R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

23 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Famosos e TV/Notícias

Icone de Famosos e TV Famosos e TV

publicado em 30/09/2009 às 14h00:

"Se sair da Globo, vou para casa", diz Chico Anysio

Em conversa exclusiva com o R7, ele diz que teve vontade de chorar na TV

Miguel Arcanjo Prado, do R7

Chico Anysio, 78 anos, depois de reclamar aos quatro ventos do que chamou de estar no "freezer" da Globo, teve um ano de 2009 produtivo.

Aos 78 anos, roubou a cena na reta final da novela Caminho das Índias, na pele do velho trambiqueiro Namit. 

O trabalho mostrou que o artista está em forma e reavivou seu carisma junto ao público e aos colegas de trabalho.

O humorista concedeu entrevista exclusiva ao R7 e contou que "tinha vontade de chorar" nos bastidores, diante de tanto carinho.

Diante de tanto sucesso, a Globo deu a Anysio um especial no fim deste ano, com os seus personagens mais clássicos.

Ele falou sobre a novela, o especial e contou que o povo na rua lhe pede a volta da Escolinha do Professor Raimundo, comandada por seu personagem preferido entre os mais de 200 que criou. 

O comediante ainda afirmou que não pretende sair da Globo, quando acabar seu contrato com a emissora, em 2012. 

Ele ainda contou que não assiste a outros programas de humor [ele afirma ser proibido por contrato de comentar a programação da Globo e de outros canais]. E diz não temer a morte, mas que "vai adiando" enquanto pode, e revela como gostaria de ser lembrado. Leia a entrevista exclusiva:

R7 - Você tem contrato com a Globo até 2012. Pretende renovar?
Chico Anysio -
Por mim, pretendo.

R7 - Você mudaria de emissora em 2012 para ter um programa só seu?
Anysio -
Não. Saindo da Globo, eu vou para casa. 

R7 - O que você achou de ter feito Caminho das Índias?
Anysio -
Foi um trabalho muito simpático e ajudou muito o personagem do Marcius [Mehlem]. Gostei muito da novela. Não somente pelo trabalho que pude realizar, mas pelo carinho de toda equipe para comigo. Foi inesquecível. Gostei muito do personagem, porque ele me deu o direito de encaixar os meus cacos. Claro que com a permissão da Gloria Perez.

R7 - Como você era tratado nos bastidores da trama?
Anysio -
Eles me tratavam como se eu fosse o Sean Connery [risos]. Os atores só me diziam palavras de elogio, de agradecimento. Coisas que muitas vezes me davam vontade de chorar.

R7 - Chico, é notório seu desejo de ter um grande programa na Globo...
Anysio -
Você está enganado. Nem passa pela minha cabeça esta idéia de fazer um grande programa na Globo. Isto eu já fiz por 36 anos seguidos e sem férias.

R7 - Mas você não acha que as pessoas sentem falta de você na tela?
Anysio -
Sim, sentem. Mas isso é uma coisa previsível, porque eu os acompanhei desde o tempo em que eram crianças e tinham medo do Bento Carneiro.

R7 - O que o povo costuma dizer na rua para você?
Anysio -
Que querem a volta da Escolinha.

R7 - Por que você acha que a Globo resolveu acabar com a Escolinha do Professor Raimundo, mesmo sendo sucesso de audiência?
Anysio -
Eis aí uma coisa que eu não sei e ninguém na Globo sabe.

R7 - Tem esperança de um dia voltar com a Escolinha?
Anysio -
Já tive, durante alguns anos. Mas não tenho mais.

R7 - A Globo decidiu lhe dar um especial de fim de ano com personagens seus...
Anysio -
É verdade. Já estamos trabalhando nisso.

R7 - O que achou dessa oferta?
Anysio -
É uma coisa lógica, porque eu tenho tarimba e um "elenco" sem tamanho. O programa foi entregue ao [diretor Maurício] Sherman e ele está em boas mãos.

R7 - Você acha que esse especial é fruto de suas reclamações na imprensa da falta de consideração da emissora com você?
Anysio -
Espere aí. Eu nunca falei em falta de consideração da emissora para comigo. Eu sou um ator global e adoro a Rede Globo. A Globo é a minha casa, uma casa que eu ajudei a fazer, porque quando entrei para ela a Globo era a quarta colocada no Ibope, atrás das TVs Rio, Tupi e Excelsior.

R7 - Você se considera o maior humorista brasileiro?
Anysio -
Não. Acho que nos jovens humoristas há vários que vão disputar essa colocação. 

R7 - O que achou da Globo dar um quadro para seu filho, Bruno Mazzeo, no Fantástico?
Anysio -
Achei uma coisa certa, porque ele fez por merecer. Não assisto sempre, mas já vi uns três ou quatro e gostei muito. Mas o programa do Multishow é melhor.

R7 - O que você acha dos atuais programas de humor na TV?
Anysio -
Não vejo e, por isso, não posso opinar.

R7 - Acha que falta respeito com os profissionais mais experientes que construíram a televisão?
Anysio -
Não sinto falta de respeito de ninguém para com ninguém. Os novos e antigos têm seus espaços e respeitam uns aos outros.

R7 - Quem serão os 'Chicos Anysios' do futuro?
Anysio -
Não haverá. Aquela frase do "ninguém é insubstituível" não se aplica à comédia, porque na comédia todos nós somos insubstituíveis. Nunca mais haverá um Mussum, um Zacarias, um Rogério Cardoso, um Francisco Milani, um Grande Othelo, um Oscarito, um Bussunda, um Chico Anysio.

R7 - Você tem medo de morrer?
Anysio -
Medo, não. Mas, se puder, vou adiando...

R7 - Como você gostaria que se lembrassem de você?
Anysio -
Como um cara que fez da melhor forma possível o trabalho que tinha a fazer.

Veja Relacionados:  Chico Anysio, Globo
Chico Anysio  Globo 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping