Babi Xavier e Vitor Hugo em cena do primeiro capítulo. Foto: Michel Angelo/Record

José do Egito é a primeira experiência de Babi Xavier em uma minissérie de época. Por isso, a atriz usou e abusou de todos os recursos para mergulhar no universo de Elisa, sua personagem na trama adaptada por Vivian de Oliveira.

Desde o começo da novela, o telespectador pode ver a parceria entre Babi e Vitor Hugo, que vive Judá, o marido de Elisa na história. O ator, segundo Babi contou ao R7, foi fundamental para a criação da personagem.

— O Vitor é um cara muito generoso como ator. Quando a gente trabalha em dupla assim, é uma sorte ter isso. Fui muito franca com ele. Eu disse: “Eu preciso de você, da sua liderança”. Eu precisava pegar na mão dele e ele me mostrar o caminho porque essa é a terceira minissérie dele e é a minha primeira da vida! Ele me ajudou demais.

+ Brigas e mais brigas! Relembre os conflitos familiares da minissérie

Para quem não sabe, Vitor foi do elenco de A História de Ester, como Teres, de Rei Davi, como Mefibosete, e agora está em José do Egito. Elisa é uma mulher muito frágil de saúde que sofrerá grandes golpes da vida, como a morte dos dois filhos, Er (Binho Beltrão) e Onã (Henrique Ramiro).

Com tanta carga emocional, Babi precisa de uma válvula de escape poderosa para deixar no estúdio todo o drama da personagem. E essa válvula tem nome doce.

— A Cinthia [filha da atriz] que me faz tirar tudo isso. Quando eu entro em casa e a vejo, acabou a Elisa. Eu ainda vou para casa exausta de todo o drama da Elisa. Mas quando eu boto o pé em casa, eu a vejo e pronto, some tudo.