Posts com a tag "por trás do pano"

 

2 urubu comum foto de elenize dezgeniski 1024x682 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Cia. de Teatro do Urubu estreia primeira montagem - Foto: Elenize Dezgeniski

Do R7

Primeiros passos

A Cia. de Teatro do Urubu  ocupa o Teatro Novelas Curitibanas, a partir do dia 15 de Maio,  com sua primeira montagem: Urubu Comum – uma espécie tipicamente brasileira que vive no zoológico de Michelle Ferreira. O elenco conta com  Anderson Caetano, Gustavo Gusmão, Muhammad Chab, Michelle Pucci e Carolina Meinerz. A peça fica em cartaz de sexta à domingo, sempre às 20 horas, com entrada gratuita. A temporada se estende até o dia 31 de Maio. Com texto e direção de Michelle Ferreira, Urubu Comum coloca em cena um casal de professores que vivem em um apartamento decadente de uma grande metrópole. Senhora G e Senhor F, em um dia comum, recebem a visita do investigador T que busca desvendar um caso que ocorreu no edifício que os professores moram: quem foi o morador que jogou um peixe pela janela e acertou uma menina de rua provocando a sua morte? Enquanto isso, um urubu comum sobrevoa a cidade. Classificação 14 anos. Telefone: (41) 3321-3358.

Baladinha de fim de semana

O espetáculo Fortes Batidas estreia no Pequeno Ato (entre Ipiranga e Consolação, em SP) após uma temporada no Centro Cultural São Paulo. Na peça, com direção e dramaturgia de Pedro Granato, o público acompanha todo o desenrolar da trama na pista, junto com 15 personagens, que tentam driblar a solidão com bebida, música alta e na busca por novos relacionamentos. Parece uma balada, né? Na trilha tem Daft Punk, David Bowie e Depeche Mode. A temporada será de 15 de maio até 3 de julho, às sextas, às 21h30. Os ingressos custam R$ 40. Classificação 16 anos.

Farra na Maria Zélia

O Grupo XIX de Teatro promete agitar a Vila Maria Zélia, no Belenzinho, em São Paulo, um domingo por mês. O projeto Domingueira XIX prevê apresentações de teatro, exposições de artes plásticas e shows. Toda a programação é gratuita e aberta ao público em geral. A primeira edição será neste domingo (17), das 15h às 21h. “Será um dia de encontro, de festa e cultura que habitará as ruas, praça e armazéns da Vila, oferecendo à cidade uma experiência viva desse espaço tão diferenciado”, fala Luiz Fernando Marques, diretor do grupo (r. Mário Costa, 13, entre as ruas Cachoeira e dos Prazeres). Telefone (11) 2081-4647.

fotinho Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Mateus Solano e Miguel Thiré reestreiam Selfie - Foto: Divulgação

De volta

Depois de temporada em 2014, Mateus Solano e Miguel Thiré reestreiam 15 de maio, no Teatro do Leblon, a peça Selfie. Com direção de Marcos Caruso e texto de Daniela Ocampo, a comédia fala da febre contemporânea da autoexposição e da necessidade de estar online acompanhando tudo e todos. O espetáculo fica em cartaz até 7 de julho com sessões às sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h. Os ingressos vão de R$ 90 a R$ 80. A classificação é 14 anos anos. Telefone: (21) 2529-7700. Mateus Solano acaba de virar papai do pequeno Benjamim, seu segundo filho com a atriz e escritora Paula Braun. Parabéns!

Fé na taba

Com texto original do escritor Daniel Munduruku (menção honrosa do Prêmio Literatura para Crianças e Jovens na Questão da Tolerância, da Unesco, em 2004) e direção de José Sebastião Maria de Souza, o espetáculo Meu Vo(o) Apolinário estreia no dia 16 de maio, sábado, no Teatro Jaraguá, em São Paulo, para temporada de dois meses, com sessões aos sábados, às 18h, e domingos, às 16h. O adolescente, narrador da história, sofre bulling, por sua origem indígena, e seu sofrimento diminui com a descoberta de uma sabedoria ancestral – transmitida por seu avô – que o leva para a aceitação de si, de sua origem e de sua cultura. Fica em cartaz até o dia 19 de julho. Os ingressos estão R$ 50 e a classificação é livre. Telefone: (11) 3255-4380.

Clássico para crianças

O espetáculo para crianças O Corcunda Quaquá estreia no dia 16 de maio, sábado, no Teatro Viradalata, em São Paulo, às 12h. Com texto e direção de Ricardo Ripa, a montagem foi inspirada no livro O Corcunda de Notre-Dame, do francês Victor Hugo (1802-1830). O enredo conta a história de Quaquá, um rapaz feio e corcunda que se revela doce e carismático, além de corajoso na hora de salvar a bela dançarina Esmeralda. De forma muito divertida, a montagem apresenta esse “herói” que foge ao estereótipo do “príncipe”, retratado nas histórias para crianças. Fica em cartaz até o dia 5 de julho. Ingressos:  R$ 15,00 (sábado) e R$ 30,00 (domingo).

image002 2 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Nanni Souza prepara show solo - Foto: Divulgação

Novos voos

Cantora e atriz indicada ao Prêmio Bibi Ferreira 2014 na categoria “Melhor Atriz Coadjuvante”, Nanni Souza ensaia seu primeiro show solo, Lady Sings the Blues, com estreia prevista para o segundo semestre de 2015, em São Paulo. Nanni foi indicada ao prêmio por sua performance no musical Rita Lee Mora ao Lado (atualmente em turnê pelo Brasil). No show Lady Sings the Blues, a cantora se apresenta acompanhada de um trio formado por baixo, bateria e piano, vertendo canções do cancioneiro brasileiro para jazz e blues, abordando o repertório de nomes como Etta James, Peggy Lee, Billie Holiday, Nina Simone, Amy Winehouse e Adele e Tata Veja. Ela conciliará a agenda de apresentações do espetáculo com a agenda de shows.

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

3S3B0054BXC Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Mãe ciumenta faz de tudo para o filho não se casar - Foto: Divulgação

Mãe VIP todo o fim de semana

As mães acompanhadas de seus filhos que forem ao Teatro Bibi Ferreira, neste fim de semana, assistir ao espetáculo De Artista e Louco Todo Mundo Tem um Pouco, terão entrada gratuita. Elas serão as grandes convidadas da vez! A comédia narra a história de uma mãe, que tenta impedir o casamento do filho com ajuda de um carteiro. Ciumenta, né? Se sua mãe vai se identificar com a personagem maluquinha, o espetáculo começa às 21h, às sextas e sábados, e às 20h, nos domingos. O espetáculo fica em cartaz até o dia 28 de junho e os ingressos custam R$ 50. Telefone (11) 3105-3129.

Promoção de Dia das Mães

Para os filhos que ainda não sabem como vão homenagear as mamães no próximo domingo (10), o blog traz uma dica de teatro. A comédia Homens no Divã, em cartaz no Teatro da APCD (Rua Voluntários da Pátria, 547, Santana – pertinho do metrô Tietê), está com uma promoção. A matriarca que chegar ao teatro acompanhada por um pagante tem entrada gratuita. A apresentação do dia 10 é às 19h. Na peça, três homens dividem suas neuras na sala de espera do consultório de uma psicanalista (cuja voz é de Marília Gabriela). O ingresso custa R$ 50 (inteira) e a classificação indicativa é 14 anos. Vale levar sua senhora para um jantar depois (com tudo pago, hein)! Informações www.compreingressos.com.

Para quem ainda não esqueceu

A derrota do Brasil para a Alemanha (por 7x1!) ainda machuca, né? Para quem não consegue esquecer o “apagão” da seleção brasileira na Copa do Mundo no ano passado, uma boa oportunidade de dividir o sofrimento com os outros é no espetáculo Muro de Arrimo, que reestreia nesta sexta-feira (8), às 21h, no Teatro UMC, em São Paulo. A peça original de Carlos Queiroz Telles falava sobre a derrota do Brasil em 1974, mas foi atualizada para os dias atuais. A direção é de Alexandre Borges com trilha de Otto. O pedreiro Lucas, protagonista da peça, carrega a responsabilidade de representar eu, você e todo mundo que torceu – e ainda torce – pelo Brasil. Fica em cartaz até o dia 14 de junho com sessões sextas, sábados e domingos. Informação (11) 2574-7749. Ah, Alexandre Borges prometeu aparecer na reestreia...

FOTO 09 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Pedofilia, religião, verdade, vingança e mais - Foto: Divulgação

Assunto delicado

A peça Tadzio, com texto de Zen Salles e direção de Dan Rosseto, não tem medo de se enfiar num terreno espinhoso. O espetáculo trata dos casos de pedofilia já cometidos pela igreja católica e que foram recriminados pelo Papa Francisco. No entanto, a peça vai além e faz um verdadeiro questionamento sobre verdade e mentira, desejo e vingança. Estreia dia 9 de maio, no Espaço Paralapatões, com André Grecco, Thalles Cabral e Nélida Lima. Fica em cartaz até o dia 27 de junho, com sessões aos sábados, meia-noite, com ingressos por R$ 30. Informações (11) 3258-4449.

Entre amigos

Traduzida e adaptada pelo ator e diretor Flavio Faustinoni, a comédia Tudo Sobre os Homens volta em cartaz no Teatro da Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi, em São Paulo, dia 9 de maio para temporada até 28 de junho. No elenco, além de Flavio Faustinoni, estão Juan Alba e Denis Victorazo. Em cena, os três atores se revezam entre histórias de humor e de uma forte carga dramática, em que a vida cotidiana masculina é exposta de diferentes maneiras. As sessões são aos sábado, às 20h, e domingos, às 18h. A entrada está R$ 40.

Parada na Estação

Contemplados pelo edital Proac Circulação, a Cia Estável de Teatro segue com o projeto Expedições apresentando o espetáculo A Exceção e a Regra, clássico de Bertolt Brecht (1998/1956), nas estações da Companhia de Trens Metropolitanos de São Paulo (CPTM). O projeto chega agora na linha Coral. As apresentações acontecem na Estação Guaianazes, dia 8 de maio, sexta-feira, às 20h; Estação Poá, dia 12 de maio, terça-feira, às 20h; Estação Suzano, dia 21 de maio, quinta-feira, às 20h e Estação Mogi das Cruzes, dia 23 de maio, sábado, às 11h. As sessões são gratuitas.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

IMG 38281 1024x683 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Ricardo Gelli e Sergio Mamberti estão no Teatro Jaraguá com Visitando o Sr. Green - Foto: Ale Catan

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Filho pródigo
Sergio Mamberti volta ao teatro após 12 anos longe dos palcos em Visitando o Sr. Green, ao lado de Ricardo Gelli. A direção é Cassio Scapin, que fez a obra 15 anos atrás com o saudoso Paulo Autran.

Roendo as unhas
Cassio, aliás, estava nervosíssimo antes de começar a sessão de pré-estreia para imprensa e convidados, nesta quinta (23), no Teatro Jaraguá. "Agora estou em um outro ponto de vista. Paulo Autran está vivo no meu coração e com certeza está de alguma forma aqui esta noite", confidenciou à coluna antes de o terceiro sinal tocar.

