R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Cinema/Notícias

Icone de Cinema Cinema

publicado em 01/06/2011 às 09h25:

Ator de novo X-Men fala sobre vilão do filme

Aléx González interpreta o temido Maré Selvagem em Primeira Classe

Do R7


Publicidade

O espanhol Álex González, 31 anos, marca sua estreia no cenário de Hollywood com importante papel no filme X-Men: Primeira Classe, que chega aos cinemas brasileiros nesta sexta-feira (3).

Após participar de seriados na televisão espanhola e fazer uma pequena aparição em Milk - A Voz da Igualdade, o ator dá sua primeira entrevista em inglês, cedida com exclusividade ao R7, e compartilha a história de sua experiência como o mais recente astro da série dos heróis mutantes, em que interpreta o vilão Maré Selvagem.

Você sabe tudo sobre os filmes dos X-Men?

Novo X-Men conta a história do começo da saga

Filme desperdiça potencial de jovens mutantes

Leia, abaixo, a entrevista com o ator.

 - É emocionante fazer parte desse grande mundo X-Men?
Aléx González - É muito emocionante. Para todo ator que está iniciando sua carreira, é muito diferente fazer um filme como esse, mas, para atores espanhóis, é muito mais difícil, especialmente para atores espanhóis com o meu nível de inglês.

Mas é muito emocionante, porque sou fanático pelos X-Men e estou muito feliz por estar aqui. Hoje eu estava assistindo ao ensaio e, às vezes, eu sinto que estou fora disso. É maravilhoso. Eu tenho de dizer, “Poxa, eu estou aqui, estou trabalhando. Não sou o público. Estou dentro, não fora.” É realmente lindo.

- Como você conheceu a série X-Men?
González
- Para ser honesto, eu não lia muito revistas em quadrinhos, mas é claro que assisti a todos os filmes algumas vezes. Sou um grande fã dos X-Men.

Fale-nos sobre seu personagem.
Gonzáles -
Meu personagem é o Maré Selvagem. O Maré Selvagem não é um vilão muito popular, mas no início ele começou trabalhando com o Sr. Sinistro. No filme, ele não tem qualquer relacionamento com o Sr. Sinistro, então não é como nas histórias em quadrinhos.

Ele está trabalhando com Sebastian Shaw, interpretado por Kevin Bacon. Basicamente, ele pode controlar o vento – ele pode criar tempestades com sua mão. Mas quando ele fica muito bravo, pode criar um furacão ao redor dele.

É divertido, mas é um pouco difícil fazer isso na vida real. Tenho de entrar num reboque giratório, que gira muito rápido. Assim os primeiros quinze minutos são divertidos, mas depois disso é um pouco perigoso para as outras pessoas. Elas precisam carregar guarda-chuvas, porque eu sinto como se fosse vomitar a qualquer momento. É muito fácil ficar com enjoo.

De onde é o seu personagem?
González -
Ele é mexicano. Seu nome é Janos Quested. Felizmente, em algum momento quando ele estava criando o personagem, o autor de X-Men decidiu que ele era mexicano. Felizmente para mim, pois estou aqui!

Seu personagem está sempre bravo?
González -
Sim, ele é muito perigoso. Mas, você sabe, ele é tido como muito respeitável e é muito educado. Para mim, ele é exatamente como um furacão. Quando vejo um furação de longe, ele é calmo. A única coisa que você pode ver é um tipo de tubo. Mas por dentro, bem de perto, é muito perigoso.

Por dentro do Maré Selvagem tudo é muito rápido e cheio de fúria. Ele parece ter o controle, mas no momento em que o Sr. Shaw me dá o sinal, eu simplesmente estouro, pois estou procurando fazer isso e mostrar para todo mundo. Ele é um pouco egocêntrico e no momento em que é um tornado, ele está se divertindo com isso o tempo todo.

