Posts de: novembro/2014

Luma de Oliveira faz bem em ficar de fora da Sapucaí

 Luma de Oliveira faz bem em ficar de fora da Sapucaí

Luma de Oliveira brilhou durante anos na Sapucaí: "Já dei meu recado"

Muita gente comemorou nesta semana a possibilidade de Luma de Oliveira voltar à Sapucaí. O assunto começou quando Thor Batista resolveu homenagear a mãe com uma foto dela no Carnaval. Na legenda, escreveu “Lá vem ela...”.

Em entrevista ao jornal Extra, a eterna musa negou qualquer possibilidade de retorno.

—Não estou voltando. Já dei meu recado. Tudo tem um começo, um meio e um fim. Encerrei meu ciclo. Depois de ser rainha por vários anos, fui enredo da Estácio. Deixei o posto desfilando à frente da bateria da Portela, que sempre foi meu sonho, desde quando eu tinha 16 anos.

Luma está certa. Sua história já está escrita. Foram anos roubando a cena, mostrando samba no pé e criando polêmicas. Não há por que voltar agora para ser apenas mais uma.

Convenhamos, a beldade brilhou em todas as escolas que passou — e foram várias. Talvez, justamente por isso, ela não é a cara de nenhuma agremiação. É muito diferente de olhar, por exemplo, para Pinah. Não tem como vê-la sem associá-la à Beija-Flor. Há identidade.

Luma era a Luma. Sempre se destacou sozinha. As escolas eram apenas um meio para que ela fizesse seu show. Até aí, tudo bem. Mas onde ela se encaixaria hoje?

Seria justo com a memória dela colocá-la à frente de uma bateria? Fazer com que ela acabasse comparada a beldades que não tem um terço de sua história, mas gozam do frescor — e do pique — dos vinte e poucos anos? Valeria a pena fazer com que ela desfilasse como destaque de chão para ter que brigar por espaço com panicats, smurfettes e tantas outras “etes” que surgem no Carnaval?

luma Luma de Oliveira faz bem em ficar de fora da Sapucaí

Luma foi enredo da Estácio de Sá em 2012

Uma coisa é Luma ser homenageada, como foi pela Estácio de Sá em 2012. Ou como a Mocidade Independente de Padre Miguel sabiamente fez para Monique Evans em 2014.

Posso estar sendo injusto, mas não vejo novas Lumas, Moniques ou Luizas Brunet nos desfiles de hoje. Há personalidades que brilham, como Viviane Araújo e Sabrina Sato. Mas não com o mesmo efeito que as "titias" provocavam.

Pessoalmente, prefiro aquelas que se identificam com uma agremiação. Se é para ser famosa, acho muito melhor ter a Susana Vieira na bateria, que é Grande Rio e sempre vai ser, do que alguém que tem o corpo escultural, mas está a cada ano dando pinta em um barracão diferente.

Posts Relacionados

Otimista, Monarco comemora nova fase da Portela: “Depois do desfile de 2014, tudo mudou”

monarco falcon div Otimista, Monarco comemora nova fase da Portela: “Depois do desfile de 2014, tudo mudou”

Monarco durante o desfile da Portela de 2014: Jejum de títulos já dura 30 anos

Presidente de honra da Portela, Monarco está muito esperançoso com os preparativos da azul e branco de Madureira para o Carnaval 2015. O cantor e compositor diz que o clima na escola mudou muito desde o terceiro lugar neste ano.

— Eu não gosto nem de lembrar porque me traz péssimas recordações. Mas o portelense vinha sofrendo muito. Até o ano passado, quando eu andava na rua, só ouvia gente se lamentando. Depois do desfile de 2014, tudo mudou.

Líder da velha-Guarda Show, Monarco revela que a expectativa de quebrar o jejum de títulos, que já dura 30 anos, já contagiou até “quem não vive o dia a dia da Portela”.

O sambista, no entanto, ressalta que espera ver a comunidade fazendo a sua parte para a escola conquistar o 22º título.

— Outro dia, na quadra, peguei o microfone e falei que quero todo portelense cantando forte. Falei que não quero ninguém de boca fechada naquela avenida. O samba já está na boca do povo, na rua. Tenho certeza que vamos fazer outra vez um grande desfile.

Posts Relacionados

Trocada por Mariana Rios, Ana Paula Evangelista volta a reinar em Padre Miguel: “É a finalização do sonho”

DM4 7012 1024x683 Trocada por Mariana Rios, Ana Paula Evangelista volta a reinar em Padre Miguel: “É a finalização do sonho”

Ana Paula Evangelista posa como rainha de bateria da Unidos de Padre Miguel

Ana Paula Evangelista foi o assunto no pré-Carnaval 2014. Poucas semanas antes do desfile, a musa foi destronada do posto de rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel e trocada por Mariana Rios.

Agora, a passista vai ter a chance de voltar a reinar na comunidade. Mas, desta vez, na Unidos de Padre Miguel. Para ela, é a chance de concluir o que deixou pendente no Carnaval.

— O meu sonho era ser rainha de bateria da minha comunidade. É a finalização do meu sonho. Eu representei a Mocidade por sete meses. Para mim, Carnaval não é só a Marquês de Sapucaí. Agora vou ter a chance de finalizar isso.

Ana Paula diz que o episódio na Mocidade ficou no passado.

— Eu tenho contato com todo mundo, de todos os segmentos: ritmistas, harmonias. Eles também desfilam na Unidos de Padre Miguel e foram eles que conseguiram me levar para lá. Isso já é uma prova do quanto eu sou querida. Não guardo mágoas de ninguém. Nem eles mesmos [a diretoria da Mocidade] sabiam o quanto eu era querida.

Apesar de voltar ao posto de rainha pelo Grupo A, Ana Paula não deixar o posto de musa da Unidos da Tijuca, que assumiu em 2014 após deixar a Mocidade. Segundo ela, sua fantasia já está até em produção.

— Foi uma escola que me abraçou. Desfilei como musa e fomos campeões. Não podia abandoná-los.

A apresentação para a comunidade da Unidos de Padre Miguel acontece nesta sexta-feira (21). Em dezembro, a escola deve fazer uma festa de coroação de Ana Paula Evangelista.

Posts Relacionados

1 2