Carnaval 2014 Mocidade costura biografia de carnavalesco à história de Pernambuco

Mocidade costura biografia de carnavalesco à história de Pernambuco

A escola abre os desfiles da segunda-feira (3) de Carnaval, na Sapucaí

A Mocidade Independente de Padre Miguel será a primeira do Grupo Especial do Rio de Janeiro a desfilar na segunda-feira (3) de Carnaval. Vai defender o enredo Pernambucópolis, uma homenagem ao carnavalesco Fernando Pinto que fez história na escola. Anderson Abreu, diretor geral de carnaval da agremiação, explicou ao R7 como costurou biografia do carnavalesco homenageado à história de Pernambuco.

— A Mocidade vai juntar espaço sideral com Pernambuco, estado natal de Fernando Pinto. Fernando era um grande visionário.  Estamos aqui para fazer um grande desfile. A Mocidade merece vir no desfile das campeãs. Há dez anos a escola não desfila com as campeãs.

Anderson olha com orgulho para o barracão e vê o resultado de seu esforço.

— Hoje, eu olho para o meu barracão e vejo todos os carros e tenho a certeza que temos um carnaval competitivo. A nova diretoria da escola trouxe um novo ar para a Mocidade.

O homenageado Fernando Pinto foi autor de pelo menos dois desfiles inesquecíveis da Mocidade. Em 1985, ele levou o samba para o espaço com o enredo Ziriguidum 2001, que deu o título à escola. Dois anos depois transformou o Brasil numa aldeia, com Tupinicópolis.

Misturando esses dois enredos do Fernando, e ainda homenageando a terra dele, Pernambuco, surge como Pernambucópolis. O carnavalesco morreu em um acidente de carro, em 1987, quando saía do barracão da escola.

— Fernando é um grande ídolo da comunidade epara e o enredo foi pensado uma viagem sideral, onde ele desce e vai contar na avenida a história da sua terra. Até hoje ele faz falta para o Carnaval carioca. Ele era um ícone.

As alegorias tem o verde que é uma das cores oficiais da agremiação, no barracão um carro com um grande boi-bumbá chama a atenção.

— O carro do boi representa as festas pernambucanas, as crendices, a religiosidade, as festas populares e passa por todas essas transformações e eventos culturais do estado.

Essa lembrança do passado glorioso da escola está trazendo de volta muitos independentes famosos. Dudu Nobre emplacou pela primeira vez um samba-enredo na escola.

A irmã de Dudu, a porta-bandeira Lucinha Nobre, foi quem convenceu Dudu de que os dois tinham que voltar para a escola do coração. Ela ainda trouxe o mestre-sala Rogerinho para os braços de Padre Miguel.

Recentemente, Ana Paula Evangelista foi substituída por Mariana Rios como rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel.

Em entrevista ao R7, após o ser coroada rainha de bateria, Mariana falou da emoção de defender a Mocidade.

— Estou toda arrepiada e com o meu coração muito alegre. Uma emoção que não dá pra explicar. Quero levar a minha alegria para o carnaval. Fui recebida na escola com o mesmo carinho que eu recebo os meus amigos na minha casa.

Samba campeão da Mocidade

Louco de paixão, sempre vou te amar

Luz da emoção no meu cantar  

Independente na identidade  

Com muito orgulho, "eu sou Mocidade"!  

Eita saudade danada  

Vim das estrelas com meu ziriguidum  

"Parece que estou sonhando"  

Meus olhos reencontrando   Minha gente, meu lugar  

É Vitalino ao som do baião  

Tem batucada no meu São João  

"Vixe Maria" me dê proteção   Rodei ciranda com os pés na areia  

Toquei viola sob a lua cheia   Chegue venha cá forrozear  

Zabumbei meu coração  

Puxa o fole sanfoneiro  

"Arretado" é meu sertão  

Ah, meu Pernambuco ...  

Sou mameluco, do Norte sou Leão  

Um peregrino personagem de cordel  

Levo comigo meu "padim Padre Miguel"  

Eu danço frevo até o dia clarear  

No colorido do folclore vem brincar  

Abre a sombrinha que o "Galo" madrugou  

Também tem festa em Olinda, meu amor!  

Vejam quanta alegria vou levar  

Viver um sonho no espaço sideral  

Da pioneira, ergo a bandeira  

"Pernambucópolis" meu carnaval!  

Louco de paixão, sempre vou te amar  

Luz da emoção no meu cantar  

Independente na identidade  

Com muito orgulho, "eu sou Mocidade"!  

Ouça o samba e leia a letra:    

    Access log