Veja como está a participação da candidata brasileira no Miss Universo

A nossa miss Brasil, a cearense Melissa Gurgel, está na Flórida, onde acontece o Miss Universo 2014. A bela está na luta para trazer o título que o País não ganha desde 1968, quando a baiana Martha Vasconcellos foi eleita.

Melissa foi muito bem ao posar para fotos oficiais, mas também andou cometendo alguns deslizes nos últimos dias: a maquiagem nem sempre está adequada ao evento e às vezes nem mesmo à beleza da nossa miss. Além disso, a brasileira está usando uns vestidos que não acomodam direito o busto. Não é questão de moralismo, não. Roupa tem que estar na medida certa. Quando fica muito peito de fora é porque a roupa tá apertada, ou seja, errada. Volta e meia ela também erra nos acessórios, com uns brincos exagerados e que não combinam com o restante do look.

A escolha pela calça branca justamente para tirar fotos com os pés descalços também pode não ter sido uma boa opção. Deixou nossa miss parecendo mais baixinha do que é. Melissa não é das mais altas da competição, e isso não chega a ser um problema, mas é melhor usar peças que deem a impressão de alongar o corpo, e não o contrário.

De qualquer forma, a cearense está caprichando no sorriso, parece bem alegre e sabe se projetar. E tudo isso conta muito!

Veja as fotos da nossa miss na Flórida e aproveite para deixar o seu comentário sobre a participação da Melissa, é claro!

Curta o Tudo Miss no Facebook!

Saiba o que os atores fazem nos bastidores!

Veja também:

Miss Universo: Venezuela esbanja simpatia, Alemanha faz cara de rica e Argentina mostra que está no páreo
Europeias se destacam no Miss Universo e ameaçam poder latino-americano
Miss Universo: Croácia mostra a calcinha, Noruega aposta em cabelo de Rapunzel e Rússia tira selfies
Miss Kosovo rói as unhas e mostra nervosismo no Miss Universo
Fotos: candidatas a miss Universo capricham nas poses em busca do título
De biquíni, candidatas dão início ao Miss Universo. Veja fotos
Candidata do Brasil a miss Universo começa bem a disputa pelo título. Veja fotos em alta resolução

Miss Universo 1966 lamenta morte de miss Brasil: ‘mulher maravilhosa’

Uni1966b Miss Universo 1966 lamenta morte de miss Brasil: mulher maravilhosa

A sueca Margareta Arvidsson, miss Universo 1966, inspirou a colega brasileira Ana Cristina Ridzi

gemeas  Miss Universo 1966 lamenta morte de miss Brasil: mulher maravilhosa

Ana Cristina Ridzi (à direita) ao lado da irmã gêmea, Maria Elizabeth

Vencedora do Miss Universo 1966, a sueca Margareta Arvidsson lamentou nas redes sociais a perda da miss Brasil daquele ano, Ana Cristina Ridzi, sua colega na disputa da competição internacional. A brasileira morreu neste sábado (10), aos 67 anos, em Petrópolis (RJ), em decorrência de um câncer de pulmão.

Margareta Arvidsson escreveu:

— Fico tão triste ao saber disso.

Curta o Tudo Miss no Facebook!

A miss Universo 1966 destacou que, apesar de não falarem o mesmo idioma, Ana Cristina e ela se sentiam muito próximas. De fato, nossa miss comentava, na época do concurso, que a sueca era "um amor" e que seus temperamentos combinavam.

No post, a sueca lembrou ainda a homenagem feita por Ana Cristina, que batizou a primogênita de Margareta. E mandou seus pêsames à xará e a toda a família da miss brasileira, a quem ela chamou de "mulher maravilhosa".

— A luz dela vai brilhar ainda mais forte agora.

Ana Cristina foi fumante por 46 anos e havia descoberto o câncer no ano passado.

Gêmeas

Ana Cristina era irmã gêmea de Maria Elizabeth Ridzi, dez minutos mais nova e que ficou em 2º lugar no Miss Guanabara 1966 (vencido por Ana Cristina). Na época, as duas trabalhavam como bancárias.

Na ocasião, o jornalista Justino Martins escreveu na revista Manchete que, na hora de decidir entre as lindas gêmeas, o júri do Miss Guanabara deu a vitória a Ana Cristina devido ao entusiasmo que ela passava:

— Quando Ana Cristina ria, Maria Elizabeth apenas sorria. Quanto ao resto, eram iguais, inseparáveis.

A vitória no Miss Brasil veio em seguida e, já muito popular, Ana Cristina seguiu para a disputa do Miss Universo, na Flórida (EUA), como favorita, embora ela mesma não se visse assim.

"Pareço mais uma estrangeira"

Ana Cristina dizia não ter esperança de ser eleita miss Universo. O motivo: julgava que, loira e com olhos claros, não representava bem a beleza brasileira. Ela e a irmã eram filhas de um engenheiro tcheco que lutou na Guerra Espanhola antes de se fixar no Brasil. A mãe era descendente de italianos.

Devido à loirice da candidata brasileira, até os jornalistas do evento achavam que ela era a miss Alemanha. Ana Cristina comentou com a irmã:

— Pareço mais uma estrangeira. Tanto que eu pareço mais miss Estados Unidos do que a própria miss Estados Unidos. Eu não sou um tipo brasileiro, apesar de ter muita vontade de ser.

Apesar do favoritismo, a brasileira não se classificou no top daquele Miss Universo, vencido pela sueca Margareta.

Após o concurso, Ana Cristina se casou com o produtor da TV Tupi e então responsável pelo Miss Brasil Sérgio Kattar (hoje já falecido), e a primeira filha do casal foi batizada de Margareta, em homenagem à miss sueca.

Saudades

Filha de Ana Cristina, Margareta [Gueta] Ridzi postou no sábado no Facebook:

— Hoje nossa Estrela de grandeza maior foi se juntar a outras tantas. Nos deixou pra brilhar no céu. Mãezinha, você sempre brilhará nos nossos corações.

Maria Elizabeth escreveu na mesma rede social:

— Você vai deixar muitas, muitas saudades!

E complementou:

— Minha metade, meu pedaço, te amando para sempre!

Ana Cristina deixa, além de Margareta, outros dois filhos, Sérgio e Krisna, e dois netos, Arthur e e Anna.

Saiba o que os atores fazem nos bastidores!

Morre a miss Brasil 1966, Ana Cristina Ridzi

gemeas1 Morre a miss Brasil 1966, Ana Cristina Ridzi

Gêmeas: Maria Elizabeth (à esq.) e a irmã, Ana Cristina, morta neste sábado (10)

Morreu neste sábado (10) aos 67 anos, em Petrópolis (RJ), a miss Brasil 1966, Ana Cristina Ridzi, que lutava contra um câncer no pulmão descoberto no ano passado.

O velório está previsto para este domingo (11), e a cerimônia de cremação está marcada para as 11h no Cemitério do Caju, no Rio.

Curta o Tudo Miss no Facebook!

A miss foi fumante por 46 anos e tentava largar a nicotina. Ela havia perdido os cabelos devido à quimioterapia.

Gêmeas

Ana Cristina era irmã gêmea de Maria Elizabeth Ridzi, dez minutos mais nova e que ficou em 2º lugar no Miss Guanabara 1966 (vencido por Ana Cristina). Na época, as duas trabalhavam como bancárias.

Na ocasião, o jornalista Justino Martins escreveu na revista Manchete que, na hora de decidir entre as lindas gêmeas, o júri do Miss Guanabara deu a vitória a Ana Cristina devido ao entusiasmo que ela passava:

— Quando Ana Cristina ria, Maria Elizabeth apenas sorria. Quanto ao resto, eram iguais, inseparáveis.

A vitória no Miss Brasil veio em seguida e, já muito popular, Ana Cristina seguiu para a disputa do Miss Universo, na Flórida (EUA), como favorita, embora ela mesma não se visse assim.

"Pareço mais uma estrangeira"

Ana Cristina dizia não ter esperança de ser eleita miss Universo. O motivo: julgava que, loira e com olhos claros, não representava bem a beleza brasileira. Ela e a irmã eram filhas de um engenheiro tcheco que lutou na Guerra Espanhola antes de se fixar no Brasil. A mãe era descendente de italianos.

Devido à loirice da candidata brasileira, até os jornalistas do evento achavam que ela era a miss Alemanha. Ana Cristina comentou com a irmã:

— Pareço mais uma estrangeira. Tanto que eu pareço mais miss Estados Unidos do que a própria miss Estados Unidos. Eu não sou um tipo brasileiro, apesar de ter muita vontade de ser.

Apesar do favoritismo, a brasileira não se classificou no top daquele Miss Universo, vencido pela sueca Margareta Arvidsson. Nossa miss, aliás, comentava que a sueca era "um amor" e que seus temperamentos combinavam.

Após o concurso, Ana Cristina se casou com o produtor da TV Tupi e então responsável pelo Miss Brasil Sérgio Kattar (hoje já falecido), e a primeira filha do casal foi batizada de Margareta, em homenagem à miss sueca.

Saudades

Filha de Ana Cristina, Margareta [Gueta] Ridzi postou neste sábado no Facebook:

— Hoje nossa Estrela de grandeza maior foi se juntar a outras tantas. Nos deixou pra brilhar no céu. Mãezinha, você sempre brilhará nos nossos corações.

Maria Elizabeth escreveu na mesma rede social:

— Você vai deixar muitas, muitas saudades!

E complementou:

— Minha metade, meu pedaço, te amando para sempre!

Ana Cristina deixa, além de Margareta, outros dois filhos, Sérgio e Krisna, e dois netos, Arthur e e Anna.

Saiba o que os atores fazem nos bastidores!

Página 4 de 337...Primeiro«23456»...Último