Posts com a tag "peça"

 Vídeo: Homofóbico persegue casal de lésbicas em peça; veja entrevista com atriz Ana Paula Grande

Peça Tem Alguém que Nos Odeia mostra casal de lésbica cercado pelo ódio: elenco tem as atrizes Bruna Anauate e Ana Paula Grande no Teatro da Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi - Foto: Pedro Karg

A atriz Ana Paula Grande esteve no estúdio do R7 para conversar com o colunista Miguel Arcanjo Prado. Ela falou sobre a peça na qual atua, Tem Alguém Que Nos Odeia, com texto de Michelle Ferreira e direção de José Roberto Jardim, em cartaz até o fim de setembro no Teatro da Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi, em São Paulo. Em pauta, uma tema mais do que atual: a homofobia. Ela contracena com Bruna Anauate, sua colega na Cia. Le Cucá; as atrizes formam um casal de lésbicas que é perseguido por um vizinho homofóbico. A entrada é R$ 60 a inteira e R$ 30 a meia-entrada. Tem sessão sábado, 20h, e domingo, 18h. Veja o vídeo com a entrevista completa:

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

o beijo do homem Peça faz salada intelectual para falar do amor

Espetáculo O Beijo do Homem terá sessão grátis na Biblioteca Mário de Andrade, em SP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A peça O Beijo do Homem é um verdadeiro mergulho em grandes nomes do pensamento e da escrita mundial.

O espetáculo será apresentado na próxima segunda (14), na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, às 19h, com entrada gratuita.

O texto da obra foi inspirado em nomes como Zygmunt Bauman, o papa polonês da pós-modernidade líquida, e o sociólogo francês e mito da semiótica Roland Barthes.

Não bastasse tanta pujança intelectual, a dramaturgia ainda tem pitadas da escritora brasileira Clarice Lispetor e do chileno Pablo Neruda e do argentino Jorge Luis Borges.

Na temática, o amor e a perda, tudo mergulhado no caos urbanos repleto de violência e vaidade.

A peça é do Núcleo C.U.L.T Dramaturgia, com direção de Ed Anderson. Estão no elenco, Marcelo Barranco, Marcos Valentim e Valéria Pedrassoli.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

BRtrans Foto Lina Sumizono alta1 BR Trans fecha temporada em SP com bate papo

Entrada grátis: cena da peça BR-Trans, que termina temporada em São Paulo - Foto: Lina Sumizono

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Após sucesso no último Festival de Curitiba, a peça BR-Trans termina curtíssima temporada gratuita em São Paulo neste sábado (28), às 20h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade (r. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 0/xx/11 3222-2662).

O espetáculo traz o ator cearense Silvero Pereira em cena. Ele também é autor do texto, dirigido por ele e Jezebel De Carli. No enredo, o universo dos transgêneros, transformistas e transexuais. Em cena, muita graça e muita tristeza também.

Neste sábado (28), data em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBT,  o público paulistano pode participar de um bate-papo com Pereira, que integra o Coletivo Artístico As Travestidas. Começa às 17h.

Ele promete responder perguntas sobre o processo criativo da peça, que contou com investigação cênica na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. As entradas tanto para o bate-papo quanto para a peça podem ser retiradas sempre meia hora antes.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

tony giusti pos man Olhar na padaria perturba homem de meia idade

O ator Tony Giusti em cena da peça Pós-Man: temporada até 29 de junho - Foto: Cosmo Anastasi

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Um olhar recebido incomoda e causa rebuliço na existência de um homem de meia idade.

Esta é a premissa da peça Pós-Man, monólogo com o ator Tony Giusti, em cartaz em São Paulo, no Top Teatro, até o fim deste mês.

A obra tem direção de Einat Falbel, eleita Melhor Atriz do Teatro R7 2012 por sua atuação em Bichado, também melhor espetáculo daquele ano.

O olhar perturbador surge de um outro homem, no dia em que o protagonista vai a uma padaria, na esquina de casa.

A partir daí, muita coisa muda em sua vida, já que ele mergulha em um verdadeiro inferno existencial.

A dramaturgia é assinada também por Giusti.

Pós-Man
Quando: Sábado e domingo, 18h. 60 min. Até 29/6/2014
Onde: Top Teatro (r. Rui Barbosa, 201, Bela Vista, São Paulo, tel. 0/xx/11 2309-4102)
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

o comediante Após morte repentina, José Wilker assina direção

Com Ary Fontoura, peça O Comediante tem direção assinada por Wilker - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

José Wilker ainda está presente nos palcos brasileiros.

Apesar de ter morrido repentinamente no mês de abril, aos 69 anos, vítima de um enfarte, a direção da peça O Comediante, em cartaz no Rio, é assinada por ele.

isabel wilker Após morte repentina, José Wilker assina direção

Filha de José Wilker, Isabel Wilker prestigiou a peça nesta segunda (9) - Foto: Leo Marinho/AgNews

A obra, com Ary Fontoura no posto de protagonista, está em cartaz no Teatro Clara Nunes.

Wilker morreu já na reta final dos ensaios da montagem, deixando a equipe desolada.

Após o período de luto, Anderson Cunha assumiu a coordenação da peça e assina a codireção ao lado de Wilker, cujo nome permanece no cartaz.

O enredo apresenta Walter Delon, um ator que está esquecido pelo público há mais de duas décadas.

Aos 81 anos, Ary interpreta o papel no texto do jovem autor Joseph Meyer.

No elenco, ainda estão Angela Rabello, Carolina Loback e Gustavo Arthiddoro.

Você acha que o Brasil esquece seus atores do passado?

  • Sim, o Brasil é um país que não valoriza seus artistas, sobretudo os mais velhos.
  • Não, acho que os atores da antiga ainda são prestigiados.

jose wilker globo Após morte repentina, José Wilker assina direção

José Wilker (1941-2014): ele ensaiou até as vésperas da morte repentina - Foto: Divulgação

O Comediante
Quando: Quinta, sexta e sábado, 21h30, domingo, 20h. 90 min. Até 28/9/2014
Onde: Teatro Clara Nunes - Shopping da Gávea (r. Marquês de São Vicente, 52, Gávea, Rio, tel.0/xx/21 2274-9696)
Quanto: R$ 80 (quinta e sexta) e R$ 90 (domingo e sábado)
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

alexandre frota 1 “Vou falar tudo”, diz Alexandre Frota sobre peça

Alexandre Frota diz que vai abrir o jogo no palco sobre sua carreira - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Alexandre Frota Alexandre Frota está de volta ao teatro, onde começou sua frenética carreira. E resolveu se aventurar no gênero do stand-up com a peça Qual É o Negócio?, em cartaz no Teatro Bibi Ferreira, em São Paulo.

Frota escolheu um horário para não ter problemas em contar o que quiser: sexta, 23h, e sábado, meia-noite.
Afinal, no texto da obra ele revela boa parte dos bastidores de sua carreira – de galã meteórico da Globo casado com Claudia Raia até quando enveredou para os filmes para adultos e também se tornou diretor de televisão.

Frota sempre teve uma carreira artística única e controversa, que faz de seu nome admirado por uns e odiado por outros. Ou seja, é um dos artistas mais polêmicos do País.

Ele conta que resolveu fazer a peça depois do sucesso do livro-biografia Identidade Frota.

— Vou falar “tudo”, não tenho porque ter papas na língua, o público vai ficar surpreso com a minha história de vida, sempre digo que sou igual a uma fênix, renasço das cinzas.

Ele tem razão.

Qual É o Negócio?
Quando: Sexta, 23h, sábado, 23h58. 60 min. Até 28/6/2014
Onde: Teatro Bibi Ferreira (av. Brigadeiro Luis Antonio, 931, São Paulo, tel. 0/xx/11 3105-3129)
Quanto: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada)
Classificação etária: 18 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

amorimperfeito Mulher vai ao cirurgião e pede para ficar feia

Peça Amor Imperfeito discute padrões de beleza no Espaço dos Parlapatões - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Uma empresária bem sucedida se encontra com um médico solteirão que não quer saber de casamento.

Ela o procura porque deseja ardentemente fazer uma cirurgia nada convencional: ela quer ficar feia.

Este é o enredo da peça Amor Imperfeito, que está em cartaz no Espaço dos Parlapatões, em São Paulo [veja serviço ao fim].

A montagem escrita por Walter Cereja é livremente inspirada no texto de Cesare Belsito. A direção é de André Grecco.

De pano de fundo, a tecnologia que influencia o comportamento humano. E ainda, uma forte discussão dos padrões de beleza atuais. Tudo com base nos tratados sobre a vida líquida do sociólogo polonês Zigmunt Bauman.

No elenco, estão os atores Kris Bulos e Walter Cereja.

Leia a Entrevista de Quinta com Pedro Granato!

Amor Imperfeito
Quando: Terça e quarta, 21h. 60 min. Até 30/7/2014
Onde: Espaço dos Parlapatões (praça Roosevelt, 158, metrô República, São Paulo, tel. 0/xx/11 3258-4449)
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

satyros Que Vêm Com A Maré Direção de Rodolfo García Vázquez Ricardo Pettine Robson Catalunha Dione Leal e Suzana Muniz em foto de André Stéfano Dobradinha de Satyros e Os Fofos Encenam reúne três diretores para encarar texto de Sergio Roveri

Elenco de Os que Vêm com a Maré: três montagens para o mesmo texto - Foto: André Stefano

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Já nem é mais novidade que o grupo paulistano Os Satyros não para quieto. E nestes 25 anos da trupe, celebrados em 2014, a máxima é reforçada por um batalhão de estreias.

Os artistas não se contentaram com a temporada de sete espetáculos da série E Se Fez a Humanidade Ciborgue em 7 Dias, em cartaz até setembro. E planejaram mais. Resolveram convidar a atriz Maria Alice Vergueiro e juntar-se ao grupo Os Fofos Encenam para encarar três diferentes montagens para um mesmo texto do dramaturgo Sergio Roveri, no projeto 3XRoveri.

satyros 1Os Que Vêm Com A Maré Direção de Maria Alice Vergueiro Robson Catalunha em foto de André Stéfano Dobradinha de Satyros e Os Fofos Encenam reúne três diretores para encarar texto de Sergio Roveri

Cena da peça dirigida por Maria Alice Vergueiro - Foto: André Stefano

A peça é Os que Vêm com a Maré, escrita em 2011, mas inédita até então nos palcos. Os diretores Rodolfo García Vázquez (Satyros), Maria Alice Vergueiro (Grupo Pândega) e Fernando Neves (Fofos) assumem a empreitada, que estreia nesta terça (6).

As três montagens serão encenadas a partir desta terça (6), às 19h, no Espaço dos Satyros 1, em esquema de maratona. Depois, entram regularmente em cartaz [veja serviço abaixo].

As três distintas encenações, que levaram o Prêmio Myriam Muniz da Funarte para serem produzidas, utilizam o mesmo elenco: Dione Leal e Ricardo Pettine, os pais, e Robson Catalunha, o filho. Suzana Muniz, como a vizinha, completa o grupo.

Marcelo Maffei e Pablo Benitez Tiscornia criaram o cenário, enquanto que os figurinos ficaram a cargo de Telumi Hellen. Flávio Duarte fez a luz.

Em cena, os bastidores de conflitos familiares e desejos não realizados. O dramaturgo expõe a fragilidade das miudezas da vida cotidiana e também o que acontece quando a expectativa de vida, ou mesmo de felicidade, é transferida para o outro.

