R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

19 de Dezembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Música/Notícias

Icone de Música Música

publicado em 04/01/2010 às 08h37:

R.E.M. lança álbum ao vivo diferenciado

CD duplo investe em repertório que foge dos sucessos mais óbvios

Fabian Chacur, do R7

Em 2007, chegou às lojas R.E.M. Live, primeiro álbum oficial ao vivo da consagrada banda americana. Antes, eles haviam lançado gravações ao vivo apenas como bônus de singles, hoje raros e disputados pelos fãs mais fiéis.

Agora, sai Live At The Olympia In Dublin, outro álbum duplo gravado ao vivo. Estaria o quarteto caindo na mesmice? Não mesmo! Para começo de conversa, apenas três canções se repetem nos dois lançamentos: I'm Gonna DJ, Cuyahoga e Drive.

O conceito dos dois trabalhos é oposto. Enquanto o anterior tinha como foco os maiores sucessos dos 30 anos de carreira dos músicos oriundos da cidade de Athens, estado da Georgia, o novo mergulha em canções menos óbvias.

As gravações ocorreram na cidade irlandesa de Dublin, durante cinco shows realizados no final de 2007. O grupo divulgou as apresentações como se fossem ensaios abertos para a turnê que realizaria no ano seguinte.

Da década de 80, temos aqui 22 faixas. Quatro canções foram extraídas de seu disco de estreia, o EP (extended play, espécie de compacto duplo) Chronic Town, de 1982, entre as quais as sensacionais Gardening At Night e Carnival Of Sorts (Box Cars).

Reckoning (1984) é o disco desse período com mais faixas incluídas no repertório, seis, entre elas as fantásticas So. Central Rain e Second Guessing.

A surpresa fica por conta de cinco faixas do subestimado (e ótimo) Fables Of The Reconstruction (85), entre elas maravilhas do naipe de Feeling Gravitys Pull, Maps And Legends e Driver 8.

Além das releituras de canções mais antigas o grupo aproveitou para mostrar aos fãs irlandeses em primeiríssima nove das onze músicas do então ainda inédito álbum Accelerate, lançado em 2008. 

As versões são ótimas e bem próximas das registradas posteriormente em estúdio.

Nos shows, Michael Stipe (vocal), Peter Buck (guitarra) e Mike Mills (baixo) têm o apoio de Scott McCaughey (guitarra e vocais) e Bill Rieflin (bateria). O entrosamento e a garra dos músicos é absurda, além da demonstração do prazer em cada acorde, cada vocal, cada canção tocada. A cumplicidade do público presente também é total.

Curiosidade: Disguised mudou de nome, tornando-se depois Supernatural Superserious.

Live At The Olympia In Dublin é o registro de uma banda extremamente coesa e motivada, que toca canções antigas e recentes com a mesma motivação. Para eles, o que importa é o prazer em partilhar grandes músicas com seu público.

Veja Relacionados:  r.e.m,michael stipe,peter buck,mike mills
r.e.m  michael stipe  peter buck  mike mills 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping