Após eliminação, Mika fala sobre a experiência no Dancing Brasil: "Nunca achei que fosse chegar tão longe"

Cantor também avaliou a etapa final do reality show da Record TV

Do R7

Mika chegou longe na competição do Dancing Brasil
Mika chegou longe na competição do Dancing Brasil Divulgação/Record TV

Na reta final da competição, o cantor Mika e a bailarina Bárbara Guerra foram os eliminados do Dancing Brasil da segunda-feira (12). Com boas notas ao longo da competição, o casal deixou o reality com 12,81% dos votos. Em entrevista ao site oficial, Mika revela que está satisfeito com seu desempenho durante o reality.

— Sendo bem sincero, eu nunca achei que fosse chegar tão longe. Achava que já ia sair na primeira semana. E chegar até quase a final pra mim foi incrível.

O cantor acredita que o jurados estão sendo mais criteriosos nessa fase final da competição porque os participantes já evoluíram e assimilaram mais os passos e movimentos, e destaca que para vencer a competição, é necessário surpreender.

— São vários fatores. Claro que tem a coisa do carisma e de você conseguir fazer os movimentos. Acho que vai vencer quem for o mais ousado. Um pouquinho de ousadia pode ser o diferencial.

Com apenas três casais restantes na disputa — Jade, Leo e Maytê —, Mika prefere não revelar sua torcida pelo momento ser delicado, mas admite que qualquer uma das duplas que sair vitoriosa o deixará feliz.

— São todos meus amigos. Qualquer um que ganhar eu vou ficar feliz de verdade. Eu sei a luta que é estar lá. Sei como é difícil a preparação. Todo mundo está se dedicando muito. Mas é o público que decide. E é sempre uma surpresa. Como foi a saída da Sheila também. Todos esperavam que ela fosse até a final. Mas tudo pode acontecer.

Durante o reality, o cantor tirou de letra o desafio de aprender diversos ritmos de dança, mas admite que um dos mais exigentes para alguém que não é dançarino profissional foi a valsa.

— Tem que ter uma postura completamente diferente que não estou acostumado. As outras danças também são muito difíceis mas o lance de manter a postura é muito difícil. Porque um bailarino demora anos para ficar com essa postura e nós temos que aprender em três meses.

Mika ainda revela que só tem a agradecer pela experiência no reality.

— Foi muito divertido. Aprendi muita coisa. Levo a experiência de que posso ir além sempre. Trabalhar no limite. E quando estiver cansado pensar que meu corpo pode ir um pouquinho mais. 

Melhores Momentos

Durante a competição, Mika fez par com a bailarina profissional Bárbara Guerra, porém teve que encarar um novo desafio durante a semana das trocas de pares, quando dançou com Dani de Lova, técnica de Léo Miggiorin. O cantor revela que esse foi um dos programas mais divertidos e ainda fala sobre a diferença das técnicas.

— Cada um tem uma forma de ensinar. Uma didática. A Dani é um pouco mais tranquila na hora de ensinar então tive mais facilidade para aprender com ela. A Bárbara, por ser muito acelerada, ensina muito rápido, então às vezes não consigo assimilar o que ela está falando. Ela esquece que está falando com uma pessoa que não dança há muito tempo. Mas claro que no dia da apresentação deu uma saudade dela. 

O cantor também lembra com carinho a semana em que os casais se inspiraram em filmes para suas performances. Mika e Bárbara usaram o filme Piratas do Caribe como tema e impressionaram os jurados com o paso doble

— Aquela semana foi muito legal. E acho que foi a que mais marcou pra mim. Pela dança, pela estética da coreografia, figurino e até o personagem. Teve inclusive efeitos de canhões explodindo. Foi tudo muito especial.

Sob comando de Xuxa Meneghel, o Dancing Brasil vai ao ar toda segunda, às 22h30, na Record TV. Não perca!

Colaborou Gabriel Ferreira, estagiário do site oficial.

Confira a última apresentação de Mika e Bárbara no Dancing Brasil:

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log