Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Minas Gerais

16/1/2013 às 20h00 (Atualizado em 16/1/2013 às 20h00)

Blocos com nomes inusitados divertem foliões em BH

Dos mais de 50 blocos existentes na cidade, alguns se destacam pelos nomes curiosos

Do R7

Inspirado em um vídeo de sucesso na internet, o bloco Cacete de Agulha é representante do bairro Santa Efigênia, região leste de BH Divulgação/Belotur

O Carnaval em Belo Horizonte é conhecido pelos blocos de rua, que enchem de música e alegria as ruas nos dias da folia. Em todas as regiões da cidade, milhares de pessoas se reúnem para cantar as tradicionais marchinhas e aproveitar a festa com os 50 blocos existentes em BH. E uma das principais atrações dos grupos carnavalescos é a irreverência dos nomes de batismo.

Representante desta classe, o “Cacete de Agulha” foi criado em 2011, no bairro Santa efigênia, na região leste da capital, por um grupo de amigos que queria curtir o carnaval em Belo Horizonte. Segundo um dos criadores do bloco, o músico Eduardo Garcia (Garbo), o nome é uma homenagem a um vídeo que é fenômeno no Youtube. Um cidadão, ao fazer uma doação de sangue, acaba soltando a pérola ao sentir a dor da agulhada.

— Ele começa o vídeo meio tímido, vai ficando saidinho e acaba ficando engraçado no fim. Achamos muito legal, principalmente por ele ser mineiro. Assistimos mais de 300 vezes e temos este vídeo como um clássico.

O bloco Cacete de Agulha sai no domingo de carnaval (10 de fevereiro). A concentração começa a partir das 10h, no Bar Brasil 41, na avenida Brasil, onde começa a festa. Depois os foliões saem em caminhada por toda a via até a Praça da Liberdade, onde acontece o encerramento. A expectativa é que aproximadamente 1.000 pessoas acompanhem o grupo.

Outro bloco que chama a atenção pelo nome é o “Trema na Linguiça”, do bairro Santo Antônio, na região centro-sul de BH. Segundo Carlos Rocha, presidente do clube Mackenzie e organizador do bloco, a ideia do nome surgiu de uma brincadeira com a nova norma ortográfica, que tirou o trema das palavras.

— No começo era “Não Trema na Linguiça”, mas mudamos o nome como uma forma de brincadeira, dizendo que somos a favor da ortografia, por isso passamos a chamar o bloco de “Trema na Linguiça”.

Criado há seis anos, o grupo reúne em média 500 pessoas por ano, sendo que a maioria é de moradores das imediações do clube, onde acontece a concentração do bloco. Este ano o grupo irá começar os festejos mais cedo, no dia 26 de janeiro, sendo um dos primeiros a brindar o carnaval.

Tradição quebrada

Um dos representantes dos nomes inusitados, e um dos mais tradicionais da cidade, o blocos “As Virgens do Formigueiro Quente”, da região de Venda Nova, corre o risco de quebrar uma tradição de 20 anos de festa devido à falta de recursos. Comemorando 20 anos de existência em 2013, o nome do bloco tem origem no grupo de quadrilha Formigueiro Quente, que há 46 anos participa das festas juninas de BH. 

Segundo o fundador e presidente do bloco, William Claudino, nos dois últimos anos eles não receberam a verba da Belotur, e ele teve que arcar com os custos do próprio bolso. Apesar de triste com a situação, ele afirma não ter condições de manter sozinho a tradição.

— Ano passado eu gastei quase R$ 10 mil do meu próprio bolso pra colocar o bloco na rua. Infelizmente, não posso fazer isto este ano. Hoje está muito burocrático para conseguir a liberação da verba, gasta-se muito com documentação para fazer um evento de um dia.

Confira alguns nomes de blocos de BH

Podia ser Pior

Trema na Linguiça

Diz que Me Ama, Pô!

Mamá na Vaca

Sagrada Folia

Banda Mole

Sou Bento, Mas Não Sou Santo

Bloco do Angu

Bloco da Tetê, a Santa

Virgens do Formigueiro Quente

Chama o Síndico

Beijo Elétrico

Então, Brilha!

Impresta 10

Bloco do Approach

Cacete de Agulha

Tico-Tico Serra Copo

Batiza Esse Nenê

Vira o Santo

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Minas Gerais

  • Últimas de Carnaval 2013

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!