É devagar? Martinho da Vila faz participação relâmpago em festa de enredo sobre ele

IMG 20170520 180830422 1024x576 É devagar? Martinho da Vila faz participação relâmpago em festa de enredo sobre eleNada de "devagar, devagarinho". Martinho da Vila fez uma participação apressada no lançamento do enredo da Unidos do Peruche, que vai homenageá-lo no Carnaval 2018.

A quadra da escola, no bairro do Limão, zona norte da capital, estava lotada. O cardápio do sábado (20) era feijoada e samba. Tunico da Vila, filho de Martinho, fez um dos shows, que foi muito elogiado, mas acabou antes que o pai chegasse na agremiação.

Quando o homenageado chegou, foi anunciado com entusiasmo. A expectativa da comunidade era grande.

Em vez do palco, preferiu ir direto ao camarote. Acenou e saudou o público. À capela, cantou o refrão de Renascer das Cinzas, um do hinos de exaltação à Vila Isabel, escola de Martinho. Depois, tirou algumas fotos.

Quis saber um pouco sobre a homenagem e o retorno dele ao Carnaval de São Paulo (ele já foi homenageado pela Tom Maior, em 2009, quando a escola cantou Angola). Martinho, aos 79 anos e com a consciência de quem já não precisa mais provar nada para ninguém, foi direto: "Não, conversar aqui não. Sem entrevista".

E foi só. O sambista não experimentou a feijoada (maravilhosa, por sinal) preparada pela escola. Não assistiu à apresentação do enredo que vai homenageá-lo... Provavelmente, só vai ver tudo na avenida, durante o desfile, quando deve voltar a se encontrar com a Peruche.

IMG 20170520 185421171 1024x576 É devagar? Martinho da Vila faz participação relâmpago em festa de enredo sobre ele

Novo carnaval, nova equipe

Além do lançamento do enredo, houve a apresentação do novo casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira. Agora, Thais Paraguassu terá a companhia do sorridente Jefferson Gomes, vindo da Nenê de Vila Matilde.

Mauro Quintaes, novo carnavalesco da agremiação, falou sobre os planos para 2018. "Vamos fazer a Peruche voltar para o desfile das campeãs. Esse é o projeto da escola, esse é o objetivo", entregou.

O discurso, aliás, está alinhado com o do presidente Ney de Moraes, que admite reconhecer os erros do passado. "Nós estamos acertando. Cada dia que passa eu tô aprendendo alguma coisa", garantiu.

 

Juliana Paes aceita voltar a ser rainha de bateria e a gente já não vê a hora de o Carnaval 2018 chegar

 

15923728933 45eafcba81 z Juliana Paes aceita voltar a ser rainha de bateria e a gente já não vê a hora de o Carnaval 2018 chegar

Juliana Paes na comissão de frente da Viradouro em 2015

Tudo bem, já aviso logo de cara que a gente não vê a hora do Carnaval 2018 chegar independentemente de Juliana Paes.

Mas o fato é que, segundo o jornal Extra desta segunda-feira (15), a atriz fechou com a Grande Rio e aceitou ser a rainha de bateria da escola no próximo ano. É o retorno de uma das mais marcantes ocupantes do posto da história recente do Carnaval.

Juliana estreou como rainha na Sapucaí em 2004, na Viradouro. À época, ela era consagrada como um símbolo sexual do Brasil e a “gostosona do comercial de cerveja”. Mas não foi isso que tornou a estrela inesquecível.

Em seus cinco anos de reinado, Juliana Paes teve carisma, postura e muito samba no pé. Não era uma famosa siliconada tentando aparecer mais que cento e não sei quantos ritmistas. Era uma rainha que honrava o título e transformava todo mundo em súdito, dominava tudo por onde passava.

Tanto é que, desde 2008, um possível retorno da atriz ao Carnaval era um sonho que pairava no imaginário de foliões. Ela até deu um gostinho em 2015, quando retornou a Viradouro como destaque da Comissão de Frente. Na ocasião, dispensou voltar à bateria.

A aproximação com a Grande Rio se intensificou em 2017, quando desfilou em um carro no desfile em homenagem a Ivete Sangalo. Segundo o jornal Extra, o anúncio oficial de Juliana Paes deve acontecer nos próximos dias.

Um sonho agora seria ter também outra atriz de volta à Sapucaí: Paolla Oliveira. Ela, que parece estar em um dos melhores momentos da carreira, era outro furacão como rainha de bateria da Grande Rio em 2009 e 2010. Saudades!

O que falar de Almir Guineto?

13407269 1361261900568542 9114635265706329294 n O que falar de Almir Guineto?

"Um raio de luz
Do sol voltará a brilhar
Que se apagou e deixou noite me meu olhar"
(Mel na Boca)

O que falar de um cara criado no samba no Salgueiro? Que tem o mesmo sangue de alguém que fez o grupo Originais do Samba?

O que falar de alguém que brilhava no Cacique de Ramos? Que foi um dos fundadores do Fundo de Quintal, uma das mais - se não a mais - importantes bandas de pagode de todos os tempos?

O que falar de alguém que foi gravado pelos principais nomes do samba? Alguém que defendeu esse ritmo durante toda a vida? Que foi um de seus mais sensíveis compositores?

Almir Guineto morreu  na manhã desta sexta-feira (5), aos 70 anos. Ele estava internado no Hospital Clementino Fraga Filho, no Rio, e não resistiu às complicações causadas pela diabetes e por problemas renais.

Almir Guineto morreu, mas sua obra vive. Enquanto houver um batuque, um banjo ou um cavaquinho tocando, ele estará presente em forma de poesia. É isso que dá para falar desse cara agora!