Posts com a tag "nota"

gotasIMG 4088 credito Juju PhotoStudio Com quarteto explosivo, peça Gotas DÁgua sobre Pedras Escaldantes estica temporada em São Paulo

Felipe Aidar de Gilda Nomacce em cena do espetáculo no Capobianco: até dia 28 - Foto: Juju PhotoStudio

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Está batido o martelo. A peça Gotas D'água sobre Pedras Escaldantes vai ficar em temporada até 28 de setembro no Instituto Cultural Capobianco, no centro de São Paulo.

A montagem é dirigida por Rafael Gomes, que fez o inesquecível vídeo-viral Tapa na Pantera, com Maria Alice Vergueiro.

O espetáculo é baseado no texto do alemão Rainer Werner Fassbinder (1945-1982), que ganhou versão cinematográfica em 2000 nas mãos do francês François Ozon.

A peça conta a história do executivo Leopold (Luciano Chirolli), um senhor de meia idade que mantém um relacionamento com um jovenzinho inocente chamado Franz (Felipe Aidar). Mais tarde, o casal vira um explosivo quarteto, com a chegada da ex-namorada do senhor (Gilda Nomacce) e da namorada do rapaz (Nana Yazbek).

Para Chirolli, seu personagem, Leopold, é "manipulador e extremamente vaidoso". Já Aidar diz que seu Franz tem "atitudes despretensiosas, ingênuas". Por sua vez, Nomacce revela que sua personagem, Vera, é "possessiva e intensa". Enquanto Yazbek define a jovem Ana como detentora de "desejo de vingança".

Pelo jeito, o circo pega fogo.

Gotas D'Água sobre Pedras Escaldantes
Quando: Sexta, 21h30; sábado, 21h; domingo, 20h. Até 28/9/2014
Onde: Instituto Cultural Capobianco (r. Álvaro de Carvalho, 97, Centro, São Paulo, tel. 0/xx/11 3255-8065)
Quanto: R$ 30 e R$ 15
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Dizer aquilo que nao pensamos em linguas que nao falamos foto Guilherme Bonfanti 4 Teatro da Vertigem abre o jogo sobre nova peça

Nova do Vertigem: cena de Dizer Aquilo que Não Pensamos em Línguas que Não Falamos - Foto: Guilherme Bonfanti

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O Teatro da Vertigem marcou para a próxima quinta (18) um encontro para abrir o jogo em relação a seu novo processo criativo: Dizer Aquilo que Não Pensamos em Língua que Não Falamos, com direção de Antônio Araújo e dramaturgia de Bernardo Carvalho.

Antes de dar as caras no Brasil, a peça já fez duas curtíssimas temporadas na Europa, com mistura de brasileiros e belgas no elenco.

Esses meninos do Vertigem são fogo. Tanto que apresentaram-se em Bruxelas, no Villes en Scène, e também no Festival de Avignon.

O bate-papo com os paulistanos sobre a obra começa às 20h, na sede da trupe, na rua Treze de Maio, 340, na Bela Vista, em São Paulo, onde só cabem 40 pessoas (tel. 0/xx/11 3255-2713). Pode ir quem quiser e não será cobrada entrada (quem for esperto vai chegar cedo). Além do diretor, estarão na mesa Eliana Monteiro, Guilherme Bonfanti e Roberto Audio.

A peça Dizer Aquilo que Não Pensamos em Língua que Não Falamos conta a história de um homem que não fala desde que a mulher morreu. Aí, ele resolve voltar com a filha à cidade onde viveu durante um exílio político.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Companhia do Feijão Nonada vera lamy e guto togniazzolo2 Cia. do Feijão comemora 16 anos com peças grátis

16 anos: Vera Lamy e Guto Togniazzolo em cena de Nonada, da Cia. do Feijão - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A Cia. do Feijão já é uma adolescente cheia de história para contar. O grupo completa 16 anos e, para celebrar a data, criou o projeto 15+1, com duas peças seguidas a partir deste sábado (9): Nonada e Pálido Colosso — esta última estreia apenas em 27 de setembro.

Haverá sessões sábados, domingos e segundas, sempre às 20h, com entrada gratuita na sede da companhia até 15 de novembro (r. Dr. Teodoro Baima, 68, República, São Paulo, tel. 0/xx/11 3259-9086).

O projeto é feito em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e a Cooperativa Paulista de Teatro.

Além dos espetáculos, o grupo fará encontros, seminários e apresentações musicais durante as temporadas. Pedro Pires, o diretor do grupo, diz que o objetivo é "abrir espaços na névoa que encobre nosso horizonte, cruzando passado e presente e abrindo-se para um outro futuro”.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

chaveiro Argentino O Chaveiro abre 9º Festival de Cinema Latino Americano de São Paulo no Memorial

Cena do filme argentino O Chaveiro, que abre a programação do Festival Latino-Americano de Cinema de São Paulo nesta quarta (23), no Memorial da América Latina, em sessão para convidados  - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A noite desta quarta (23) será de festa na tenda-cinema com 500 lugares montada no Memorial da América Latina, na Barra Funda, capital paulista. Com exibição para convidados às 20h30, o filme O Chaveiro inaugura o 9º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo.

A partir desta quinta (24) até a próxima quarta (30), serão exibidos gratuitamente para o público 114 filmes de 16 países na programação gratuita que acontece no Memorial e também no Cinesesc, Cine Olido, Centro Cultural São Paulo, Cinemateca Brasileira, Centro Cultural da Juventude e Centro Cultural da Penha (confira a programação completa).

Dirigido por Natalia Smirnoff, O Chaveiro (El Cerrajero) conta a história de Sebastián, um chaveiro de 33 anos que não quer saber de compromisso sério até ouvir uma novidade de uma mulher com a qual se relaciona. Após o longa, haverá festa com personalidades do cinema, ao som do DJ Tatá Aeroplano.

Neste ano, terão homenagens ao diretor argentino Pablo Trapero, à atriz e produtora argentina Marina Gusmán, à atriz brasileira Leandra Leal e ao diretor brasileiro Silvio Tendler.

Veja fotos da abertura do festival!

A programação tem preciosidades que fizeram sucesso no últimos festivais internacionais, como Refugiado, do argentino Diego Lerman, Os Insólitos Peixes-Gato, da mexicana Claudia Sainte-Luce, e Hotel Nueva Isla, dos cubanos Irene Gutierrez e Javier Labrador.

Ainda serão exibidos filmes inéditos como o cubano Vende-se, de Jorge Perugorría, o mexicano Rezeta, de Fernando Frías de la Parra, o chileno Matar a Um Homem, de Alejandro Fernández Almendra, o uruguaio O Militante de Manolo Nieto,  o paraguaio A Leitura de Justino, de Arnaldo André, o equatoriano A Morte de Jaime Roldós, de Manolo Sarmiento e Lisandra I, o boliviano Conto Sem Fadas, de Sergio Briones, o peruano Planta Madre, de Gianfranco Quattrini, e o colombiano Terra Sobre a Língua, de Rubén Mendonza.

Veja fotos da abertura do festival!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Inauguração Theatro NET SP Fts Paduardo 515 Baryshnikov e Dafoe tietam Gilberto Gil em SP

Baryshnikov, Gilberto Gil e Willem Dafoe no Theatro NET São Paulo - Foto: Paduardo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Gilberto Gil recebeu no camarim o bailarino russo Mikhail Baryshnikov e o ator norte-americano Willem Dafoe. Os artistas internacionais estão em São Paulo para fazer o espetáculo The Old Woman - A Velha, no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros, entre 24 de julho e 3 de agosto (leia entrevista com eles). Eles assistiram ao show Gilbertos Samba (leia crítica do show), que abriu o Theatro NET São Paulo, nesta segunda (21). Ao fim, os astros internacionais fizeram questão de cumprimentar Gil. Dafoe estava acompanhado de sua mulher, a atriz e diretora italiana Giada Colagrande.

mini Mikhail Baryshnikov Willem Dafoe 1 Baryshnikov e Dafoe tietam Gilberto Gil em SP

Giada Colagrande, Willem Dafoe, e Mikhail Baryshnikov aplaudem Gilberto Gil ao fim do show - Foto: Fred Pontes

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

simples cidade Cidade grande muda homem do interior

Marcos Reis e Letícia Tomazella estão no elenco de Simples Cidade - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Foi a obra do poema paulista Guilherme de Almeida (1890-1969) a principal fonte inspiradora do espetáculo Simples Cidade.

