Minha miss Universo de todos os tempos

Sim, agora voltamos com as postagens diárias!
E como já estamos em ritmo de Miss Universo, hoje o post é bem pessoal, e há um tempinho venho pensando nisso: se existisse um concurso de Miss Universo de todos os tempos, qual seria o meu top 3?

Mas antes, uma observação meio óbvia, até: se uma mulher não fica famosa, quais as chances de, décadas mais tarde, tomarmos conhecimento da beleza dela, né? A mulher mais linda da história pode ter vivido anonimamente, encantando apenas quem teve a sorte de conhecê-la. Então esta minha lista é, na verdade, não das mulheres mais bonitas de todos os tempos, e sim das famosas mais bonitas de todos os tempos. Tudo na minha singela opinião, claro!

As mulheres abaixo não foram misses, mas a brincadeira é assim mesmo.

3º lugar - Itália - Gigliola Cinquetti (nascida em 1947)

gigli Minha miss Universo de todos os tempos

Gigliola Cinquetti

Agora vocês, caros internautas do Tudo Miss, devem estar me achando uma cafona, porque Gigliola é um clássico do Eurovision, aquele concurso (tão kitsch quanto adorável) de música pop disputado por países da Europa. O euro pode acabar, a União Europeia também, mas nunca o Eurovision!
Gigliola me lembra a gaúcha Iêda Vargas, miss Universo 1963, só que com o plus de cantar Dio Come ti Amo e outros hits.
A italiana sempre foi natural, fresca, magra, elegante, serena e bem-vestida, desde que apareceu aos 16 anos cantando Non Ho l'Etá, toda dentucinha e bochechuda. E foi embelezando com o tempo...
Tanto que é belíssima ATÉ HOJE aos 64 anos (vai fazer 65 agora em dezembro). Sim, é a minha italiana favorita em beleza, mais que Sophia Loren, mais que Monica Bellucci. E ainda por cima, ela conhece os poderes de um vestido branco:

Gigliola Cinquetti canta La Pioggia por trailers no Videolog.tv.

2º lugar - Suécia - Agnetha Fältskog (nascida em 1950)

agnetha lipbite 1024x575 Minha miss Universo de todos os tempos

Agnetha Fältskog

Pois é, outra revelação musical do Eurovision. É a sueca mais linda (mais que Garbo, mais que Ingrid Bergman, mais que Anita Ekberg e todas as outras deusas suecas...), ainda que tenha começado a perder o encanto inexplicavelmente cedo, logo depois dos 30. Foi muito prejudicada pelos permanentes dos anos 80. Mas entre 74 e 79 foi meio imbatível, além de ter tido a bunda mais incrível já vista (pois é). E como beleza é, sim, um conjunto, claro que a clássica mordidinha do lábio inferior, marca registrada de Agnetha, contou pontos neste meu concurso.

E o título de miss Universo de todos os tempos iria para...
Estados Unidos - Rita Hayworth (1918 - 1987)

10104363 Minha miss Universo de todos os tempos

Rita Hayworth

Nova-iorquina do Brooklyn, nasceu Margarita Carmen Cansino, filha de um bailarino espanhol. Não era exatamente a beleza mais natural do mundo, já que o Harry Cohn, chefão da Columbia (e Osmel de Sousa de seu tempo), mandou fazer várias pequenas intervenções na moça, como eletrólise para aumentar a testa (!) e acentuar o pico-de-viúva, deixando o rosto da Rita num formato de coração. Mas deu certo e Rita se tornou, além de linda, irresistível. Era chamada "a deusa do amor".
Pena que começou a perder a beleza muito cedo, em parte por viver muito tristonha.
No auge, a beleza de Rita, ao menos para mim, chega a ser algo sensorial. Remete a, por exemplo, um anoitecer muito quente e abafado numa praia bem tropical, naquelas horas que antecedem uma festa incrível durante umas férias inesquecíveis.
E ninguém jamais conseguiu surgir mais translumbrante do que ela em You Were Never Lovelier (1942), dançando com Fred Astaire, ou em Gilda (1946). Nunca houve uma mulher como Gilda, tampouco um cabelo tão 'divo'.

Rita Hayworth - Put the Blame on Mame - Gilda por trailers no Videolog.tv.

Lembrei agora de um trecho muito bom do livro Ensaios de Amor, do filósofo Alain de Botton:

"Os rostos mais interessantes geralmente oscilam entre o charme e a deformidade. Há uma certa tirania da perfeição, até mesmo uma certa exaustão a seu respeito, algo que nega ao espectador um papel em sua criação e que se sustenta com todo o dogmatismo de uma afirmação não ambígua. A verdadeira beleza tem apenas alguns ângulos dos quais pode ser vista e, mesmo assim, não sob todas as luzes e não em todos os momentos. Ela flerta perigosamente com a loucura, assume riscos consigo mesma, não se ajusta de modo confortável com regras matemáticas de proporção, tira seu apelo justo daquelas áreas que também servirão à feiura. Proust disse certa vez que as mulheres de beleza clássica deveriam ser deixadas para homens sem imaginação."

E aí, você concorda com essa visão da beleza? Acha que o sujeito viajou na maionese? Pode comentar.

E se todas as famosas dos anos 80 para cá competissem no Miss Universo, e se pudesse haver reeleição? Conto num próximo post.

Saiba o que os atores fazem nos bastidores!

Veja mais:

Tudo pronto! Miss Brasil está nos EUA para participar do Miss Universo 2012

Fotos: miss Goiás tira a roupa em ensaio sensual

Miss brasileira faz sucesso pela América Latina e até vira 'Barbie humana'

Clássica, miss EUA se inspira em Audrey Hepburn

Eca! Miss já teve que comer galinha crua e até larva

Loiraça escapa de virar comida de guepardo na África

Preparador campeão diz: Não trocaria nenhuma vitória no Miss Brasil pelo Miss Universo

7 Comentários

"Minha miss Universo de todos os tempos"

5 de December de 2012 às 05:00 - Postado por gqsoares

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Márcio T
    - 07/01/2013 - 23:30

    Gostei de Rita Hayworth, bela escolha! Eu gosto muito de Audrey Hepburn, Ava Gardner,e Gracie Kelly, e as pernas de Cid Charisse!

    Responder
  • MARCIO
    - 09/12/2012 - 11:54

    pARABENS PELO BOM GOSTO

    Responder
1 2 3 4
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com