Posts com a tag "sao paulo"

 

la tristura materia prima Cinco peças do Mirada sobem a serra rumo a SP

Pré-adolescentes falam texto de adultos na peça espanhola Matéria Prima: curtíssima temporada no Teatro Anchieta do Sesc Consolação nesta terça (9) e quarta (10) no Extensão Mirada em SP - Foto: Mário Zamora

Por MIGUEL ARCANJO PRADO*
Enviado especial do R7 a Santos

Não só os moradores da Baixada Santista podem ter acesso a peças do Mirada 2014, o Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos.

A mostra, que vai até o dia 13 com 40 peças de 12 países, selecionou algumas montagens para subirem a serra e conquistarem palcos da capital paulista e de unidades no interior de São Paulo.

A partir desta terça (9) começa a programação do Extensão Mirada, com cinco diferentes peças até 21 de setembro em cinco unidades do Sesc São Paulo: Bom Retiro, Campo Limpo, Consolação e Pompeia, na capital, e São José do Rio Preto, no interior.

Estão na programação viajante as peças Matéria-Prima/Espanha (Sesc Consolação, dias 09 e 10/09), El Husar de la Muerte/Chile (Sesc Campo Limpo, dia 14/09), SPAM/Argentina (Sesc Bom Retiro, dias 17 e 18/09), El Vientre de la Ballena/Colômbia (Sesc São José do Rio Preto, dia 17/09); Sesc Pompeia dias 20 e 21/09) e La Imaginación del Futuro/Chile (Sesc Consolação, dias 24 e 25/09).

Os ingressos do Extensão Mirada custam de R$ 12 a R$ 40.

*O jornalista Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Sesc São Paulo.

Leia a cobertura do R7 no Mirada

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja! 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

ariadna seixas Vou sentir saudade de meus shows na noite, diz Ariadna Seixas, que troca São Paulo por Floripa

Ariadna Seixas, na avenida 9 de Julio, em Buenos Aires, com retrato de Evita ao fundo - Foto: Arquivo Pessoal

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Quem frequenta o Espaço Beta e a sala de leitura no terceiro andar do Sesc Consolação, em São Paulo, notou nas últimas semanas uma ausência importante: a da atendente Ariadna Seixas.

Após conquistar o direito de ser mulher, ela virou notícia como exemplo a ser seguido ao passar em um concurso do Sesc São Paulo e ocupar o importante posto no Sesc Consolação, uma das unidades mais importantes da rede.

Sempre simpática com todos, Ariadna, que já foi miss, logo ganhou logo o carinho dos frequentadores do espaço. Mesmo assim resolveu se impor um desafio e revirar a vida pelo avesso.

ariadna seixas2 Vou sentir saudade de meus shows na noite, diz Ariadna Seixas, que troca São Paulo por Floripa

Ariadna Seixas, em Puerto Madero, com o marido: férias portenhas antes da mudança - Foto: Arquivo pessoal

Decidiu abandonar São Paulo e ir morar em Florianópolis, Santa Catarina.

Neste mês de setembro, curte férias em Buenos Aires, na Argentina, antes de colocar tudo em um caminhão: ela, o marido e a cachorrinha, e partir para a ilha catarinense.

O Atores & Bastidores do R7 conversou com a Ariadna, que contou o porquê da mudança.

— Na realidade deixei o Sesc Consolação desde o dia 11 de agosto, porque vou tentar algo novo em Floripa. Estou cansada de São Paulo e toda essa loucura, agitação, stress e poluição. Vou pra Floripa para ter uma qualidade de vida melhor, não que eu vá viver de sombra e água fresca, mas são outros ares, viver em uma ilha cercada de praias e natureza com certeza vai influenciar na vida, na saúde, na pele [risos].

Ela conta que já tem planos profissionais para Florianópolis.

— Lá em Floripa pretendo entrar no Sesc Cacupé, um Sesc estilo hotelaria, com certeza novos desafios. E se não der certo vou trabalhar com make up, que é o que eu amo fazer, não vou trabalhar com nada artístico, a não ser que as portas se abram por lá.

Saudade da noite paulistana

Ariadna ainda revelou do que sentirá falta de São Paulo.

— O que mais vou sentir saudade de São Paulo, a melhor lembrança é dos tempos que fazia shows na noite. Com certeza São Paulo me marca nisso. Em relação ao Sesc, jamais vou esquecer: o Sesc Consolação me abriu as portas, me aceitou, me respeitou e me fez crescer como pessoa e mulher. Saí de lá com muito aprendizado e, por que não, ensinando muito também.

Mesmo tendo feito tantos amigos na capital paulista, ela mostra estar resoluta em sua decisão.

— Com certeza sentirei falta, mas sou movida por desafios. Entrar em outro Sesc e reconquistar um novo espaço pra mim será maravilhoso, espero que consiga. Fico fora do Brasil agora em setembro e, voltando, me mudo para Floripa com meu marido e cachorinha. Já fechamos casa lá.

Boa sorte, Ariadna.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

danielle rosa foto eduardo enomoto Atriz Danielle Rosa vira embaixadora do teatro baiano no Festival do Teatro Brasileiro em São Paulo

A atriz do Teat(r)o Oficina Danielle Rosa: embaixadora do teatro baiano em SP - Foto: Eduardo Enomoto

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Foto EDUARDO ENOMOTO

Atriz do Teat(r)o Oficina, Danielle Rosa foi convidada para se tornar embaixadora do teatro baiano em São Paulo, durante o Festival do Teatro Brasileiro, que começa na próxima quinta (4), com 17 dias de farta programação na capital paulista.

Danielle recebeu o convite por ser baiana de Vitória da Conquista e ter se tornado figura querida da cena paulistana. Para a atriz o chamado foi "uma re-ligação" com suas "raízes". Como embaixadora, tem em seu poder vários convites a serem distribuídos a quem ela desejar. Também foram nomeados embaixadores os artistas Anderson Dy Souza e Ricardo Castro.

Em conversa exclusiva com o R7, Danielle comemorou o momento que chama de "rito de encontro".

— É um privilégio de poder estar nesta conexão junto aos meus parceiros de cena da terra de meu sangue. Por sermos baianos estamos no festival não somente para a divulgação de suas ações , mas para representar esta potência teatral da Bahia com seus encantos, axés. É um rito de encontro do teatro baiano com o teatro paulistano, momento de reencontro de artistas e de grande celebração do teatro! Evoé!

Ela integra o elenco da peça Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada, em cartaz no Oficina, e também de Walmor y Cacilda 64: Robogolpe, que o grupo dirigido por José Celso Martinez Corrêa apresenta na terceira edição do Mirada - Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, que começa na próxima quinta (4).

Foco baiano

Idealizado por Sérgio Bacelar, o Festival do Teatro Brasileiro, nesta edição focado na produção teatral baiana, tem nove espetáculos, dos quais sete são inéditos.

Haverá peças no CCBB-SP, na Sé, e também no Teatro Sérgio Cardoso, na Bela Vista, e no Teatro João Caetano, na zona sul. O evento tem sessões gratuitas e também a preço popular. Conheça a programação.

Além disso, haverá oficinas de qualificação artística e ciclo de dramaturgos. A expectativa é de que 1.600 alunos da rede pública de ensino participem das atividades. O festival terá o Cabaré da Rrrrraça, com o Bando de Teatro Olodum, a cantora Paula Lima e o ator Érico Brás.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

Elenco VIRA LATAS DE ALUGUEL foto by Weslei Barba 1 Veja os indicados em São Paulo ao Prêmio Shell de Teatro no primeiro semestre de 2014

Peça feita na comunidade de Heliópolis, em São Paulo, com direção Daniel Gaggini, Vira-Latas de Aluguel é indicada na categoria Inovação do Prêmio Shell - Foto: Weslei Barba/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O 27º Prêmio Shell de Teatro divulgou, nesta terça (22), os indicados paulistanos referentes ao primeiro semestre de 2014.

A peça Trágica.3 – Electra Medéia Antígona é o maior destaque desta primeira lista, com cinco indicações: direção, atriz, figurino, iluminação e música. Assim É (Se lhe Parece) vem em segundo lugar com três indicações.

Veja a lista completa:

Autor:
Leonardo Cortez por “Madito Benefício”
Sérgio Roveri por “Os que vem com a maré”

Direção:
Guilherme Leme por “Trágica.3 – Electra Medéia Antígona”
Marco Antônio Pâmio por “Assim é (se lhe parece)”

Ator:
Roney Facchini por “Ou você poderia me beijar”
Rubens Caribé por “Assim é (se lhe parece)”

Atriz:
Clara Carvalho por “Ou você poderia me beijar”
Denise Del Vecchio “Trágica.3 – Electra Medéia Antígona”

Cenário:      
Marco Lima por “Vidas Privadas”
Zé Valdir e Marcelo Lazzaratto por “Maldito Benefício”

Figurino:
Gabriel Villela e José Rosa por “Um réquem para Antonio”
Glória Coelho por “Trágica.3 – Electra Medéia Antígona”

Iluminação: 
Caetano Vilela por “Assim é (se lhe parece)
Tomás Ribas por “Trágica.3 – Electra Medéia Antígona”

Música:       
Fernando Alves Pinto, Letícia Sabatella e Marcello H por “Trágica.3 – Electra Medéia Antígona”
Jonatan Harold por “Florilégio musical II, nas ondas do rádio”

Inovação:
Projeto Vira-Latas de Aluguel pela projeção, capacitação e acessibilidade da linguagem teatral na comunidade de Heliópolis.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

 

 

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

sergio maciel lucinha araujo Ex namorado e mãe de Cazuza prestigiam estreia do musical sobre o cantor em São Paulo

O ex-namorado de Cazuza, Sérgio Maciel, o Serginho, e a mãe do cantor, Lucinha Araújo, prestigiaram Cazuza - Pro Dia Nascer Feliz no Teatro Procópio Ferreira, em SP - Foto: Caio Duran e Thiago Duran/AgNews; veja galeria

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Um batalhão de artistas compareceu ao Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo, na noite desta segunda (21), para acompanhar a sessão para convidados do musical Cazuza - Pro Dia Nascer Feliz. A obra, escrita por Aloisio de Abreu e dirigida por João Fonseca, chega à capital paulista após temporada de sucesso no Rio. Emilio Dantas vive Cazuza. O charme da apresentação especial paulistana foi a presença na plateia de Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, e de Sergio Maciel, o Serginho, que foi namorado do cantor. Ambos subiram ao palco, ao fim, após convite do elenco. Também estavam na plateia, entre outros, o casal Michel Teló e Thaís Fersoza e o diretor José Possi Neto. Veja a galeria completa com quem esteve por lá!

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

BRtrans Foto Lina Sumizono alta1 BR Trans fecha temporada em SP com bate papo

Entrada grátis: cena da peça BR-Trans, que termina temporada em São Paulo - Foto: Lina Sumizono

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Após sucesso no último Festival de Curitiba, a peça BR-Trans termina curtíssima temporada gratuita em São Paulo neste sábado (28), às 20h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade (r. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 0/xx/11 3222-2662).

O espetáculo traz o ator cearense Silvero Pereira em cena. Ele também é autor do texto, dirigido por ele e Jezebel De Carli. No enredo, o universo dos transgêneros, transformistas e transexuais. Em cena, muita graça e muita tristeza também.

Neste sábado (28), data em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBT,  o público paulistano pode participar de um bate-papo com Pereira, que integra o Coletivo Artístico As Travestidas. Começa às 17h.

Ele promete responder perguntas sobre o processo criativo da peça, que contou com investigação cênica na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. As entradas tanto para o bate-papo quanto para a peça podem ser retiradas sempre meia hora antes.

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Saiba o que os atores fazem nos bastidores

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer está num só lugar: veja!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

inti raymi 5 Marba Goicochea vive lenda andina em São Paulo

Nome importante dos palcos paulistanos, a atriz peruana Marba Goicochea, ao centro, participa da Festa do Sol no Memorial, em São Paulo - Foto: Antônio Andrade/Planeta América Latina

A atriz peruana radicada em São Paulo Marba Goicochea foi a uma das estrelas da Inti Raymi - Festa do Sol, realizada no último sábado (21), no Memorial da América Latina.

inti raymi 2 Marba Goicochea vive lenda andina em São Paulo

Brasil também foi lembrado na festa andina - Foto: Antônio Andrade/Planeta América Latina

Esta foi a primeira vez que a celebração foi feita no Brasil, comemorando a chegada do novo ano para os povos andinos, no caso, o ano-novo aimará 5.522.

Marba representou o Peru na festa que teve também a presença de bolivianos e chilenos radicados na capital paulista.

Segundo a tradição, no império Inca, os nobres se consideravam filhos naturais do Sol e deviam corresponder a ele com sacrifícios e oferendas.

inti raymi 4 Marba Goicochea vive lenda andina em São Paulo

Público acompanha atento ao festejo em SP - Foto: Antônio Andrade/Planeta América Latina

Os povos originários viviam da agricultura e dos ritos agrícolas em devoção à mãe Terra (Pachamama) e ao pai Sol (Inti).

Marba deu vida a Mama Ocllo, a deusa da fertilidade inca, ao lado dos atores bolivianos Mario Ayala (Inca Manco Capac), Hugo Fernando Vargas (Sumo Sacerdote) e Juan Casicanki (Shaman).

Também participaram os grupos bolivianos folclóricos Italaque, San Ponhada  e Kantuta Bolívia.

inti raymi 9 Marba Goicochea vive lenda andina em São Paulo

Grupos folclóricos bolivianos participaram da festa no Memorial - Foto: Antônio Andrade/Planeta América Latina

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

relampiao joca duarte Cangaço e cultura brasileira são temas de Relampião, peça da Cia. do Miolo, grátis em SP

Cultura popular brasileira no teatro: cena da peça Relampião, que terá sessão grátis dia 31 - Foto: Joca Duarte

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A Companhia do Miolo agendou para o próximo dia 31 de maio, um sábado, uma apresentação gratuita da peça Relampião.

Com parceria com a Cia. Pauliceia, a obra de rua tem como inspiração o cangaço brasileiro.

A sessão especial será às 15h, no largo do Rosário, na Penha, zona leste de São Paulo.

Para compor a montagem, o grupo de artistas mergulhou fundo na cultura nacional, investigando nossas raízes para criar uma obra que se comunica com qualquer plateia.

A luta do cangaço serve de mote para uma comparação com o mundo atual, repleto de Lampiões e Marias Bonitas, na visão do grupo.

Entre as inspirações confessas, as carrancas do Rio São Francisco e o movimento folclórico de folguedo cênico Cavalo Marinho.

Relampião
Quando: Sábado, 31/5/2014, às 15h (única apresentação)
Onde: Largo do Rosário, Penha, zona leste de São Paulo
Quanto: Grátis
Classificação etária: Livre

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

blog madame sata Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

O ator Sidney Santiago Kuanza em cena da peça Cartas a Madame Satã... - Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

São Paulo recebe neste fim de semana um contingente de mais de 4 milhões de turistas, que são atraídos à cidade por conta da 18ª Parada Gay, ou Parada do Orgulho LGBT, o maior evento do calendário da cidade. Eles gastam cerca de R$ 188 milhões. E boa parte deste contingente costuma ser público interessado em atividades culturais. O Atores & Bastidores do R7 selecionou alguns espetáculos na cidade que dialogam com este público. Veja só:

Os Crespos 035 ok 1 Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

Peça da Cia. Os Crespos na Roosevelt - Foto: Divulgação

Cartas a Madame Satã ou Me Desespero Sem Notícias Suas 
A nova produção da Cia. Os Crespos mostra um homem, vivido por Sidney Santiago Kuanza. Ele está em um quarto, onde que escreve cartas para Madame Satã, o lendário personagem da Lapa, bairro boêmio do Rio. Os atores Vitor Bassi e Luis Navarro participam em vídeo. Lucélia Sergio dirige a obra que aborda a homoafetividade de homens negros. "Vamos falar do assunto sem nos deixar intimidar por tabus", diz a diretora.
No Teatro Studio Heleny Guariba (praça Roosevelt, 184, metrô República, tel. 0/xx/11 3259-6940). Dia 2/5, 21h; 3/5, 21h; 4/5, 19h; 9/5, 21h; 10/5, 23h59; 11/5, 22h; 17/5, 21h; e 18/5, 19h. 14 anos. R$ 15. Até 18/5/2014.

Dark Room Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

Dark Room: descobertas - Foto: Divulgação

Dark Room
O texto de Mário Viana conta a história de um jovem chamado Wesley (Márcio Lima), que vai descobrir uma verdade desconcertante sobre seu pai. O mundo gay serve de cenário para esta descoberta, que promete deixar a plateia com o coração na mão em muitos momentos. No elenco, também estão Murillo Effe, que dirige a obra, e Natasha Rasha.
No Teatro do Ator (praça Roosevelt, 184, metrô República, tel. 0/xx/11 3257-3207). Sexta, 21h30. 16 anos. R$ 50. Até 25/7/2014.

o amante do meu marido Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

O Amante do Meu Marido: riso e preconceito - Foto: Divulgação

O Amante do Meu Marido
Um senhor aposentado tem um velho sonho: encenar uma peça de teatro. Até que consegue trabalho no palco, como um homossexual em uma peça. A situação gera situações complicadas para ele. Por meio do riso, a peça deixa evidente que o preconceito ainda está arraigado em boa parte da população.
No Teatro Ruth Escobar (r. dos Ingleses, 209, metrô Brigadeiro, tel. 0/xx/11 3289-2358). Sexta e sábado, 21h30; domingo, 19h30. 12 anos. R$ 50 e R$ 60 (sáb). Até 29/6/2014.

as mocas o ultimo beijo ricardo martins Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

Cena de As Moças: amor delicado - Foto: Ricardo Martins

As Moças - O Último Beijo
Na tumultuada década de 1960, com a ditadura e a repressão de pano de fundo, enquanto os jovens vivem o começo da era de liberação sexual, uma jornalista e uma jovem atriz dividem um apartamento e fazem importantes descobertas.
No Espaço dos Parlapatões (praça Roosevelt, 158, metrô República, tel. 0/xx/11 3258-4449). Quarta e Quinta, 21h. 14 anos. R$ 40. Até 15/5/2014.

humanidade Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

Cena da peça Não Fornicarás - Foto: André Stefano

E se Fez a Humanidade Ciborgue em 7 Dias
O grupo Os Satyros encena sete diferentes montagens todo domingo, a partir das 14h, cada uma com 50 minuto s de durção. Todas abordam a relação do homem contemporâneo com as novas tecnologias. E com o sexo também. Em Não Morrerás (15h30), a diva Phedra D. Córdoba canta Beatles.
No Espaço dos Satyros 1 (praça Roosevelt, 214, metrô República, tel. 0/xx/11 3258-6345). Domingo, entre 14h e 23h59. 16 anos. R$ 20. Até 28/9/2014.

 

PHEDRA ANDRE STEFANO Peças abordam diversidade sexual em São Paulo

Phedra D. Córdoba canta Beatles em Não Morrerás: todo domingo, às 15h30, no Satyros 1 - Foto: André Stéfano

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes

ivanov jorge etecheber3 Cearenses fazem Tchékhov grátis em SP e BH

De graça: Ivanov, do grupo Teatro Máquina, do Ceará, faz temporada em SP e BH - Foto: Jorge Etecheber

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O Teatro Máquina se prepara para uma série de quatro sessões grátis em São Paulo e mais quatro em Belo Horizonte de sua montagem Ivanov.

O grupo de Fortaleza, Ceará, se apresenta de 2 a 4 de maio no CIT-Ecum, no centro paulistano. No fim de semana seguinte, de 9 a 11 de maio, faz temporada no Galpão Cine Horto, em BH.

A peça, de tom melancólico, integrou o último FIT Rio Preto (Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto), quando foi vista pelo R7leia a crítica.

O segundo texto escrito em 1897 pelo autor russoAnton Tchékhov (1860-1904) revela a trajetória de um homem que vive em conflito, afinal, sua mulher está morrendo e ele se vê apaixonado por uma jovem.

A obra representa a decadência da aristocracia rural russa no século 19, às vésperas da revolução comunista que criaria a União Soviética no começo do século 20. Fran Teixeira assume a direção da montagem.

No elenco, estão Aline Silva, Ana Luiza Rios, Edivaldo Batista, Bruno Lobo, Levy Mota e Loreta Dialla.

Ivanov
Temporada em SP
Quando: Sexta, 21h; sábado, 19h e 21h; domingo, 20h. 70 min. De 2/5/2014 a 4/5/2014
Onde: CIT-Ecum (r. da Consolação, 1623, metrô Paulista, São Paulo, tel. 0/xx/11 3129-9132)
Quanto: grátis
Temporada em BH
Quando: Sexta, 20h; sábado, 19h e 21h; domingo, 19h. 70 min. De 9/5/2014 a 11/5/2014
Onde: Galpão Cine Horto (r. Pitangui, 3613, metrô Horto, Belo Horizonte, tel. 0/xx/31 3481-5580)
Quanto: grátis tanto em SP quanto em BH
Classificação etária: 14 anos

Curta nossa página no Facebook!

Leia também:

Fique por dentro do que rola no mundo teatral

Descubra tudo o que as misses aprontam

Tudo que você quer ler está em um só lugar. Veja só!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • Facebook
  • Netvibes
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com