Confissão
Mamberti contou que depois de mais de 11 anos no Ministério da Cultura, a peça marca seu reencontro com o público. "Volto a estar sobre o palco, como sempre estive por mais de 50 cinquenta anos – espaço sagrado onde passei a maior parte de minha vida", falou, emocionado.

A dedo
"Para comemorar este esperado retorno, escolhi o texto do americano Jeff Baron, Visitando o Sr. Green, prestando justa homenagem a um grande mestre e defensor do teatro brasileiro, Paulo Autran, criador desse personagem. Nada mais significativo para mim”, declarou Mamberti.

Rei morto, rei posto
Para fazer Visitando o Sr. Green, Ricardo Gelli precisou deixar o elenco de Propriedades Condenadas, em cartaz no Teatro Sérgio Cardoso. Foi substituído por Gustavo Haddad.

Presença VIP
O norte-americano Jeff Baron estava na pré-estreia e foi chamado ao palco. Falou, em inglês, que era um prazer ver sua obra montada duas vezes no Brasil. "É maravilhoso", definiu.

Dose dupla
Jeff também esteve na sessão para a comunidade judaica paulistana na quarta (22). Gostou tanto que repetiu a dose na sessão para a imprensa e convidados. Fez bem.

IMG 3811 1024x682 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Sérgio Mamberti ficou 12 anos longe dos palcos até fazer Visitando 0 Sr. Green - Foto: Ale Catan

Gente graúda
Os atores Arllete Montenegro e Paulo César Pereio estavam na plateia. Pereio sentou-se na primeira fila e foi o primeiro a se levantar para aplaudir de pé, assim que as luzes se apagaram.

De batom vermelho
A atriz Julia Bobrow foi à sessão muito bem acompanhada.

Selfie
Ao fim da peça, muitos espectadores pediram fotinhas com Sérgio Mamberti, Ricardo Gelli e Cassio Scapin. Eles posaram todo sorridentes.

Mimo
Ao saírem do Teatro Jaraguá, os convidados ganharam bombons.

Agenda Cultural

intocaveis joao caldas Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Sucesso de público, Intocáveis prorrogou temporada em SP - Foto: João Caldas

Mais um pouquinho
A peça Intocáveis, baseada no sucesso do cinema francês, foi prorrogada até 30 de agosto no Teatro Renaissance, em São Paulo. É que está lotando.

Me dá um dinheiro aí
O Grupo de Segunda resolveu fazer uma campanha no site Catarse para conseguir levantar a peça O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues. Até vídeo eles fizieram. Para ajudar, clique aqui.

Saudade de Pina
Especialista na montagem de espetáculos de dramaturgos brasileiros, desta vez a Cia. das Artes abre 2015 com um dos maiores clássicos do teatro universal: Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente. Com direção de Antonio Netto, a peça estreia quarta-feira, 6 de maio, às 21h, no Teatro Commune. A obra se inspira na arte da grande coreógrafa alemã Pina Bausch (1940–2009). A temporada terá sessões às quartas e quintas, 21h, até 4 de junho. Vai, gente!

16617450083 eeedf2ee2f k 1024x682 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena de O Terno, peça de Peter Brook no Teatro Paulo Autran, em SP - Foto: Adauto Perin

Disputado
Peter Brook, o grande diretor, está no Brasil com seu espetáculo O Terno. Está no Sesc Pinheiros, no Teatro Paulo Autran, em São Paulo, até domingo (26). Com atores negros no elenco, a montagem tem texto criado a partir do conto do escritor sul-africano Can Themba e adaptado para o teatro por Mothobi Mutloatse e Barney Simon. Tem gente disputando os ingressos a tapa.

Reta final
Manual de Autodefesa Intelectual, da Kiwi Cia. de Teatro, só fica até 10 de maio no Sesc Belenzinho. Depois não diga que não avisei.

fabio penna Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Fábio Penna (foto) criou festa Kitling com Marcelo Szykman na Kitsch Club - Foto: Lorena Garrido Borges

Refestança
Nesta sexta (24) à noite acontece a primeira edição da festa Kitling Gong Show & Party, na Kitsch Club, em São Paulo, idalizada pelos atores Marcelo Szykman e Fabio Penna. Eles querem transformá-la na nova festa da turma do teatro. Felipe Hamachi e André Santi serão os mestres de cerimônia. João Baldasserini e Milhem Cortaz serão os DJs convidados da estreia. João Faria e Marcelo Szykman são os DJs residentes. Vamos ver qual é que é.

Viva Tennessee!
Na próxima segunda (27), às 17h, o Teatro da USP, o Tusp, realiza em São Paulo, na sede da rua Maria Antônia, a leitura das peças Esta Propriedade Está Condenada e O Longo Adeus. Ambas de ninguém menos do que Tennessee Williams, considerado por muitos o maior dramaturgo norte-americano. Eva Wilma concorda.

frida diego Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Frida e Diego faz nova temporada carioca a partir desta sexta (24) - Foto: Divulgação

Mexicanos
Frida Y Diego reestreia nesta sexta (24) no Teatro Fashion Mall, no Rio. A temporada vai até 28 de junho com Leona Cavali na pele de Frida e Jose Rubens Chachá como Diego. Maria Adelaide Amaral é a autora da peça. Esse é o primeiro texto inédito dela depois de dez anos. À frente do projeto estão o diretor Eduardo Figueiredo e o diretor de produção do espetáculo, o ator Maurício Machado. Turma boa.

Los hermanos
Falando em Frida Kahlo e Diego Rivera, os personagens estão na peça América Vizinha, que será apresentada de graça neste sábado (25), às 17h, no Armazém 19h, na Vila Maria Zélia, na zona leste paulistana. Vai lotar. Então, é bom chegar bem cedo...

lauanda varone Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Lauanda Varone, Musa do Teatro R7: nova peça à vista - Foto: LolaStudio

Beleza rara
Lauanda Varone, atriz gaúcha radicada em São Paulo e que já foi eleita Musa do Teatro R7, ensaia novo espetáculo teatral. Aguardemos ansiosos.

Jovens em fúria
Fortes Batidas, peça de Pedro Granato, está dando filas gigantescas no Centro Cultural São Paulo. Termina domingo (26). Reza a lenda que os ingressos acabam em três minutos. Eita.

bob sousa Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Bob Sousa com o retrato de Maria Alice Vergueiro que está na exposição Retratos do Teatro

Retrato na parede
Bob Sousa, nosso grande fotógrafo dos palcos, expõe seus Retratos do Teatro em Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, até o próximo dia 30 de abril. No Espaço Feira Shopping, com entrada gratuita. A realização é do Sesc Thermas de Presidente Prudente, em parceria com a Sindicato Patronal do Comércio Varejista do Pontal do Paranapanema e a Secretaria de Cultura de São Paulo. Dá-lhe, Bob!

Andando nas nuvens
Elder Fraga está feliz da vida depois que seu filme curta-metragem Nóia foi selecionado para passar no Festival de Cannes, na França. É pra se alegrar mesmo. Patrícia Vilela é a protagonista.

Consertando Frank Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Consertando Frank terá sessão com tradução simultânea para libras

Inclusão
A peça Consertando Frank terá sessão com tradução para libras, a linguagem brasileira de sinais, nesta sexta (24), 21h30, no Teatro MuBE Nova Cultural, em São Paulo.

Para los niños
No ar na novela Chiquititas, onde faz o papel de Vera, mãe da Clarita, a atriz Aldine Müller se prepara para a sua primeira montagem infantil. O nome é O Casamento da Baratinha Atômica, que estreia dia 2 de maio, 16h, no Teatro J. Safra, em São Paulo. Veja a foto abaixo: não é uma graça?

IMG 9713 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Muitas cores: elenco da peça infantil O Casamento da Baratinha Atômica faz pose para a coluna - Foto: Divulgação

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

O FINGIDOR Helio Cicero crédito João Caldas 1024x680 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Helio Cícero na peça O Fingidor: temporada prorrogada no Tucarena - Foto: João Caldas

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Prorrogou
Devido ao sucesso, O Fingidor, peça escrita e dirigida por Samir Yazbek, prorrou temporada até 17 de maio no Tucarena, em São Paulo.

Sabedoria popular
A atriz Julia Bobrow chegou à seguinte constatação: "a internet era bem melhor antes do Dubsmash", aquele aplicativo que transformou todo mundo em dublador nato.

Ai, que preguiça!
Já a atriz Luna Martinelli preferiu ser mais direta ao ponto: “Um porre esse aplicativo de dublagem”, vociferou. E ainda acrescentou uma frase pintada num fundo de praia com a seguinte indagação: “Antes do Dubsmash, como você fazia para passar vergonha?”. Eita.

Para ganhar o Oscar
Já o ator Valmir Martins, fã do novo aplicativo, afirmou que acha que as atuações de atores são bem melhores do que os dubladores sem técnicas cênicas. “Eu não gosto quando a pessoa dá o texto com cara de nada. Uó. Me emocione”, afirmou. Então, tá.

Agenda Cultural da Record News

eduardo galeano Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Eduardo Galeano será homenageado na peça América Vizinha - Foto: Divulgação

Luto
Os atores da peça América Vizinha ficaram consternados com a morte de Eduardo Galeano, na última segunda (13). É a que a obra do grupo Los Cucarachos é inspirada no livro O Século do Vento, do grande gênio uruguaio. Vão homenageá-lo na sessão do próximo dia 25, às 17h, na sede do Grupo XIX, na Vila Maria Zélia, com entrada grátis.

Queimada
Regina Duarte é nome mal falado nas rodas de artistas do teatro depois que usou indevidamente uma foto da peça Hygiene, do Grupo XIX de Teatro, para promover as passeatas contra o governo de Dilma. Entenda.

lisbela Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Os atores Fernando Prata, Marilice Cosenza, Luiz Araújo, Ligia Paula Machado e Beto Marden, grandes nomes da cena musical, no espetáculo Lisbela e o Prisioneiro, que já conquistou o público paulistano - Foto: Caio Gallucci

Engrenado
O musical Lisbela e o Prisioneiro já é sucesso de público no Teatro Nair Bello, em São Paulo. A montagem nacional chegou com tudo.

Gente
A condição humana é tema da peça O Pio da Coruja, com André Latorre e Zeca Coelho, em cartaz no Teatro Ruth Escobar, em São Paulo, até 27 de junho. Toda sexta, 21h30, com ingresso a R$ 50. A peça tem um polêmico cartaz, com André nu em uma cruz, sobre a qual paira uma coruja.

Escandinavo
O diretor do Satyros, Rodolfo García Vázquez, está em Estocolmo, na Suécia.

juliette2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Elenco masculino da peça Juliette, que estreia no Estação Satyros - Foto: André Stéfano

Falando nisso
Nesta sexta-feira (17), às 21h, no Estação Satyros, na praça Roosevelt, estreia Juliette, a nova montagem do grupo para a obra de Marquês de Sade. Vai dar o que falar, como já adiantam as fotos acima e abaixo.

juliette1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Gente jovem reunida no palco: elenco feminino da peça Juliette - Foto: André Stéfano

Acidente
Já a reestreia de A Filosofia na Alcova foi adiada indefinidamente porque a atriz Suzana Muniz quebrou o pé direito ao subir uma escada no Satyros 1. Ela deve voltar a andar normalmente só no fim de maio. Melhoras.

Brilha, Phedra!
Phedra D. Córdoba, a diva cubana do Satyros, já gravou sua participação no novo programa de Tom Cavalcante no Multishow. Ela foi tratada como rainha nos bastidores do canal. Phedra arrasa.

Poesia no palco
Lenerson Polonini é o autor e diretor da peça A Cripta de Poe, que faz apresentações nos dias 24 e 25 de abril, às 20h, no Centro Cultural da Juventude, em São Paulo. É de graça. Multimídia, é inspirado na obra do escritor e poeta Edgar Allan Poe. Vai, gente.

gregorio duvivier Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Gregório Duvivier: peça escrita e dirigida por João Falcão no Teatro Porto Seguro - Foto: Divulgação

Moço inteligente
Gregório Duvivier, que anda conquistando a turma jovem e inteligente com sua coluna de jornal, fará seu espetáculo Uma Noite na Lua em São Paulo nos dias 27 de maio, 3 e 10 de junho, sempre às quartas, 21h. No novo palco da cidade, o Teatro Porto Seguro.

Cabeça pensante
Na montagem escrita e dirigida por João Falcão, o ator e humorista conversa consigo mesmo. A imaginação e os devaneios do personagem são acompanhados pela plateia, como se ela estivesse dentro da cabeça do ator.

Noturno
Rodrigo Capella e Dinho Machado fazem o espetáculo de stand-up Comédia em Preto e Branco a Cores no Teatro Folha, em São Paulo, neste sábado (18), à meia-noite. Estão todos convidados.

Quase russo
1Gaivota - É Impossível Viver sem Teatro, com direção de Nelson Baskerville, estreia nesta sexta (17), no Sesc Consolação, em São Paulo. "Não tenho nenhum interesse em encenar clássicos se não puder contextualizá-los nos dias atuais. Meu interesse consiste em fazer com que esses clássicos se comuniquem com as plateias de hoje acostumadas com várias mídias e com acesso ilimitado a uma grande quantidade de informação", diz o diretor sobre sua encenação do clássico russo de Tchekhov.

1gaivota fotoligiajardim 011 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Pascoal da Conceição e Julia Ianina em 1Gaivota - Foto: Ligia Jardim

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

exclusivar7 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Contrações de volta: Débora Falabella e Yara de Novaes em foto exclusiva para a coluna - Foto: Vitor Zorzal

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Elas vão voltar
Depois de abocanhar todos os prêmios possíveis (inclusive o APCA de melhor atriz de 2013), Débora Falabella e Yara de Novaes retornam a São Paulo com a peça Contrações, dirigida por Grace Passô. Na obra, vivem o horror do mundo corporativo. A coluna adianta em primeira mão a data da volta: 17 de junho, no novíssimo Teatro Porto Seguro. As duas atrizes, mineiríssimas como a coluna, até fizeram pose exclusiva pra gente. Olha aí, acima, que glória.

Ele também
Falando em volta, a peça Aldeotas, com Gero Camilo, está agora no palco do Teatro MuBE Nova Cultural, no Jardim Europa, em São Paulo. Tem sessão sábado, 18h, e domingo, 21h, até 26 de abril. O ingresso é R$ 60 a inteira. Cristiane Paoli-Quito assina a direção. Coisa fina.

coluna fortes batidas Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

O bicho vai pegar no palco do CCSP sob direção de Pedro Granato: Fortes Batidas - Foto: Divulgação

Vamo pulá!
Pedro Granato contao os minutos para a estreia de sua nova peça, Fortes Batidas, nesta sexta, 21h, no Centro Cultural São Paulo. Assina direção e dramaturgia do espetáculo, classificado como "teatro imersivo". Na peça, 15 atores e público participam de uma festa.

Jovem guarda
O elenco de Fortes Batidas foi selecionado entre 135 inscritos. A maioria dos 15 eleitos tem 20 e poucos anos. Ou seja, gente jovem reunida. Ah, música alta e bebida não faltam na peça-performance.

Quanta juventude!
No enredo da peça tem de tudo: amigos que apostam para ficar com mais meninas, um casal testando o relacionamento aberto e a dificuldade de um rapaz tímido ficar com alguém do mesmo sexo pela primeira vez. Ou seja, explosões de desejos.

New generation
Pedro Granato resolveu investir no "teatro imersivo" após a temporada de estudos no Lincoln Center, em Nova York, no ano passado. Quer conquistar a nova geração com este teatro. Faz bem.

Partysía - A Festa
Falando em "teatro imersivo" e a nova geração, Fortes Batidas dialoga diretamente com o experimento realizado com sucesso na SP Escola de Teatro em dezembro de 2013 chamado Partysía - A Festa, dirigido por Rachel Seixas e Milner Souza. A orientação foi dos experientes Marcos Bulhões e Cris Lozano. No elenco, estavam os atores Gigi Bifulco, Juan Manuel Tellategui, Railson Fidélis e Stella Menz. Nesta encenação, atores e público também interagiam em uma festa, com muita bebida e música alta.

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena de Hygiene: peça do Grupo XIX foi adiada para de 17 de maio - Foto: João Tuna

Adiado
O Grupo XIX de Teatro adiou a estreia do projeto Domingueira XIX de 19 de abril para 17 de maio, quando serão apresentadas as peças Hygiene e Nada Aconteceu, Tudo Acontece, Tudo Está Acontecendo, além de exposição de André Martins e show Não Sou Nenhum Roberto, com Marcelo Veronez. Anotou a nova data?

América Vizinha8846 crédito Patricia Ribeiro Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Soy loco por ti: cena de América Vizinha, dirigido por Juliana Sanches: sessão grátis neste sábado (11), 17h, no Armazém XIX, na Vila Maria Zélia, em SP - Foto: Patrícia Ribeiro

0800
Falando nele, dois espetáculos resultados dos núcleos de pesquisa do Grupo XIX de Teatro serão apresentados neste sábado (11), com entrada gratuita: América Vizinha, com direção de Juliana Sanches, às 17h, e Memórias de Cabeceira, com orientação de Rodolfo Amorim, às 20h. O primeiro, com o grupo Los Cucarachos, apresenta importantes personagens da cultura de nossa América Latina. Já o segundo é uma imersão na intimidade dos artistas participantes. Ambos serão encenados na sede do grupo, o Armazém XIX na Vila Maria Zélia, zona leste de São Paulo. Se você for, não vai doer no seu bolso.

Ela fala
A peça Os Monólogos da Vagina, escrita por Miguel Falabella, completou 15 anos em cartaz no último dia 7 de abril. A coluna manda os parabéns a todos os profissionais que fizeram e fazem parte desta trajetória.

Agenda Cultural da Record News

Conscientização
Em tempos que falta água na torneira, é bom a juventude prestar atenção na natureza. A peça Os Recicláveis, dirigida por Flávia Garrafa, estreia neste sábado (11), às 17h30, no Teatro Augusta, justamente com a proposta de conscientizar o público infanto-juvenil. Mas, nada de discurso chato. O musical é animado e tem muita música e dança. De Mairon 5 a Rita Lee. Ai, que tudo!

Novidade
Helô Cintra e Adriana Fonseca entraram para o elenco da peça Florilégio Musical II, que reestreia neste sábado (11), 18h30, no Teatro Eva Wilma, no Tatuapé, em São Paulo. Carlos Moreno e Mira Haar continuam à frente do espetáculo, que faz temporada até 3 de maio, sábado e domingo, sempre às 18h. A inteira é R$ 40.

closer Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Espetáculo carioca Closer mostra um quarteto de paixões explosivas - Foto: Divulgação

Amores perigosos
Os relacionamentos amorosos conflitivos são o mote da peça Closer - Perto Demais, dirigida por Andrea Avancini, no Teatro Leblon, no Rio. No elenco, estão Luciano Szafir, Paula Moreno, Karen Mota e Rafael Sardão. O texto de Patrick Marber, traduzido por Rachel Ripani, traz um quarteto amoroso: uma fotógrafa, um escritor, uma stripper e um médico. As sessões são às quartas e quintas, 21h, com ingresso a R$ 60 a inteira e R$ 30 a meia-entrada. A temporada vai até 30 de abril. Estão todos convidados.

Corre pra ver
O martelo já está batido. Será de apenas cinco semanas a temporada da peça Esboço para uma Quase Paisagem, de Drika Nery, que integra o time de roteiristas da série Sessão de Terapia. A estreia é na próxima terça (14), 21h30, no Teatro Cemitério de Automóveis. A direção é de Renata Jesion. No elenco, estão Guilheme Mazzei, Johnnas Oliva e Laís Marques.

Teatro-denúncia
O grupo Bagaceira, do Ceará, apresenta a peça Meire Love nesta terça (14), às 20h, no Itaú Cultural da avenida Paulista. A entrada é gratuita. A obra dirigida por Yuri Yamamoto e Suzy Élida Lins, também autora, retrata a vida de três meninas de rua, revelando a exploração sexual que muitas meninas são vítimas neste nosso Brasil. Uma peça necessária.

Clássico carioca
Após passar pelo Festival de Teatro de Curitiba com Samba Futebol Clube, sob sua direção, Gustavo Gasparani chega a São Paulo como ator na peça Ricardo III, sucesso no Rio. O texto de Shakespeare é dirigido por Sergio Módena e fica até 23 de maio no auditório do Sesc Pinheiros. A obra lhe rendeu indicações a melhor ator no Prêmio Shell, Prêmio Cesgranrio e APTR, os principais da cena carioca. Além de ter abocanhado o Prêmio Fita de melhor ator. Poderoso.

Andre Stefano2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Satyros estão de volta a Marquês de Sade - Foto: André Stéfano

Sade vem aí
A turma do Satyros está em polvorosa. É que eles voltarão encenar peças de Marquês de Sade, o autor mais importante na trajetória do grupo que completou 26 anos. No dia 17 de abril, estreia Juliette, sua mais nova montagem no Estação Satyros, o espaço que ficou no lugar do Satyros 2. Também voltarão em breve A Filosofia da Alcova, 120 Dias de Sodoma e Justine, todas com elenco renovadíssimo. Público não faltará.

Curiosidade
Se a gente juntasse todo mundo que já fez peça de Marquês de Sade em uma fila indiana que partisse da praça da Sé, em São Paulo, era bem capaz de ela chegar até a Floresta Amazônica.

Artaud está indo embora
O Teat(r)o Oficina faz sessão extra nesta sexta (10) de Pra Dar um Fim no Juízo de Deus. A temporada chega ao fim no domingo (12). Saiba mais.

cartaz maria alice Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cartaz da peça Why the Horse? traz imagem de Maria Alice Vergueiro morta - Foto: Reprodução

Morbidez
Maria Alice Vergueiro promete impactar a plateia do Teatro do Sesc Santana na noite desta sexta (10), com a estreia de Why the Horse?. Em sua nova montagem, ela encena sua própria morte e velório. A atriz sofre de Parkinson em grau avançado e afirma, corajosamente, que tem o desejo de morrer no palco. Toda a nata do teatro paulistano estará na estreia. A coluna também prestigiará a grande atriz e diretora.

Companheiros
No palco, ao lado de Maria Alice Vergueiro, estão os atores Luciano Chirolli, Carolina Splendore, Alexandre Magno e Robson Catalunha.

Vou de metrô + van
O Teatro Porto Seguro, que será inaugurado em 6 de maio, vai oferecer um mimo a seu público. Uma van trará os espectadores da Estação Luz do metrô de São Paulo até o teatro, localizado na alameda Barão de Piracicaba, 740. E vice-versa. O carro vai funcionar de terça a sexta, das 19h à meia-noite. No sábado, das 13h à meia-noite. E no domingo, das 13h às 23h. Excelente iniciativa. Quem não tem carro (e faz muito bem) agradece.

Totia Meireles chega ao primeiro ensaio de Nine 02 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Totia Meirelles conversa com Charles Möeller nos ensaios de Nine - Foto: Divulgação

Quase pronto
Falando em Teatro Porto Seguro, ele vai receber a partir de 23 de maio Nine - Um Musical Felliniano, com direção da dupla poderosa Charles Möeller e Cláudio Botelho. Os ensaios já correm em ritmo vertiginoso. No elenco, encabeçado por Totia Meirelles, estão Carol Castro, Mayana Moura, Malu Rodrigues, Letícia Birkheuer e o italiano Nicola Lama.

Espelho meu
O Teatro APCD, na zona norte, recebe no dia 17 de abril, 21h, o show Bee Gees Alive. A banda é considerada um dos três melhores covers dos Bee Gees em todo o mundo. Ai, que chique!

Pegou mal
Andréa Beltrão e Mateus Solano não quiseram atender a imprensa no Festival de Teatro de Curitiba.

Pegou bem
Já Marco Nanini, Maria Maya e Gabriela Duarte foram de uma simpatia só com os jornalistas que cobriram o maior festival de teatro do País. Saiba tudo o que rolou!

Quase no fim
A Cia. Teatro Acidental fica na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Bom Retiro, em São Paulo, até 16 de maio, com a peça O Que Você Realmente Está Fazendo É Esperar o Acidente Acontecer. O nome é gigante mesmo. Ah, a peça é inspirada em O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues. Carlos Canhameiro assina a direção. Está em cartaz de quinta a sábado, sempre às 20h. Vai, gente!

mudanca habito bob sousa6 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Com Karin Hils, a superprodução Mudança de Hábito está em cartaz no Teatro Renault, em SP - Foto: Bob Sousa

Calendário
A turma da Time four Fun pede para a coluna avisar que o musical Mudança de Hábito já fechou como serão seus próximos feriados. No dia 21 de abril, Dia de Tiradentes, uma terça, terá sessão extra às 17h. Já no dia 26 de abril, um domingo, só haverá a sessão das 16h, já que a das 20h foi cancelada. Já no1º de Maio, Dia do Trabalho, uma sexta, terá sessão extra às 17h e a normal às 21h. No dia 3 de maio, domingo, só a sessão das 16h, pois a das 20h será cancelada. Anotou tudo?

Prometheus credito Mônica Côrtes 101 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Peça Prometheus, da Cia. Balagan, faz sessões na Grande Rio - Foto: Mônica Côrtes

Turnê fluminense
A Cia. Teatro Balagan apresenta no Rio sua peça Prometheus neste fim de semana, pelo Circuito Sesc de Artes Cênicas. Nesta sexta (10), a sessão é às 20h no Sesc São João de Meriti, no sábado (11), também às 20h, no Sesc de Nova Iguaçu; já no dominogo (12), 19h, no Sesc São Gonçalo. Os ingressos custam R$ 8 a inteira e R$ 4 a meia-entrada. Baratinho, gente.

MPB no palco
O Teatro do Bardo, dirigido por Fernanda Maia (que é um talento musical, diga-se de passagem), encena Chovendo na Roseira no Teatro Eva Herz, em São Paulo, entre este sábado (11) e 28 de junho. Sábado e domingo, 15h, com entrada a R$ 30, mas crianças, estudantes e maiores de 60 anos pagam só R$ 15. Vale a pena conferir.

Respeitável público
O espetáculo Tic Tic Tati, da cantora Forturna, já foi visto por 25 mil pessoas. E o número aumentará neste fim de semana, já que ela fará quatro sessões no Teatro Cetip, em Pinheiros, São Paulo, sempre aos domingos, às 11h, com direção de Roberto Lage. Começa neste domingo (12). Inteligente, o musical infantil tem textos da saudosa Tatiana Belinky musicados por Hélio Ziskind. Os ingressos vão de R$ 40 a R$ 80.

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

25 mil já viram: Fortuna faz sessões disputadas de Tic Tic Tati no Teatro Cetip - Foto: João Caldas

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

dna dan23 09.03 VictorTakayama Abertura 29 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Maikon K na performance DNA de Dan, na exposição Terra Comunal no Sesc Pompeia - Foto: Victor Takayama

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Nu dentro da bolha
Sabe quem era o homem que ficava nu dentro de uma bolha no Sesc Pompeia, em São Paulo, nos últimos dias? É o artista paranaense Maikon K, que apresentou a performance DNA de Dan, selecionada por ninguém menos do que Marina Abramović. Na abertura da exposição Terra Comunal – Marina Abramović + MAI só deu ele, além, é claro, de Marininha. Maikon K faz o que chama de "ritual para ser despedaçado" e diz estar entre performance e dança, teatro e ritual. O público entrou na bolha para vê-lo bem de pertinho. "Autofecundo-me em suas profundezas", filosofa.

Viva Carolina
A escritora Carolina Maria de Jesus será lembrada na próxima sexta, dia 27, às 19h30, no Sesc Campo Limpo, em São Paulo. É quando acontece o show do duo Joana e Jean Garfunkel chamado Histórias - Homenagem a Carolina de Jesus. A autora, que foi moradora de rua, é um dos maiores nomes da literatura negra brasileira.

ENO 0019 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Marba Goicochea e Fransérgio Araújo: rifa de cesta para pagar viagem teatral - Foto: Eduardo Enomoto

Toda ajuda é bem-vinda
Os atores Marba Goicochea e Fransérgio Araújo estão vendendo rifas da Cesta Selvagem. O objetivo é arrecadar fundos para a temporada do Teatro Selvagem, em abril, em Lima, no Peru. Se você os conhece, colabore. O teatro agradece.

Cosas ricas
Marbita conta para a coluna o que tem na Cesta Selvagem: "Vários itens, todos peruanos, entre eles o conhecido pisco Demônio de los Andes, vinho tinto, vinho branco, uma variedade de cervejas, o delicioso refrigerante Inca Kola, a famosa Chicha morada (suco de milho roxo), e os infalíveis petiscos peruanos". Me encanta!

Veja o vídeo com Marba e Fransérgio

Dose dupla
A dramaturga Dione Carlos está feliz da vida. Está com duas peças em cartaz ao mesmo tempo: Mamute, no Espaço da Cia. do Pássaro, sábado, 21h, e domingo, 20h, e Bonita, no Sesc Ipiranga, terça e quarta, 21h30. Leia a Entrevista de Quinta com a artista, que afirmou ser "a dramaturga da masmorra".

Toumani BURKINA FASSO Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Toumani Kouyaté: contador de histórias estará no Teatro Aliança Francesa - Foto: Burkina Fasso

Fazendo biquinho
Quem for ao Teatro da Aliança Francesa, na República, na próxima terça (24), poderá participar da Jornada de Contadores de História - Journée du Conte, que integra a Festa Internacional da Francofonia. Três grandes nomes do gênero estarão presentes: Muriel Bloch, da França, Arleen Thibault, do Québec, e Toumani Kouyaté, do Burkina Faso. Algumas histórias terão acompanhamento de música ao vivo. Os contos serão em francês, mas não precisa se afobar, porque depois haverá tradução, tá?

Agilidade
Ivam Cabral entrou para a história do Prêmio APCA, na última terça (17), como o diretor que mais conseguiu dar agilidade na entrega dos troféus. A ideia de revezar casais na apresentação deu frescor à cerimônia. Veja quem subiu ao palco na área de teatro.

coluna mariaqueviroujonas Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena da peça Maria Que Virou Jonas, que fará temporada no Tusp - Foto: Divulgação

Liberdade de ser
“Eu posso ser uma mulher que escolhe ser ou viver como homem e que namora uma mulher. Ou um homem. E essa é uma mudança social e cultural que precisa ser tratada pelo teatro, onde a questão da representação é central”. A frase é de Cibele Forjaz, diretora da Cia. Livre de Teatro. O grupo estreia no Tusp, em São Paulo, no próximo dia 29 de março, a peça Maria que Virou Jonas, ou A Força da Imaginação. Ficam por lá até 19 de abril, Dia do Índio. De quinta a sábado, 21h, e domingo, 19h, com entrada a R$ 20 a inteira. Recado dado.

Geração perdida
Amor e desilusão são temas da peça Merde à L'Amour, escrita e dirigida por Guilherme Sugar Junqueira. A estréia é na próxima quarta (25), às 21h30, no Teatro Commune, em São Paulo. No elenco estão, além do próprio autor, Francisco Eldo Mendes e Lara Giordana Lima.

coluna consertando frank heloisa bortz Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Consertando Frank reúne atores premiados no palco do MuBE Nova Cultural - Foto: Heloisa Bortz

Liberdade de ser 2
A sexualidade também é tema da peça Consertando Frank, com Rubens Caribé (Prêmio Shell de melhor ator em 2014), Henrique Schafer e Chico Carvalho (Prêmio Shell de melhor ator em 2013). O melhor diretor de 2014 pela APCA Marco Antônio Pâmio dirige o texto do norte-americano Ken Hanes. No Teatro MuBE Nova Cultural, que fica ali na rua Alemanha, 221, no Jardim Europa, em São Paulo. Tem peça sexta e sábado, 21h30, e domingo, 18h. A entrada é R$ 20 até o dia 22. Depois, passa para R$ 30. Estão todos convidados.

Tudo junto e misturado
O espetáculo Ensaio sobre a Orgia, de Hugo Villavicenzio, estreia temporada em 10 de abril no Teatro Studio Heleny Guariba, na praça Roosevelt, onde permanece até 31 de maio. É uma versão livremente adaptada do espetáculo A Orgia, do colombiano Enrique Buenaventura, com fragmentos de textos latino-americanos, como O Século do Vento, de Eduardo Galeano; Três Tristes Tigres, de Cabrera Infante, El Umbral, de Pablo Ramos, Heraldos Negros de Cesar Vallejo e Os Condenados de Oswald de Andrade. Mistura fina.

