Carnaval 2013

9/2/2013 às 05h40 (Atualizado em 9/2/2013 às 06h52)

Dragões da Real transforma o Sambódromo do Anhembi em um reino encantado

Samba-enredo lúdico fará menções ao símbolo da agremiação, rainhas e castelo

Do R7

Escola de samba Dragões da Real trouxe para avenida histórias de dragão Eduardo Enomoto/R7

Pelo segundo ano desfilando no Grupo Especial, a escola de samba Dragões da Real trouxe para avenida histórias intrigantes sobre a figura do Dragão, símbolo da agremiação. De maneira lúdica e com muito vermelho e dourado, os componentes transformaram o Sambódromo do Anhembi em um verdadeiro castelo.

A escola entrou na avenida por volta das 5h40 deste sábado (9). A chuva, que havia dado uma trégua durante toda a noite e madrugada, voltou a cair no começo do desfile da escola.

Leia mais notícias sobre o Carnaval de SP 2013

Na história contada pela escola, a corte foi o público, a pista de desfile foi o no salão, as baianas representaram a rainha e os componentes da Dragões da Real foram a nobreza.  O narrador estava de bobo da corte. Ele contou a trajetória de alguns dragões como o “Ningishzida”, um dos mais antigos símbolos deste ser mitológico que já foi representado como guardião de florestas e tesouros.

Ao final do enredo, o bobo se torna imortal ao receber metade do coração de um dragão.

A escola foi a penúltima a desfilar na sexta-feira (8) com o samba-enredo “Dragão, guardião real, mostra seu poder e soberania na corte do Carnaval”. O carnavalesco da agremiação é André Cezari, o mesmo da Beija-Flor.

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola foi Rubens e Lyssandra. A rainha da escola foi Simone Sampaio e a madrinha de bateria foi Cacau Colucci.

Um dos carros lembrou o clássico desenho Caverna do Dragão. O último carro da escola trouxe um dragão gigante vermelho, que foi coroado rei.

O penúltimo desfile da noite terminou por volta de 6h40 deste sábado, com 63 minutos de duração. O presidente da Dragões Renato Rodrigues, o “Tomate”, chorou de emoção.

— O que interessa é o que a gente acha. O resultado do jurado pouco vai importar.

Dragões da Real

Presidente: Renato Rodrigues (Tomate)
Carnavalesco: André Cezari
Rainha de bateria: Simone Sampaio
Intérprete: Daniel Collête
Classificação em 2012: 8ª colocada
Enredo: Dragão, guardião real, mostra seu poder e soberania na corte do Carnaval

Veja mais notícias na nova home do R7



 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
  • Últimas de Carnaval 2013

  • Últimas de Entretenimento

  • 13h25
    Comida e Receitas
    • Compartilhe no Facebook
    • Compartilhe no Twitter
    • Compartilhe no Google Plus

  • 13h20
    Comida e Receitas
    • Compartilhe no Facebook
    • Compartilhe no Twitter
    • Compartilhe no Google Plus

  • 13h15
    Comida e Receitas
    • Compartilhe no Facebook
    • Compartilhe no Twitter
    • Compartilhe no Google Plus

  • 13h10
    Comida e Receitas
    • Compartilhe no Facebook
    • Compartilhe no Twitter
    • Compartilhe no Google Plus

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!