R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Famosos e TV/Notícias

Icone de Famosos e TV Famosos e TV

publicado em 28/03/2012 às 11h22:

Morre jornalista Millôr Fernandes no Rio de Janeiro

Escritor morreu em casa, em Ipanema, de falência múltipla de órgãos

Do R7


Publicidade

Morreu, na noite desta terça-feira (27), em casa, em Ipanema, no Rio, o escritor e jornalista carioca Millôr Fernandes. 

Ele tinha 88 anos e teve falência múltipla de órgãos, segundo familiares. 

Millôr nasceu em 16 de agosto de 1923, mas só foi registrado em 27 de maio de 1924. Por isso, tinha duas datas de aniversário e, nos documentos, ainda tinha 87 anos.

O velório está marcado para a capela 2 do Memorial do Carmo, a partir das 15h desta quinta-feira (29), informou o cemitério. 

Millôr foi um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro. 

História de Millôr se confunde com a do jornalismo brasileiro

André Forastieri: Millôr Fernandes foi um gênio cheio de coragem

Miguel Arcanjo: Millôr Fernandes foi um libertário no teatro

Escreveu para a revista Cruzeiro e para a Veja, na qual teve uma coluna de humor. 

Ele foi um dos criadores do semanário O Pasquim, sucesso nas bancas em fins dos anos 1960 e começo dos anos 1970.

Veja como foi a vida de Millôr:



Veja as famosas frases de Millôr: 

Deus é humorista
 
Millôr Fernandes - Escritor e cartunista

O cadáver é que é o produto final. Nós somos apenas a matéria prima.


O homem é o único animal que ri. E é rindo que ele mostra o animal que é.


O preço da fidelidade é a eterna vigilância.


Não existe o tempo. Existe o passar do tempo.


Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos muito bem.


Não adianta prever males futuros. Batatas apodrecem.


Eu sei sempre do que é que estou falando. Tirando isso não sei mais nada.


Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados.


O homem é um animal inviável.


Brasil, condenado à esperança.


Eu sou do tempo em que o homem é quem tinha ereção.


Arte é intriga.


Para bom entendedor meia palavra basta. Entendeu ...ecil?


Baiano só tem pânico no dia seguinte.


O dinheiro não é tudo. Tudo é a falta de dinheiro.


Todo homem nasce original e morre plágio.


Ontem, ontem tinha agá, hoje não tem. Hoje ontem tinha agá e hoje, como ontem, também tem.


Idem, que economia de palavras!


Ás vezes você está discutindo com um imbecil... e ele também.


Eu também não sou um homem livre. Mas muito poucos estiveram tão perto.


A esperança tem que ter a audácia do desespero.


Fobia é um medo com PhD.


O acaso é uma besteira de Deus.


A probidade não tem cúmplices.


O psicanalista é o íntimo do âmago.


O otimista não sabe o que o espera.


Veja o vídeo:

 
Veja Relacionados:  millôr fernandes, morte, morre
millôr fernandes  morte  morre 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping