R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

20 de Dezembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Famosos e TV/Notícias

Icone de Famosos e TV Famosos e TV

publicado em 08/01/2013 às 08h57:

Mulheres Ricas 2 estreia causando constrangimento e Narcisa comanda

Programa hipnotiza pela vulgaridade

Odair Braz Junior, do R7*


Publicidade

Um bando de histéricas achando que são refinadas e que têm bom gosto só porque são cheias da grana. Assim começou a segunda temporada de Mulheres Ricas, na Band, com um elenco quase todo novo, com exceção de Val Marchiori e Narcisa Tamborindeguy, que retornam.

A atração, neste segundo ano, ganhou em agilidade na edição, que ficou mais espertinha, mas não tem jeito: é deprimente ver aquelas mulheres exibindo suas futilidades. Andréa Nóbrega, ex-mulher do apresentador Carlos Alberto de Nóbrega é, com certeza, a que deu mais vergonha alheia. Tem uma risada bizarra, ficou histérica por causa de um show do Fábio Juniô (como ela pronuncia) e reclamou várias vezes do ex. Simplesmente patético.

Quem também impressiona pela tosquice é Aeileen Kunkel. Ninguém sabe muito bem quem ela é ou o que faz, sabe-se que monta a cavalo e quer ser cantora. A probrezinha – embora seja rica – vai passar vergonha tentando mostrar seu talento. É que ela não canta nada e será piada rapidinho. Se é que já não virou.

Cozete Gomes, uma megaempresária, disse em sua apresentação que se acha linda, meiga, elegante, alta e sensual. Só faltou falar também que é modesta. Mariana Mesquita, mulher do ex-jogador Luizão, é bem bonita, tem corpo malhado e a especialidade parece ser dar festas fechadas. É a que tem mais desespero em aparecer.

Enfim, esse é o elenco novo do Mulheres Ricas. O programa chega a hipnotizar pela vulgaridade e completa ausência de noção das participantes e é um repeteco do que se viu na primeira temporada. Uma tristeza só.

A única coisa que salva o programa do marasmo total é Narcisa Tamborindeguy. Ela volta mais alucinada ainda e é quem arranca risadas do espectador. Ela chegou até a falar na cara que Mariana é maria-chuteira. Sem nenhum constrangimento. Foi um ponto alto da estreia.

A única maneira de deixar o Mulheres Ricas interessante seria virar as participantes do avesso. A gente já sabe que elas são ricas, destrambelhadas e que vão se exibir até dizer chega. Assim, o bacana seria colocá-las para morar por três meses numa periferia dessas bem afastadas, com poucos recursos, sem assessores, sem carro e com dinheiro contado. Aí sim teríamos um reality sensacional. Do jeito que está, é mais do mesmo.

*Odair Braz Junior é crítico do R7 e suas opiniões não refletem necessariamente as do portal.

 
Veja Relacionados:  mulheres ricas, band
mulheres ricas  band 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping