R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

30 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Jovem/Notícias

Icone de Jovem Jovem

publicado em 30/09/2012 às 11h06:

Z Festival conecta a geração das redes sociais ao velho sentimento de se desligar de tudo e se ligar na música

Demi Lovato, The Wanted e McFly foram algumas das atrações que agitaram São Paulo

Do R7*


Publicidade

As lágrimas querem cair, os joelhos tremem, as mãos suam e o coração dispara. Será que é possível aguentar toda essa adrenalina? Tem que aguentar! Afinal de contas, não é todo dia que você pode chegar tão perto de alguns dos seus maiores ídolos.

E foi assim que as cerca de 18 mil pessoas que lotaram a Arena Anhembi, em São Paulo, neste sábado (29) se sentiram: nervosas pelo encontro com alguns dos grandes nomes da música atual, mas prontas para encarar qualquer coisa para poder vê-los de pertinho.

Manu Gavassi promete novidades para o show deste sábado (29)

Fãs estão ansiosos para estreia solo de Chay Suede

"Estou muito nervoso", revela Chay Suede sobre sua estreia


O Z Festival, que está em sua segunda edição, é o evento que reúne artistas que estão na boca, na cabeça e nos ouvidos da nova geração. No ano passado, a grande atração era ninguém menos que Justin Bieber. Este ano, a produção também não fez feio ao escolher quem iria chamar para ocupar os dois palcos montados na Arena. Nomes como a cantora Demi Lovato, as bandas The Wanted, McFly, Big Time Rush, Hot Chelle Rae, Yellowcard, Rock Bones e o DJ Torrada tinham a missão de agitar o público. Missão mais do que cumprida! Confira abaixo alguns dos destaques dessa noite de música.

A força e o exemplo de Demi Lovato

Única moça no meio de tantos garotos que subiram ao palco, Demi Lovato mandou muito bem. Essa já é a segunda vez, apenas neste ano, em que Demi faz shows no Brasil. Com uma voz potente, que arrepia até os mais sisudos, a cantora conseguiu não só sacudir a plateia, mas fez também com que todos parassem um pouco para refletir.

Vítima de bullying, Demi passou por tempos difíceis, em que se mutilou de propósito e precisou ser internada em uma clínica de reabilitação para curar um distúrbio alimentar. Em determinado momento do show, ela disse que não estaria ali se não fosse pelos fãs, que a ajudaram muito num momento tão difícil. Além disso, ela pediu para que todos que tivessem algum problema do tipo procurassem ajuda e não sofressem sozinhos. Logo em seguida, ela cantou ao piano a música Skyscraper, que fala de superação, e emocionou a todos.

A cantora, que agora também é jurada do programa de calouros americano The X Factor, fez uma bem humorada crítica a quem fala sobre seu peso. Ao cantar um trecho da música La La Land, em que diz ser uma garota normal que ainda come fast food, Demi empinou o bumbum com orgulho das curvas que tem e arrancou aplausos da plateia.

A cumplicidade envolvente do The Wanted

O momento mais aguardado da noite havia chegado. Um dos maiores fenômenos musicais da atualidade subia ao palco para fechar a noite. E se as expectativas eram grandes, o resultado foi maior ainda. Esbanjando simpatia, carisma e muito talento, os cinco rapazes britânicos da banda The Wanted puseram todo mundo para cantar. Dos grandes hits Glad You Came e Chasing The Sun até a mais nova I Found You e o primeiro sucesso All Time Low. A cumplicidade dos membros da banda era visível e deixava tudo ainda mais legal. Isso também era perceptível em suas vozes, que pareciam se completar. Uma mais doce, outra mais áspera, a voz mais potente, uma bem suave e a voz sedutora. Falando em sedução, os meninos, que são mesmo muito bonitos, arrancaram gritos e suspiros da plateia. Mesmo que não seja uma "boy band" tradicional, com coreografias ensaiadas e trocas de figurinos, a The Wanted conseguiu mostrar para o público de São Paulo que eles não fazem sucesso unicamente porque são rostinhos bonitos. Talento não falta aos britânicos! E isso ficou ainda mais evidente quando eles fizeram um medley com sucessos da banda Coldplay. Arrasaram!

A superprodução dos garotos "saidinhos" do Big Time Rush

Saídos de uma série de TV, os meninos do Big Time Rush foram a grande surpresa da noite. Tudo porque eles trouxeram para o festival uma superprodução, com cenário bem feito, várias trocas de roupa e até uma cama elástica no meio do palco. E é nisso que eles se diferenciam da maioria das bandas atuais. Os garotos trazem de volta o espírito das bandas de rapazes dos anos 90, com coreografias muito bem ensaiadas. Eles também causaram o maior alvoroço ao dizer em português que os melhores bumbuns – eles usaram outra palavra – eram os das brasileiras. Nada bobos, hein? Aliás, eles chamaram quatro fãs sortudas para sentar ao lado deles em cima do palco e cantar a música Worldwide.

A farra energética do McFly

Depois do show dos garotos do McFly, só respirando, tomando uma água e dando uma sentadinha, viu? Quanta energia eles têm! Do primeiro acorde até o momento em que eles saem correndo do palco, foi uma verdadeira maratona, mas daquelas que não deixam nem um pouquinho de espaço para a preguiça. Mesmo nas músicas mais calmas, eles conseguiram levantar a galera. E não faltaram caras, bocas e muitas brincadeiras.

 O vocalista Danny Jones até foi cantar no meio da plateia, sem medo nenhum. Resultado? Acabou perdendo o suspensório. Faz parte. O que interessa é que o show foi cheio de energia e não deu para ficar nem um segundo parado.

 A elegância divertida do Hot Chelle Rae

Usando um belíssimo traje de gala, o vocalista Ryan Follesé cumprimentou o público antes de dar início a uma ótima apresentação. Além de cantar músicas próprias, como o super hit Tonight Tonight, eles deram show ao fazer um medley com grandes sucessos de artistas como Katy Perry eTaylor Swift. Animaram todo mundo! Assim como os meninos do Big Time Rush, eles também chamaram fãs para subir ao palco. Uma dela, inclusive, ganhou um microfone para fazer o rap da canção I Like It Like That.

Uma noite de conexões

O Z Festival foi criado especialmente para a Geração Z, essa que já nasceu conectada. Talvez essa seja a metáfora perfeita. Já que nunca desligamos celulares, smartphones, computadores e afins, que tal nos conectarmos de um jeito diferente? As lágrimas que querem cair, os joelhos que tremem, as mãos que suam e o coração que dispara. Tudo isso é parte de uma das conexões mais interessantes que podemos fazer. A conexão com a música. 

 
Serviço

No Rio de Janeiro, o Z Festival foi dividido em dois dias. O segundo dia acontece neste domingo (30) no HSBC Arena. Ainda restam ingressos.
 

 *Colaborou Felipe Gladiador, estagiário do R7

 

 

 
Veja Relacionados:  Demi lovato
Demi lovato 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping