Ruben faz menção de pegar uma corda para resgatar o irmão, que grita por socorro. Simeon não permite e o convence a desistir. Apavorado, José se levanta com dificuldade. Ele tenta escalar as paredes, mas é impossível alcançar a saída. José continua apavorado. Ele encontra um galho, o quebra no meio e encrava na parede. Ele escala aos poucos, como um alpinista. De repente, ele finca o galho em uma parte úmida e acaba caindo.

Aflito, José grita por socorro. Ruben tenta pegar a corda novamente, mas Simeon não colabora. Ruben se afasta em busca de algo para conseguir resgatar José. Ele pede que Judá fique de guarda para não permitir que ninguém toque em José. Ainda dentro do buraco, o favorito de Jacó grita muito, mas não tem resposta. Ele se segura para não chorar e se senta no chão. Simeon pega a túnica de José e veste. Judá explode e decide resgatar o irmão. Levi e os outros se colocam na frente para não permitir.

Eles percebem que Ruben sumiu. Jetur se aproxima com seus escravos. Simeon se prepara para uma luta, afinal, o homem saqueou o acampamento. Judá sugere que José seja vendido como escravo para que ninguém se suje com o sangue do rapaz. Ao avistar os filhos de Jacó, Jetur pede que todos se preparem para uma batalha. Ele se aproxima dos jovens, mas Simeon faz questão de se mostrar pacífico. Maldoso, o hebreu sugere que façam negócios. Uma corda é jogada no buraco e José começa a subir.

Quando alcança a saída, o preferido de Jacó é empurrado por Simeon, na direção de Jetur. José não entende muito bem. De repente, Simeon e Levi o amarram e recebem os siclos de prata. José se desespera e começa a falar, quando Levi decide amordaçá-lo. Judá se arrepende de sua ideia. José leva uma chicotada e acaba sendo obrigado a se juntar aos outros escravos. Jetur parte, sob o olhar arrependido de Judá. Ruben consegue improvisar uma corda e retorna para tentar resgatar José. Quando chega, não encontra ninguém e acredita que os irmãos mataram o favorito de Jacó.

Ele se ajoelha e chora, arrependido. Simeon mata um animal e mancha a túnica de José com sangue. Ruben observa os irmãos chegando e pergunta por José. Ele se revolta ao saber que seu irmão foi vendido e decide tentar resgatá-lo. Judá o apoia, mas todos os outros se colocam à frente e não permitem que a dupla saia. Simeon revela que contará ao pai que José foi morto por uma besta selvagem. Jacó chora copiosamente pela suposta morte do filho. As mulheres se aproximam, atraídas pelos gritos, e algumas desconfiam dos irmãos do rapaz. José é humilhado por Jetur.