tem político em Brasília tentando tirar direitos legais das minorias sociais. E com isso ninguém se espanta.

Gente do teatro
O ator e diretor Rodolfo Lima não para quieto. Ele acaba de fazer o projeto Em Busca de um Indivíduo Cênico, que integra seu projeto de investigação do teatro gay na Casa Contemporânea, em São Paulo. Veja aí, abaixo, ele, de azul escuro, no meio, com os outros artistas que participaram do encontro. Uma alegria só.

rodolfo lima Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Rodolfo Lima e os artistas do projeto Em Busca de um Indivíduo Cênico, na Casa Contemporânea - Foto: Divulgação

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

danielle rosa eduardo enomoto Dois ou Um com Danielle Rosa

Danielle Rosa, atriz do Oficina: filme em Vitória da Conquista e Carnaval em Salvador - Foto: Eduardo Enomoto

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Foto EDUARDO ENOMOTO

Danielle Rosa acaba de filmar o longa Viva o Polvilho Brazyleiro!, de Roberto Jaffier, no qual faz a personagem Rebeca. As filmagens foram realizadas na cidade natal da atriz do Teat(r)o Oficina, Vitória da Conquista, na Bahia. Ela juntou o carinho da família nas férias de verão aos trabalhos no filme. Depois, rumou para Salvador, onde estudou artes cênicas na UFBA (Universidade Federal da Bahia) e passa o Carnaval — é musa absoluta do MicroTrio. A atriz encontrou tempo na folia para responder às perguntas da nossa coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Cultura ou política?
Cultura na Política e mais políticas voltadas para a Cultura!

Fevereiro ou março?
A alegria e a magia da fantasia de fevereiro em março e no ano inteiro!

Bahia ou São Paulo?
Sou gente que tira alegria da dor e tenho um pedaço da Bahia em SP, mas a mistura das delícias da Bahia com as possibilidades de SP seria um mar delicioso!

Carola ou libertária?
Liberdade com percepção.

Olodum ou Timbalada?
O toque dengoso do Olodum com a euforia contagiante da Timbalada!

Ivete ou Daniela?
As duas.

Dinheiro ou beleza pura?
Poesia na Vida!

Curuzu ou Higienópolis?
Porto da Barra e Bela Vista.

Vitória da Conquista ou Salvador?
A infância na terra das Rosas nos territórios da saudade e a vivência na capital de meu sangue nos territórios da inspiração, para o encontro frutífero nos territórios da construção na terra Sampã!

O cravo ou a rosa?
Me vejo em pétalas, aberta em flor. Claro, eu prefiro A Rosa!

Leia outras edições da coluna Dois ou Um

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Puzzled foto Adauto Perin 7 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Magali Biff em cena de Puzzle (D), que estreia em pleno Carnaval, em SP- Foto: Adauto Perin

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Sexta-feira 13
Enquanto a maioria dos brasileiros só pensa em pular Carnaval, o diretor Felipe Hirsch escolheu esta sexta-feira (13), data do começo da folia, para estrear sua peça Puzzle (D), no Teatro do Sesc Vila Mariana, em São Paulo. Tudo a ver com o recado da obra.

Pesos pesados
No elenco, estão grandes nomes do nosso teatro: Georgette Faddel, Guilherme Weber, Isabel Teixeira, Javier Drolas, Luiz Paetöw, Luna Martinelli e Magali Biff. Aliás, Magali é sempre um espetáculo à parte.

Cadê a folia?
Boa parte dos intelectuais da Selva de Pedra estarão na estreia. Em tempo: a peça enfia o dedo nas feridas brasileiras (maiores a cada dia), sendo uma espécie de manifesto antiufanista (até mesmo porque, do jeito que as coisas andam, não dá para se orgulhar do Brasil). Nada mais apropriado, então, do que estrear em pleno Carnaval.

Tristeza não tem fim...
Falando em depressão em plena folia, o que é esse novo presidente da Câmara dos Deputados (cujo nome é melhor nem dizer, para que não ganhe mais fama) que só pensa em instituir "dia do orgulho hétero" e ainda em atacar famílias fora do "padrão" heteronormativo? Por que ele não se preocupa com a grave crise hídrica que vem a galopes por aí?

Atraso
Não adianta nada o Brasil ser a sétima economia do mundo e ter políticos desse naipe no cargo que é o terceiro da linha sucessória do poder. Para chegarmos ao desenvolvimento, ainda falta muito. Mas, muito mesmo...

leandro knopfholz daniel sorrentino Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

O empresário e produtor cultural curitibano Leandro Knopfholz, diretor do Festival de Teatro de Curitiba: ele não quer saber de crise - Foto: Daniel Sorrentino/Clix

Sem medo da crise
Leandro Knopfholz, diretor do Festival de Teatro de Curitiba, não quer saber de tristeza porque o evento perdeu verba. Muito pelo contrário, aposta em sua tradição. Ele viu seu orçamento diminuir de R$ 6,5 milhões para cerca de R$ 4 milhões neste ano. Mesmo assim, manteve a programação farta.

"Vai continuar o maior do Brasil"
Em conversa exclusiva com o blog, disse: "Todos os anos reunimos 1.500 profissionais do teatro em Curitiba. O Festival de Teatro de Curitiba é o maior do Brasil, é a maior plataforma de lançamento de espetáculos do País. Neste ano, mesmo com um cenário econômico complicado no País, não será diferente. O Festival de Teatro de Curitiba continua o maior do Brasil. E vai continuar sendo". Leia a entrevista completa.

Heiner Goebbels ©Wonge Bergmann for iia Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Heiner Goebbels, músico alemão que dará oficina durante a MITsp - Foto: Wonge Bergmann

Reclamação
Tem muita gente por aí reclamando que não conseguiu comprar ingresso para as peças da 2ª MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Um espectador, deprimido, escreveu para a coluna, dizendo que preferia a época em que as entradas eram de graça, quando podia esperar na fila, mas se garantia, chegando bem cedo. Guilherme Marques, diretor da MITsp, explicou o porquê de cobrar ingresso ao blog. Leia.