O modernista, com suas poesias e crônicas, falou da relação do homem interiorano com a cidade grande. E é justamente essa interação que está presente no espetáculo apresentado na casa onde o escritor viveu.

No enredo da montagem, em cartaz em São Paulo com entrada gratuita, um homem simples do interior ruma ao mundo urbano. Claro que, ao chegar na cidade grande, toma um baita susto e muda por completo. Sobretudo suas relações com o outro.

Estão no elenco Marcos Reis e Leticia Tomazella. O projeto contou com a colaboração de Janaina Silva.

Simples Cidade
Quando: Sábado, 17h. Até 26/7/2014 - Atenção! Não haverá espetáculo no dia 12/7/2014 por conta da Copa
Onde: Casa Guilherme de Almeida (r. Macapá, 187, próximo ao metrô Sumaré, São Paulo)
Quanto: Grátis
Classificação etária: 12 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

o beijo do homem Peça faz salada intelectual para falar do amor

Espetáculo O Beijo do Homem terá sessão grátis na Biblioteca Mário de Andrade, em SP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A peça O Beijo do Homem é um verdadeiro mergulho em grandes nomes do pensamento e da escrita mundial.

O espetáculo será apresentado na próxima segunda (14), na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, às 19h, com entrada gratuita.

O texto da obra foi inspirado em nomes como Zygmunt Bauman, o papa polonês da pós-modernidade líquida, e o sociólogo francês e mito da semiótica Roland Barthes.

Não bastasse tanta pujança intelectual, a dramaturgia ainda tem pitadas da escritora brasileira Clarice Lispetor e do chileno Pablo Neruda e do argentino Jorge Luis Borges.

Na temática, o amor e a perda, tudo mergulhado no caos urbanos repleto de violência e vaidade.

A peça é do Núcleo C.U.L.T Dramaturgia, com direção de Ed Anderson. Estão no elenco, Marcelo Barranco, Marcos Valentim e Valéria Pedrassoli.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

samba futebol clube Conheça os indicados ao Prêmio Shell do Rio no primeiro semestre de 2014

Samba Futebol Clube é o espetáculo com mais indicações ao Prêmio Shell do Rio - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Foi divulgada nesta segunda (7) a lista dos indicados ao Prêmio Shell de Teatro do Rio, referentes ao primeiro semestre de 2014. A cerimônia de entrega da 27ª edição só acontecerá no começo de 2015.

A peça com mais indicações é o musical Samba Futebol Clube, presente em seis categorias: autor, direção, figurino, iluminação, música e inovação.

Outros destaques são E Se Elas Fossem para Moscou, com cinco indicações, e Irmãos de Sangue, também com cinco.

O júri carioca é formado por Ana Achcar, Bia Junqueira, João Madeira, Macksen Luiz e Moacir Chaves.

Cada vencedor leva um troféu com o logotipo da multinacional e R$ 8.000.

Veja os indicados:

Direção
André Curti e Artur Ribeiro por Irmãos de Sangue
Christiane Jatahy por E se Elas Fossem para Moscou?
Gustavo Gasparani por Samba Futebol Clube

Ator
André Curti por Irmãos de Sangue
Artur Ribeiro por Irmãos de Sangue
Gustavo Gasparani por Ricado III

Atriz:
Julia Bernat por E se Elas Fossem para Moscou?
Stella Rabello por E se Elas Fossem para Moscou?

Cenário:
André Curti e Artur Ribeiro por Irmãos de sangue
Marcelo Lipiani por E se Elas Fossem para Moscou?

Figurino:
Antonio Medeiros por 2 X Matei
Marcelo Olinto por Samba Futebol Clube

Iluminação:
Bertrand Perez e Artur Ribeiro por Irmãos de Sangue
Paulo Cesar Medeiros por Samba Futebol Clube

Música:
Felipe Radicetti por Sacco e Vanzetti
Nando Duarte por Samba Futebol Clube

Categoria Inovação:
Christiane Jatahy pela construção de uma dramaturgia singular através da integração de teatro e cinema no espetáculo E se elas fossem para Moscou?
Elenco de Samba Futebol Clube, que tornou possível a renovação da estrutura do musical através de sua capacidade de atuar com excelência nas diversas funções do gênero

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

robert wilson mikhail baryshnikov willem dafoe the old woman lucie jansch Bob Wilson e Baryshnikov já causam furor em SP

Ingressos para o espetáculo de Bob Wilson começam a ser vendidos no dia 8/7 - Fotos: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Já começou a corrida desenfreada para ver o espetáculo The Old Woman [A Velha], do encenador norte-americano Robert Wilson, ou Bob Wilson para os mais íntimos, em São Paulo.

theoldwoman Bob Wilson e Baryshnikov já causam furor em SP

The Old Woman terá legendas em português - Foto: Divulgação

Os ingressos para as 11 apresentações no Sesc Pinheiros, entre 24 de julho e 3 de agosto, serão disputados a tapa no site do Sesc, a partir do dia 8 de julho, e, se sobrar algum para contar história, nas bilheterias das unidades a partir do próximo dia 10.

O valor é R$ 60 a inteira. Para não haver maldade de nenhum guloso, cada comprador só poderá adquirir quatro entradas.

Tanta euforia se explica. No elenco, está ninguém menos do que o grande bailarino russo Mikhail Baryshnikov, lenda viva da dança. Ele atua com o ator norte-americano Willen Dafoe, nome forte das artes cênicas nos EUA.

A última peça de Wilson apresentada em São Paulo foi A Dama do Mar, no ano passado, com elenco brasileiro capitaneado por Ligia Cortez em grande performance.

O Sesc pede para avisar que os que não dominam o inglês não precisam ficar apreensivos. Nem fingir que entende. Todas as sessões terão legendas em português. Melhor, né?

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

abajur lilas Mundo cão de Plínio Marcos volta em Abajur Lilás

Mundo marginal no palco do Teatro Nair Bello, em São Paulo: Abajur Lilás - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O dramaturgo e jornalista Plínio Marcos, morto há 15 anos, é um dos maiores expoentes do teatro brasileiro. E continua montado como nunca. Só de sua peça Navalha na Carne, há três montagens em São Paulo. Como sempre, seus textos, inspiradas no ritmo caótico de São Paulo, dá voz a personagens urbanos marginais.

E outra peça dele está de volta. Desta vez, Abajur Lilás, montagem que o diretor André Garolli estreia no próximo dia 9 de julho no Teatro Nair Bello, em São Paulo.

Ele convocou os atores Fernanda Viacava, Isadora Ferrite, Josemir Kowalick, Daniel Morozetti e Carol Marques, para viver os personagens que habitam o prostíbulo comandado a mão de ferro por Giro.

A montagem faz parte do projeto Homens à Deriva, que já montou as peças As Moças e Histórias dos Porões. Sempre em cena a submissão do homem ao dinheiro.

Garolli diz que Plínio Marcos expõe “a solidão e a decadência humana”, mostrando “vidas degradadas e o beco sem saída da miséria e da violência”.

E lembra que a maior parte da dramaturgia do autor foi concebida durante os anos de chumbo da ditadura militar que foi instaurada no País 50 anos atrás.

“Sustento a ideia de que não há como analisar as obras dramáticas desse autor sem o entendimento do regime de opressão ao qual estiveram submetidos os cidadãos brasileiros”, afirma.

Abajur Lilás
Quando: Quarta e Quinta, 21h. 80 min. De 9/7/2014 a 14/8/2014
Onde: Teatro Nair Bello – Shopping Frei Caneca 3º piso (rua Frei Caneca, 569, Consolação, São Paulo, tel. 0/xx/11 3472-2414)
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Classificação etária: 16 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com