Unidos da Tijuca e Cordão da Bola Preta marcam contagem regressiva para o Carnaval na Sapucaí

Escola do Borel encerrou a temporada de ensaios técnicos na avenida

A Liesa e a Riotur aproveitaram a passagem da Unidos da Tijuca pela avenida para fazer testes de som e luz na Sapucaí
A Liesa e a Riotur aproveitaram a passagem da Unidos da Tijuca pela avenida para fazer testes de som e luz na Sapucaí Alexandre Brum/Agência O Dia

A Unidos da Tijuca e o Cordão da Bola Preta deram as boas-vindas ao Carnaval da Sapucaí na noite do domingo (3). Após a passagem da escola do Borel, o bloco de  95 anos invadiu a passarela do samba para marcar a contagem regressiva os desfiles da escolas de samba, que começam na próxima sexta-feira (8).

Campeã do Carnaval do ano passado, a Tijuca encerrou a temporada de ensaios técnicos na avenida. Desde dezembro, as escolas de samba do Grupo Especial e da nova Série A, que reúne agremiações dos antigos grupos A e B, atravessaram a Sapucaí em preparação para os desfiles oficiais.

Rainha de bateria da azul e amarelo, a atriz Juliana Alves se esbaldou no ensaio, que começou debaixo de chuva. Acompanhada do namorado, Guilherme Duarte, a mulata mostrou toda a sua exuberância à frente dos ritmistas do Borel.

A Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) e a Riotur (Empresa de Turismo do Rio) aproveitaram a passagem da Unidos da Tijuca pela avenida para fazer testes de som e luz.

Ao som da tradicional marchinha “Quem não chora, não mama”, os foliões Cordão da Bola Preta mal esperaram o fim do ensaio da Tijuca para colorir a Sapucaí. O bloco, que, neste ano, é enredo da Alegria da Zona Sul, sacudiu o público que lotou as arquibancadas da avenida.