Sem panelinha, hein?
Tem gente também que já revelou à coluna que ficará de olho na lista dos aprovados para os cursos com nomes internacionais na MITsp. É que tem muita gente com medo de só entrarem "nomes da panelinha". E já que o evento é feito com dinheiro público, o justo é que a seleção seja feita da forma mais democrática possível, modo que a coluna acredita que será. Se assim não fosse, viraria uma espécie de curso VIP para poucos bancado por todos nós. O que não seria ético.

Concentração
Voltando a falar do Carnaval, o povo do Teat(r)o Oficina quer mais é exibir sua brasilidade na avenida. A turma da Ala Um Povo que Sorri, da Nenê de Vila Matilde, vai se concentrar na sede Teat(r)o Oficina, no Bixiga, entre 23h e 3h, quando partem para o sambódromo do Anhembi. Todos juntinhos e já devidamente alimentados pelo chef Alessandro Ubirajara, que vai cozinhar um farto prato moçambicano para ninguém fazer feio no samba.

elisete jeremias guilherme godoy2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Elisete Jeremias, no Anhembi: pronta para o desfile da Nenê - Foto: Guilherme Godoy

Derradeira
A ala, que tem 80 atores do grupo de Zé Celso, será a última a pisar na avenida no primeiro dia do Grupo Especial paulistano. É a última da escola, que encerra a abertura do Carnaval no Anhembi. Zé Celso estará por lá, arrasando, é claro. A Nenê homenageia Moçambique, onde Zé viveu durante o exílio. Elisete Jeremias é a diretora de ala. Deu a vida por esse Carnaval e merece o título de campeã.

Caipira, Pirapora
Já a turma do grupo Os Satyros vai sair na ala Romaria, da Vai-Vai, que homenageia Elis Regina em seu desfile. Como o nome indica, a ala vai representar a canção de Renato Teixeira que foi sucesso na voz da Pimentinha. Ivam Cabral vai acompanhar o desfile de casa, pela televisão. Isso mesmo, Ivam, tem de descansar um pouco da vida corrida.

Heroínas da resistência
A peça As Moças - O Último Beijo vai fazer que não viu o bloco passar. Terá sessões normais no sábado (14), às 20h, e no domingo (15), às 19h, no Espaço dos Parlapatões. A coluna dá todo o apoio. O teatro não pode parar.

Curitiba, aí vou eu!
A Trupe Temdona está feliz da vida. O grupo vai participar do Fringe, a mostra diversa do Festival de Teatro de Curitiba. Estarão por lá com a peça Iepe.

Agenda Cultural da Record News

Encontro marcado
José Fábio Nougueira, secretário de Cultura de Presidente Prudente, no interior paulista, pede para a coluna tornar público que já está definida a data do 22º Fentepp, o Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente. Será realizado entre 20 e 29 de agosto de 2015.

Glória
Em tempo: o Fentepp foi eleito o melhor festival de teatro de 2014 do Brasil pelos internautas do R7, na votação dos Melhores do Teatro R7 de 2014, que contou com mais de 200 mil votos.

WALMOR Y CACILDA CLAUDIA JUNQUEIRA Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

O diretor Zé Celso recebe o abraço do fotógrafo Bob Sousa durante o último Fentepp: 22ª edição do festival eleito o melhor do Brasil no R7 será em agosto - Foto: Claudia Junqueira

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Além dos Cravos Grupo Em Foco 4 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça Além dos Cravos, do grupo cearense EmFoco, será encenada em cemitérios de SP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Mundo dos mortos
O Cemitério da Consolação, em São Paulo, é cenário para a estreia em São Paulo da peça Além dos Cravos, do grupo cearense EmFoco. Será neste sábado (17), 16h, entre as tumbas. Como o público é reduzido (só 45 pessoas por sessão) é preciso reservar o ingresso pelo e-mail temporadaemfoco@gmail.com. Ficam por lá de sexta a domingo, sempre às 16h, até 1º de fevereiro. Nos dias 6,7 e 8 de fevereiro, a peça acontece no Cemitério São Paulo. Já nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro, o Cemitério do Araçá recebe a encenação. Será que o Zé do Caixão foi convidado?

Mundo dos vivos
Como não poderia deixar de ser, o grupo EmFoco sempre causa polêmica por onde passa. Ele também encenará em São Paulo a obra Jardim das Espécies. Esta será em um lugar menos fantasmagórico, a Casa Amarela (r. Consolação, 1075). As sessões serão nos dias 26 de janeiro e 2 e 9 de fevereiro, sempre às 20h. A entrada é gratuita. Mas fique esperto: são só 35 pessoas por sessão. Depois, não diga que não avisei...

Ah, eu voltei...
O blog estava de recesso, mas a pressão foi tanta para a coluna mais quente do teatro brasileiro sair nesta sexta (16), que resolvemos trabalhar em triplo e aí ela está. Então, aproveite.

coluna sampando Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Sampando, idealizado por Beto Marden, faz homenagem a São Paulo - Foto: Divulgação

Amor por SP
O aniversário de São Paulo é no dia 25 de janeiro. Mas a festa mesmo vai acontecer no dia 26, quando o espetáculo Sampando será apresentado no Theatro NET São Paulo, no shopping Vila Olímpia. O show especial terá participação de Vanessa Jackson e do grupo Demônios da Garoa, que são a cara da cidade. Tudo sob comando do ator e apresentador Beto Marden, que além de estar no palco, é o idealizador e diretor do projeto.

Cenas de um casamento
Depois de ser vista por 8.000 pessoas, a comédia Até que o Casamento nos Separe encerra temporada no Teatro Gazeta, em São Paulo, no dia 25 de janeiro. Até lá as sessões acontecem sábado e domingo, às 20h. No elenco estão Marco Zenni e Lilian Marchiori. A entrada custa R$ 50 a inteira. Vai, gente.

Agenda Cultural da Record News

Frescura das gotas úmidas
Algumas das canções mais lindas da MPB estão na trilha do espetáculo infantil Chovendo na Roseira, com direção da competente Fernanda Maia com o grupo Teatro do Bardo. A peça inaugura a programação para as crianças do Teatro Alfa, em São Paulo, no próximo dia 24 de janeiro, às 16h. Águas de Março, música imortalizada por Elis Regina e Tom Jobim, está no repertório. Que bom.

coluna so entre nos Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça Só... Entre Nós fará apresentação única em Ribeirão Preto, interior paulista - Foto: Divulgação

Quietinho
A peça Só... Entre Nós fará apresentação única no Sesc Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, no próximo dia 21 de janeiro, às 20h30. A obra dirigida por Joca Andreazza tem Marcia Nemer Jentzsch, Ricardo Henrique e Tiago Martelli em um explosivo triângulo amoroso. Eita.

Recorde
A comédia Trair e Coçar, É Só Começar volta ao cartaz em São Paulo nesta sexta (16), no Teatro UMC, em São Paulo. Em 28 anos ininterruptos em cartaz, o texto de Marcos Caruso já foi visto por 6 milhões de espectadores em 9.000 apresentações. Isso já rendeu quatro registros no Guinness Book. Não é pra qualquer um...

Chilena
A peça Carolina de Lorca vai participar do festival Santiago Off, no Chile. As apresentações são nos dias 20 e 21 de janeiro. A direção é de Antônia Claret e Léo Kildare Louback. Já o texto foi escrito por Louback com Carolina Corrêa, que atua no monólogo que fala sobre a maternidade.

coluna Cabaré Glicose Crédito Elenize Dezgeniski Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Ricardo Nolasco (à frente) em Cabaré Glicose: temporada em Portugal - Foto: Elenize Dezgeniski

Cruzando o Atlântico
Os curitibanos do Coletivo O Elenco de Ouro juntamente com artistas da Casa Selvática se preparam para realizar três apresentações em Portugal do espetáculo Cabaret Glicose, com dramaturgia e direção de Cleber Braga. As sessões serão nas cidades de Lisboa e Loures, entre 23 e 25 de janeiro. Ainda fazem parte do projeto os artistas Gabriel Machado, Leonarda Glück, Mari Paula, Manolo Kottwitz, Rafael Siqueira Guimarães, Ricardo Nolasco, Stéfano Belo e Victor Hugo. Boa viagem!

Cachoeira
A atriz Eline Porto passa férias na Chapada dos Veadeiros, em Goiás.

Última chance
Está se despedindo de São Paulo a peça pernambucana Complexo de Cumbuca, com atuação de Rodrigo Cavalcanti e direção de Rodrigo Dourado. A obra discute as relações afetivas (e sexuais também) no mundo gay. A última sessão é nesta sexta (16), 21h, na Casa Contemporânea, na Vila Mariana, com entrada a R$ 20 a inteira.

hamelete03 10x15 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça Hamelete mistura Shakespeare com literatura de cordel em São Paulo - Foto: Divulgação

Ser ou não ser
Depois de abocanhar quatro prêmios no Festival de Teatro da Cidade de São Paulo, a peça Hamelete volta ao cartaz em São Paulo em 31 de janeiro, no palco do Armazém Cultural SP. O Grupo Careta reconstrói o texto de Shakespeare pela ótica do cordel. Lívia Simardi dirige a obra, que tem texto de Octávio da Matta. No elenco estão Luizinho Beltrame, Alberto Vizoso, Yves Carrasco, Marcelo Jacob, Octávio da Matta, Lívia Simardi e Patrícia Palhares. Ficam em cartaz até 29 de março, sempre sábado, 21h e domingo, 19h, com entrada a R$ 30. Estão todos convidados.

Falando de teatro 1
O teatro de hoje será descortinado nos mínimos detalhes no Seminário São Paulo – Cena Contemporânea. A organização é da Escola Superior de Artes Célia Helena, por meio do Instituto Raul Cortez, em co-patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. A abertura do evento será no dia 25 de janeiro, às 18h, no Teatro Célia Helena.

Falando de teatro 2
O seminário continua entre 2 e 5 de fevereiro, sempre às 20h. A entrada é gratuita. “Será rara oportunidade de refletirmos sobre as especificidades do nosso ofício, com algumas das vozes mais atuantes no cenário teatral paulistano”, diz Ligia Cortez, responsável pelo projeto.

Viva Paulo Goulart!
O Teatro Augusta, em São Paulo, está sob nova direção. Os atores Tiago Pessoa e Luciana Garcia são os novos responsáveis pelo espaço. Na próxima segunda (19), haverá por lá uma homenagem ao ator Paulo Goulart, que morreu no ano passado. A sala nobre do espaço ganhará seu nome. Nicette Bruno, viúva do ator, já confirmou presença.

Animais na Pista Crédito Roberto Setton Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Animais na pista: novo texto de Michelle Ferreira tem direção de Isabel Teixeira no CCSP - Foto: Roberto Setton

Abrindo a porteira
O Centro Cultural São Paulo, tradicional espaço artístico da cidade, inaugura sua programação teatral de 2015 nesta sexta (16) com a estreia de dois espetáculos. O primeiro é Animais na Pista, texto de Michelle Ferreira com direção de Isabel. Já o segundo é (puxe o fôlego) Guerra sem Batalha ou Agora e por um Tempo Muito Longo Não Haverá Mais Vencedores Neste Mundo, Apenas Vencidos (ufa!), com dramaturgia de Carlos Canhameiro a partir de texto de Heiner Müller e encenação da Cia. Les Commediens Tropicales e do quarteto À Deriva.

Novo baiano
O ator paulistano Ed Moraes está tão baiano que até foi à Lavagem do Bonfim, na Colina Sagrada, em Salvador, nesta sexta (16).

Verão com arte
A peça Nem Mesmo Todo o Oceano, com texto de Alcione Araújo e direção de Inez Viana, faz temporada gratuita em vários espaços cariocas entre 24 de janeiro e 18 de março. Leonardo Brício é o protagonista da obra. Coisa boa.

ivam rodolfo Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Rodolfo García Vázquez e Ivam Cabral andam de elefante na Ásia - Foto: Arquivo pessoal

Constatação
Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez desvendaram tanto da Ásia em sua viagem de férias de verão que já podem substituir Glória Maria no Globo Repórter. E as fotos fantásticas que publicam são dignas de uma National Geographic.

Haja vento
Com a onda de calor insuportável em São Paulo, o jovem dramaturgo Marco Keppler fica o dia inteirinho em frente a um ventilador. Faz bem.

Ai, que calor!
A atriz baiana Danielle Rosa, que curte suas férias do Teat(r)o Oficina em família, em Vitória da Conquista, tem um passatempo predileto por lá para se refrescar do calorão: chupa picolé de copinho.

Dente de Leão Crédito Gabriel Caram Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça Dente de Leão representa o grupo Espanca! no Verão Arte Contemporânea - Foto: Gabriel Caram

Morde e assopra
O grupo Espanca! estará no Verão Arte Contemporânea, o VAC, em Belo Horizonte, com sua peça Dente de Leão, escrita por Assis Benevenuto e dirigida por Marcelo Castro. No elenco da peça está Alexandre de Sena, querido da coluna. Fica em cartaz entre 21 e 25 de janeiro no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, com entrada a R$ 16. Eles ficam no lugar da peça Noturno, do Teatro Invertido, que encerra temporada neste domingo (18) por lá.

Parabéns!
A atriz Juliana Sanches, do Grupo XIX de Teatro, vai comemorar seus 40 anos com festança, neste sábado (17), no Morumbi.

Cegonha 1
Os atores Marcos Felipe e Sandra Modesto, da Mugunzá Cia. de Teatro, esperam seu primeiro filho. Parabéns, papais.

Cegonha 2
Outro casal de artistas que está gravidíssimo é Alexandre Guaraci e Stella Menz. Vai ser menina e se chamará Beatriz. E vai ser linda.

guilherme Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Guilherme, filho do diretor do Festival de Teatro de Curitiba, é a cara do pai, Leandro Knopfhoz - Foto: Arquivo pessoal

Cegonha 3
Nasceu com três quilos e 46 centímetros o filho do diretor do Festival de Teatro de Curitiba, Leandro Knopfholz, querido da coluna. O menino não é a cara do pai? Parabéns!

Teatrão
As Criadas, do Grupo Tapa, estreia nesta sexta (16), no Teatro Aliança Francesa. No elenco, Clara Carvalho, Denise Weinberg e Emília Rey, sob direção Eduardo Tolentino. Só feras.

coluna sem drama daniela origuella Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Atriz Ana Souto estreia peça solo no Teatro Ágora, em São Paulo - Foto: Daniela Origuella

Teatro solo
A atriz e dramaturga Ana Souto estreia seu monólogo Sem Drama! (Histórias de Sobrevida) no dia 23 de janeiro, no Teatro Ágora, em São Paulo. Fica por lá até 15 de março, sempre sexta, 21h30, sábado, 21h, e domingo, 18h. Roberto Lage assina a direção da obra. Ana diz que a peça tem um segredo só revelado no palco. Ficou curioso? Então, vá ver.

Nota triste
Kyra Piscitelli, jornalista e crítica teatral querida da coluna, perdeu sua mãe nesta semana. Enviamos nossos sentimentos à colega neste momento de dor imensa. A missa de sétimo dia será na capela Santo Agostinho, no próximo dia 20, às 19h30 (praça Santo Agostinho, 79, metrô Vergueiro).

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

cassino 1024x682 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Bruno Motta: espetáculo solo em São Paulo importado da Broadway - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

De volta para o passado
O ator, comediante e roteirista Bruno Motta só pensa em seu novo espetáculo solo: 1 Milhão de Anos em 1 Hora. A autoria é do norte-americano Colin Quinn e a peça fez sucesso na Broadway com direção de ninguém menos do que Jerry Seinfeld. No Brasil, é Marcelo Adnet quem assina a versão. Já Claudio Torres Gonzaga assumiu a direção. Fica em cartaz a partir desta sexta (9) até 21 de fevereiro, sempre sexta e sábado, 21h30, no Teatro Nair Bello do shopping Frei Caneca. Aquele que fica dentro da Escola de Atores Wolf Maya. Vai, gente.

A Viagem 
Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez entraram 2015 viajando pela Ásia.

30 anos
As meninas da Morente Forte, produtora e assessoria teatral, estão eufóricas neste 2015. É a que a empresa completará 30 anos de história nos palcos. A comemoração vai durar o ano inteirinho. Com muito trabalho, é claro. Do jeito que Selma, Célia, Dani, Beth  e turma gostam.

Tudo pronto
Wolf Maya, que andava sumido de São Paulo para infelicidade das atrizes principiantes de sua escola no shopping Frei Caneca, fez uma passagem geral nesta quinta (8) e manda avisar que já está tudo pronto para a estreia do musical As Noviças Rebeldes no Theatro NET São Paulo. Então, tá.

Chique no último
Wolfinho, que adora um burburinho, fez questão de agendar sessão exclusiva para a imprensa e convidados. Será na próxima segunda-feira (12). Tem gente se matando por um convite.

Caçador de mim
Caio Fernando Abreu é um dos escritores mais cultuados no meio teatral. Pois ele está presente na praça Roosevelt, reduto do teatro alternativo paulistano, na peça Animais de Hábitos Noturnos que já voltou ao cartaz no Espaço dos Parlapatões nesta quinta (8). Robson Phoenix é responsável pela adaptação do texto.

animais Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

André Fusko, Einat Falbel, Robson Phoenix, Wanessa Morgado e Rodrigo Caetano - Foto: Divulgação

Só dá ela
A quem interessar posssa, a talentosa atriz Einat Falbel é a grande estrela de Animais de Hábitos Noturnos. Em sua boca qualquer texto fica interessante.

É o amor...
Miguel Falabella e Arlete Salles estão vivendo um caso de amor nos bastidores da peça O que o Mordomo Viu. Mas, sem sexo. A estreia é nesta sexta (9), no Teatro Procópio Ferreira, aquele do saguão mais apertado de São Paulo. Arlete entrou no lugar de Marisa Orth, que precisou deixar a peça.

Despedida
Chega a São Paulo, na próxima quinta (15), a última direção de José Wilker no teatro: O Comediante, com o ator Ary Fontoura. A temporada paulistana será no Teatro Raul Cortez. Haverá uma homenagem ao ator e diretor morto no ano passado. Wilker merece.

Mudança de hábito
A peça Caros Ouvintes, que tem no elenco Amanda Acosta, eleita Melhor Atriz do Teatro R7 em 2014, volta ao cartaz na próxima sexta (16), no Teatro das Artes do Shopping Eldorado, em São Paulo.

Pais e filhos
Sabe a Peppa Pig, aquela porquinha que tem gente que jura que se parece com outra coisa? Pois é, ela virou um musical chamado Peppa - A Caça ao Tesouro. Estreia dia 17 de janeiro no Teatro Procópio Ferreira. As crianças vão amar.

meu deus Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Dan Stulbach e Ireve Ravache: despedida da peça Meu Deus! em São Paulo - Foto: João Caldas

Humor divino
Antes de estrear no comando do humorístico CQC, na Band em março, Dan Stulbach fará mais uma temporada da peça Meu Deus!, na qual vive o Todo Poderoso ao lado de Irene Ravache. Agora, a peça ficará no Tuca, onde reestreia no dia 17. No mesmo dia, no vizinho Tucarena, reestreia também Através de um Espelho, com Gabriela Duarte. Estão todos convidados.

Nota triste
Através de um Espelho é a mais recente produção de Giuliano Ricca, o irmão do ator Marco Ricca que ainda está desaparecido, infelizmente.

Pegando fogo
O fogoso Marcelo Marcus Fonseca já definiu a data da estreia em 2015 do musical O Pornosamba e a Bossa Nova Metafísica. Será no dia 24 de janeiro, às 21h, na sede da Cia. Teatro do Incêndio. Ah, o texto da peça é baseado em Schopenhauer e Umberto Eco. Ai, que chique!

Meu nome é trabalho
Suellen Ogando, a mineirinha da pá virada dos musicais, começa 2015 atuando em três diferentes produções. Todas na 41ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Minas Gerais: o adulto Colados - Uma Comédia Musical Diferente e os infantis O Rei Careca e Branca de Neve e os Sete Anões. Ah, a moça completa 30 anos no próximo dia 24. Para celebrar, fará o show Hollywood on Broadway, no Espaço Cultural Incomodança, em BH. Ela não é danada?

Austríaco
Falando em BH, o ator, diretor e dramaturgo Léo Kildare Louback passou o Ano-Novo na Áustria, antes de encarar a reestreia da peça Como Matar a Mãe - 3 Atos na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança em BH. É que o moço é sofisticado.

Sou do mundo, sou Minas Gerais
Os atores Maria Carolina Dressler e Juan Manuel Tellategui, colegas no espetáculo América Vizinha do Grupo XIX de Teatro em 2014 e queridíssimos da coluna, passaram a Virada do Ano em Diamantina, cidade histórica mineira. Até banho no rio Jequitinhonha eles tomaram. Eita.

Andinos
Pedro Vilela e Maria Holanda Rusu começaram em 2015 descobrindo todos os segredos do Peru.

Candombe uruguaio
O ator Laerte Késsimos resolveu entrar 2015 em Cabo Polônio, cidadezinha no litoral do Uruguai amada pelos hippies.

Todo mundo junto
Falando em Cabo Polônio, boa parte do teatro paulistano teve a mesma ideia de Laerte. Há quem diga que a cidade quase virou uma unidade do Sesc São Paulo...

Quando eu soltar a minha voz...
Já está tudo acertado para a estreia de Josefina Canta na sala experimental do Teatro Augusta, em São Paulo, no próximo dia 16 de janeiro. A peça dirigida por Elzemann Neves mostra uma cantora decadente que quer recuperar seus dias de glória. Igual a tantas por aí...

lagrimas quentes peca Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Paula Cohen está de volta com sua peça de nome gigante - Foto: Divulgação

Repeteco
A atriz Paula Cohen não se cansou de chorar e volta com a peça As Lágrimas Quentes de Amor que Só Meu Secador Sabe Enxugar (o nome é gigantesco mesmo), com direção do espevitado Pedro Granato. A reestreia já foi agendada para 24 de janeiro no MuBE Nova Cultural, em São Paulo. Ela pede para avisar pra todo mundo ir, tá?

Abertura da porteira
Bituca, ou melhor, Milton Nascimento, vai abrir a programação de 2015 do Teatro J. Safra, em São Paulo, no próximo dia 17. Repete o show no dia 18. A primeira peça é Querido Brahms, que estreia dia 30. Carolina Kasting está no elenco dirigido por Tadeu Aguiar.

Titia
Cléo De Páris está apaixonada por sua nova função: ser tia de Ian.

Viva Boal!
O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro abre na próxima terça (13), o Projeto Augusto Boal. É a primeira mostra multimídia com vida e obra do dramaturgo e diretor que nasceu em 1931 e nos deixou em 2009. Boal é um dos nomes mais respeitados do teatro brasileiro internacionalmente, com seu Teatro do Oprimido. Toda a trajetória deste grande artista está abarcada no projeto. Vale a pena conferir.

Eu vou ali e volto já...
O blog Atores & Bastidores vai entrar em recesso até o próximo dia 26 de janeiro, quando volta com tudo. O motivo é que este vosso colunista foi convocado para cobrir as férias da colunista Fabíola Reipert em seu blog no R7. Não precisa sofrer, estas duas semanas vão passar tão rápido que você nem vai sentir. Afinal, 2015 já começou em ritmo vertiginoso. Até logo mais, então e feliz 2015!

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 


Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

liza caetano eduardo enomoto Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Bom dia, Baltimore: Liza Caetano, em cena de Hairspray, o Musical - Foto: Eduardo Enomoto

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Adeus, Baltimore
A atriz Liza Caetano se despediu, na última quarta (10), da personagem Tracy, protagonista do espetáculo Hairspray, o Musical, produção universitária com direção de André Latorre com a Cia. Instável de Teatro da Faculdade Paulista de Artes. A alegria é tanta que vão comemorar a temporada neste domingo (14), na festa Gambiarra, no Open Bar, em Pinheiros. Estão todos convidados.

Não vamos parar
Cerca de 50 atores povoaram o palco do Teatro Ruth Escobar, em São Paulo, para cantar e dançar a música dos anos 60 e ainda abordar temas importantes como o fim do racismo e do preconceito. Entre eles, Maraísa Roberta Góes, Karin Menezes, Juan Manuel Tellategui, Eduardo Maia, Regis Schazzitt, Pedro Augusto e Natã Queiroz. O fotógrafo do R7 Eduardo Enomoto registrou o musical para a posteridade. Veja aqui que beleza.

rei leao 5 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Cena do musical O Rei Leão: público final de 850 mil pessoas no Teatro Renault - Foto: João Caldas

De volta à África
O musical O Rei Leão encerra temporada neste domingo (14) no Teatro Renault, em São Paulo. E sai de cena em grande estilo: ao todo, foram comercializadas 850 mil entradas desde a estreia, em março de 2013.

Oh, Happy Day
O próximo musical da Time for Fun a ocupar o imponente Teatro Renault será Mudança de Hábito, com estreia prevista para 5 de março de 2015. A protagonista já foi escolhida: Karin Hils, que fez parte da banda Rouge e acaba de fazer a polêmica série Sexo e as Negas, na Globo. É esperar para ver.

Agenda Cultural da Record News

karin hils Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Karin Hils (acima) viverá nos palcos personagem de Whoopi Goldberg no cinema - Foto: Divulgação

Tristeza
O fim de ano é de muita tristeza no meio teatral por conta do desaparecimento do produtor Giuliano Ricca, como noticiou o blog nesta quinta (11). Muito querido no meio, todos fazem corrente de oração por notícias dele. A coluna manda aquela força à família de Giuliano e Marco Ricca, seu irmão.

Pinóquio
Por que os Homens Mentem? Este é o nome da comédia que encerra temporada neste domingo (14), no Teatro Augusta, em São Paulo. Só tem mais duas apresentações: sábado (13), 21h, e domingo (14), 19h, com entrada a R$ 50. O texto é do gaúcho Luís Fernando Veríssimo. Que chique.

ENO 0572 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Phedra D. Córdoba e Watusi: duas divas do teatro brasileiro se encontram - Foto: Eduardo Enomoto

Encontro marcado
Phedra de Córdoba, a diva cubana de nosso teatro, foi ver o musical Eu Vou Tirar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José, no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, nesta quinta (11). Ficou emocionada em conhecer outra diva, a carioca Watusi, que integra o elenco do musical e já foi número 1 do Moulin Rouge, em Paris. O Atores & Bastidores do R7 promoveu e acompanhou o encontro histórico. Veja como foi.

Pais e filhos
Janaina Leite encerra o espetáculo Conversas com Meu Paineste domingo (14), no Centro Cultural São Paulo. Na peça, ela lembra a relação que tinha com seu pai, que perdeu a voz e precisava falar com ela por meio de bilhetes, além de abordar em cena uma própria doença. Tocante.

bh Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Belo Horizonte completa 117 anos como uma das capitais do teatro no Brasil - Foto: Divulgação

Parabéns, BH!
Belo Horizonte, terra natal deste colunista, completa 117 nesta sexta (12). A cidade é uma das capitais do teatro no Brasil, com grupos importantes como o Galpão, o Espanca!, o Teatro Invertido, o Quatroloscinco Teatro do Comum e tantos outros. Porque artista inteligente é o que não falta em Minas Gerais. Parabéns, BH!

Fora do ar
O diretor Felipe Hirsch perdeu o celular. Contato com ele agora só por e-mail ou Facebook. Recado dado.

Troca-troca
Depois de fazer sucesso no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, o ator Washington Luiz levou seu monólogo Marica, sobre Federico García Lorca, para o Espaço dos Fofos. Fica em cartaz até o dia 19. O texto é do argentino Pepe Cibrián Campoy, o rei dos musicais em Buenos Aires.

sudado Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Imigração latino-americana: peça argentina Sudado tem entrada grátis em SP - Foto: Divulgação

Hermanos
Falando em argentino, a peça portenha Sudado faz as últimas sessões no Espaço da Cia. do Feijão, na República, em São Paulo. Tem esta sexta (12) e sábado (13), às 20h, e no domingo (14), às 19h. A direção é de Jorge Eiro. O enredo se passa em um restaurante peruano em Abasto, o bairro de Buenos Aires onde morou Carlos Gardel. E o melhor: a entrada é grátis. Vai perder?

Inauguração
Vinicius Piedade apresenta a peça Cárcere na programação de inauguração do Espaço Fora Bar e Teatro, de Amália Pereira, neste sábado, às 20h. Depois tem show da banda de Mário Bortolotto. O endereço é av. Lins de Vasconcelos, 875, no Cambuci. A entrada para a peça é R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia. Já o couvert para o show, que acontecerá no bar, é R$ 10. Vai, gente!

turma 18 01 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Bob Sousa e os alunos do curso de fotografia do Senac: palestra sobre Retratos do Teatro - Foto: Daniela Agostini

Palestra do Bob
Bob Sousa conversou nesta quinta (11) com alunos do curso de fotografia do Senac, na Lapa, em São Paulo. Contou bastidores de seu livro, Retratos do Teatro. Os futuros fotógrafos ficaram empolgadíssimos. Com razão.

Dobradinha
Marieta Severo, queridíssima da coluna, manda avisar que encerra neste domingo (14), no Teatro Faap, a temporada paulistana de Incêndios, dirigida por Aderbal Freire-Filho. Mas ela revela que resolveu fazer uma espécie de bis: a peça será apresentada entre 17 e 19 de dezembro no Auditório Ibirapuera. Aí é a última chance, mesmo. Saiba os detalhes.

Incendios LeoAversa38B Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Marieta Severo em Incêndios: sessões extras no Auditório Ibirapuera, em SP - Foto: Leo Aversa

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

IMG 4149 small Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

André Fusko está em Animais de Hábitos Noturnos no Parlapatões - Foto: Otávio Rotundo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Eu voltei...
André Fusko está de volta aos palcos. O ator estreou nesta quinta (4) a peça Animais de Hábitos Noturnos, no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt. A peça, dirigida por Robson Phoenix, é inspirada na obra de Caio Fernando Abreu. Sessões quintas e sextas, 21h, até 19 de dezembro. Depois, volta ao cartaz de 8 a 30 de janeiro, com ingresso a R$ 40. Einat Falbel, a grande atriz, também está no elenco. Estão todos convidados.

Viva Fauzi
Até 16 de dezembro o Sesi São Paulo abriga o Projeto Fauzi Arap, que homenageia o grande diretor que morreu há um ano. Serão apresentadas três peças ao todo: Coisa de Louco, Chorinho e a inédita A Graça do Fim, com Elias Andreato e Nilton Bicudo. Segunda e terça, 20h, com entrada grátis.

Vamos brincar de índio
A bailarina Maria Mommenshohn é a estrela do espetáculo Mbochy, apresentado na Funarte de São Paulo nesta sexta (5) e sábado (6), 20h30, e domingo (7), 19h30, com ingresso a R$ 10. A obra tem inspiração na tribo indígena Mbyá-Guarani. A sessão integra a Ocupação Ambargris – Cerco Choreográfico.

Agenda Cultural da Record News

Vexame
Zé Celso definiu assim o despejo do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos de seu teatro: "O maior vexame em cima da arte teatral em 2014".

Menosprezo
E o grande diretor do Teat(r)o Oficina falou mais: "Este século 21 vive em seu início, sem exagero, um dos momentos de maior desprezo por esta arte multimilenar do teatro que é o mesmo menosprezo que se sente pela vida intensamente vivida ao vivo das pessoas humanas, quase uma das muitas espécies em extinção".

lina Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

A arquiteta Lina Bo Bardi: criadora do Teat(r)o Oficina, Masp e Sesc Pompeia - Foto: Divulgação

Centenário
Nesta sexta (5), às 20h, o Oficina celebra o centenário de Lina Bo Bardi, em sua sede, na rua Jaceguai, 520, no Bixiga, em São Paulo.

Maratona
O Oficina fará a Odisseia Cacildas, com cinco espetáculos da saga sobre Cacilda Becker, entre 12 e 23 de dezembro. Zé o os meninos do Oficina pedem pra todo mundo aparecer.

Terra do nunca
A Cia. Le Plat du Jour manda avisar que será neste sábado (6) às 17h30 a reestreia de Peter Pan & Wendy. No Teatro Alfa, onde fica em cartaz até 14 de dezembro, sábado e domingo, neste horário. Levem as crianças.

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Rodolfo Lima na peça Réquiem para um Rapaz Triste: sessão na Casa Contemporânea - Foto: Eloi Correa

Diversidade 1
Ferdinando Martins, professor da USP, participou na última terça (2) do projeto Em Busca de um Teatro Gay, de Rodolfo Lima, na Casa Contemporânea (r. Capitão Macedo, 370, Vila Mariana, tel. 0/xx/11 2337-3015), em São Paulo. Falou sobre as representações do gay no teatro contemporâneo.

Diversidade 2
O projeto ainda terá outros palestrantes, sempre às 20h. No dia 9, Helio Filho e Paco Llistó falam da relação da mídia segmentada com o teatro gay. Já no dia 12, Rodolfo García Vázquez e Osvaldo Gabrieli falam do processo de criação teatral. No dia 17 é a vez de Dagoberto Feliz falar do mesmo tema. O projeto continua em janeiro.

Diversidade 3
Rodolfo Lima apresenta duas peças no projeto. Desamador neste sábado (6), 21h, e Réquiem para um Rapaz Triste, no domingo (7), 17h e 19h. Já o ator Henrique Ponzi faz o monólogo Além do Ponto, com direção de Jackeline Stefanski no sábado (6), 19h. Vai, gente.

Documento novo
Andréa Zanelato, recepcionista transexual da SP Escola de Teatro, conseguiu tirar nova certidão de nascimento que garante a quem quiser ver: ela é do sexo feminino. "Quero agradecer meu advogado, Dinovan Oliveira e toda sua equipe por essa conquista. E a Deus, porque sei que ainda vou muito longe", conta. Parabéns.

ivam cabral Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Ivam Cabral em cena de Pessoas Perfeitas, que terminou no último domingo (30) - Foto: André Stéfano

Descansa, Ivam
Correu tudo bem na cirurgia que Ivam Cabral fez para retirada de um tumor maligno na tireoide, realizada na última quarta (3), no Hospital Sírio-Libanês. Agora, a ordem médica é descanso. O ator já está em sua casa em Parelheiros, na zona sul paulistana. “Obrigado a todos que mandaram boas energias. Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim”, diz.

Carinho
As últimas sessões de Pessoas Perfeitas, no último fim de semana, foram disputadíssimas no Espaço dos Satyros 1, coração da praça Roosevelt. Muita gente passou no camarim para dar um abraço em Ivam antes da cirurgia e desejar saúde. Ele ficou emocionado com tanto amor em SP.

Presentes
Entre os presentes recebidos pelo ator estão: terços, medalhinhas, flores, livros e até uma vela.

EuVouTirar VoceDeste LugarWatusi2redcreditobianchirj Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Retorno da diva: Watusi, em cartaz no musical que traz a obra de Odair José no CCBB-SP - Foto: Bianchi Jr.

Vozeirão
Watusi está divina, sobretudo quando canta com sua voz inconfundível, no musical Eu Vou Tirar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José, em cartaz no CCBB de São Paulo, ali na Sé, com direção de Sergio Maggio. Esta é sua estreia, em grande estilo, no teatro brasileiro.

Currículo
Para quem não sabe, a nossa Watusi foi a estrela número 1 da lendária casa de shows Moulin Rouge, em Paris, entre 1978 e 1982. Nesta época, a revista Paris Match disse que ela era “o mais jovem talento negro surgido nos últimos tempos em solo francês”. Já Diário de Barcelona decretou para todo o sempe: “Se Watusi não existisse, teríamos de inventá-la”. O currículo não é para qualquer uma, meu bem.

gabriela correa Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Puro talento: Gabriela Correa é destaque no musical Eu Vou Tirar Você Desse Lugar - Foto: Tuca

Ela também brilha
Além de Watusi, outro destaque do musical que celebra a obra de Odair José é a atriz brasiliense Gabriela Correa. A moça é um talento só. Além de carisma e beleza, tem tempo preciso para a comédia. Rouba a cena assim que pisa no palco. Guardem este nome. E este rosto.

Bastidor
Ainda falando em Eu Vou Tirar Você Desse Lugar, o musical tem um time importante por trás do pano. A iluminação é assinada pelo ator Vinícius Ferreira, estrela do nosso bom cinema nacional. Já a ilustração de Odair José é obra de Fred Bottrel, cineasta que dirigiu o filme A Ala, premiado documentário sobre romances homossexuais nas prisões do Brasil.

Inconsolável
A diva cubana Phedra D. Córdoba está revoltada porque sua peça Madame Pompadour não foi selecionada em um edital público. “Eu fiquei muito nervosa, logicamente”, conta à coluna, logo após acordar, por telefone, diretamente de seu apartamento na praça Roosevelt. Phedrita revela que sua peça ficou em sexto lugar na lista de suplentes, o que "é um absurdo", tamanha sua importância no cenário teatral. Mesmo assim, não desiste de ser a lendária cortesã da Paris do século 18, que foi amante do Rei Luís XV e dava ordem a todos no Palácio de Versalhes. "O Robson [Catalunha] e o Gustavo [Ferreira, atores e produtores do Satyros] me contaram que talvez eu tenha uma chance de conseguir patrocínio ainda. Vamos torcer, né, meu amor?". Que assim seja.

phedra bobsousa2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Phedra D. Córdoba: ela quer porque quer montar Madame Pompadour em 2015 - Foto: Bob Sousa

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

renato 519x640 Dois ou Um com Renato Prieto

Renato Prieto está na peça Encontros (Im)possíveis em SP - Foto: Guilherme Costa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Renato Prieto está em cartaz em São Paulo com o espetáculo Encontros (Im)possíveis, no Teatro Jaraguá. Na obra, interpreta um jornalista que consegue realizar um sonho antigo: entrevistar celebridades mundiais que já morreram. Entre os nomes estão Gandhi, Martin Luther King, Frank Sinatra e Marilyn Monroe. A obra tem sessão sábado, 19h, e domingo, 17h, até 14 de dezembro, com entrada a R$ 60 a inteira e R$ 30 a meia-entrada. O ator aceitou o convite do Atores & Bastidores do R7 para participar da coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Cinema ou teatro?
Teatro(1º lugar sempre) e cinema.

Rio ou São Paulo?
Juntos no liquidificador daria um suco quase perfeito...

Seca ou chuva?
Chuva.

Gandhi ou Martin Luther King?
Gandhi com a força política de Martin..Martin com a sabedoria de Gandhi.

Direita ou esquerda?
Centro... Não gosto de nada radical...

Gente ou bicho?
Os dois.

Democracia ou ditadura?
Democracia.

Freud ou Jung?
Jung...

Carmen Miranda ou Marilyn Monroe?
Carmen.

Macarrão ou arroz com feijão?
Feijão com arroz.

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

boca suja Domingou: A boca fala do que o coração está cheio


"Com tanto ódio compartilhado, os corações estão prestes a explodir de tanta coisa ruim estocada" - Foto: Thinkstock

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Lá em Belo Horizonte, minha mãe sempre diz, desde que me entendo por gente: "A boca fala do que o coração está cheio".

A frase de Cristo nunca foi tão apropriada quanto nestes últimos dias, em que vimos, incrédulos, pessoas conhecidas vomitando preconceito nas redes sociais, sem ao menos pensar duas vezes antes de apertar enter.

É um sintoma dos nossos tempos de relações líquidas, como definiu o sociólogo polonês Zigmund Bauman. Como é tudo virtual, a pessoa diz o que quer sem ver, presencialmente, a reação do outro. O outro não importa neste mundo de tanto egoísmo.

No conforto do lar e diante de seu computador, é muito mais fácil ser covarde e criminoso. Se fosse, por exemplo, na mesa do bar, seria preciso encarar o desagravo dos demais, a réplica imediata e, até mesmo, a expulsão da mesa, dependendo da gravidade do impropério proferido.

Mas a internet é essa terra de ninguém. As redes sociais que serviriam para integrar tudo e todos em uma comunicação instantânea viraram uma arena de ideologias deformadas e de informações propagadas sem o mínimo de verificação. E, claro, de ataques.

Pessoas se ofendem sem pensar duas vezes. Destroem num clique relações de anos. É um excesso de demência e covardia.

Uma coisa é certa: falta leitura inteligente ao nosso povo, que compra qualquer "verdade" pré-fabricada com este fim: servir como discurso pronto a ser repetido pelas matracas da vida.

Pensar por conta própria é difícil. Exige tempo, referências, esforço e, sobretudo, inteligência para a análise minuciosa de tudo. Não é tarefa simples.

Com tanto ódio compartilhado, os corações estão prestes a explodir de tanta coisa ruim estocada. Para evitar a morte imediata, resta a estes seres abrir a boca em uma explosão de falta de respeito ao outro, de amor ao próximo.

Vendo tudo isso, penso eu, quieto no meu canto: minha mãe estava coberta de razão quando sempre me advertiu, repetindo com toda confiança a bela frase de Jesus Cristo: "A boca fala do que o coração está cheio".

*MIGUEL ARCANJO PRADO é jornalista e anda com medo de gente. A coluna Domingou, uma crônica semanal, é publicada aos domingos no blog Atores & Bastidores do R7.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com