Minas Gerais

17/1/2013 às 19h30 (Atualizado em 17/1/2013 às 19h30)

Desfile de escolas de samba e blocos caricatos em BH deve reunir 80 mil

Agemiações acertam os detalhes finais para o espetáculo na av. dos Andradas nos dias 10 e 11 de fevereiro

Juliana Ferreira, do R7 MG

Canto da Alvorada foi campeã no Caarnaval de 2012 Divulgação / Juca Sousa

Os preparativos estão a todo vapor nos galpões da escolas de samba da capital mineira. As inscrições só se encerram no dia 25 deste mês, mas os carnavalescos acertam os detalhes finais para apresentar um espetáculo às 80 mil pessoas esperadas na avenida dos Andradas, na região central de Belo Horizonte, nos dias 10 e 11 de fevereiro.

A expectativa da Belotur (Empresa de Turismo de Belo Horizonte) é que o público dobre em relação ao ano passado, quando 40 mil encheram as arquibancadas. Bicampeão do Carnaval de 2012, o presidente da Canto da Alvorada, Carlos Alberto Damasceno, disse que não "está de brincadeira" e vai subir a avenida para ganhar.

— Vamos falar da obra de Iara Tupinambá, maior artista plástica do País viva hoje. Nós trabalhamos ao longo de 2012, fizesmo pesquisa, desenvolvimento do enredo. Estamos na fase final, de pintura de alegorias, fantasias, costureiras.

Sobre a qualidade da concorrência, ele não tem dúvidas de que a cada ano, BH vai desenvolver um Carnaval mais competitivo.

— No período dos próximos cinco anos, teremos um grande carnaval em BH, com nossas características, com nossa mineiridade, respeitando nossas tradições. Nós temos exmplos disso, como São Paulo e Vitória.

Considerada uma das agremiação mais tradicionais da cidade, A Escola de Samba Cidade Jardim carrega na memória 11 títulos consecutivos, de 1963 a 1973. Para vencer a batalha em 2013, o presidente, Alexandre Silva Costa, aposta na irreverência do tema Cada Louco com sua Loucura

— Estamos reciclando e dando ao nosso carnval a cara de Minas.

São esperadas pelo menos seis escolas neste ano, divididas em dois grupos, A e B. O domingo e a segunda de Carnaval também contarão com o desfile dos blocos caricatos, que agitam o público todos os anos com as fantasias irreverentes.

Os mais aguardados são os três primeiros lugares de 2012: Por Acaso, Mulatos do Samba e Bacharéis do Samba. Os nove blocos concorrem em três grupos, A, B e de acesso. A programação dos desfiles ainda não foi divulgada pela prefeitura.

 

Conheça as escolas de samba e blocos caricatos de Belo Horizonte

Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova A escola surgiu há oito anos, em uma reunião da família Gonçalves, no bairro São João Batista, na região de Venda Nova. Cerca de 450 componentes desfilam, desde 2005, representando a agremiação das cores azul e rosa, que tem como símbolos um pandeiro e uma fênix. A Acadêmicos de Venda Nova foi campeã em 2008, com o enredo sobre o Rio da Velhas, e em 2009, quando cantou sobre os problemas enfrentados pelo planeta.

Escola de Samba Chame-Chame A Chame-Chame nasceu em 2007, quando moradores do bairro Salgado Filho, na região oeste da cidade, promoveram um carnaval de rua e se entusiasmaram com a ideia de criar uma escola de samba. No ano seguinte, entrou pela primeira vez na avenida. Conquistou o primeiro lugar em 2010, ao falar do Brasil e seus impérios, e o vice-campeonato em 2011, quando levou a arte circense para as ruas.

Escola de Samba Canto da Alvorada Campeã no ano passado com, a agremiação venceu a competição quatro vezes seguidas, entre 2004 e 2007. Fundada durante um bate-papo na sede do Atlético Mineiro, em março de 1979, seu nome faz alusão à relação com clube: quem canta a alvorada é o galo.

Escola de Samba Bem-Te-Vi Também fundada em 1979, a Mocidade Independente Bem-Te-Vi é representada pelas cores verde e branco. Desfilou pela primeira vez no Grupo A em 1982. A primeira vitória veio em 1990, com o tema Olimpíadas dos Deuses.

Escola de Samba Cidade Jardim A escola entra na avenida representada pelo vermelho e branco desde 1961, quando um membro da Escola de Samba União Serrana, do Aglomerado da Serra, na região centro-sul de BH, resolveu criar sua própria agremiação. Considerada uma das mais tradicionais da capital mineira, possui 11 títulos consecutivos, de 1963 a 1973. Conheça as escolas de samba e blocos caricatos de Belo Horizonte

Escola de Samba Estrelas do Vale Composta por 270 pessoas, a Estrelas do Vale representa a região do Barreiro com as cores azul e amarelo. Criada em 2010, desfilou pelo grupo B no ano passado.

Bloco Caricato Por Acaso Vencedor do Carnaval de 2012, com o tema Do pombo correio ao email, o Por Acaso tá no meio, o bloco conquistou o tricampeonato. O grupo surgiu em 2008, dois anos depois que amigos saíram às ruas do bairro Carlos Prates, na região noroeste de BH, na terça-feira de Carnaval.  

Bloco Caricato Mulatos do Samba O antigo bloco Demônios do Santo André foi transformado em Mulatos do Samba em 2000. No ano passado, ficou em segundo lugar ao desfilar o enredo Mulatos: os segredos, as crenças e as lendas do mar.  

Bloco Caricato Bacharéis do Samba Terceiro lugar no Carnaval de 2012, o grupo fez uma sátira sobre as profecias maias do fim do mundo. Campeão em 2007 e 2009, o Bacharéis do Samba ficou afastado dos desfiles por 15 anos. O bloco foi fundado em 1965 por moradores do bairro São Pedro, na Savassi.

Blocos Caricatos Inocentes de Santa Tereza Criado em 1973 por um grupo de amigos do bairro Santa Tereza, na região leste da capital mineira, o bloco parou de desfilar em 1984 e só voltou à avenida em 2006. No ano passado, apresentou uma crítica à cultura do lixo.

Bloco Caricato Infiltrados de Santa Tereza Com apenas quatro anos de existência, o bloco começou no Grupo de Avaliação, em 2010, e logo subiu para o Grupo B, em que foi campeão no ano seguinte. Em 2012, se apresentou no Grupo A com um enredo sobre os clássico do cinema. Foi fundado por moradores da comunidade Vila Dias, no bairro Santa Tereza.

Bloco Caricato Aflitos do Anchieta Criação de Pedro Paulo Grossi e Francisco dos Santos, em 1966, o Aflitos do Anchieta é um dos mais tradicionais da capital mineira. É, também, um dos blocos com mais títulos do Carnaval belo-horizontino.

Bloco Caricato Corsários do Samba Aos 53 anos, é o bloco mais antigo em atividade da capital mineira. Desde que foi criado, em 1961, durante uma conversa entre foliões em frente à Igreja Nossa Senhora das Dores, nunca deixou de sair às ruas. Mesmo quando não houve desfile oficial, lá estavam eles.  

Bloco Caricato Metralhas do IAPI Inspirado no Bloco Presidiário do Ipatinga, o bloco surgiu em 13 de março de 2006. No ano passado, homenagearam uma das mais tradicionais bandas de BH, o Santo Bando, que desfila no bairro Santo Antônio desde 2004.

Bloco Caricato Acadêmicos da Vila Estrela Moradores da Vila Estrela, no bairro Santa Lúcia, na região centro-sul de Belo Horizonte, formaram o bloco em agosto de 2011. O bloco é representado pela cores vermelho e branco e, no primeiro desfile, em 2012, falou sobre o comunidade sobre a vida na favela.

Bloco Caricato Associação Bloco Cultural Apaixonados do Samba Também fundado em 2011, desfilou pela primeira vez no Carnaval do ano passado, resgatando o compromisso com a história deste feriado. O bloco surgiu no bairro Concórdia, na região nordeste da cidade. O Apaixonados do Samba é representado nas cores verde, prata, vermelho e branco.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Minas Gerais

  • Últimas de Carnaval 2013

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!