Todos nós sentimo-nos um pouco angustiados por nosso dom. Estes caras, neste momento, sentem-se um pouco embaraçados por serem mutantes. Mas eu realmente acho que todos podem reconhecer alguma coisa neste filme, porque, em algum momento, em nossas vidas todos nos sentimos um pouco estranhos. Então você se descobre e isso é muito bom.

Riptide

Vilão, Maré Selvagem é comparado a um furacão pelo ator espanhol

É bom ser um vilão?
Sim, porque na Espanha todos os personagens que tive a chance de interpretar eram bons – talvez pelo meu rosto, porque as pessoas me dizem que meu rosto se parece com o de um bom menino. Não tenho certeza, mas os diretores parecem achar isso!  É muito legal interpretar um cara ruim e é um desafio para mim.  É uma grande chance de ser alguma coisa diferente.

É um grande elenco, você se divertiu trabalhando com eles?
González -
Com certeza, não apenas pelo fato de eu estar fazendo X-Men, o que é uma experiência muito interessante para mim, mas porque estou vivendo em Londres e melhorando meu inglês. Mesmo eu já tendo feito vários filmes na Espanha, sinto-me novamente como se estivesse fazendo meu primeiro filme. E minha primeira entrevista exatamente agora.

Sinto como se tudo estivesse começando novamente para mim, como ator, porque é tudo diferente. Há 500 pessoas no equipe. Tudo é muito diferente, tudo muito grande. Tudo está em inglês, o que é um enorme detalhe para mim! Eu me sinto muito feliz por estar aqui.

Todo mundo na Espanha me diz, “Uau, você está fazendo X-Men, sua carreira vai mudar”, mas eu não penso assim. Eu espero que sim, mas não quero pensar sobre o resultado. Eu só quero pensar sobre o processo, porque o processo é muito divertido. E talvez a história de eu estar fazendo este filme é a história que eu vou contar para meus netos, e vou dizer, “Seu avô, 50 anos atrás, ele estava no X-MEN, em Hollywood”, ou talvez não. Mas eu não quero pensar sobre isso. Tudo o que eu quero é viver o momento – aqui, agora. É realmente fantástico.

Como você conseguiu o papel?
González -
Eu estava na Inglaterra, apreendendo inglês. Eu estive lá nas duas primeiras semanas de agosto. Minha agente meu ligou e me disse que eu tinha de ir para Londres para um teste para X-Men. Foi meu primeiro teste em inglês e eu realmente não acreditava nisso.  Mas eu disse OK, então eu vim para cá, fiz o teste e, dez dias depois eu tinha me esquecido completamente disso, na verdade eu estava fazendo uma foto para uma revista na Espanha e descobri que eu tinha de ir direto para o aeroporto encontrar o Matthew, o diretor.

Eu disse, “Quem é Matthew?” Ela me disse, “O diretor de X-Men”.  Duas horas depois eu estava em Pinewood, conversando com Matthew. E alguns meses atrás, meu inglês era ainda mais terrível do que é agora. Eu não conseguia me expressar. Ele teve paciência comigo e conversamos por uns quinze minutos. 

A diretora de elenco disse, “Vá para casa e talvez nós o vejamos na próxima sexta-feira.” Eu disse, “Sim, isso seria ótimo!”  E ela disse, “Não, você não me entendeu – você tem de pegar sua bagagem e estar aqui na próxima sexta-feira, porque você ficará aqui durante os próximos quatro meses e vai fazer o papel de Maré Selvagem.” Eu não podia acreditar. 

Em alguns dias, eu tive de arrumar minha bagagem e vir para cá.  Realmente, hoje, estava pensando na minha motocicleta, meu carro e na minha volta para casa na Espanha, pois eu pensei, “Oh, deixei minha motocicleta para fora!”  Provavelmente eu vou voltar e alguém a terá roubado!

 

Veja as respostas do quiz aqui

Fique por dentro do mundo do Cinema aqui

Saiba tudo o que rola em Moda, Jovem, Música e muito mais! 

 
Veja Relacionados:  X-Men: Primeira Classe,Álex González
X-Men: Primeira Classe  Álex González 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping