Que saudades do Carnaval 2015

Entre as milhares de notícias do cenário político que me roubam a atenção (e o tempo) nos últimos dias, uma memória do Facebook me chamou a atenção. Trata-se de um vídeo com um trecho da apresentação da Vai-Vai na quadra do Salgueiro em 2015. Confesso que pirei novamente com ele.

E aí, perdido em meus pensamentos, queria dizer: que saudade do Carnaval 2015! Foi bom demais. Primeiro porque teve essa apresentação que já mencionei (e o vídeo segue abaixo). Esse samba da Vai-Vai, que homenageou Elis Regina, pode não ser, para compositores de samba, a melhor obra já criada para a avenida. Mas, pensando como folião — que é o que sou — é memorável. Não me lembro até hoje de ver o sambódromo de São Paulo tão cheio em um ensaio técnico quanto nesse ano. As arquibancadas vinham abaixo com aquele refrão emprestado de "Maria Maria". A avenida explodia. E podemos dizer que ele garantiu o campeonato da Saracura sozinho. Se a escola não colocasse nenhum carro, nenhuma fantasia, só o povo na rua, o título ainda seria deles, tamanho a comoção que causava.

Foi também no Carnaval de 2015 que o Salgueiro, homenageando Minas Gerais, fez essa Comissão de Frente incrível.

A atriz Marília Pera foi homenageada pela Mocidade Alegre em um desfile incrível, digno da competência da estrela. A performance ganhou ares ainda mais saudosos por ter sido, naquele mesmo ano, em dezembro, que ela morreu, vítima de um câncer de pulmão.

PP  CarnavalSP2015  Mocidade Alegre 201502150200 850x566 Que saudades do Carnaval 2015

A Grande Rio colocou à frente da bateria Susana Vieira e David Brazil, dois nomes que melhores representam a escola de Caxias e fizeram uma festa no posto.

16359156758 aac3fec2c1 z Que saudades do Carnaval 2015

Falando em Grande Rio, só o título do enredo já é brilhante: "A Grande Rio é do baralho!"

logo enredo grande rio int Que saudades do Carnaval 2015