Ai, a Billie...
Atordoadas, duas mulheres, uma cubana e uma brasileira, tentam viver juntas com a melancólica companhia de Billie Holiday. Este é o começo da sinopse de Não Pise na Curva do Fundo Infinito, que estreia dia 4 de abril, no Teatro Pequeno Ato, ali do ladinho do Teatro de Arena, em São Paulo. O elenco tem Anna Dulce e Katia Lazarini, sob direção de Otávio Oscar. A temporada é curtinha. Só quatro semanas, até 26 de abril, sábado, 21h, e domingo, 20h. Portanto, corra pra ver.

lu grimaldi Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Lu Grimaldi, em cena do monólogo Palavra de Rainha: grátis em SP - Foto: Divulgação

Salve Rainha
Lu Grimaldi, que está no elenco da novela Babilônia, pediu uma folguinha nas gravações no Projac para dar um pulo em São Paulo. Ela apresenta na cidade, na próxima terça (24), às 20h, a peça Palavra de Rainha. A sessão faz parte do projeto Terça Tem Teatro, do Itaú Cultural na avenida Paulista. A entrada é grátis. Na obra, ela vive Dona Maria I, conhecida como a Louca, no Brasil, e a Piedosa, em Portugal.

De volta
Consagrada com o Grande Prêmio da Crítica da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), Laura Cardoso volta com a peça A Última Sessão no próximo dia 28, às 21h, no Teatro Raul Cortez, em São Paulo. A atriz de 87 anos celebra 70 anos de carreira.

Mania de explicação
Para quem faltou às aulas de história, a personagem Dona Maria I foi mãe de D. João VI, nora da Princesa Carlota Joaquina e avó de D. Pedro I. Agora, se não faz ideia de quem seja nenhum desses nomes, é bom ir ao sebo mais próximo e comprar um livro didático de História do Brasil. Vai fazer um bem enorme.

Manual de Autodefesa foto divulgação b Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Kiwi Cia. de Teatro debate as crenças nos dias atuais em seu novo espetáculo - Foto: Divulgação

Neurônios
A Kiwi Cia. de Teatro pede para a coluna avisar que já está marcada a data de estreia da nova peça da companhia. Trata-se de Manual de Autodefesa Intelectual, que chega aos palcos no dia 9 de abril, no Sesc Belenzinho. A peça tem 30 cenas, todas relacionadas a mistificações e crendices dos tempos atuais. Fernando Kinas assume texto e direção. No elenco, estão os atores Fernanda Azevedo, Maíra Chasseraux, Maria Carolina Dressler e Vicente Latorre, e os músicos Eduardo Contrera e Elaine Giacomelli. A obra também traz reflexões filosóficas e números de mágica. Eita.

Corra, Lola, corra
A peça Killer Joe teve uma mudança importante na temporada deste ano, no Teatro Cemitério de Automóveis, em São Paulo. A entrada da atriz Gabriella Spaciari no elenco. Ela, uma vez por semana, faz alternância com a atriz Ana Hartmann, na obra dirigida por Mário Bortolotto para o texto do norte-americano Tracy Letts. No elenco ainda estão Aline Abovsky, Carcarah, Gabriel Pinheiro e Fernão Lacerda. Sexta e sábado, 21h30, e domingo, 20h30, com ingresso a R$ 30. A temporada vai até 26 de abril. Não deixe para a última hora.

caetano Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Bicho Grilo: Será Que a Gente Influencia o Caetano? tem texto de Mário Bortolotto - Foto: Divulgação

Papo cabeça
Falando em Bortolotto, ele escreveu Será Que a Gente Influencia o Caetano?, que estreia dia 1º de abril, em seu Teatro Cemitério de Automóveis, com direção de Claudinei Brandão e Henrique Stroeter. Apesar de ser no Dia da Mentira, a turma garante que a peça acontece. A temporada será só de cinco semanas, até 29 de abril, toda quarta, 21h30. Anotou?

Puro glamour
O espetáculo de dança Paixão e Fúria - Callas, o Mito faz duas apresentações no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, neste fim de semana: sábado (21), 21h, e domingo (22), 18h. A obra vem de temporada em Paris e em Milão. É chique, bem.

andre 2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

André Dias dá vida ao poeta Olavo Bilac em musical totalmente brasileiro em cartaz no Rio - Foto: Divulgação

Mudança de hábito
Após viver o jornalista, compositor e produtor musical porra-loca Ezequiel Neves no musical Cazuza, o ator André Dias agora dá vida ao poeta Olavo Bilac nos palcos cariocas. Ele estreia o musical de Nei Lopes Bilac Vê Estrelas, no Teatro dos Quatro, no Shopping da Gávea, no Rio, no próximo dia 2 de abril. A temporada vai até 3 de maio, de sexta a domingo. A música brasileira agradece.

Inclusão
Os Homens São de Marte e É pra Lá Que Eu Vou, comédia de sucesso de Mônica Martelli, terá sessão única em São Paulo, no HSBC Brasil, no dia 12 de abril, um domingo, às 18h. Haverá tradução em libras.

A Exceção e a Regra 2441 crédito Jonatas Marques Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cia. Estável de Teatro trocou horário de apresentação no domingo - Foto: Jonatas Marques

Aviso prévio
Como sabe que todo mundo do teatro lê a coluna, a Cia. Estável de Teatro pede para avisar que a apresentação da peça A Exceção e a Regra prevista para acontecer neste domingo (22), em Franco da Rocha será às 14h e não às 20h como divulgado anteriormente. No sábado (21), o grupo faz a peça na Estação Caieiras, às 20h. São as últimas sessões do clássico de Bertolt Brecht apresentado nas estações da CPTM. É de graça. E nem dói.

Diversidade
Estreia neste sábado (21), no Viga Espaço Cênico, em São Paulo, a peça O Colecionador de Universos. É um monólogo escrito e encenado pelo ator Luccas Papp com direção de Dan Rosseto. O texto narra sobre um período da vida do jovem e diferente Martin. Estão todos convidados.

Novo na praça
Dinho Machado é o novo companheiro de Rodrigo Capella na Comédia em Preto e Branco. Ele substitui Marcelo Marrom, que foi voar sozinho. Tem sessão toda terça, 21h, no Comedians, em São Paulo, com entrada a R$ 40.

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Luz Negra se passa na São Paulo do começo do século 20 - Foto: Bob Sousa

Tem mais um pouquinho
O diretor e dramaturgo Paulo Faria, da Cia. Pessoal do Faroeste, manda avisar que a temporada de Luz Negra foi prorrogada até 8 de abril. A peça, além de Mel Lisboa, tem também Cloddoaldo Dias, David Guimarães, Flávio Rodrigues, Leona Jhovs, Melvin Santhana, Raphael Garcia, Thais Dias e William Simplício.

Serviço e curiosidade
Tem peça terça e quarta, 21h, na rua do Triunfo, 301, na Luz. O ingresso é pague quanto puder. Ah, uma curiosidade: quem faz a direção musical da obra é o percussionista de Ney Matogrosso, Felipe Roseno, que também é marido de Mel Lisboa. Então, está tudo em casa.

cinderela1234 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cinderela, do Balé Teatro Guaíra, vai abrir o 24º Festival de Teatro de Curitiba - Foto: Divulgação

Largada
O Festival de Teatro de Curitiba começa na próxima terça (24), com o espetáculo Cinderela, do Balé Teatro Guaíra, e vai até 5 de abril. Serão 422 peças ao todo, somando Mostra Oficial e Fringe. O que mantém o evento no topo dos festivais teatrais brasileiros. No ano passado, o público foi de 230 mil. O objetivo deste ano é repetir a dose.

Tô de olho no senhor!
A Globo vai enviar oito olheiros para o Festival de Teatro de Curitiba. Eles vão sair vendo tudo, para descobrir novos talentos. Foi assim que a emissora descobriu nomes como Alexandre Nero, atualmente mais conhecido como Comendador. E também Adriana Birolli, Fabíula Nascimento, Guilherme Weber, Katiuscia Canoro e Guta Stresser.

Sol nascente
O ator Eduardo Okamoto se inspirou no autor japonês Kenzaburo para criar o espetáculo solo OE, que apresenta no Festival de Curitiba nos dias 30 e 31 de março, no Sesc da Esquina. Depois, a obra segue para o Sesc Consolação, em São Paulo.

Sem Nany
Mais uma vez, Nany People fica de fora do Risorama do Festival de Teatro de Curitiba. Em seu lugar, como aconteceu no ano passado, fica Marcio Ballas. Parece que o casamento da atriz com o evento, que durou dez anos, acabou de vez. A mostra de stand-up é o espetáculo mais visto do festival. No ano passado foram 12 mil pessoas. Os maiores nomes do humor recente nacional estão confirmados.

Encontro marcado
O blog viaja na próxima semana para a capital paranaense, onde cobrirá em cada detalhe o Festival de Teatro de Curitiba. Como sempre faz. Contamos com sua fiel leitura!

Agenda Cultural da Record News

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

ENO 0055 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Marba Goicochea e Fransérgio Araújo: ponte teatral entre Brasil e Peru - Foto: Eduardo Enomoto

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Você já foi ao Peru?
A atriz peruana radicada em São Paulo Marba Goicochea e o ator e diretor brasileiro Fransérgio Araújo estão de malas prontas para o Peru. Eles farão em abril um projeto de residência do Teatro Selvagem na Casa de la Literatura Peruana, a Caslit, em Lima.

Apoio lá fora
Marbita e Fransérgio contam com o apoio do diretor peruano Mario Alejandro, do grupo Cuatrotablas, um dos mais importantes do país andino, para o projeto de residência.

Enquanto isso no Brasil...
Agora reconhecido internacionalmente, o Teatro Selvagem não conseguiu apoio em sua própria terra. Uma vergonha.

ENO 00591 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Marba Goicochea e Fransérgio Araújo pretendem peregrinar pela América Latina com o Teatro Selvagem e pesquisar culturas indígenas - Foto: Eduardo Enomoto

Tradução
Fransérgio e Marba vão apresentar a peça O Mal Dito, que foi traduzida por ela para o castelhano e agora se chama El Mal Dicho. É que Marba também dá aulas de espanhol para paulistanos privilegiados. A obra é baseada no autor uruguaio Isidore Ducasse.

Loco por ti
Fransérgio e Marba contaram à coluna que pretende continuar a pesquisa do Teatro Selvagem em outros países da América Latina, com foco, sobretudo, nas culturas indígenas. Fazem muito bem.

ENO 0098 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Rene Ramos, na praça Roosevelt, em São Paulo: peça sobre homem urbano - Foto: Eduardo Enomoto

Um dia de fúria
O ator Rene Ramos estreou nesta quinta (12) a peça Ulisses e Odisseu, no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt, em São Paulo. Ele ficará por lá até o fim de abril, sempre às quintas, às 21h. Ele conversou com o blog sobre o espetáculo, que mistura mitologia grega com a loucura em que vive o homem urbano. Veja o vídeo:

Quem vem de longe
José Eduardo Vendramini baseou-se em história reais de imigrantes libaneses para escrever a peça Cartas Libanesas, que estreia no dia 20 de março, no Sesc Ipiranga. A direção é de Marcelo Lazaratto. No palco, o ator Eduardo Mossri. Viva o respeito ao imigrante.

chuva constante Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Cena da peça Chuva Constante: da Broadway para o Teatro Vivo, em SP - Foto: Divulgação

Chiques e famosos
Uma penca de celebridades foi ao Teatro Vivo, em São Paulo, nesta quinta, acompanhar a estreia da peça Chuva Constante, com o galã Malvino Salvador.

A caminho de Hollywood
A obra de Keith Huff fez sucesso na Broadway. A montagem carioca tem direção de Paulo de Moraes. No elenco, também está Luiz Fernando Coutinho. O texto mostra o embate de dois grandes atores. Em Nova York, o elenco foi composto por Daniel Craig, o James Bond, e Hugh Jackman, o Wolverine. Steven Spielberg planeja transformar a peça em filme. Eita.

Foto Joao Caldas Fº 103037 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Lulu Pavarin e Ester Laccava estão juntinhas em Quando Eu Era Bonita - Foto: João Caldas

Sinopse
“Uma mesa de bar e duas mulheres. Entre um remedinho aqui e uma bebidinha ali, elas dançam, falam mal dos outros, e lembram, sem nenhum pudor, da época em que bebiam e nem ficavam bêbadas... pelo menos não tão bêbadas. Mas isso faz muito tempo, quando elas eram bonitas, porque hoje... bom, hoje...deixa pra lá”.

É hoje o dia
Esta aí acima é apenas a sinopse da peça Quando Eu Era Bonita, que estreia nesta sexta (13), às 21h, no Espaço dos Parlapatões, após fazer sucesso no último festival Satyrianas. A obra escrita e dirigida por Elzemann Neves traz um embate cênico poderoso: no palco estão nada mais nada menos do que Ester Laccava e Lulu Pavarin (a coluna usou ordem alfabética nos nomes para não dar briga, tá?). A obra fica em cartaz até 1º de maio, toda sexta, 21h. A coluna vai à estreia, é claro.

Agenda Cultural da Record News

Sexo perverso
Acontece nesta sexta (13), a partir da meia-noite, o primeiro ensaio aberto do retorno da peça A Filosofia da Alcova. A obra, baseada em Marquês de Sade, fez história com o Satyros sob direção de Rodolfo García Vázquez. Agora, está de volta para a alegria dos fãs da trupe underground.

Sexo perverso 2
Quem não se aguenta para ver a obra de novo fique esperto: o ingresso custa R$ 5 e a bilheteria abre às 23h. A apresentação marca a reabertura do antigo Satyros 2 que agora chama-se simplesmente Estação Satyros. A previsão de estreia de A Filosofia da Alcova é para o mês de abril.

phedra bobsousa2 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Phedra D. Córdoba está no elenco de A Filosofia da Alcova, de Marquês de Sade - Foto: Bob Sousa

Sexo perverso 3
No elenco, ainda há nomes da antiga montagem como a diva cubana Phedra D. Córdoba e o ator Henrique Mello. Mas, a grande maioria do elenco é nova. Entre os novatos estão Bel Friósi, Felipe Moretti, Suzana Muniz e Stethane Sousa, entre outros. A coluna vai também hoje à noite, é claro.

Liquidificador artístico
A ópera, o teatro e a dança se misturam no espetáculo O Burguês Nobre, que estreia neste sábado (14), às 20h, no Espaço Núcleo, no Ipiranga, em São Paulo. A produção do NUO (Núcleo Universitário de Ópera) tem direção de Paulo Maron. Vai, gente.

ivam cabral bob sousa3 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Ivam Cabral: ele vai dirigir a entrega da APCA e ainda vai receber o troféu de melhor espetáculo para Pessoas Perfeitas - Foto: Bob Sousa

Igual ao Oscar
Ivam Cabral vai dirigir a cerimônia de entrega do Prêmio APCA, que promete abalar as estruturas das artes brasileiras na próxima terça (17), no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, em São Paulo. Ele revela à coluna que prepara muitas novidades para o evento. A grande mudança será na dinâmica de apresentação dos ganhadores. Vai ser tão diferente do que já foi feito que a plateia sentirá um verdadeiro impacto profundo. Esperemos.

Não foi culpa do Rafinha
Falando em Ivam, agora como diretor da SP Escola de Teatro, ele falou à coluna que o adiamento da roda de conversa sobre humor na instituição neste sábado (14) não foi por conta da resistência dos aprendizes ao nome de Rafinha Bastos. Mas, sim, porque o ator Domingos Montagner, que participaria também do encontro, tinha gravação de novela no Rio. Além de Rafinha e Domingos, os outros palestrantes seriam Mario Viana e Raul Barretto, que coordena o curso de humor da SP. Ainda não há previsão de outra data para a roda de conversa.

CAFE COM QUEIJO foto Tina Coelho Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Cena da peça Café com Queijo, do Lume Teatro: temporada em São Paulo - Foto: Tina Coelho

Lume em SP
Aclamado grupo de Campinas, o Lume Teatro faz ocupação no Sesc Campo Limpo, em São Paulo, para celebrar seus 30 anos de história. E o melhor: a programação, que tem dois espetáculos, um bate-papo e um workshop, é de graça. Neste fim de semana tem a peça Café com Queijo, peça criada em 1999. Já entre 20 e 22 de março é a vez de Pupik – Fuga em 2.

Problemas na MITsp
Foi raridade uma peça começar no horário divulgado na 2ª MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). O público também sofreu com mudança de endereço de espetáculos de última hora e também de horário. Teve gente de outros Estados que se planejou para acompanhar o festival e foi prejudicada com as mudanças, inclusive tendo de perder peças que contava ver por conta das alterações. E essas pessoas investiram em passagem aérea, hospedagem... A coluna procurou a assessoria da MITsp, que não se pronunciou até o momento.

AHIA 4 Nacho Gómez1 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Peça vinda de Barcelona recriará esconderijo de Osama no Sesc Santana - Foto: Nacho Gómez

Cadê o Osama?
O esconderijo de Bin Laden vai ser transferido para o palco do Sesc Santana, em São Paulo, pelo menos nos dias 21 e 22 de março. É a peça Uma Casa na Ásia, da companhia espanhola Agrupación Señor Serrano. Na obra, o grupo recria o esconderijo do terrorista às vésperas de sua morte. Vai dar o que falar.

Beija eu
Os meninos da Cia. de Teatro Acidental se inspiraram em O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues, para criar sua nova peça, que estreia nesta sexta (13), na Oficina Cultural Oswald de Andrade, em São Paulo. O nome é gigante, como está na moda: O Que Você Realmente Está Fazendo É Esperar o Acidente Acontecer (ufa!). Carlos Canhameiro, da Cia. Les Commediens Tropicales, dirige o espetáculo.

Tá quase pronto
A peça Ludwig e Suas Irmãs já marcou data de estreia no Centro Cultural São Paulo. Será no dia 3 de abril. No elenco, Cléo De Páris, Lavínia Pannunzio e Jorge Emil. Eric Lenate dirige. O espetáculo foi criado a partir da obra Ritter, Dene, Voss, do autor austríaco Thomas Bernhard. Que chique.

shell 15 bobsousa121 Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Luciano Chirolli e Maria Alice Vergueiro: peça nova em abril em São Paulo - Foto: Bob Sousa

Cavalgada
Luciano Chirolli avisou a coluna que volta aos palcos no dia 10 de abril, na peça Why The Horse? (Cadê o Cavalo, em tradução livre), no Sesc Santana. A dramaturgia é de Fábio Furtado. No elenco, estão ainda Robson Catalunha, Carolina Splendore e Alexandre Magno. A direção é de Maria Alice Vergueiro, que completou 80 anos neste ano.

Turnê
A peça vai fazer verdadeira peregrinação pelos palcos paulistanos. Após o Sesc Santana, vai para os teatros municipais Alfredo Mesquita e João Caetano, em junho, e, em julho, aporta no Teatro Cacilda Becker. Coisa boa.

Teoria e prática
Maria Alice confessa a coluna que o formato da peça é o happening e que se baseou no trabalho de Alejandro Jodorowsky, mestre que faz questão de seguir. Então, tá.

O que faremos?
O Coletivo Quizumba faz entre 11 e 12 de abril sua 2ª Assembleia de arte. A grande pergunta será: como fazer teatro para jovens? Ai, que resposta difícil!

A viagem
Os gaúchos da Cia. Cênica estão em polvorosa. É que farão temporada da peça O Feio em São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso. Serão apenas três apresentações: 14, 15 e 16 de abril. Portanto, programe-se. Depois, não diga que a coluna não avisou.

o feio Cópia Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Do RS para SP: O Feio fará temporada no Teatro Sérgio Cardoso - Foto: Divulgação

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Abertura MITsp Auditorio Fotos Joao Valerio 50 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Zé Celso no Auditório Ibirapuera para a abertura da MITsp: aplaudido de pé - Foto: João Valério

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Mitos
Dois bastiões do teatro brasileiro, Zé Celso e Antunes Filho foram à abertura da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo), para convidados, na noite desta quinta (5), no Auditório Ibirapuera. Eles resistiram bravamente aos quatro atos da peça russa A Gaivota, que terminou à 1h30 da madrugada desta sexta (6) com plateia bem menor do que começou.

Há vagas
Com tanta gente dando a vida por um ingresso para ver a dita obra, chamou a atenção da coluna o grande número de assentos vagos no Auditório Ibirapuera. Podiam ter chamado os estudantes de teatro para encher o local. Eles ficariam eternamente agradecidos.

Sem noção
Em um dos momentos da encenação pós-moderna para a obra clássica de Tchekhov, um dos atores fica no corredor da plateia. Ao vê-lo ali, uma funcionária do Itaú Cultural, que administra o espaço, foi até o ator, com a obra em andamento, para dizer a ele que não podia ficar parado no corredor. Ordenou que buscasse seu assento. Sem entender o que ela dizia, já que fala russo, o ator deu um grito. A funcionária percebeu, então, que ele era do elenco e subiu rapidamente as escadas do corredor, constrangida.

gaivota ligia jardim Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

O diretor de A Gaivota Yuri Botusov, em primeiro plano, no palco do Auditório Ibirapuera - Foto: Ligia Jardim

Animadinho
O diretor Yuri Butusov estava tão animado, mas tão animado na peça, que tinha muito artista na plateia querendo saber a receita de tanta vitalidade.

Ai, que fome!
Uma amiga da coluna presente na abertura fez uma importante observação: quem levasse sanduíche para vender na abertura da MITsp iria ganhar um bom dinheiro. É que como o horário para chegar estava marcado para 18h30 no convite, muita gente atravessou São Paulo, no caos da hora pico, para estar no Ibirapuera a tempo. Na correria, a maioria não comeu. E no coquetel tinha champanhe, o que piorou a situação de muita gente. O café do espaço estava fechado.

Alívio
Teve quem correu à pista de skate ao lado do Auditório Ipirapuera para descolar uma batatinha frita que fosse. Senão, desmaiaria durante a peça.

Alento
Durante o primeiro intervalo, para alegria de muitos, foi servido amendoim, cafezinho e água. Assim, parte do público conseguiu sobreviver.

Precavida
Uma moça, muito esperta e chiquérrima, levou damascos em sua bolsa e comia antes de cada ato. Tinha gente olhando, aguada.

Martírio
A peça, marcada para começar às 20h, só teve início pouco antes das 21h. É que os discursos dos patrocinadores eram intermináveis. Da coxia, o diretor russo olhava, enfastiado.

A GAIVOTA MITsp2015 foto ligia jardim01 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena da peça A Gaivota, que abriu a MITsp nesta quinta (5) - Foto: Ligia Jardim

Homenagem
Justiça seja feita. Danilo Santos de Miranda, do Sesc São Paulo, fez questão de homenagear a todos os artistas e pensadores do teatro presentes no Auditório Ibirapuera na figura de Zé Celso. O diretor do Oficina se levantou para agradecer a deferência. Muitos o aplaudiram de pé.

luis miranda Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Luís Miranda: ousadia e deboche do mestre de cerimônias na abertura da MITsp - Foto: João Valério

Efusivo
Luís Miranda é ator talentoso. Isso todo mundo sabe. Mas, como mestre de cerimônias de abertura da MITsp, ele exagerou. Não pegou bem, por exemplo, quando se desfez do secretário de Estado de Cultura de São Paulo, Marcelo Mattos Araújo, dizendo que preferia receber no palco um diretor de Pinacoteca. A atuação forçada de trechos de Tchekhov entre as falas dos patrocinadores também passou do ponto. Assim como desmerecer a própria peça de abertura, falando de Tchekhov e da grande duração da obra (quase cinco horas com os três intervalos) com ar de desdém. Pegou mal.

A Viagem
Pedro Vilela, diretor do Grupo Magiluth, de Recife, chega a São Paulo nesta sexta (6), acompanhado da mulher, Mariana Holanda Rusu, só para acompanhar a MITsp bem de pertinho.

insubmissas 5 baixa Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Carlos Palma dirige a peça Insubmissas, no Teatro de Arena, em SP - Foto: Divulgação

Mulheres rebeldes
O sucesso foi tanto que a turma da peça Insubmissas precisou prorrogar a temporada no Teatro de Arena, em São Paulo, até 29 de março. Quatro mulheres fundamentais na história da ciência são apresentadas. Não faltaram na vida delas pitadas de preconceito, violência e discriminação. Mas, elas guerrearam até o fim. Tem sessão sexta e sábado, 21h, e domingo, 19h, com o Núcleo Arte Ciência no Palco. Estão todos convidados a ver e a aprender.

A Viagem
A peça América Vizinha, sucesso no ano passado no Grupo XIX de Teatro, agora fará turnê pelo interior de São Paulo. A diretora Juliana Sanches segue no comando.

Atarefado
Ivam Cabral, além de dirigir a cerimônia de entrega do Prêmio APCA no próximo dia 17 de março, também será o responsável pelo cerimonial da festa, com a ajuda de Eric Vecchione e Bruno Galvincio. A noite de gala será no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros, sob os olhares atentos do presidente da entidade, José Henrique Fabre Rolim.

Conchinha
O Prêmio Shell este ano resolveu não fazer sua festa justamente no mesmo dia da premiação da APCA. Ainda bem. Dessa vez, a entrega do Prêmio Shell de Teatro em São Paulo será uma semana antes, na próxima terça (10), no Espaço Villa Vérico, na Vila Olímpia. Mariana Lima, que ganhou o prêmio em 2011, vai apresentar. Será que vai ter protesto de novo?

eunaoerabonita Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Ester Laccava e Lulu Pavarin em cena da peça Quando Eu Era Bonita - Foto: Divulgação

Embate de divas
Ester Laccava e Lulu Pavarin, duas das melhores atrizes do teatro paulistano, estão juntas na peça Quando Eu Era Bonita, que estreia dia 13 de março no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt. Fazem duas amigas que se encontram na festa de confraternização da firma. Vai dar o que falar.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Vania e Sonia e Masha e Spike Photo by João Caldas 071 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Bianca Tadini, Elias Andreato e Marília Gabriela, de Branca de Neve - Foto: João Caldas

POR MIGUEL ARCANJO PRADO

Mocinha
Olha aí, que graça, Marília Gabriela, de Branca de Neve, em sua volta ao teatro. A jornalista e atriz faz sessão de pré-estreia para convidados selecionados a dedo no Teatro Faap, neste sábado (28) da peça Vanya e Sonia e Masha e Spike. A montagem celebra 40 anos de carreira do diretor Jorge Takla e é a primeira comédia que o moço dirige. A estreia para o público será só na próxima sexta (6).

Glória
O elenco da peça, além de Gabi, tem ninguém menos do que Teca Pereira, que volta aos palcos em grande estilo. O público paulistano estava morrendo de saudades dela. O espetáculo ainda tem o poderoso Elias Andreato, Patrícia Gasppar, Bruno Narchi e Bianca Tadini.

Vania e Sonia e Masha e Spike Photo by João Caldas 05 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Teca Pereira e Marília Gabriela em cena da peça - Foto: João Caldas

Dupla
Falando em Bianca Tadini, foi ela quem fez, ao lado de Luciano Andrey, a versão brasileira do espetáculo escrito por Christopher Durang. A dupla está com moral em fazer versões nacionais para textos da Broadway. Attilio Baschera e Gregorio Kramer fizeram o cenário. Já os figurinos foram desenhados por Theodoro Cochrane, o filho caçula de Gabi. Ah, a temporada vai até 19 de julho.

Momento atriz
A dedicação exclusiva à peça foi um dos motivos que Gabi alegou que a levaram a deixar seu programa no SBT.

A arte imita a vida
Na peça, Gabi vive uma estrela que namora um rapaz 30 anos mais jovem. Mas não tem inspiração nenhuma em sua vida real nem em seu namoro com Reynaldo Gianecchini, já coisa do passado. A peça, inspirada em Tchekhov, causou frisson na Broadway. Tanto que levou o Tony Award de melhor peça em 2013. É que Gabi gosta de coisa fina, né?

Vó e Chapeuzinho 1 cmik 1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Vovó e Chapeuzim: Cia. Articularte completa 15 anos - Foto: Divulgação

Parabéns
A Cia. Articularte, um patrimônio do nosso teatro de bonecos, está fazendo 15 anos. E é o público infantil que ganhará presente. Para ser mais específico, três de uma vez só. Coordenada por Dario Uzam e Surley Valério, a trupe fará uma mostra de repertório no Teatro Espaço Promon (av. Juscelino Kubitschek, 1830), em São Paulo. Serão encenados Chapeuzim Vermelho e o Lobo Marrom, O Trenzinho Villa-Lobos e A Cuca Fofa de Tarsila. As peças serão exibidas todos os domingos de março, às 15h30. Depois da celebração farta, a Articularte deve estrear ainda este ano a peça inédita Jorginho e o Dragão Camaleão. Esperemos.

Namoradinha
A peça A Volta para Casa encerra temporada neste domingo (1º) no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo. A direção é de ninguém menos que Regina Duarte.

Há vagas
Ainda estão abertas as inscrições para a oficina-montagem do musical Beatles num Céu de Diamantes em São Paulo, parceria da Möeller & Botelho e a Conteúdo Teatral. A obra é compilado de canções de Beatles. Interessados em uma das 30 vagas devem mandar foto, currículo e telefone de contato para beatlesdiamantes@outlook.com. As aulas começam em 6 de março, no Teatro dos Arcos, na Liberdade, em São Paulo. Sempre sexta e domingo, das 13h às 19h, por quatro meses. Os nove melhores alunos serão selecionados para o musical.

foto Carla envelhecendo objetos de cena Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Carla Candiotto transformou escorredores em luminárias - Foto: Divulgação

Haja luz
Casal na vida real, Carla Candiotto e Rodrigo Matheus estão unidos na peça Simbad, o Navegante. A união é luminosa. Eles transformaram antigos escorredores de macarrão em luminárias para a peça que estreia neste sábado (28) no Teatro do Sesc Pompeia. Quanta criatividade, né?

Cura
Ivam Cabral, que passou recentemente por tratamento para combater um câncer, anuncia: "Estou curado".

Cura 2
Após ficar internado, Ivam volta para casa neste fim de semana. Por conta da radiação, ficará isolado por dois ou três dias. "Depois, vida normal e eu tenho certeza, absoluta mesmo, que tudo isso será deixado no passado". A quem torceu por ele, manda o recado: "Um beijo carinhoso e obrigado pelo carinho". É isso aí, Ivam.

curta Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Angela Barros, Maristela Bueno, Fransérgio Araújo, Patrícia Vilela e Elder Fraga - Foto: Divulgação

Nóia
O diretor Elder Fraga e a roteirista Maristela Bueno receberam amigos no MuBE, nesta quinta-feira (26), para o lançamento do curta Nóia, protagonizado por Patrícia Vilela. No filme, ela faz uma dependente química. Na foto, os três estão com Angela Barros e Fransérgio Araújo, também do elenco. A exibição fez parte do projeto Cine Guerrilha.

Eu voltei
Depois de longa temporada em sua terra natal, a Bahia, a atriz Danielle Rosa está de volta a São Paulo. E trouxe chuva farta com ela. Que bom.

AAlmaEncatadora dasRuas3 GrupoTrama Credito PatriciaMatos1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Grupo Trama, de BH, apresenta A Alma Encantadora das Ruas em SP - Foto: Patrícia Matos

Viagem marcada
O Grupo Trama de Teatro, de Belo Horizonte, já está preparando as malas. Tudo por conta de uma temporada entre 6 e 8 de março no Galpão do Folias, ali do ladinho do metrô Santa Cecília, em São Paulo, com a peça A Alma Encantadora das Ruas. A obra é uma adaptação livre de Reinaldo Maia, do Folias, do texto clássico de João do Rio, o primeiro grande repórter brasileiro. Epaminondas Reis dirige Carlos Henrique e Rose Brant em uma peça que reflete a dureza do ambiente urbano.

Gente é diferente
Enquanto alguns deputados de Brasília tem verdadeiro horror em ouvir a palavra diversidade sexual, o Festival de Teatro de Curitiba adora. Tanto que selecionou três peças em sua Mostra Oficial de 2015 que abordam o tema: a brasileira Pessoas Perfeitas, do Satyros, a norte-americana Surfacing e a dinamarquesa Double Rite.

08565726022015 DoubleRite3 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Nudez: peça dinamarquesa Double Rite estará no Festival de Teatro de Curitiba - Foto: Divulgação

Em tempo
Ah, anote na agenda para não esquecer. O Festival de Teatro de Curitiba será realizado entre 25 de março e 5 de abril. Anotou?

Festa no busão
A Trupe Sinhá Zózima, que sempre fez suas peças dentro de um ônibus, ficou tão contente com o anúncio de ônibus noturnos pela Prefeitura de São Paulo que resolveu festejar. Os artistas marcaram uma festança no Terminal Parque Dom Pedro II, no centro paulistano, entre 0h30 e 2h na madrugada de sexta (27) para sábado (28). É a segunda edição do Motiva Bus. O DJ Rodrigo Silva promete um set list para abalar as estruturas. Ele adianta para a coluna que já selecionou muito groove, soul, rap, reggae e samba-rock. Ai, que gostoso!

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Marina Abramovic: expoente da performance em São Paulo - Foto: Divulgação

Vem, Marina!
A turma do Sesc Saõ Paulo está em polvorosa. Tudo porque começa dia 10 de março e vai até 10 de maio no Sesc Pompeia a exposição Terra Comunal - Marina + MAI, de ninguém menos do que Marina Abramovic, o maior nome da performance mundial. É a maior retrospectiva da artista na América do Sul. Para quem não sabe, Marininha é sérvia nascida em Belgrado, mas é radicada em Nova York, que ela não é boba. Além da mostra gigante, Marina vai se encontrar com o público no Teatro do Sesc Pompeia por oito vezes seguidas. É contato com o povo que não acaba mais. Ainda bem.

Passando o chapéu
Em 2010, Mateus Monteiro e Lara Hassum encenaram Fala Comigo Doce Como a Chuva, de Tennessee Williams, para um projeto de vídeo com direção de André Garolli. Cinco anos depois, voltaram à história em uma peça que junta dois textos do grande dramaturgo norte-americano: o que eles já encenaram e Lembranças de Bertha. O compilado resultou na obra Memórias (Não) Inventadas, que ainda tem no elenco Fernanda Viacava. Para juntar grana para levantar a montagem, o grupo optou por financiamento coletivo. As cotas vão de R$ 30 a R$ 2.000 (vai que tem alguém rico por aí, né?). Quem doar vai ganhar mimos, como DVDs, livros, convites e até o nome impresso no programa da peça. Se gostou da ideia e tá com a carteira cheia, clique aqui.

Agenda Cultural da Record News com Miguel Arcanjo Prado

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

ivam cabral bob sousa Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Ivam Cabral: diretor da cerimônia do Prêmio APCA - Foto: Bob Sousa

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Ivam, o diretor
Ivam Cabral vai dirigir a cerimônia de entrega do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), entidade da qual este vosso colunista é membro, no próximo mês. Vai contar com a assistência dos atores Gustavo Ferreira e Robson Catalunha, seus braços direitos no Satyros.

Cerimônia
A entrega do Prêmio APCA está marcada para a noite do dia 17 de março, uma terça-feira, no Teatro Paulo Autran, do Sesc Pinheiros, em São Paulo, como manda a tradição.

Parceria
Falando neles, Gustavo Ferreira entra em Pessoas Perfeitas, que levou o APCA de melhor espetáculo de 2014 ao lado de O Homem de la Mancha. Vai dividir o mesmo personagem, Ruy, com Ivam Cabral. A reestreia é nesta sexta (20), no Espaço dos Satyros 1, na praça Roosevelt, quando Ivam ainda estará no elenco. Na próxima semana, entra Gustavo, porque Ivam vai continuar a radioterapia. Em tempo: a peça estará no Festival de Teatro de Curitiba.

Mudança de Hábito229291 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Karin Hils será Deloris, papel de Whoopi Goldberg no cinema - Foto: Jairo Goldflus

Mudança de Hábito
Karin Hils está com o coração na mão. A atriz tem a responsabilidade de bancar um dos personagens mais famosos do cinema no teatro. Ela estreia como protagonista do musical Mudança de Hábito no próximo dia 5 de março, no Teatro Renault, em São Paulo.

Mudança de Hábito 2
O filme com Whoopi Goldberg, de 1992, é a grande inspiração, com a história de uma cantora de boate que precisa se esconder num convento. O musical já foi visto por 5 milhões de pessoas em 11 países. Luciano Andrey e Bianca Tadini assinam a adaptação. Fernanda Chamma é a diretora residente, e Vânia Pajares, a diretora musical residente.

Achados e perdidos
O ator Laerte Késsimos está precisando de seu livro O Que É Ser Rio e Correr, de Alberto Guzik. Ele emprestou para alguém, mas não lembra para quem. Se a pessoa for leitora da coluna, devolva, por favor. Em tempo: nesta sexta (20), será exibido em Nova York, no Viva Latino Film Festival, o filme Polícia e Ladrão, dirigido por Marcela Cardoso e com Laerte no elenco.

fagundes emanuel Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Fagundes Emanuel toca tamborim no desfile do bloco Agora Vai - Foto: Carol Peres

Percussionista
O ator Fagundes Emanuel foi um dos destaques na bateria do bloco Agora Vai, que desfilou no Minhocão na Terça-feira de Carnaval. Generoso, deixava alguns foliões tocarem seu instrumento durante a passagem do bloco.

Mexicana
Luna Martinelli, musa de nossos palcos, foi ao Agora Vai vestida de Frida Kahlo.

Transformista
Já o ator Ed Moraes preferiu ir de "Ed-Vyna", sua versão feminina que só será revelada ao mundo outra vez no Carnaval de 2016, segundo o próprio.

barbara bonnie1 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Musa do bloco: Bárbara Bonnie (à esq.), ao lado das amigas Fernanda Machado e Paula Garulo Klein no desfile - Foto: Reprodução

Musa
Bárbara Bonnie mais uma vez foi a musa absoluta do Agora Vai. Além de linda, é ótima atriz e ainda sabe sambar. Como diria o radialista mineiro Tutti Maravilha: "Tomou, padudo?"

 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Theodoro Cochrane: deixem o menino beijar em paz - Foto: Divulgação

Hipocrisia
Parte da mídia, mais retrógrada hoje que nos tempos da ditadura (quem duvida que vá ler exemplares do extinto Pasquim), resolveu pegar no pé do ator Theodoro Cochrane. Tudo porque o moço deu um beijo no Carnaval. Como se fosse algo do outro mundo.

Hipocrisia 2
O jornal carioca Extra, das Organizações Globo, publicou manchete com estardalhaço, dizendo: "Theodoro Cochrane opta pelo silêncio após beijo gay durante o Carnaval de Salvador". Como se o ator tivesse de se pronunciar sobre um "crime cometido".

Hipocrisia 3
Kil Abreu, jornalista e crítico teatral respeitado no País inteiro, faz avaliação didática do caso. Escutemos: "Não existe 'beijo gay'; existe beijo, abraço, amasso e ponto. Adjetivar nesse lugar é só mais uma forma de tentar sinalizar que 'aquilo não é natural'. Por isso, o camarada tem que ir a julgamento. Vai falar o quê? 'Sim, sou culpado' ou 'Olha, sou inocente'? Se as manifestações do tesão e do afeto causa frisson e fazem alguma diferença, por que não vão atrás dos casais héteros pra investigar por que beijaram ou não beijaram? Aqui, até o colunismo de fofocas é fascistóide". Sábio Kil.

Hipocrisia 4
Só para finalizar o tema Theodoro: praticamente todas as músicas do Carnaval da Bahia só falam em beijo. Portanto, nada mais natural que beijar por lá. Quem cada um quiser.

Filma eu?
Falando nisso, que mania é essa de as pessoas ficarem fotografando e filmando os blocos carnavalescos o tempo todo como se fossem todos paparazzi? Vai pular, se divertir, gente! Deixa o registro pro dia do casamento, da formatura, do batizado... Antigamente, era muito mais fácil pular o Carnaval em paz...

A pergunta que não quer calar
Alguns museus lá fora já proibiram paus de selfies em suas dependências. Os teatros deveriam fazer o mesmo?

deborah evelyn hora amarela Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Cena da peça Hora Amarela, dirigida por Monique Gardenberg: estreia em SP - Foto: Divulgação

Fanatismo
Monique Gardenberg estreia nesta sexta (20) no Sesc Bom Retiro a peça Hora Amarela. A obra do norte-americano Adam Rapp discute a intolerância religiosa e o preconceito. Quem comprou os direitos da peça, apresentada em Nova York com sucesso há três anos, foi Mônica Torres. Deborah Evelyn é a protagonista. Merda.

Prorrogou
Está decidido: a procura foi tanta que Branca de Neve fica no Teatro Bradesco, em São Paulo, até 28 de fevereiro.

felipe hirsch eduardo enomoto Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Felipe Hirsch: elegante com o público na estreia de Puzzle (D) em SP - Foto: Eduardo Enomoto

Quebra-cabeça
Grandes nomes do teatro paulistano estiveram presentes na estreia de Puzzle (D) na última sexta no Teatro do Sesc Vila Mariana. Nem parecia sexta-feira de Carnaval. Coisas de São Paulo. Se caísse uma bomba no local, o rombo nos palcos seria irreparável. Até Danilo Santos de Miranda, mandachuva do Sesc, foi.

Quebra-cabeça 2
Felipe Hirsch, o diretor, estava nervoso, mas recebeu o público elegantemente. Só relaxou no coquetel. Cida Moreira, que se apresentaria na noite, torceu o pé no ensaio e não conseguiu fazer sua participação. Felipe fez questão de justificar a ausência ao público antes de a peça começar. Um gentleman.

Quebra-cabeça 3
O comentário no coquetel de Puzzle (D) era um só: o talento de Magali Biff no palco.

Opinião de Hirsch
Falando em Felipe Hirsch, o diretor ficou estarrecido ao ver a Beija-Flor vencer o Carnaval carioca com patrocínio do ditador sanguinário da Guiné Equatorial: "Abro meu computador e leio a seguinte notícia: 'Beija-Flor é a campeã de 2015; Ditadura africana bancou o enredo'. Procuro ler outras matérias sobre o assunto e, sinceramente, acho que nosso País já está cavando o fundo do poço".

rodolfo garcia vazquez bobsousa2 Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Rodolfo García Vázquez acha que o problema do Carnaval é bem maior do que a ditadura da Guiné - Foto: Bob Sousa

Opinião de Vázquez
Rodolfo García Vázquez, diretor do Satyros, também comentou a polêmica sobre a vitória da Beija-Flor com a grana da ditadura africana: "Quem reclama do ditador africano que financiou o desfile da Beija-Flor não entende nada de Carnaval brasileiro. Tráfico de drogas, crime organizado, lavagem de dinheiro de governos estaduais, jogo do bicho, tudo isso sempre esteve por trás do maior Carnaval do mundo. Sem falar do reforço ao machismo e da mercantilização do corpo da mulher na figura da Globeleza e nas disputas sanguinárias das madrinhas de baterias pela autopropaganda. Guiné Equatorial é fichinha perto de tudo isso".

Coisas do Brasil
Mudando de polêmica, enquanto o Brasil inteiro está assombrado porque uma mulher usou um top de renda no trem, tem político em Brasília tentando tirar direitos legais das minorias sociais. E com isso ninguém se espanta.

Gente do teatro
O ator e diretor Rodolfo Lima não para quieto. Ele acaba de fazer o projeto Em Busca de um Indivíduo Cênico, que integra seu projeto de investigação do teatro gay na Casa Contemporânea, em São Paulo. Veja aí, abaixo, ele, de azul escuro, no meio, com os outros artistas que participaram do encontro. Uma alegria só.

rodolfo lima Por trás do pano   Rapidinhas teatrais

Rodolfo Lima e os artistas do projeto Em Busca de um Indivíduo Cênico, na Casa Contemporânea - Foto: Divulgação

 

Curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos palcos e nos bastidores

Descubra a cultura de uma maneira leve e inteligente

Todas as notícias que você quer saber em um só lugar

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes