R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

23 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Famosos e TV/Notícias

Icone de Famosos e TV Famosos e TV

publicado em 10/07/2012 às 18h03:

Emocionado, Dado Dolabella diz que não vê o filho desde abril: “Sinto dor por não vê-lo”

Ator desmentiu agressão ao filho e falou sobre sua absolvição no caso Viviane Sarahyba

Elba Kriss, do R7


Publicidade

Nesta terça-feira (10), Dado Dolabella recebeu uma ótima notícia. Acusado, em 2010, de agressão pela ex-mulher, a modelo Viviane Sarahyba, o ator foi absolvido na 1ª Vara de Violência Doméstica, no Rio de Janeiro.

Dado, no entanto, comemorou o fato diante de outra polêmica. Ele foi acusado por sua ex, Fabiana Vasconcellos Neves, de ter agredido o filho do casal, Eduardo Neves, de 2 anos. A suposta agressão foi registrada na 16º Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, no dia 30 de junho.

Segundo Dolabella, o fato teria acontecido na Páscoa. Eduardo teria mordido o irmão, João Valentim, filho do ator com Sarahyba. Dado, como pai, reprimiu a atitude do filho.

Comunicada pela babá, Fabiana teria tomado a decisão de registrar um boletim de ocorrência. Dado, por sua vez, ficou surpreso com a atitude da ex. Além do processo na justiça, ele também enfrenta dificuldades em ver o pequeno Eduardo.

Em entrevista ao R7, Dado Dolabella, ator de Máscaras (Record), conta, em detalhes, como enfrentará esse novo capítulo de sua vida.

R7: Dado, todos tomaram conhecimento da acusação da Fabiana na segunda-feira (9). Você já sabia disso ou foi pego de surpresa?
Dolabella:
Eu já sabia e fiquei consternado. Primeiro, fiquei chocado com essa atitude da Fabiana. Uma mãe deveria pensar no filho. Ela está me acusando de uma coisa completamente absurda. Resultado de um telefone sem fio.

Com isso, seu nome estampou os jornais novamente. Como é viver mais essa polêmica?
Dolabella:
É, mas você sabia que eu fui absolvido em um caso que me acusaram de agressão [caso Viviane Sarahyba]? O que acontece é que a mídia, automaticamente, faz uma tempestade em qualquer circunstância. Ainda mais quando se trata de assuntos judiciais. Mas tudo isso está caindo. A verdade demora um pouco para vir à tona, mas vem.

Como surgiu essa acusação de agressão ao seu filho de apenas 2 anos?
Dolabella:
A Fabiana não estava no dia em que aconteceu. Ela ficou sabendo a partir de outra pessoa.

E o que realmente aconteceu com o Eduardo?
Dolabella:
O que realmente aconteceu foi que o Valentim estava brincando feliz com o Eduardo, que ficou incomodado com o irmão em algum momento e deu um tapa nele. Eu o reprimi, falei que isso não se faz com um irmão. Enfim, ele ficou de castigo por 15 minutos. Depois, quando saiu do castigo, empurrou o irmão novamente. O coloquei no castigo mais uma vez. Mesmo assim, quando saiu do castigo, ele tornou a agredir o irmão com uma mordida no rosto, que quase tirou sangue. O Valentim ficou com uma marca no rosto por uns três ou quatro dias. Quando isso aconteceu, o reprimi com mais firmeza. Falei: “Você está maluco? Como é que você morde o rosto do seu irmão? É débil mental?”. Segurei o braço dele com mais firmeza, sim. Mas para ele entender que estava errado. Onde está o mau-trato nisso? Foi porque chamei de débil mental? Ele nem sabe o que é isso. Tudo isso foi algo que incomodou muito mais a ela (Fabiana) do que a ele.

E como o Eduardo passou o restante do dia?
Dolabella:
Ele foi embora querendo ficar mais tempo comigo. O Dudu tem dois anos. Entendeu o castigo. Ficou um pouco ressentido, mas, depois, fez carinho no irmão, beijou o Valentim e tudo ficou bem. Quando ele chegou à casa da Fabiana, provavelmente, a babá deve ter contado o que aconteceu.

