Carla Cabral e Guilherme Winter em cena na minissérie. Foto: Munir Chatack/Record

Nos primeiros capítulos de José do Egito, já deu para reparar que tem brasa queimando em chama viva entre Ruben e Bila. O primogênito de Jacó (Celso Frateschi), vivido por Guilherme Winter, não consegue esconder a paixão que sente pela esposa do pai, interpretada por Carla Cabral.

Essa confusão do coração ainda vai ganhar muito pano para manga. Quem garantiu isso ao R7 foi o próprio Guilherme nos bastidores da minissérie, no RecNov, no Rio de Janeiro.

— É uma coisa de pele, de tesão. É paixão mesmo. O Ruben não pensa no pai neste momento, ele age pelo impulso, pela vontade de ficar com ela, e acaba não pensando muito na família e em tudo que essa relação pode causar. Ele é o primogênito, mas não está muito preocupado com isso.

Siga as estrelas de José do Egito no Twitter. Clique!

O beijo entre Bila e Ruben está bem próximo de acontecer. A esposa de Jacó está resistindo bravamente, mas já deu para notar que também fica de perna bamba quando escuta os cortejos do jovem.

— Depois disso, a relação entre pai e filho ficará bastante estremecida, porque o Ruben fica sempre com a pulga atrás da orelha pensando se o pai sabe do romance ou não. A mãe dele, Lia (Denise Del Vecchio), dá o flagrante. Já o pai vê os dois juntos, mas eles não sabem que Jacó está ali. E Jacó não chega direto e enfrenta o filho. Ele sempre dá umas indiretas na Bila e no Ruben. Fica aquele climão.

Fora das telas, a amizade entre Guilherme e Carla começou nos corredores do RecNov e deu liga. Os dois atores conseguiram achar o ponto certo dos seus personagens e a química na tela é evidente.

— A Carlinha é ótima de jogar, é uma colega, parceira, amiga e a cena do primeiro beijo ficou muito bonita. Eu acho que o público não vai ficar muito a favor dos dois, por conta de ser uma coisa proibida, mas eu tenho um pouco de expetativa que as pessoas entendam e se humanizem com o amor deles.