Os que Vêm com a Maré
Quando:
Maratona de Estreia – terça (6) 19h (Vázquez); 21h (Neves); e 23h (Vergueiro); quarta (7), 19h (Vergueiro); 21h (Vázquez); e 23h (Neves); quinta (8), 19h (Neves); 21h (Vergueiro); e 23h (Vázquez); 60 min cada peça.
Temporada a partir de 13/5/2014: terças, 20h (Vázquez); 22h (Neves); quarta, 20h (Neves); 22h (Vergueiro); quinta, 20h (Vergueiro); 22h (Vázquez)
Onde: Espaço dos Satyros 1 (praça Roosevelt, 214, metrô República, São Paulo, tel. 0/xx/11 3258-6345)
Quanto: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada para estudantes, terceira idade e classe artística) e R$ 5 (moradores da Roosevelt)
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

ricardo terceiro Sucesso em 2013, Ricardo III reestreia no CCSP

Mayara Magri e Chico Carvalho em cena da peça Ricardo III: de volta, agora no CCSP - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O espetáculo Ricardo III reestreia em São Paulo nesta sexta (17), no Centro Cultural São Paulo.

A montagem foi um dos sucessos nos palcos em 2013.

Com atuação elogiada pela classe artística e também pela crítica, Chico Carvalho é o protagonista do elenco, que conta também com Mayara Magri no papel de Rainha Elizabeth.

A temporada segue até 23 de fevereiro de 2014, com direção de Marcelo Lazzaratto e o enredo que conta a história inglesa durante a Guerra das Rosas, ocorrida entre 1455 e 1485.

A peça faz parte do projeto Shakespeare – Projeto 39, que promete encenar todas as 39 peças escritas por William Shakespeare (1564-1616) nos próximos dez anos.

A próxima montagem será Os Dois Cavalheiros de Verona, que terá direção de Kleber Montanheiro. Na sequência, Vladimir Capella assumirá Romeu e Julieta, Cacá Rosset fará As Alegres Comadres de Windsor. Já a atriz Maria Fernanda Cândido estará em Troilo e Créssida, cujo nome do diretor ainda não foi revelado.

Ricardo III
Quando: Sexta e sábado, 20h30; domingo, 19h30. Até 23/2/2014
Onde: Centro Cultural São Paulo – Sala Jardel Filho (r. Vergueiro, 1.000, metrô Vergueiro, São Paulo, tel. 0/xx/11 3397-4002)
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada); preço popular de R$ 3 na sessão do dia 21/2/2014
Classificação etária: 12 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

origem destino Peça aceita pagamento em bilhete único e coloca público para viajar por SP dentro de um ônibus

Personagens de Origem Destino levam público a uma viagem por SP - Foto: Tetembua Dandara

Por Miguel Arcanjo Prado

A praça da Sé é o coração do centro de São Paulo. É de lá que parte o ônibus que leva público e personagens da nova peça da Cia. Auto-Retrato, Origem Destino, que estreia neste domingo (1º). O preço para ver a montagem é o valor de uma passagem de ônibus, R$ 3; é aceito o pagamento em bilhete único.

O ponto final é no bairro de Santo Amaro, na zona sul. Oito atores e quatro músicos do quarteto instrumental À Deriva acompanham a viagem, que passa por rios concretados para virarem importantes vias da capital paulista, como o Anhangabaú, o Saracura e o Pinheiros.

O grupo de dez anos de vida quer descortinar a cidade aos olhos do espectador. Geografia se funde com arte para colocar o que está do lado de fora da janela em evidência.

Para tanto, eles ouviram depoimentos dos moradores pelas ruas da cidade, para que Marcos Gomes construísse a dramaturgia. Andrea Tedesco e Mauricio Veloso assinam a direção.

No elenco estão Beto Sporleder, Camilo Schaden, Carla Kinzo, Daniel Muller, Guilherme Marques, Marcio Castro, Marina Corazza, Marina Tranjan, Natacha Dias, Rui Barossi e Thais Almeida Prado, Julio Lorosh, Marcos Gomes, Mariana Miranda, Sergio Spina e Suelen Ribeiro.

Origem Destino
Quando: Terças, ao meio-dia, e domingos, às 11h. 150 min. Temporada de 1º a 17/12/2013.
Onde: Saída da Praça da Sé, em frente à Catedral, no centro de São Paulo, metrô Sé
Quanto: R$ 3,00 (preço da passagem de um ônibus; pode ser pago com bilhete único)
Classificação etária: livre

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com