E isso aconteceu em abril, certo?
Dolabella:
Sim, foi na Páscoa. Foi na minha casa, com quatro pessoas que viram tudo. São pessoas que nem da minha família são. A empregada que trabalha com a Vivianne viu e a própria empregada da Fabiana também. Além disso, um amigo meu que estava hospedado aqui em casa testemunhou tudo também. Minha mulher, que estava na sala, viu também. Não aconteceu nada de mais, gente. Aconteceu em abril e para você ver, ela (Fabiana) demorou em abrir esse processo. Fez isso muito bem planejado.

Dado Dolabella
Dado Dolabella com os filhos João Valentim e Eduardo em 2010 — Reprodução


E como você está diante de tudo isso?
Dolabella:
Para mim, o que me dá mais tranquilidade é a minha relação com o Dudu, que continua maravilhosa. Apesar de eu não ter conseguido vê-lo mais. Ela sumiu. Todas as vezes que eu o procurei, recebi a notícia de que ele estava doente, de que estava com febre... Não consigo vê-lo desde que isso aconteceu. Ela (Fabiana) não pode se esquivar mais e não tem o direito de me impedir de vê-lo. Sei que isso é alienação parental.

Então, você não vê o Eduardo desde abril?
Dolabella:
Isso. Desde abril. Desde a Páscoa.

E como é ficar tanto tempo sem ver um filho?
Dolabella:
Sinto dor. Dói [com a voz embargada]. Sei que nada vai estragar a nossa relação. Tenho fé na justiça, apesar de ser lenta. Mas sei que, apesar de não ter mais contato, nada vai estragar a minha relação com o meu filho. Eu e meu advogado já estamos resolvendo isso. Ela não pode me proibir de vê-lo. Ele passava quase todo final de semana em casa. Dormia comigo...

Os irmãos sentem falta do Eduardo?
Dolabella:
A Ana não fala, tem só oito meses. Mas o Valentim já sente falta. Eles vinham juntos para cá e brincavam. Agora, sente a falta do irmão. É tudo tão absurdo, né? Sinceramente, acho que, mais uma vez, as crianças são as mais prejudicadas. O Dudu está exposto na mídia e tudo vira uma avalanche de boatos. Ele está envolvido em tudo isso de uma forma desagradável. Antes de ter feito esse processo, ela deveria ter pensado melhor pra não expor o filho dessa forma.

Em sua opinião, qual a razão dessa acusação de agressão?
Dolabella:
Acredito que tem alguém influenciando ela erroneamente. Alguém deve estar querendo se beneficiar. Transformar isso em um ato criminal. Fico pensando... Sabe que eu posso mandar minha ex-mulher para a cadeia?

A Vivianne Sarahyba?
Dolabella:
Sim. Ela fez uma denúncia caluniosa, mas eu fui absolvido. Ela disse que eu a agredi. A decisão saiu hoje e fui absolvido. Meu advogado me perguntou se eu quero processá-la por denúncia caluniosa. Ela poderia ficar de 2 a 9 meses condenada, sem direito a fiança. Na hora que ele falou isso veio a imagem do meu filho na cabeça. Você acha que eu quero meu filho com a mãe presa? O que eu falo para o meu filho? Não quero fazer isso. Não quero processar ninguém. Ela é mãe do meu filho. Já tenho tanto mar negativo na minha vida. Eu quero é paz.

E a Fabiana? Qual seria a intenção dela com essa acusação?
Dolabella:
Eu não consigo entender. A única coisa que vejo nisso tudo são os 15 minutos de fama. Agora, ela saiu em todos os sites, jornais e revistas do Brasil. Ela quer me enfraquecer judicialmente. Me enfraquecer para conseguir mais dinheiro.



E como você, juntamente com o seu advogado, vai encarar isso?
Dolabella:
Com a verdade. Nada mais forte do que a verdade e as testemunhas que estavam presentes. Quero prestar depoimento antes mesmo da intimação. Estou seguro na minha forma de educar meus filhos. Não extrapolei. Estou com a consciência tranquila.

 

Veja Relacionados:  dado dolabella, tv, famosos, celebridades,
dado dolabella  tv  famosos  celebridades 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping